.


.

  24 Horas
  Papo de Mídia
  Academia Esportiva
  Papo Especial
  Especiais PB
  O Jogo da Minha Vida
  Rádio PB
  PB Interativo
  Sites Parceiros

.

.

OFERECIMENTO

.

ATENÇÃO: página melhor visualizada em 1024 x 768 - Seja bem vindo ao PAPO DE BOLA - O SITE!

.

PAPO DE MÍDIA: COLUNA
Informações e opiniões sobre a imprensa esportiva

"

Agenda da TV
Eventos ao vivo e/ou em VT inédito.
Obs.: horários de Brasília.

Sábado, 15/10/2016
5:00 - Tênis, Masters de Xangai: duas semifinais - SPORTV3
6:35 - Ciclismo, Mundial de Estrada: etapa a confirmar - SPORTV2
8:00 - Futebol, Campeonato Espanhol: Leganes x Sevilla - ESPN BRASIL
8:00 - Futsal, Liga Espanhola: Inter Movistar x Burela Rubén - EI MAXX
8:00 - Automobilismo, Mundial de Superbike: primeira parte da etapa da Espanha - WATCH ESPN (Internet)
8:30 - Futebol, Campeonato Inglês: Chelsea x Leicester - ESPN+
8:30 - Futebol, Campeonato Chinês: Jiangsu x Shangai SIPG - BANDSPORTS
9:00 - Rúgbi, Europeu de Clubes: Wasps x Zebre - WATCH ESPN (Internet)
10:00 - Futebol, Campeonato Italiano: Napoli x Roma - FOX SPORTS 2
10:30 - Futebol, Campeonato Alemão: Eintracht Frankfurt x Bayern de Munique - FOX SPORTS
10:30 - Futebol, Campeonato Alemão: Borussia Monchengladbach x Hamburgo - WATCH ESPN (Internet)
10:30 - Futebol, Campeonato Alemão: Hoffenheim x Freiburg - WATCH ESPN (Internet)
10:30 - Automobilismo, DTM: primeira corrida de Hockenheim - BANDSPORTS (gravado)
10:45 - Automobilismo, Copa Brasil de Kart: etapa de Cascavel - SPORTV
11:00 - Futebol, Campeonato Inglês: Arsenal x Swansea - ESPN
11:00 - Futebol, Campeonato Inglês: Manchester City x Everton - ESPN+
11:00 - Futebol, Campeonato Inglês: West Bromwich x Tottenham - WATCH ESPN (Internet)
11:00 - Futebol, Campeonato Inglês: Bournemouth x Hull City - WATCH ESPN (Internet)
11:00 - Futebol, Campeonato Inglês: Stoke City x Sunderland - WATCH ESPN (Internet)
11:15 - Futebol, Campeonato Espanhol: Barcelona x La Coruña - ESPN BRASIL
11:15 - Rúgbi, Europeu de Clubes: Leinster x Castres - WATCH ESPN (Internet)
11:15 - Rúgbi, Europeu de Clubes: Toulon x Saracens - WATCH ESPN (Internet)
12:00 - Futebol, Campeonato Francês: Nancy x Paris Saint Germain - SPORTV2
12:00 - Futebol, Campeonato Italiano Série B: Brescia x Salernitana - BANDSPORTS (gravado)
12:00 - Automobilismo, Stock Car: classificação da etapa de Curitiba - SPORTV
13:00 - Futsal, LNF: Marechal Rondon x Guarapuava - SPORTV
13:30 - Futebol, Campeonato Espanhol: Atlético de Madrid x Granada - FOX SPORTS
13:30 - Futebol, Campeonato Alemão: Werder Bremen x Bayer Leverkusen - ESPN BRASIL
13:30 - Futebol, Campeonato Inglês: Crystal Palace x West Ham - ESPN
13:30 - Rúgbi, Europeu de Clubes: Connacht x Toulouse - WATCH ESPN (Internet)
13:30 - Rúgbi, Europeu de Clubes: Northampton Saints x Montpellier - WATCH ESPN (Internet)
13:45 - Futebol, Campeonato Alemão: Colônia x Ingolstadt - FOX SPORTS 2 (gravado)
14:45 - Futebol, Campeonato Holandês: PSV Eindhoven x Heracles - WATCH ESPN (Internet)
15:45 - Futebol, Campeonato Espanhol: Betis x Real Madrid - FOX SPORTS
15:45 - Futebol, Campeonato Italiano: Juventus x Udinese - ESPN BRASIL
15:45 - Rúgbi, Europeu de Clubes: Scarlets x Sale Sharks - WATCH ESPN (Internet)
16:00 - Futebol, Campeonato Brasileiro Série B: Avaí x Tupi - PREMIERE
16:00 - Futebol, Campeonato Brasileiro Série B: Joinville x Paraná - PREMIERE
16:00 - Futebol, Campeonato Brasileiro Série B: Goiás x Vila Nova - PREMIERE
16:00 - Futsal, LNF: Atlântico x Marreco - SPORTV
16:00 - Automobilismo, Nascar Xfinity Series: etapa de Kansas - FOX SPORTS 2
16:30 - Futebol, Campeonato Brasileiro Série B: Vasco x CRB - REDETV! (menos RJ), TV BRASIL (menos RJ) e PREMIERE
16:30 - Futebol Americano, NCAA: jogo a confirmar - ESPN+
17:00 - Beisebol, MLB: final da Liga Americana, jogo 2 - ESPN
17:00 - MMA, Cage Warriors 79: Martin Svensson x Scott Clist - COMBATE
18:30 - Futebol, Campeonato Brasileiro Série B: Náutico x Ceará - SPORTV (PE assiste no Premiere)
18:30 - Futebol, Campeonato Brasileiro Série B: Londrina x Luverdense - PREMIERE
18:30 - Futebol, Campeonato Brasileiro Série C: Juventude x Boa Esporte (semifinal, ida) - TV BRASIL e EI MAXX
19:00 - Futebol, Campeonato Colombiano: Millonarios x Envigado - BANDSPORTS
20:00 - Hóquei no Gelo, NHL: Toronto Maple Leafs x Boston Bruins - ESPN
20:30 - Futebol Americano, NCAA: Notre Dame x Stanford - WATCH ESPN (Internet)
21:00 - Beisebol, MLB: final da Liga Nacional, jogo 1 - ESPN+
23:00 - Automobilismo, Mundial de Motovelocidade: etapa do Japão - SPORTV

