ATENÇÃO: página melhor visualizada em Internet Explorer 1024 x 768 - Seja bem vindo ao PAPO DE BOLA - O SITE!

PAPO DE MÍDIA: RETROSPECTIVA 2008

ESPN Brasil 2008: volta do futebol nacional e volta a São Januário

A ESPN Brasil teve importantes conquistas em 2008. Mas antes delas, veio uma derrota: a da disputa pelos direitos do Campeonato Brasileiro em TV paga, onde sua proposta foi desconsiderada por ser muito menor à da Globosat. Mas em julho aconteciam dois fatos expressivos. Um foi o lançamento do tão propagado novo site do canal, pelo qual passaram a estabelecer-se as interatividades em programas e transmissões. O outro foi o retorno a São Januário após três anos, graças à vitória de Roberto Dinamite sobre Eurico Miranda, que havia proibido em 2005 a equipe da ESPN de estar na sede do Vasco.

No segundo semestre, devido à quebra do monopólio da Globosat nos eventos de futebol nacional, era assegurado o retorno, em 2009, da Copa do Brasil, cuja última exibição foi em 2003, somente nas primeiras fases. Em novembro, a ESPN pautou a imprensa com uma imagem que apontou que Carlos Simon acertou ao não marcar pênalti para o Flamengo no último minuto da partida contra o Cruzeiro. E em dezembro, o especial "A Copa do Mundo é Nossa" conquistava o prêmio APCA, e José Trajano teve seu videoblog eleito o melhor do ano na votação popular do The Bobs, da alemã Deutsche Welle.

Complicações houve, algumas bem danadas. Em abril, Luiz Carlos Largo, Alexandre Oliveira e Fernando Caetano sofreram com a pancadaria generalizada no futsal Corinthians x Palmeiras (a dupla de cabine transmitiu do lado da quadra). Em junho, por ocasião de Brasil x Argentina, André Plihal e equipe tiveram de fazer uma ginástica para conseguir entrevistar um blindadíssimo e apressado Ronaldinho Gaúcho - que, momentos antes, concedeu ao Sportv uma exclusiva com toda a calma e tranquilidade. Trajano disse que o canal só pôde trabalhar nesta partida por obtenção de liminar judicial, por causa da Globo. Em termos de saúde, Paulo Soares passou por uma cirurgia de correção da coluna em abril, voltando em poucos dias. E desde outubro, Márcio Guedes ausentou-se do "Linha de Passe".

Narradores tiveram momentos bons e/ou insólitos em 2008. João Palomino, que foi pai, estreou como narrador de rádio em setembro, transmitindo Brasil x Bolívia. Em novembro, Paulo Andrade passou por uma terrível seca: narrar três 0 x 0 seguidos, contando Campeonato Inglês e Liga dos Campeões. E mais atrás, Paulo Stein estreava na equipe carioca do canal em maio, transmitindo na Olimpíada seu primeiro grande evento esportivo desde a Copa de 1998, feita pela Manchete. Mas nenhuma curiosidade foi mais curiosa do que a ocorrida em janeiro com Marcos Caetano. O comentarista deu uma entrevista à Record News não como jornalista esportivo, mas sim como executivo do Unibanco. Por isso mesmo, o programa que o convidou foi o "Economia e Negócios".

Outros destaques

Pode ver à vontade - Em janeiro, o ESPN360 teve seu acesso liberado para quem não era assinante do Terra, bastando um rápido cadastro para acessá-lo.

Bola na mão - Em junho, voltou à programação o "Jornal do Handebol".

Concorrente sorteado - Em setembro, o "Pontapé Inicial" sorteou exemplares do livro "Torcedor", do canal PFC.

MAIS "RETROSPECTIVA 2008" CLICANDO AQUI

 

PAPO DE BOLA - O SITE Desde 2/6/2003 Jogue junto com este time!
Criação, produção e edição: Edu Cesar - E-mail: papodebola@gmail.com