Desde 02/06/2003 Criação, produção e edição: Edu Cesar


papodebola@gmail.com


papodebola


sitepapodebola


edupapodebola


(51) 99843-7700

SOBRE ESTA SEÇÃO
Imagens que marcaram época, sons inesquecíveis, personagens que fizeram história. Para entender o presente, é preciso conhecer o passado. Aqui, recordar é mais do que viver. É saber, é contextualizar, é rememorar. Viaje no tempo.
 
LEIA AQUI as colunas anteriores
 
Domingo, 6 de maio de 2018
A semana na Libertadores

Na última terça, o Grêmio goleou o Cerro Porteño na Arena. Até então, o marcador de 5 x 0 só havia sido aplicado em Libertadores uma única vez: em 26 de julho de 1995, nas inesquecíveis oitavas-de-final contra o Palmeiras, ainda no velho Olímpico. Arce, Arílson e Jardel (três) determinaram o massacre, lembrado também pela troca de agressões entre Dinho e Valber. Assista a narração de Sílvio Luiz na TV Bandeirantes.



No mesmo dia, o Santos foi derrotado pelo Nacional por 1 x 0, em sua estreia histórica no lendário Parque Central. Os alvinegros praianos não perdiam jogando no Uruguai desde 16 de outubro de 1991, quando sofreram 3 x 2 do Peñarol, no Centenário, pela Supercopa dos Campeões da Libertadores. Por duas vezes o Peixe buscou o empate, primeiro com Pedro Paulo após o gol de Cedres e depois com Sérgio Manoel na sequência do tento de Montero. Mas Martinez converteu um pênalti inexistente e decretou o definitivo 3 x 2. O jogo foi mostrado para o Brasil pela Rede Manchete, mas não tenho imagens daquela transmissão e exibo aí os gols na reprise feita pelo SporTV em 2011 no programa "É Gol!!!", com apresentação de Fernanda Gentil.



Na quarta-feira, o Corinthians foi batido pelo Independiente por 2 x 1 em sua Arena. Foi a primeira derrota para um clube argentino jogando em São Paulo desde 4 de maio de 2006, na eliminação da Libertadores por 3 x 1 para o River Plate, no Pacaembu, pelas oitavas-de-final. Nilmar tirou o primeiro zero do placar, mas Coelho empatou em gol contra e Higuaín marcou duas vezes para os Millonarios. A torcida alvinegra se revoltou tanto que invadiu o campo e aprontou uma pancadaria gigantesca, que só não tomou proporções mais graves ainda devido à ação dos policiais para conter os baderneiros. Os gols estão aí com Oscar Ulisses na Rádio Globo.



No mesmo dia, o Cruzeiro fez gato e sapato do Vasco por 4 x 0 em São Januário. Na diferença de gols, esta vitoriaça igualou outra dos mineiros no mesmo campo: a de 28 de março de 2006, pelas oitavas da Copa do Brasil. Uéslei e Gelson Baresi abriram frente para a Raposa, Nilson diminuiu para o Cruzmaltino e Roberto Gaúcho, Marcelo Ramos e Palhinha tornaram em goleada a vantagem mineira. Zinho diminuiu para os cariocas e Edmundo (homônimo do "Animal", então no Corinthians) finalizou a surra. O vídeo é do "Jornal do SBT", com apresentação do saudoso Eliakim Araújo. Ao fundo está a narração de Jorge Luiz pela TV Alterosa, que transmitiu o jogo para Minas Gerais.

Torneios de futebol, todas as modalidades e variedades não-esportivas.

Destaques da imprensa esportiva. O que acontece em TV, rádio, jornal e web.

Podcasts com pitacos sobre os esportes e outros registros interessantes.

Convidados escrevem sobre temas de agora no futebol e em todos os esportes.

Para entender o presente, é preciso conhecer o passado. Aqui se faz isso.

Teste de conhecimentos com direito a charadas e perguntas "pega-ratão".

Verde para o bom, vermelho para o ruim e amarelo para chamar a atenção.

Gente do esporte dá dicas de livros, filmes, música, culinária e mais.