Domingo, 16/10/2016
5:00 - Tênis, WTA de Hong Kong: final - BANDSPORTS
5:15 - Atletismo: Maratona de Rotterdã - SPORTV
6:30 - Tênis, Masters de Xangai: final - SPORTV3
7:20 - Automobilismo, Mundial de Superbike: segunda parte da etapa da Espanha - ESPN+
8:00 - Futebol, Campeonato Espanhol: Alavés x Malaga - WATCH ESPN (Internet)
8:30 - Futebol, Campeonato Italiano: Fiorentina x Atalanta - ESPN BRASIL
9:30 - Vôlei de Praia, Circuito Banco do Brasil: finais da etapa de Brasília - SPORTV2
9:30 - Canoagem, Pan-Americano Slalom: etapa do Rio de Janeiro - SPORTV
10:00 - Rúgbi, Europeu de Clubes: Bordeaux-Begles x Ulster - WATCH ESPN (Internet)
10:30 - Futebol, Campeonato Inglês: Middlesbrough x Watford - ESPN BRASIL
10:30 - Futebol, Campeonato Holandês: NEC x Feyenoord - WATCH ESPN (Internet)
10:30 - Automobilismo, Mercedes Benz Challenge: etapa de Curitiba - BANDSPORTS
11:00 - Futebol, Campeonato Italiano: Lazio x Bologna - FOX SPORTS 2
11:00 - Futsal, LNF: ACBF x Floripa - SPORTV
11:00 - Tênis, Copa Guga Kuerten: jogo a confirmar - SPORTV3
11:30 - Futebol, Campeonato Alemão: Mainz x Darmstadt - ESPN+
11:30 - Futebol, Campeonato Indiano: Atlético Kolkata x FC Goa - EI MAXX
12:00 - Futebol, Campeonato Italiano: Internazionale x Cagliari - FOX SPORTS
12:00 - Automobilismo: Cascavel de Ouro - FOX SPORTS 2
12:00 - Automobilismo, DTM: segunda corrida de Hockenheim - BANDSPORTS (gravado)
12:15 - Futebol, Campeonato Espanhol: Athletic Bilbao x Real Sociedad - ESPN
12:15 - Rúgbi, Europeu de Clubes: Racing 92 x Munster - WATCH ESPN (Internet)
12:45 - Futebol, Campeonato Holandês: Ado Den Haag x Ajax - WATCH ESPN (Internet)
13:00 - Futebol, Campeonato Inglês: Southampton x Burnley - ESPN BRASIL
13:00 - Automobilismo, Stock Car: etapa de Curitiba - SPORTV
13:30 - Futebol, Campeonato Espanhol: Wolfsburg x Red Bull Leipzig - FOX SPORTS 2
14:00 - Vôlei, Italiano Masculino: Piacenza x Calzedonia - BANDSPORTS
14:30 - Rúgbi, Europeu de Clubes: Exeter Chiefs x Clermont Auvergne - WATCH ESPN (Internet)
15:00 - Futebol Americano, NFL: New England Patriots x Cincinnati Bengals - ESPN
15:30 - Futebol, Campeonato Espanhol: Sporting Gijón x Valencia - FOX SPORTS
16:15 - Automobilismo, Nascar Sprint Cup: etapa de Kansas - FOX SPORTS 2
16:45 - Futebol, Campeonato Italiano: Chievo x Milan - ESPN BRASIL
16:45 - Futebol, Campeonato Espanhol: Villarreal x Celta - WATCH ESPN (Internet)
17:00 - Futebol, Campeonato Brasileiro: Internacional x Flamengo - GLOBO (RJ, Florianópolis e demais praças a confirmar) e PREMIERE
17:00 - Futebol, Campeonato Brasileiro: Figueirense x Palmeiras - GLOBO (SP, RS e demais praças a confirmar) e PREMIERE
17:00 - Futebol, Campeonato Brasileiro: Botafogo x Atlético Mineiro - PREMIERE
17:00 - Futebol, Campeonato Brasileiro: Cruzeiro x Chapecoense - PREMIERE
17:00 - Futebol, Campeonato Brasileiro: Atlético Paranaense x Coritiba - PREMIERE
17:00 - Futebol, MLS: Montreal Impact x Toronto FC - WATCH ESPN (Internet)
17:10 - Futebol, MLS: DC United x New York - SPORTV2
17:45 - Futebol Americano, NFL: Kansas City Chiefs x Oakland Raiders - ESPORTE INTERATIVO
18:25 - Futebol Americano, NFL: Green Bay Packers x Dallas Cowboys - ESPN
18:25 - Futebol Americano, NFL: Seattle Seahawks x Atlanta Falcons - ESPN+
18:30 - Futebol, Campeonato Brasileiro: Corinthians x América Mineiro - PREMIERE
18:30 - Futebol, Campeonato Brasileiro: Ponte Preta x Santa Cruz - PREMIERE
19:00 - Futebol, MLS: Portland Timbers x Colorado Rapids - WATCH ESPN (Internet)
19:15 - Futebol, MLS: Dallas x Seattle Sounders - SPORTV2
19:30 - Futebol, Campeonato Brasileiro: Sport x Vitória - SPORTV (PE assiste no Premiere)
19:30 - Futebol, Campeonato Brasileiro: Santos x Grêmio - PREMIERE
20:00 - Radicais, Corrida Aérea: etapa de Las Vegas - SPORTV3
21:00 - Futebol, Campeonato Brasileiro Série C: ABC x Guarani (semifinal, ida) - TV BRASIL e EI MAXX
21:00 - Futebol, MLS: jogo a confirmar - SPORTV3
22:00 - Beisebol, MLB: final da Liga Nacional, jogo 2 - ESPN+
22:30 - Futebol Americano, NFL: Houston Texans x Indianapolis Colts - ESPORTE INTERATIVO e ESPN
22:30 - Basquete, WNBA: Los Angeles Sparks x Minnesota Lynx (final, jogo 4) - WATCH ESPN (se necessário)

Segunda, 17/10/2016
11:00 - Futebol, Copa Feminina do Mundo Sub-17: Venezuela x Coreia do Norte - SPORTV2
16:45 - Futebol, Campeonato Italiano: Palermo x Torino - ESPN
17:00 - Futebol, Campeonato Inglês: Liverpool x Manchester United - ESPN BRASIL
17:00 - Futebol, Copa Feminina do Mundo Sub-17: Espanha x Japão - SPORTV2
17:30 - Futebol, Campeonato Escocês: Inverness x Rangers - FOX SPORTS 2 (gravado)
19:15 - Futebol, Campeonato Belga: Anderlecht x Lokeren - FOX SPORTS 2 (gravado)
20:00 - Futebol, Campeonato Brasileiro: Fluminense x São Paulo - SPORTV (RJ assiste no Premiere)
20:00 - Hóquei no Gelo, NHL: Pittsburgh Penguins x Colorado Avalanche - WATCH ESPN (Internet)
21:00 - Futsal, LNF: Corinthians x Yoka - SPORTV2
22:00 - Beisebol, MLB: Toronto Blue Jays x Cleveland Indians (final da Liga Americana, jogo 3) - ESPN+
22:30 - Futebol Americano, NFL: Arizona Cardinals x New York Jets - ESPN
0:00 - Basquete, Amistoso: Sacramento Kings x Los Angeles Clippers - ESPN

Terça, 18/10/2016
9:30 - Vôlei, Mundial Feminino: Manila x Rexona - SPORTV2
16:45 - Futebol, Liga dos Campeões da UEFA: Real Madrid x Legia Varsóvia - EI MAXX
16:45 - Futebol, Liga dos Campeões da UEFA: Sporting x Borussia Dortmund - EI MAXX 2
16:45 - Futebol, Liga dos Campeões da UEFA: Bayer Leverkusen x Tottenham - EI PLUS (Internet)
16:45 - Futebol, Liga dos Campeões da UEFA: CSKA Moscou x Monaco - EI PLUS (Internet)
16:45 - Futebol, Liga dos Campeões da UEFA: Brugge x Porto - EI PLUS (Internet)
16:45 - Futebol, Liga dos Campeões da UEFA: Leicester x Copenhague - EI PLUS (Internet)
16:45 - Futebol, Liga dos Campeões da UEFA: Dinamo Zagreb x Sevilla - EI PLUS (Internet)
16:45 - Futebol, Liga dos Campeões da UEFA: Lyon x Juventus - EI PLUS (Internet)
17:00 - Vôlei, Mundial Masculino: Minas x UPCN - SPORTV3 e ESPN+
18:00 - Beisebol, MLB: Toronto Blue Jays x Cleveland Indians (final da Liga Americana, jogo 4) - ESPN
18:15 - Basquete, Liga ACB: Real Madrid x Murcia - FOX SPORTS 2 (gravado)
19:00 - Futsal, Liga Paulista: AABB x Magnus Futsal - SPORTV2
19:30 - Futebol, Campeonato Brasileiro Série B: Vila Nova x Avaí - SPORTV (GO assiste no Premiere)
19:30 - Vôlei, Mundial Masculino: Cruzeiro x Taichung Bank - SPORTV3 e ESPN+
21:00 - Vôlei, Paulista Masculino: SESI x Taubaté (final, ida) - SPORTV2
21:30 - Futebol, Campeonato Brasileiro Série B: Brasil x Londrina - SPORTV (RS assiste no Premiere)
22:00 - Futebol, Copa Sul-Americana: Independiente Medellín x Cerro Porteño - SPORTV3
22:00 - Beisebol, MLB: Los Angeles Dodgers x Chicago Cubs - ESPN+
0:00 - Basquete, Amistoso: Los Angeles Lakers x Golden State Warriors - ESPN
0:30 - Automobilismo, Brasileiro de Turismo: etapa de Brasília - SPORTV3 (gravado)
Sábado e domingo, 15 e 16 de outubro de 2016
Sérgio Maurício de volta após extração de dois dentes

Chamou a atenção as últimas corridas de Fórmula 1 e Stock Car não terem nas transmissões do SporTV o seu locutor titular e sim Linhares Jr., acionado para os GPs de Cingapura, Malásia e Japão, que marcaram o retorno dele à F1 depois de muitos anos após cobri-la no rádio de Curitiba - e ausente também estava Daniel Pereira por fazer o Mundial de Futsal direto da Colômbia. De Fernando Silva no Grande Prêmio: foi uma cirurgia na boca para extração de dois dentes do siso que tirou Sérgio Maurício do ar por praticamente um mês, mas felizmente ele está firme e forte para retornar neste fim-de-semana com a Stock, que completará em Curitiba 450 corridas na história da categoria e na qual retomará o trio principal com Reginaldo Leme e Lito Cavalcanti. Também serão com ele os GPs dos EUA às 17h DF do dia 23 e do México às 16h DF do dia 30, ambos ao vivo no SporTV (o americano pois a Globo privilegiará Flamengo x Corinthians e o Grenal, e o mexicano por coincidir com o fim das votações de segundo turno para prefeito e as divulgações das pesquisas boca de urna). Assim sim!

