Desde 02/06/2003 Criação, produção e edição: Edu Cesar


papodebola@gmail.com


papodebola


sitepapodebola


edupapodebola


(51) 99843-7700

SOBRE ESTA SEÇÃO
Imagens que marcaram época, sons inesquecíveis, personagens que fizeram história. Para entender o presente, é preciso conhecer o passado. Aqui, recordar é mais do que viver. É saber, é contextualizar, é rememorar. Viaje no tempo.
 
LEIA AQUI as colunas anteriores
 
Quinta, 24 de maio de 2018
30 anos do Estádio Hermínio Ometto

Infelizmente, não houve o que comemorar na sexta-feira passada pois o estádio de Araras não recebe mais partidas devido ao licenciamento do outrora grande e hoje infelizmente minguadíssimo União São João.

Foi do União o primeiro gol do local, num empate por 1 x 1 com o Botafogo de Ribeirão Preto. Assista duas matérias, uma de Paulo Brasileiro na EPTV Central e outra de Paulo Guimarães na TV Cultura, sobre o novo estádio.



Os unienses fizeram um bom barulho nos muitos anos em que estiveram na elite do Campeonato Paulista. Em 1991, os refletores do Hermínio Ometto foram inaugurados na vitória por 1 x 0 sobre o Palmeiras, em 12 de julho, pela Taça Cidade de Araras. Repare bem no narrador do gol de Glauco pela TV Jovem Pan: sim, Milton Neves!



Em 28 de março de 1993, quem levou a pior foi o Corinthians. Ozias, Alexandre e Israel assinaram o chocolate: 3 x 0. Aquele jogo do Paulistão foi feito na Rede Bandeirantes por José Luiz Datena e Olivério Júnior.



A Arara também jogou algumas edições da Série A do Campeonato Brasileiro. Em 24 de setembro de 1994, um 3 x 0 sobre o Internacional. Raul Dias Filho reportou para a EPTV os gols de Cláudio (dois) e Marcelo Conte.



O Hermínio Ometto está na história do futebol pois foi nele que o maior goleiro-artilheiro do mundo balançou as redes pela primeira vez. Rogério Ceni abriu o placar para o São Paulo em 15 de fevereiro de 1997 e Serginho completou o 2 x 0 sobre o União. Luiz Alfredo e Mário Sérgio transmitiram na Rede Record e Muricy Ramalho treinava o Bem-Amado.



Mas o União já ganhou do São Paulo em Araras - e foi uma vitória fantástica no Paulistão de 2001, que tinha dois árbitros em cada partida - nesta, um deles era Paulo César de Oliveira. França (duas vezes) e Júlio Baptista abriram 3 gols de frente para o Tricolor ainda na metade inicial, que teve Domires Júnior diminuindo. Na segunda etapa, a Arara diminuiu com Celso, empatou com Bernardi e virou com Ailton (aquele mesmo do Grêmio campeão brasileiro de 1996) aos 45 minutos. Cléber Machado e Renato Marsiglia fizeram aquele jogo pela Rede Globo.

Torneios de futebol, todas as modalidades e variedades não-esportivas.

Destaques da imprensa esportiva. O que acontece em TV, rádio, jornal e web.

Podcasts com pitacos sobre os esportes e outros registros interessantes.

Convidados escrevem sobre temas de agora no futebol e em todos os esportes.

Para entender o presente, é preciso conhecer o passado. Aqui se faz isso.

Teste de conhecimentos com direito a charadas e perguntas "pega-ratão".

Verde para o bom, vermelho para o ruim e amarelo para chamar a atenção.

Gente do esporte dá dicas de livros, filmes, música, culinária e mais.