Desde 02/06/2003 Criação, produção e edição: Edu Cesar


papodebola@gmail.com


papodebola


sitepapodebola


edupapodebola


(51) 99843-7700

SOBRE ESTA SEÇÃO
Imagens que marcaram época, sons inesquecíveis, personagens que fizeram história. Para entender o presente, é preciso conhecer o passado. Aqui, recordar é mais do que viver. É saber, é contextualizar, é rememorar. Viaje no tempo.
 
LEIA AQUI as colunas anteriores
 
Sábado, 26 de maio de 2018
5 anos sem Roberto Civita

São completados hoje pela morte deste economista e jornalista nascido na Itália e vindo ao Brasil na adolescência. Ingressou em 1958 na Editora Abril, criada por seu pai Victor Civita, e assumiu o comando à partida dele em 1990.

Nascido em 1936 e editor da revista Veja desde o lançamento em 1968, o empresário ampliou os negócios da Abril ao liderá-la com o ingresso na televisão, tanto com a MTV Brasil quanto com as operadoras pagas TVA e DirecTV.

Um dos investimentos televisivos da Abril na gestão de Roberto foi a ESPN Brasil, da qual era detentora em 50% (os outros eram da proprietária americana Disney). Posteriormente, ela vendeu sua metade das ações.

Separei de 1996 uma entrevista concedida por ele no "Roda Viva", da TV Cultura, ao apresentador Matinas Suzuki Jr. e aos jornalistas Alberto Dines, Gabriel Priolli, Marcelo Pontes, Elvira Lobato, Arnaldo Bloch e Etevaldo Siqueira.



Seu sepultamento aconteceu em Itapecerica da Serra, na Grande SP, com diversas lideranças acompanhando o velório. O "Jornal da Record", apresentado por Adriana Araújo, cobriu o funeral em reportagem de Ogg Ibrahim.

Torneios de futebol, todas as modalidades e variedades não-esportivas.

Destaques da imprensa esportiva. O que acontece em TV, rádio, jornal e web.

Podcasts com pitacos sobre os esportes e outros registros interessantes.

Convidados escrevem sobre temas de agora no futebol e em todos os esportes.

Para entender o presente, é preciso conhecer o passado. Aqui se faz isso.

Teste de conhecimentos com direito a charadas e perguntas "pega-ratão".

Verde para o bom, vermelho para o ruim e amarelo para chamar a atenção.

Gente do esporte dá dicas de livros, filmes, música, culinária e mais.