ESPN de novo no Jô, desta vez por acaso
Foi na madrugada de sexta para sábado, durante a entrevista de Bruno Mazzeo ao Jô Soares. Papo vai, papo vem e o humorista notou alguém familiar na plateia do estúdio da Rede Globo, dizendo ser fã dele nos debates: era William Tavares, apresentador do "Bate-Bola" na ESPN Brasil. O apresentador também o reconheceu na hora, disse ser um prazer tê-lo ali e pediu para ser enviado um beijo dele para João Carlos Albuquerque.

Ex-ESPN de novo na Cultura?
Do Flávio Ricco no "Canal 1": gente da TV Cultura veria com bons olhos um desejo de ter novamente José Trajano como participante fixo do "Cartão Verde", do qual foi um dos "sócios-fundadores" na década de 1990.

Fox Sports muito bem assistido
Do Gabriel Vaquer no NaTelinha: o canal é o vice-líder esportivo na TV por assinatura entre homens dos 18 aos 49 anos de janeiro até agosto deste ano, tendo 0,18 ponto de média das 7h à 0h e 0,26 das 18h à 1h.

Afogando em números
Do Notícias da TV, audiências de São Paulo na quinta-feira: "Globo Esporte" com 10,7 pontos; e Bandeirantes com 3,4 no "Jogo Aberto", 2,8 em "Os Donos da Bola" e 0,6 em Japão x Inglaterra.

Brasileirão pro RJ na Globo quarta que vem
Com a eliminação do Flamengo da Copa Sul-Americana, não há mais nenhum carioca nas copas do meio de semana. Para não lançar mão do "Cinema Especial" e tirando proveito do fato da rodada em questão ter apenas dois jogos marcados com TV aberta para domingo, o Plim-Plim antecipou Santa Cruz x Botafogo das 17h do sábado da semana que vem para 21h45 da próxima quarta, o que assegurará o futebol local para o Rio de Janeiro em noite que terá Cruzeiro x Corinthians para São Paulo e Minas Gerais, Palmeiras x Grêmio aqui para o Rio Grande do Sul e que não sei ainda (no momento de publicação destes escritos) se terá Coritiba x Atlético Nacional para o Paraná ou só Curitiba e se terá Junior x Chapecoense para Santa Catarina ou só Chapecó.

A revolta com o gol anulado
Ao criticar na TV Bandeirantes a interferência externa que levou à anulação (correta, ressalte-se, mas de maneira errada por não permitida pelas regras) do segundo gol do Fluminense sobre o Flamengo, Neto acabou explodindo na versão paulista de "Os Donos da Bola" e disse que o Campeonato Brasileiro está com cheirinho, sim, mas de "uma fossa bem grande de m..." Outra do mesmo programa: como assistem aqui (a 23:05), ele afirmou que uma repórter chegou no meio da confusão e disse que o impedimento tinha sido dado para Cícero, mas que o impedido era mesmo Henrique, e a acusou de ser a responsável por essa interferência externa, dizendo que sabia seu nome, mas que não o diria pois sua fonte "pediu que não falasse". Quem acompanhou as imagens e é minimamente bem informado saca na hora que ele se refere à Karin Duarte, do SporTV. Primeiro: só o Premiere transmitiu o Fla-Flu e só tinha ela de mulher na dupla de campo pois Eudes Júnior foi o outro repórter - e Neto ressaltou ser "a" repórter. E segundo: não permitem mais que nenhum repórter de rádio e de nenhuma TV que não seja a que transmita a partida ao vivo (o que se aplica à própria TV Globo quando ela não a exibe) fique nas laterais do campo perto dos bancos, por isso que os únicos que viram tudo de pertinho foram mesmo Karin e Eudes. Então, por mera dedução lógica, claro e lógico que ele se refere a ela e não há nada de "secreto" para necessitar de "proteção de fonte" até consultando advogado, como dito pelo próprio no programa - e foi falado de um jeito que não pareceu nada legal pois dá a entender ter sido dela a culpa, quando nem se pode assegurar algo assim (e tenho certeza, do que acompanho da Karin nesses anos todos, que ela não tem nada de nada a ver com isso) e a mesma coisa poderia acontecer até se não tivesse qualquer repórter de qualquer veículo ali por perto. Alguém assiste de casa, observa o repeteco, bate aquele telefonema de imediato pro estádio e a coisa pode ir num boca-a-boca até dar no que deu. Pode ser isso, não pode? Claro que sim. Isso neste Fla-Flu e isso em todos os outros casos de clara, cristalina e nunca admitida interferência externa, desde aqueles Inter x Palmeiras e Joinville x Atlético Paranaense de 2012 até outros mais que as TVs têm rememorado.  Enfim, não soou legal essa acusação do Neto e admito não entender querer ser feito "segredo" em torno de algo nada secreto. Para bom entendedor, meia palavra basta.

Tardes de futebol na Bandeirantes
Serão duas na próxima semana, mas apenas uma de Liga dos Campeões. Mas uma que vale por muitas pois será "apenas" com Barcelona x Manchester City na próxima quarta-feira. Como a bola agora rolará às 16h45 DF, o pré não entrará mais colado na versão paulista de "Os Donos da Bola" e sim às 16h, logo depois de um caça-níquel terceirizado que ocupa a faixa das 15h. A segunda jornada esportiva vespertina da semana que vem será na sexta-feira, com a finalíssima da Copa Feminina do Mundo Sub-17 ao vivo a partir das 14h45 DF.

Corrige aí o local, assessoria da RedeTV!
A grade da próxima semana enviada por ela informa Paraná x Vasco como seu jogo da Série B no sábado que vem, mas erra o local. Foi colocado que a transmissão será direto de Curitiba, mas o correto é direto de Cariacica, já que o Tricolor vendeu o mando de campo para o Kléber Andrade - e essa regra de proibição de tal expediente valerá somente para as últimas 5 rodadas das Séries A e B, não se aplicando a esta peleja.

Pressão? Não, imagina, isso é coisa da sua cabeça
De Marcus Alves no ESPN.com.br: o Santos respondeu ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica que, diferentemente do dado a entender em janeiro pelo presidente Modesto Roma Jr. em entrevista ao "Esporte em Discussão" na Rádio Jovem Pan, não teve pressão nenhuma da Rede Globo para não se assinar com o Esporte Interativo pela transmissão dos seus jogos pelo Campeonato Brasileiro em TV paga via EI Maxx de 2019 a 2024, ao invés do SporTV. O clube afirmou sempre ser livre para acertar a oferta mais conveniente. Por enquanto, ele não fechou com ninguém para TV aberta, PPV e afins variados nos anos em questão.

