Desde 02/06/2003 Criação, produção e edição: Edu Cesar


papodebola@gmail.com


papodebola


sitepapodebola


edupapodebola


(51) 99843-7700

SOBRE ESTA SEÇÃO
Imagens que marcaram época, sons inesquecíveis, personagens que fizeram história. Para entender o presente, é preciso conhecer o passado. Aqui, recordar é mais do que viver. É saber, é contextualizar, é rememorar. Viaje no tempo.
 
LEIA AQUI as colunas anteriores
 
Terça, 8 de maio de 2018
Depois da 4ª rodada do Brasileirão

O grande destaque ficou para a goleada do Grêmio sobre o Santos por 5 x 1. Foram duas goleadas tricolores, com 10 gols marcados em 180 minutos. Mas o jogo deixou marcas especialmente no Santos, que não perdia por quatro ou mais gols de diferença, em Campeonatos Brasileiros, desde 12 de julho de 2009. No Barradão, o Vitória abriu uma ótima frente com Roger (duas vezes), Willian e Victor Ramos. Kléber Pereira e Paulo Henrique Ganso reagiram para o Peixe, mas Leandro Domingues e Jackson (aquele!) re-estabeleceram a condição de massacre. O testemunho pelo SporTV foi de Milton Leite, do então comentarista André Rizek e de Carlos Cereto.



E antes dessa contra o Santos, qual teria sido a última vez que o Grêmio faturou por 5 x 1, como mandante, em Brasileirões? Foi em 6 de novembro de 2010, no velho Olímpico, sobre o Ceará. André Lima (duas vezes), Jonas, Fábio Rochemback e Douglas estabeleceram uma ótima frente e Magno Alves diminuiu. Foram seis "é rede!" de Marco de Vargas no SporTV.



Na Arena da Baixada, o Palmeiras se impôs por 3 x 1. Sua última vitória por exatamente este escore sobre o Atlético Paranaense acontecera no antigo Parque Antártica, em 23 de outubro de 2004. Dênis Marques abriu o placar para os rubro-negros, mas Ricardinho empatou, Lúcio virou e Pedrinho completou. A reportagem é de André Kfouri na ESPN Brasil.



O 1 x 1 entre Corinthians e Ceará em Itaquera foi tomado como zebra por muitos, mas na verdade está mais para rotina. Este foi o 5º empate consecutivo entre eles jogando em São Paulo, série iniciada em 2 de novembro de 1995. Aquele jogo pelas oitavas da Copa Conmebol começou com Clóvis marcando para o Timão, Sérgio Alves e Fábio virando para o Vozão e Serginho decretando a decisão por pênaltis no Pacaembu. Nela, o cearense Anselmo defendeu uma cobrança, mas Ronaldo catou duas e classificou os paulistas. Rememore esta partida com Jota Júnior, Osvaldo Pascoal e Luciano Júnior na transmissão da TV Bandeirantes.



São Paulo e Atlético Mineiro não empatavam no Morumbi por 2 x 2 desde 2 de novembro de 2005. Por duas vezes o Galo esteve na frente, com Cáceres e Marques, mas por duas vezes o Tricolor buscou a igualdade, com Roger e Rogério Ceni. Acompanhe com Milton Leite e Maurício Noriega no SporTV.



O Mineirão voltou a ver o Cruzeiro superar o Botafogo por 1 x 0 em Campeonatos Brasileiros. A última vez tinha sido em 26 de maio de 2010 (depois disso houve outra vantagem pelo mesmo escore seis anos depois, mas na Copa do Brasil). Thiago Ribeiro guardou no alvo e Fábio defendeu um pênalti, lances testemunhados por Téo José e Edmundo na TV Bandeirantes.



O Flamengo passou pelo Internacional por 2 x 0 no Maracanã. O último êxito com este marcador exato tinha acontecido em 22 de outubro de 2014. Gabriel marcou os dois tentos e Luiz Carlos Jr. e Roger Flores transmitiram no SporTV.



Depois de dias muito tensos, o Vasco estabeleceu um pouco de calmaria ao confirmar a lógica de jamais ter perdido para o América Mineiro. O 4 x 1 encontra paralelo no último confronto entre eles em São Januário até o último sábado, ocorrido em 29 de maio de 2011, na diferença de gols. Enrico, Elton e Bernardo escreveram os 3 x 0 dos cariocas e Eduardo Moreno e Sérgio Noronha relataram no SporTV.



26 de setembro de 2010. Tinha ocorrido ali o último triunfo do Fluminense contra o Vitória em Salvador. O marcador e o local daquela partida foram os mesmos deste domingo: 2 x 1 no Barradão. Naquela oportunidade, Conca abriu o marcador para os tricolores, Henrique empatou para os rubro-negros e Rodriguinho estabeleceu o placar definitivo. Mais uma vez temos Téo José narrando na TV Bandeirantes.



Com 2 x 0 no grande clássico do Nordeste, o Sport voltou a bater o Bahia por dois ou mais gols de diferença na Ilha do Retiro, em Séries A, depois de 20 de setembro de 2000, quando se deu bem por 3 x 0. Os gols de Taílson, Lima e Adriano são apresentados por Mylena Ciribelli na TV Globo.



A rodada terminou com Chapecoense e Paraná empatados em seu primeiro enfrentamento na divisão principal do Brasil. É um jogo de retrospecto curto, mas que mostra como curiosidade também ter sido em igualdade a estreia deles - mas aquela de 17 de agosto de 2013, pela Série B, ficou em 2 x 2. Reinaldo e Paulo Sérgio deixaram o Tricolor em vantagem, mas o saudoso Bruno Rangel anotou duas vezes em dois minutos, numa reação espetacular. A transmissão foi da TV Bandeirantes, com narração de Nivaldo Prieto e comentários de Denílson.

Torneios de futebol, todas as modalidades e variedades não-esportivas.

Destaques da imprensa esportiva. O que acontece em TV, rádio, jornal e web.

Podcasts com pitacos sobre os esportes e outros registros interessantes.

Convidados escrevem sobre temas de agora no futebol e em todos os esportes.

Para entender o presente, é preciso conhecer o passado. Aqui se faz isso.

Teste de conhecimentos com direito a charadas e perguntas "pega-ratão".

Verde para o bom, vermelho para o ruim e amarelo para chamar a atenção.

Gente do esporte dá dicas de livros, filmes, música, culinária e mais.