ATENÇÃO: página melhor visualizada em Internet Explorer 1024 x 768 - Seja bem vindo ao PAPO DE BOLA - O SITE!

PAPO DE MÍDIA: RETROSPECTIVA 2008

Record 2008: exclusividade olímpica e mais um golpe na Globo

No ano em que desistiu da concorrência pelos direitos do Campeonato Brasileiro por ter certeza de que a Globo venceria a disputa de igual maneira, a Record resolveu contra-atacar. Em plena disputa da Olimpíada de Pequim, não só decidiu que não cederia a nenhum outro canal aberto os direitos dos Jogos de Londres, em 2012, como ainda fechou a compra do Pan-Americano de 2011, em Guadalajara, o que lhe deixa com a exclusividade dos três grandes eventos poli-esportivos de 2010 a 2012 (o primeiro deles é a Olimpíada de Inverno, em Vancouver). A postura foi muito questionada pelo público, tendo em vista o discurso anti-monopólio da Globo, agora confrontado por uma atitude semelhante - e, até este momento, irredutível - em relação aos eventos olímpicos.

Até o Papo de Bola acabou envolvido nesta parada. Em setembro, destacamos um trecho de entrevista publicada na Revista Press com João Batista Rodrigues, então diretor da TV Record de Porto Alegre, que respondeu pergunta da publicação afirmando não ter dúvida que haveria a cessão dos direitos a outros canais. O PB recebeu um comunicado oficial da Rede Record solicitando um desmentido da nota e reafirmando a exclusividade da exibição, publicando o comunicado, mas afirmando que não havíamos sido nós a afirmar isto e sim um próprio diretor da emissora, em entrevista a outra publicação, devidamente creditada. Coincidentemente ou não, semanas após este caso, João Batista foi desligado da direção da Record/RS e transferido para o interior de São Paulo.

Em termos de futebol nacional, o espaço da TV Record ficou reduzidíssimo. Além do "Terceiro Tempo" não ter voltado mesmo com os Estaduais já em disputa, o "Debate Bola" voltou, mas às 13h30, somente com meia hora, pois a hora do almoço estava a favor do recém-estreado "Balanço Geral" (edição local de SP). Isso resultou nas saídas de Milton Neves, em fevereiro, e Paulo Roberto Martins e Juarez Soares, em março. Débora Vilalba ficou na emissora, mas apareceu pouco nos meses seguintes, apenas apresentando transmissões e participando do programa "O Jogador", do qual foi vice-campeã. Ela voltou a ter um espaço fixo em setembro, no segmento jornalístico que encerra o "Hoje em Dia", com um boletim esportivo. Renata Cordeiro, por sua vez, ficou restrita ao esporte do "Balanço" do RJ.

O futebol nacional, na cobertura do dia-a-dia, passou a ser visto com real espaço apenas na Record News, cujos programas "Esporte Record News" completaram 1 ano, junto com a própria emissora, que em agosto estreou "Gol: Futebol Arte", apresentado por Éder Luiz. O locutor ganhou uma nova companhia em abril, passando a dividir as transmissões da Liga dos Campeões da Europa com Milly Lacombe. A comentarista, egressa do Sportv, fez seu primeiro jogo poucas horas após fechar com a Record. Outro profissional pretendido, em passo mais ousado, foi Cléber Machado, da Globo. O assédio foi enorme e a notícia repercutiu muito na imprensa por cerca de dois meses, até que o narrador renovou com sua atual emissora. Melhor para os locutores que a Record já possui.

O ápice esportivo da temporada foi a Eurocopa. Contudo, a valorização não foi a devida. Seguidas alterações na programação eram feitas, com partidas tidas de potencial baixo de audiência (na Grande SP) transferidas para a RecNews, em privilégio a programas mais estáveis no Ibope, como o dominical "Tudo é Possível". Algumas partidas da hora do almoço não foram vistas em algumas emissoras, que preferiam manter programação local normal a mostrar os jogos. Neles, além da equipe já atuante, dois convidados especiais deram suporte a todas as transmissões: o narrador Jorge Vinícius, da Rádio Record, e o veteraníssimo comentarista Orlando Duarte. Convidados também pintaram. A melhor surpresa foi o ator Nicola Siri, que mostrou bom nível nas partidas que fez.

Outros destaques

Eles vêem, nós não - Em janeiro, a Record gerou para a Noruega as imagens da Copa Peregrino, disputada entre clubes cariocas e noruegueses. As partidas não foram exibidas nem mesmo para o Rio.

Uns vistos, outros não - Em abril, o X-Games Brasil foi exclusivo da emissora, mas nenhuma disputa foi mostrada ao vivo. Já o Aberto de SC, com a despedida de Guga Kuerten, passou na Record News.

Bom revê-la - Luciana Quaresma, voz feminina que compunha o clássico time da ESPN Internacional sediado em Bristol, apareceu na Eurocopa com reportagens feitas em Portugal.

Ma che bello - O comentarista esportivo Silvio Lancellotti vai gerar uma das próximas produções artísticas da Record: uma novela, sem título definido, baseada em seu livro "Honra ou Vendetta".

MAIS "RETROSPECTIVA 2008" CLICANDO AQUI

 

PAPO DE BOLA - O SITE Desde 2/6/2003 Jogue junto com este time!
Criação, produção e edição: Edu Cesar - E-mail: papodebola@gmail.com