A contenda da vez: Bugre x EBC
O Guarani tenta na CBF conseguir que a volta da semifinal da Série C contra o ABC, no domingo da semana que vem, saia das 21h DF e passe para 18h DF. Só que as TVs têm que dar sinal positivo para isso. Isto é: a TV. Não coloco neste balaio o EI Maxx pois desta vez específica, ao contrário de outras onde os horários têm a ver com ele, não é culpa sua esta história. Este jogo acontecer tão tarde tem apenas, tão somente, única e exclusivamente a ver com a TV Brasil. Claro e cristalino feito a água que bebemos está que o horário horrível para este dia se dá tanto por querer fugir da concorrência futebolística com a Série A na Globo (cujo futebol a partir deste domingo será das 17h às 19h) quanto por causa do horário político de segundo turno no Rio de Janeiro, em mais 17 capitais e em milhares de cidades por todo o país também aos domingos, das 20h30 às 20h50, o que infelizmente atrapalha e inviabiliza uma colocação às 19h, por exemplo. Deve a emissora pública achar, por exemplo, que Guarani x ABC possa ser muito mais assistido às 21h, sozinho nesta faixa, do que às 18h, colidindo com a segunda etapa de Flamengo x Corinthians na Globo - e, no caso da ida de agora, com Internacional x Flamengo. Mas sinceramente, pensar por este lado acaba bom apenas para a própria TV Brasil, já que é muito horrível para o torcedor que vai ao estádio um horário de 21h às 23h num domingo. Nem mesmo para o EI Maxx ficou legal esta faixa, já que neste domingo ficará um buraco enorme sem vivos desde o fim do "Conexão EI" às 16h45 até o início do jogo, tanto que lançarão mão de um pré enormemente alongado de duas horas a partir das 19h, o que fará o "Fim de Papo" iniciar apenas às tardias 23h por impossível mais cedo. Ademais, quão incomum não será o dia para as rádios de Natal e Campinas com futebol local numa faixa dessas? Enfim, tudo bem que o horário político prejudica bastante (ainda mais que, convenhamos, 10 minutos para cada candidato todos os dias por 3 semanas é um enorme exagero depois de um HP rápido e rasteiro de 10 minutos para todo mundo no primeiro turno), mas colocar uma partida às 21h de domingo só para ter mais audiência do que simultânea à da Série A na Globo eu de-tes-tei. O torcedor da Série C não está nem aí para a Série A, desde quando alvinegros potiguares e bugrinos campineiros ligariam para Flamengo x Corinthians se as duas partidas acontecessem ao mesmo tempo? Ora!

O "Caboclo" não comenta dos estádios
Insatisfação do Flávio Ricco no "Canal 1": mesmo sendo um dos principais nomes da Rádio Bandeirantes de São Paulo e um efetivo conhecedor do assunto, Cláudio Zaidan nunca comenta os jogos dos estádios pois prefere fazê-lo somente dos estúdios. Não vai no Morumbi, no Allianz Parque, na Arena Corinthians, no Pacaembu etc. Até eu, que sou "zaidanista" juramentado desde 1998, confesso não entender essa. Claro que ele deve ter seus motivos, talvez tenha algum receio com essas violências que seguidamente acontecem em tudo quanto é palco do país volta e meia, mas acaba faz falta tê-lo ao lado do José Silvério, do Ulisses Costa e do Rogério Assis nas cabines.

Bem que eu tinha notado isso mesmo
Não me ocorrera por qual motivo o pessoal do "Na Geral", que está em seus últimos dias de Bandeirantes antes de estrearem na 105 FM (com retransmissão pela Tri FM de Santos) no próximo dia 1°, tem enfatizado que o programa é "o original". Uma explicação sei pelo Anderson Cheni: um diretor com um parafuso a menos na RB colocou no ar uma chamada anunciando que o programa que herdará o horário das 18h30 às 20h será "o mesmo", no caso, um humorístico de formato semelhante cujo título seria "O Mesmo". Tenha santa paciência, né? Primeiro lugar, que isso é mesmo uma ideia de jerico pois, se é para manter esporte com bom humor no horário, acho que bem mais fácil seria fazer uma extensão própria da Bandeirantes do "Agora o Bicho Vai Pegar", da Bradesco Esportes FM, que nos dois últimos anos preencheu parte do espaço do "Na Geral" em suas férias de dezembro. E segundo lugar: eu tinha lido dias atrás pelo Flávio Ricco que esta saída faria o jornalístico político "Bastidores do Poder" ganhar um aumento na duração, cheguei a pensar até que ele sozinho ficaria das 17h30 às 20h ou 18h às 20h, algo assim. Agora, fico sem entender é nada de nada. Bom seria a RB esclarecer tudo isso quanto antes possível. Com relação ao "Na Geral" na 105 FM: como seu horário será das 17h30 às 19h, o "105 FM Futebol Club" continuará no ar, mas mais curto e mais tarde, das 22h30 às 23h, exceto em noites com transmissões de jogos.

De volta à latinha, pena que só em frila
Do Anderson Cheni: fora das narrações esportivas desde que deixou a Rádio Globo, Doni Vieira estreou na Rádio Capital com Santa Cruz x Corinthians na última quarta-feira. Mas não é como contratado da equipe que possui nomes como Marcelo Batista, Paulo Eugênio e Diguinho Coruja, e sim como freelancer. Ainda é pouco. Mas se esses frilas forem seguidos e permitirem que ele faça mais transmissões, já será bom por enquanto.

Programa retirado no rádio de Goiânia
Do Auvaro Maia: a Aliança AM parou de veicular o "Na Marca do Pênalti" de segunda a sexta por contenção de despesas, mas as transmissões dos jogos de Goiás, Atlético e Vila Nova continuam normalmente.

Um registro positivo pra lá de atrasado
Essa é da segunda-feira retrasada, mas apenas hoje fui saber por apenas hoje ler com as mensagens diretas no Twitter: acabou a censura do Paysandu aos veículos do Grupo RBA, surgida depois de críticas feitas ao clube pelo narrador Cláudio Guimarães. O Papão afirmou que críticas construtivas são bem-vindas, mas que desrespeito não é tolerado. Pelo sim, pelo não, RBA TV (Band) e Rádio Clube voltaram a cobrir o seu dia-a-dia. Assim, sim.

A saideira
Reforço sempre válido: este Papo de Bola - o Site precisa de patrocinadores para se manter no ar, por não ser apenas o custo da hospedagem o necessário para tanto e sim outros ainda maiores. Se você quiser anunciar nestes escritos, clique aqui e dê uma olhada nas maneiras de como fazê-lo que muito bem vindo serás e muito agradecido ficarei. Também continuo forçosamente adotando o "Ajude o PB", de colaborações avulsas.

Momento Raridade Rara: Fofão encontrou Fofão
Uma tristíssima perda desta sexta-feira foi a morte do Orival Pessini, humorista criador de Sócrates e Patropi, mas notadamente e acima de qualquer um pelo ícone infantil oitentista Fofão. Pois em 2013, a Record promoveu no "Esporte Fantástico" o encontro do Fofão com a Fofão - claro, a craque do vôlei, que foi comentarista do SporTV na recente Olimpíada. Veem aqui a reportagem da Adriana Bittar apresentada pela Mylena Ciribelli.

Momento Raridade Rara: Doria no "Clube"
Eleito prefeito de São Paulo no domingo retrasado, João Doria Jr. foi convidado em 1984 de uma edição do "Clube dos Esportistas", o famoso fuzuê semanal de Sílvio Luiz na Rede Record. O "Legendários" do Marcos Mion resgatou aqui algumas imagens para o quadro "Vale a Pena Ver Direito". Note no fim os créditos hilariantes para cada integrante do time esportivo da emissora: Sílvio "Iogurte", Fernando Solera "Fujão", Eli Coimbra "Momento", Flávio Prado "Sabonete", Fábio Sormani "Bonitinho" e Ronny Hein "Sócrates".

Momento Raridade Rara: CBN 25 anos

A ocasião completada no sábado retrasado tem o futebol e os demais esportes sempre presentes em sua grade, seja em programas ou em transmissões de eventos. Toda hora trago vários momentos dela nestes tópicos, mas para este aqui (mesmo que com atraso de duas semanas, espero que o povo lá da Central Brasileira de Notícias não me queira mal por tal desfeita alheia à minha vontade) selecionei cinco especiais:

De 2001, Botafogo 0 x 3 Corinthians na primeira decisiva do Campeonato Paulista com Ulisses Costa e Carlos Henrique. De 2000 até 2002, a emissora transmitia jogos alternativos aos da Rádio Globo e só fazia os mesmos se não houvesse alternativos. Todos os integrantes atuavam nas duas emissoras, exceto os titulares de cada segmento, exclusivos da Globo (no caso paulista, os exclusivos do AM 1100 eram Oscar Ulisses na narração, Paulo Roberto Martins no comentário, Romeu César na reportagem, Domingos Machado no plantão e Ângelo Ananias na apresentação). Alguns poucos profissionais eram próprios da CBN, mais destacadamente o opinador Pedro Luiz Jr. no caso de SP. Atual comentarista da Band Campinas, CH era o principal repórter das jornadas paulistas da CBN. Nesta final, Ulisses fez a ida e Oswaldo Maciel narrou a volta. Como a volta terminou sem gols, os do título foram documentados pelo hoje locutor da Rede Bandeirantes. Os áudios deste jogo peguei daquele hotsite maravilhoso feito pelo Sistema Globo de Rádio em 2010 pro centenário corintiano. Aliás, registre-se: foi de SP a primeira transmissão de futebol que escutei na CBN, na semifinal Corinthians 0 x 2 São Paulo do Paulistão em 3 de junho de 2000. Cledi Oliveira narrou, Pedro Luiz Jr. comentou, Carlos Henrique reportou e Márcio Spimpolo fez plantão e ancoragem. Achei aquela cobertura pelo AM 1340 da afiliada daqui numa tarde onde o SporTV fez tubão em cima das imagens geradas pela Globo e as ondas curtas da Rádio Bandeirantes não funcionavam. Desde então, passei a escutar sempre as transmissões de futebol da CBN, passo dos 16 anos na audiência.

De 2001, um trecho do primeiro "Futebol CBN" com novo formato no Campeonato Brasileiro: postos in loco em quase todas as partidas e bate-papo comandado por Marco Aurélio com os comentaristas da casa. A ideia em si da cobertura de tudo era sensacional, o grande erro foi que a conversa predominava quando deveria ter acima de tudo era bola rolando com um jogo-comando ou dois em simultâneo (que nem os "duplex" de várias regiões do país). São escutados estes profissionais nestes jogos: Santa Cruz 0 x 4 Botafogo com Maciel Jr.; Coritiba 3 x 2 Internacional com Linhares Jr.; Goiás 2 x 0 Flamengo com Luiz Carlos Silva e Cid Ramos; Ponte Preta 2 x 2 Corinthians com Carlos Henrique; Vitória 1 x 1 Santos com Márcio Spimpolo; e Cruzeiro 1 x 2 Atlético Paranaense em instantes finais com Marcelo Gomes, de cujo blog extraí o registro precioso. Este conceito durou até a metade de 2002, quando foi feita a primeira fusão Globo/CBN nas transmissões de jogos, fusão esta vigente até meados de 2003 no Rio de Janeiro e até a virada de 2004 para 2005 no caso de São Paulo.

De 2003, um trecho do "CBN Esporte Clube" apresentado por Juca Kfouri das 20h às 21h. O programa durou de 2000 até a virada de 2010 para 2011, quando foi substituído pelo "Quatro em Campo", e marcou a estreia do Juca como apresentador de rádio. Ele sempre teve um parceiro co-apresentador, inicialmente Everson Passos e mais adiante Vitor Birner. Havia diariamente um giro informativo de rapidinhas dos principais clubes do país e cada um tinha um trecho de música a ver diretamente com ele ou com suas cores (no caso dos gaúchos, a do Inter era "Deu Pra Ti", com Kleiton & Kledir, e a do Grêmio era "Vesti Azul", com Wilson Simonal). Também iam ao ar seções específicas diárias, como o "Troféu Osmar Santos" para o melhor do dia e o hilário "Já Para o Chuveiro" para o pior do dia. Por muitos anos, participou do programa Renato Maurício Prado com o comentário "Deixa Que Eu Chuto". Neste programa, atenção também para os locutores das vinhetas: o voz-padrão Celso Freitas e a voz comercial Rick Ferreira, ambos atualmente na Rede Record, o primeiro como apresentador do "Jornal da Record" e o segundo também na locução dos oferecimentos de programas nacionais e locais de algumas filiais.

De 2012, o futebol dando lugar à notícia de última hora: durante Tigre 0 x 0 São Paulo na primeira decisiva da Copa Sul-Americana, Marcelo Gomes interrompeu sua narração para que entrasse o "Plantão CBN", cuja vinheta é a segunda do gênero que mais me deixa em expectativa quando a escuto (só perdendo para a hors concours do "Plantão" da TV Globo). Naquela vez, a repórter Andréa Ferreira entrou para informar a morte do arquiteto Oscar Niemeyer. Foi numa transmissão de futebol da CBN que fiquei sabendo, em fevereiro de 2001, do acidente de ultra-leve que deixou Herbert Vianna paraplégico e vitimou a esposa do líder dos Paralamas do Sucesso. Infelizmente não lembro qual partida foi feita naquele domingo e se era uma de Rio ou São Paulo, mas era uma ou outra em rede apenas no primeiro tempo e Antônio Carlos Duarte fazia o plantão, isso recordo muito bem.

De 2013, o documento da chocante e apavorante barbárie na Arena Joinville em Atlético Paranaense 5 x 1 Vasco, na última rodada do Brasileirão. Até o ano seguinte, a CBN Rio mandava equipe completa para todos os estádios onde transmitia - e todos mesmo, inclusive com comentarista, algo que era praticamente único no rádio brasileiro na época e que era completado por vídeos feitos por eles nos estádios para o canal do YouTube. Não lembro se foi neste ano ou no anterior em que acompanhei quase tudo dela justamente por isso e, se no ano inteiro, faltaram a apenas dois ou três jogos aqui no Brasil e não tiveram narrador e comentarista nos feitos em outros países, foi muito. Foi um período brilhante e especial aquele, que infelizmente também levou à observação de horrores como este. In loco estavam Leandro Lacerda, Francisco Aiello e Felipe Santos, que relataram a pior selvageria dos últimos anos e tinham os auxílios no estúdio de Carlos Eduardo Éboli e Lisandro Violante.

Momento Raridade Rara: Roberto Brauner

Muito mal fiquei ao saber da sua morte na sexta-feira retrasada, aos 64 anos, de Alzheimer. Fui seu ouvinte por quase 20 anos e tive a alegria de encontrá-lo algumas vezes nas confrarias que a equipe da Rádio Pampa promovia com seus ouvintes em meados da década de 2000, infelizmente não recordo se numa delas cheguei a registrar uma fotografia com ele. Bob, que detestava ser chamado pelo apelido "Cardeal", saiu de Pelotas para a Gaúcha em 1978 e passou a formar o trio de narradores com o titular Haroldo de Souza e o terceiro Pedro Ernesto Denardin. Bordões e frases de efeito ficaram na cabeça do povo, como "tudo bem pelo cem" (dos 100 kw de potência da emissora), "brasileiro não vive sem rádio", "a vida tá cara, o tempo não para" e a do início de cada jogo: "prepare o seu coração pras coisas que eu vou contar", frase que abria a linda canção "Disparada" na voz do saudoso "Cachorrão" Jair Rodrigues. O gol dele também era único: "gol do Brasil, gol do Brasil, gol do Brasil!!!"

Brauner ficou na Rádio Gaúcha até 1999 e transmitiu não só futebol, Copas do Mundo e Jogos Olímpicos, mas também todos os esportes. Fez o vôlei campeão da Frangosul, o basquete campeão do Corinthians de Santa Cruz do Sul e a temporada de 1991 da Fórmula 1, quando esteve presente em todos os autódromos numa cobertura em trio com Carlos Frederico Matzenbacher e (salvo engano meu) Nando Gross. Também trabalhou na TVCOM e fazia aparições na RBS TV nos anos 90. Ao deixar a RBS, foi para a Rádio Pampa, que se estabeleceu como quarta força esportiva do rádio porto-alegrense e marcou um espaço muito bonito com grandes nomes e lançamentos. Nela, foi titular e narrou todas as conquistas da dupla Grenal até o fim do departamento em 2007, além de contar o pentacampeonato mundial do Brasil em 2002. Pena o fim súbito de uma hora para a outra devido ao fim da verba repassada à TV Pampa como afiliada da Rede Record quando esta comprou os veículos da Caldas Júnior.

Ainda no primeiro semestre de 2007, Brauner teve uma rápida passagem pela BandNews FM como narrador de algumas transmissões próprias de jogos da dupla Grenal ao lado dos apresentadores comentaristas do matutino local da estação, o colorado Felipe Vieira e o gremista Diego Casagrande. Mas durou pouco tempo. A seguir, ele se transferiu para Santa Catarina e foi o locutor principal da Rádio Eldorado na campanha do Criciúma naquela Série B, saindo ao final da mesma (substituído por Dante Bragatto Neto e o retornado Mário Lima). Bob regressou para Porto Alegre e teve como último prefixo no nosso rádio a Bandeirantes, mas não na equipe esportiva e sim como apresentador do jornalístico "Grande POA" às 6h. Não durou muito tempo, uma pena. Daquele 2008 até 2011, seu último trabalho foi narrando futebol pela Encantado AM. Não consegui escutá-lo por ela.

Embora se passe mais de uma semana da sua passagem, faço questão de deixar esta homenagem ao Brauner, que morreu novo e com muito ainda por fazer com sua voz forte e narração sempre campeã, que deixa saudade em quem a escutou. Uma pena que vários registros só puderam ser captados agora a partir do seu falecimento, antes disso não havia tanta coisa dele disponível na internet. Dois áudios gravei de reprodução no "Esporte e Cia.", da Gaúcha, mas não incluo pois tive que gravar em fita K7 pois estava sem internet naquele dia e não posso passar para o computador pois o notebook que uso improvisadamente enquanto o computador está pifado e não tenho condições de consertá-lo não tem nenhuma entrada que me permita colocar nele áudios do aparelho de som: um depoimento de 5 minutos sobre a morte do Ayrton Senna e os minutos finais do título nacional de basquete do Pitt Corinthians, este com Renato Cardoso e Régis Hoher, e ambos de 1994. Preciosidades únicas.

Da RBS, destaco dois momentos: de 1981, Grêmio 1 x 0 Corinthians no Brasileiro com Ruy Carlos Ostermann e Wianey Carlet pela Gaúcha (não reconheci o plantão, mas não era o também já saudoso Raul Moreau); e de 1997, Inter 1 x 0 Grêmio na final do Gauchão para compactos e reportagens da RBS TV e da TVCOM, o gol incluído neste VT feito pelo então repórter Maurício Saraiva (o jogo só passou ao vivo no SporTV). Dos tempos da Rádio Pampa, dois destaques de 2005, ambos com Cassiá Carpes comentando e Denis Olinto no plantão: o primeiro é Corinthians 1 x 1 Internacional com Rafael Cabeleira e o segundo é Náutico 0 x 1 Grêmio com Darci Filho. Fecho a homenagem com dois extras de 2007: primeiro, um dos gols de Grêmio 2 x 0 São Paulo na Libertadores pela BandNews FM com o comentarista torcedor Diego Casagrande e reportagem de Caco da Motta; e depois, uma coletânea de narrações de gols do Criciúma naquela Série B pela Rádio Eldorado.

Momento Raridade Rara: Willy Gonser 80 anos

O "mais completo do Brasil" celebrou a ocasião nesta quinta-feira tendo uma das carreiras mais campeãs do rádio esportivo brasileiro. Para começo de conversa, ele pode se gabar de ser o único a transmitir em grandes prefixos de não uma ou duas, mas sim cinco importantes capitais esportivas: Nacional do Rio de Janeiro, Jovem Pan de São Paulo, Gaúcha de Porto Alegre, Clube B2 de Curitiba e Itatiaia de Belo Horizonte. Nesta, ficou de 1979 a 2009 e fixou-se como locutor oficial das partidas do Atlético. Seu último trabalho na latinha foi no ano passado, como comentarista da Inconfidência por um período de meio ano.

A Willy, todas as nossas reverências e também a apreciação de três de seus melhores momentos na carreira: de 1972, Palmeiras 0 x 0 São Paulo na decisão do Paulistão com Cândido Garcia e Fausto Silva na Jovem Pan; de 1992, Atlético 2 x 0 Olimpia na final da Conmebol (o primeiro título do Galo sobre os paraguaios) pela Itatiaia; e de 1994, Brasil 0 x 0 Itália + 3 x 2 na decisão da Copa do Mundo com Willy e Alberto Rodrigues dividindo a narração com duas cobranças por vez para cada um e as reportagens de Roberto Abras e Carlos Cezar Pinguim. O "Vibrante" narrou a perda do título e o "Mais Completo" soltou o grito de "campeão!".

Momento Raridade Rara: GloboNews 20 anos

O primeiro canal de notícias da televisão brasileira completa esta data neste sábado e levou vários dos seus profissionais para os telejornais da TV Globo com o passar dos anos. Mas alguns merecem destaque neste "PM" pois, depois da GN, passaram a militar ou no SporTV ou no esporte do Plim-Plim. Quatro ilustrativos:

De 2000, Vanessa Riche reportando ao vivo a tragédia do sequestro do ônibus 174 no Rio de Janeiro. Com pouco tempo no vídeo, ela já trazia uma boa experiência dos anos de rádio. Os trechos estão num "Arquivo N" do ano passado sobre os 15 anos daquele acontecimento. Vanessa se transferiu para o SporTV em 2004, apresentando o "Papo com Armando Nogueira", o "Tá na Área", o "SporTV News" e outros programas, além de fazer história no Pan-Americano de 2007 como a primeira narradora esportiva da história das Organizações Globo.

De 2001, Luís Ernesto Lacombe dividindo com Leila Sterenberg e os repórteres Edgard Júnior e Jorge Pontual os primeiros plantões do 11 de Setembro, os ataques terroristas ao World Trade Center. Depois de 15 anos com jornalismo geral entre Rio de Janeiro e Florianópolis nas TVs Bandeirantes, Manchete, Globo e RBS, Lacombe partiu para o esporte a partir do SporTV em 2003, retornando à Vênus Platinada no ano seguinte agora enquanto jornalista esportivo. Apresentou o "Esporte Espetacular" até 2011 e, desde então, faz o "Bom Dia Brasil". Na recente Olimpíada do Rio, narrou o ouro de Martine Grael e Karena Kunze na vela, esporte que já praticou.

De 2002, Luciana Ávila apresentando um "Almanaque" gravado por ela na sua Alagoas sobre o cangaceiro Lampião. Luciana trabalhou na GloboNews fazendo jornais e reportagens especiais até 2009, durante este período tendo duas atividades na Rede Globo: repórter do reality show musical "Fama" e apresentadora do "Brasil TV", noticiário que passa apenas nas antenas parabólicas no espaço dos jornais locais das 19h15. De vez e apenas no Plim-Plim ela ficou a partir de 2009, quando se tornou esportiva como apresentadora do "Esporte Espetacular", papel que desempenhou até 2011, desde então continuando na reportagem deste departamento.

De 2008, Samantha Mendes apresentando no "Em Cima da Hora" um vivo da repórter Camila Bonfim sobre as festividades dos 48 anos de Brasília. Samantha estreou no SporTV na metade de 2012 e passou a apresentar o "SporTV News Manhã" um ano depois quando da ida da Aurora Bello pro "É Gol!!!". Ela saiu no fim de 2014. Infelizmente, não sei por onde anda a bela Samantha, da qual me perdi profissionalmente.

Momento Raridade Rara: datas em 0 ou 5 destes dias

Os acontecimentos a seguir ainda não haviam sido destacados neste PB e merecem registro.

*Dia 3: 40 anos do Fluminense campeão carioca com 1 x 0 sobre o Vasco. Narração de Jorge Curi na Rádio Globo para o gol de Doval, nascido em 1944 e cuja morte completou 25 anos na última quarta-feira.

*Dia 3: 35 anos de Ibrahimovic, atacante do Manchester United. Separei de 2012 o amistoso Suécia 4 x 2 Inglaterra, com todos os gols nórdicos feitos por ele, sendo o último enlouquecedoramente selvagem, levando ao êxtase os relatores Eusébio Resende e André Loffredo no SporTV.

*Dia 4: 45 anos de Rodrigo Giacomet, narrador esportivo, apresentador jornalístico e diretor da Rádio ABC de Novo Hamburgo. Um relato seu de 2014 infelizmente foi "invalidado" pois uma punição aplicada pelo STJD por escalação irregular fez de nada valer o resultado de campo, mas ao menos rendeu uma aparição no quadro "Redação AM" do SporTV no dia seguinte: Novo Hamburgo 2 x 0 ABC, pela Copa do Brasil.

*Dia 7: 40 anos de Gilberto Silva, campeão mundial, da América e bi da Confederações pela Seleção, campeão da Libertadores e bi estadual pelo Atlético, além de uma Série B e uma Sul/Minas pelo América. De 2013, destaco aqui seu gol em Galo 5 x 1 Tombense no Mineiro com Marcos Leandro e Raphael Rezende no Premiere.

*Dia 9: 5 anos do bicampeonato de Sebastian Vettel na Fórmula 1. Os momentos finais do GP do Japão ganho por Jenson Button têm Galvão Bueno, Reginaldo Leme e Luciano Burti na Rede Globo.

*Dia 10: 105 anos do Comercial de Ribeirão Preto, campeão paulista da A2 em 1958. Destaco de 2007 seu 1 x 0 sobre o Botafogo no clássico Come-Fogo da A2 de 2007, com direito a um gandula agredido com uma barra de ferro e tudo. Reportagem de Fernando Caetano na ESPN Brasil e narração de João Palomino.

*Dia 12: 100 anos do América do México, campeão de duas Interamericanas, 7 Concachampions e 12 nacionais. Para nós do Brasil, a maior lembrança dele é da Libertadores de 2008, quando Cabañas deu um show sobre o Flamengo e o eliminou com 3 x 0 no Maracanã, passando por cima dos 4 x 2 feitos pelos cariocas no México. Os lances daquela noite de terror flamenguista estão com Roby Porto no SporTV.

*Dia 12: 20 anos do famoso gol de Ronaldo pelo Barcelona nos 5 x 1 sobre o Compostela, pelo Campeonato Espanhol, com Alexandre Santos narrando na TV Bandeirantes - que, diga-se de passagem, mostrou o jogo apenas no "Show do Esporte" do dia seguinte pois naquele horário era transmitido o Campeonato Brasileiro com Guarani 2 x 0 Botafogo e Atlético Paranaense 2 x 0 Palmeiras, este com Luciano do Valle.

*Dia 13: 20 anos de Damon Hill campeão da Fórmula 1. Vitória no GP do Japão com Galvão Bueno na TV Globo.

*Dia 14: 45 anos de Sandro Gama, repórter e apresentador da TV Bandeirantes do Rio de Janeiro desde 2001 e ex-repórter da Rádio Globo. Sempre que possível, o bom humor e o espírito gozador dominam seus materiais. Assim foi em 2010, quando protagonizou um desafio pra lá de inusitado na época da Copa do Mundo: cobrar pênaltis para serem defendidos "apenas" por craques da baliza como Cech e Goycochea.

*Dia 14: 10 anos do primeiro título de Anderson Silva no UFC, vitória no peso médio sobre Rich Franklin. O Combate disponibilizou em seu site a íntegra da luta com narração de Daniel Pereira.

*Dia 14: 5 anos da cerimônia de abertura dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, transmitidos somente pela Rede Record. O trio que mostrou o evento teve Maurício Torres, Álvaro José e Ana Paula Padrão. Vale observar que também a Record News a fez, nela com Reinaldo Gottino, Adriana Araújo e Heródoto Barbeiro.

*Dia 15: 50 anos de Dinho, ex-Confiança, Sport e São Paulo bicampeão da Libertadores e da Intercontinental, mas marcado especialmente pelo Grêmio com uma Libertadores, um Brasileiro, uma Recopa, duas Copas do Brasil e dois Gaúchos. Foi dele o gol do título sul-americano de 1995 no 1 x 1 com o Atlético Nacional. Documento da Rádio Guaíba com Haroldo de Souza, Edegar Schmidt, Ricardo Vidarte e Rogério Bohlke.

*Dia 15: 50 anos de Vander Luiz, que trabalhou nas rádios Universal de São Roque, Convenção de Itu, Cacique e Cruzeiro do Sul de Sorocaba, Difusora de Osasco, Clube de Araras e FM 90 de Salto, mas que ganhou destaque na Jovem Pan de 1996 a 2015, fosse como narrador, depois como plantão e ainda como apresentador do ótimo "Memória do Plantão" aos domingos, programa do qual não me recuperei até hoje de sua extinção. Dos tempos de relator, separei Vasco 2 x 2 Cruzeiro pela semifinal da Copa João Havelange de 2000 na Pan.

*Dia 16: 5 anos da morte de Dan Wheldon num acidente com 15 carros no GP de Las Vegas da Fórmula Indy, corrida que acabou cancelada e por causa da qual não importou praticamente nada o título de Dario Franchitti. Registro emocionado de Téo José e Felipe Giaffone na Rede Bandeirantes.

Momento Raridade Rara: Campeonato Brasileiro

Para entender o presente, é preciso conhecer o passado. Partidas antigas dos duelos do fim-de-semana:

Três avulsas: de 2014, Ponte Preta 1 x 1 Santa Cruz na Série B com Sílvio Luiz e Luiz Ceará na RedeTV!; de 2012, Cruzeiro 4 x 1 Chapecoense na Copa do Brasil com Osvaldo Reis na Rádio Globo; e de 1998, Corinthians 3 x 1 América Mineiro com Marco Antônio e Mauro Beting na Rede Bandeirantes.

*Dois Atlético Paranaense x Coritiba com mando rubro-negro: de 2009, Coritiba 4 x 2 no Paranaense com Moura Júnior na Rádio Transamérica; e de 2011, Atlético 1 x 0 com Edgard Felipe na Rádio CBN.

*Dois Sport x Vitória na Ilha do Retiro: de 2011, Sport 4 x 0 na Série B com Rembrandt Jr. no Premiere; e de 2014, Vitória 1 x 0 na Sul-Americana com João Guilherme e Paulo Júlio Clement no Fox Sports.

*Dois Botafogo x Atlético Mineiro no Rio de Janeiro: de 2007, Botafogo 2 x 1 na Copa do Brasil com Luiz Penido, Jorge Nunes, Wagner Menezes, Eugênio Leal, Gustavo Henrique e Marcus Vinícius na Rádio Tupi; e de 2012, Atlético 3 x 2 com Mário Henrique na Rádio Itatiaia.

*Dois Figueirense x Palmeiras no Orlando Scarpelli: de 2006, Figueirense 6 x 1 com Giovani Martinello e Ricardo Freitas no Premiere; e de 2013, Palmeiras 3 x 2 na Série B com Milton Leite e Caio Ribeiro na Rede Globo (possivelmente tenha sido uma das últimas narrações do Milton no Plim-Plim, salvo engano meu).

*Três Santos x Grêmio na Vila Belmiro: de 1999, Grêmio 1 x 0 na Seletiva da Libertadores 2000 (primeira vitória gremista lá) em reportagem de Abel Neto na Rede Globo e narração de Cléber Machado; de 2002, Santos 3 x 0 com Nivaldo Prieto e Paulo Calçade na Rede Record; e de 2013, 1 x 1 com Marcos Couto na Rádio Bandeirantes.

*Quatro Internacional x Flamengo no Beira-Rio: de 1997, Inter 4 x 0 com Luciano do Valle, Mauro Beting, Ribeiro Neto e Fernando Fernandes na Rede Bandeirantes; de 1999, Flamengo 2 x 1 com Oliveira Andrade e Orlando Duarte na Rede Bandeirantes; de 2002, Flamengo 3 x 1 com Jader Rocha no Premiere; e de 2009, Inter 2 x 1 na Copa do Brasil com Paulo Andrade na ESPN Brasil.

Momento Raridade Rara: 100 anos da Vila Belmiro

A data foi atingida na última quarta-feira e a celebração se deu no amistoso Santos 1 x 1 Benfica de sábado passado, mas espero que ainda haja tempo de fazer um tópico especial sobre este palco fundamental para o futebol não do Brasil e sim do mundo. Separei 20 jogos importantíssimos por eles em si, claro, mas sobretudo de caráter midiático legal, o qual procurarei explicar nas descrições dos mesmos.

De 1964, Santos 11 x 0 Botafogo pelo Campeonato Paulista, com 8 gols só de Pelé. Não há imagens deste jogo, mas tem este compacto da Rádio Bandeirantes com Ennio Rodrigues (ainda sem o bordão "o que vale é bola na rede"), Luiz Augusto Maltoni e Borghi Júnior. Gravei do "As Histórias do Futebol" na Bradesco Esportes FM.

De 1969, Santos 6 x 2 XV de Piracicaba pelo Paulistão. Dos jogos do Peixe dessa época reprisados na TV, não são muitos os ocorridos em Urbano Caldeira. Este, com Fernando Solera na TV Bandeirantes, é um deles.

De 1974, Santos 2 x 0 Ponte Preta pelo Paulistão. Foi aí a despedida de Pelé em jogos oficiais e sua última vez pelo glorioso alvinegro praiano. Relato de Peirão de Castro e Roberto Petri na TV Tupi e reprise da TV Cultura nos anos 90, em VT com texto na voz de Milton Jung, então apresentador do "Jornal da Cultura". Apresentação do "Grandes Momentos do Esporte" por Roberta Manreza, hoje novamente na emissora com o "Papo de Mãe".

De 1984, Santos 2 x 0 América pelo Paulistão com a história sequência de defesas espetaculares de Rodolfo Rodriguez. Apresentação de Léo Batista pela Rede Globo. Lamentavelmente, não existe na internet um só registro que seja da narração deste momento nem da transmissão da Globo e muito menos da feita pela Record.

De 1986, Santos 0 x 2 Inter de Limeira pelo Paulistão. Uma das vitórias marcantes da Inter, que seria a campeã daquele ano, foi esta contada por Luciano do Valle e Roberto Rivelino na Rede Bandeirantes.

De 1987, Brasil 2 x 1 Alemanha pela Copa Pelé de Masters. Quase todo o jogo é com a narração de José Góes pela TV Cultura e os gols e alguns lances também estão com Jota Júnior, Gilson Ribeiro e Roberto Cabrini na Rede Bandeirantes. Organização fanfarrona de deixar o jogo ser realizado naquele que foi um dos maiores aguaceiros em estádio de futebol de todos os tempos (exagerei, talvez). Mas deu Brasil e isso fez tudo valer a pena.

De 1991, Santos 3 x 1 Sport pelo Campeonato Brasileiro com Luciano do Valle e Octávio Muniz na Band. Adotado a partir deste ano, o expediente de Brasileirão às segundas-feiras não é inédito. A Rede Bandeirantes fez isso naquele ano e também em 1992 e esta foi a primeira partida transmitida neste dia.

De 1992, Santos 2 x 0 Flamengo no Brasileirão com Luís Roberto na Rádio CBN. Na época, ela fazia alguns jogos alternativos aos da Rádio Globo, que na mesma hora tinha Osmar Santos em Corinthians 0 x 0 Sport.

De 1995, Santos 3 x 5 Vasco no Brasileirão com Januário de Oliveira na Rede Bandeirantes. Primeira partida de Juninho Pernambucano pelo Cruzmaltino e sequência alucinante:  2 x 0, 2 x 4, 3 x 4 e 3 x 5.

De 1996, Santos 0 x 6 Palmeiras no Paulistão com José Luiz Datena e Ely Coimbra na Rede Record. Daquela chapuletada inesquecível, esta era a única das quatro transmissões da TV que faltava no YouTube.

De 1996, Santos 2 x 2 Corinthians no Paulistão com Alexandre Santos e Gilson Ribeiro na Rede Bandeirantes. Um dos mais famosos gols da Vila Belmiro: o do Marcelinho Carioca com chapéu e tiro de primeira.

De 2001, Santos 5 x 0 Portuguesa Santista no Paulistão. Além de não poder faltar um clássico do Peixe contra a Briosa, também vale muito acompanhar um ainda iniciante Paulo Andrade pela TV Gazeta.

De 2003, Santos 1 x 2 São Paulo no famoso Campeonato Paulista transmitido pelo SBT e que teve o enrosco das TVs. Dirceu Maravilha foi o titular da emissora, por isso, pouco escutado na Rádio Bandeirantes naqueles meses iniciais (para ajudar nas escalas, muitos jogos foram feitos pelo titular da Fórmula 1, Odinei Edson).

De 2003, Santos 5 x 1 Inter de Limeira. Se às vezes naquela contenda a vantagem era do SBT e da Federação Paulista, às vezes a Globo é que tomava o direito da exibição - e isso beneficiava a Record, sua parceira naquela empreitada, por isso temos aí a transmissão de Osmar de Oliveira, Paulo Calçade e Oscar Roberto Godoi. No fim do campeonato, Globo e SBT acabaram transmitindo juntos, só que a Record acabou de fora.

De 2004, Santos 1 x 1 Atlético Paranaense com Deva Pascovicci e Bruno Laurence no Premiere. Esta partida reuniu os dois candidatos ao título do Brasileirão naquele ano, mas ficou restrita ao PPV em praticamente todo o país, já que a transmissão em TV aberta foi exclusiva da Record - e ela só podia passar os jogos paulistas para duas cidades: São Paulo e aquela onde acontecia o jogo exibido pro RJ. Numa dessas coincidências da vida, eu aqui em Porto Alegre pude acompanhar aquela transmissão do Luciano do Valle pois aqui acontecia Internacional 0 x 0 Flamengo. Já a Globo preferiu passar Guarani 0 x 1 Corinthians para SP. E mais uma: nem sequer para o PR ela fez este Santos x Atlético, não deram à RPC a transmissão dele. Assim, também os paranaenses só puderam cuidar aquele jogo pelo pay-per-view - e quem não o tinham ficava grudado no bom e velho rádio.

De 2005, Santos 2 x 3 Corinthians. Este foi um dos 11 jogos remarcados do Campeonato Brasileiro depois do escândalo da máfia do apito e rendeu um episódio muito desagradável: enfurecida com a vitória dos corintianos (que acabaram sendo os maiores beneficiados com esta remarcação, tanto que foram campeões no fim das contas), a torcida santista resolveu quebrar tudo que vinha pela frente. Tudo mesmo. Sobrou até para a cabine do SporTV, na qual estavam Milton Leite e Maurício Noriega. Equipamentos foram destruídos, a imagem de um deles apareceu no ar e nunca esqueci daquilo. Consequência: o SporTV ficou um ano sem enviar equipe de cabine ao estádio. Volta em 2007, aí rola um novo incidente em 2008 após Santos 1 x 0 América do México na Libertadores. Enquanto Milton, Muller e Renato Marsiglia falavam da partida, objetos eram jogados na direção deles por torcedores muito brabos. O vivo acabou abruptamente para preservar a segurança deles e, desta vez, a ausência das cabines foi por muito mais tempo: mais de 3 anos sem narradores e comentaristas na Vila Belmiro. Somente no início de 2012, quando reformas neste setor foram concluídas e a condição melhorou, é que os locutores do SporTV voltaram.

De 2009, Santos 9 x 0 Universidad Autonoma na final da Libertadores Feminina em íntegra da TV Bandeirantes & BandSports com Luciano do Valle, Neto, Fábio Lucas Neves e Fabíola Andrade. Goleada acachapante do Peixe e Luciano narrou dos estúdios. Mas justifica-se: foi logística que levou a isso, já que naquele domingo ele narrou dois jogos e este primeiro foi às 11h e o do Campeonato Brasileiro pro RJ às 16h, este sim presente no estádio. E não foi uma partida qualquer: foi Palmeiras 0 x 2 Flamengo, aquela dos dois golaços do Petkovic.

De 2010, Santos 2 x 0 Vitória na final da Copa do Brasil. Separei a narração da Rádio Estadão/ESPN com Reinaldo Costa, infelizmente fora do ar há um bom tempo, e que aqui homenageia o ex-colega Osmar Santos.

De 2011, Santos 4 x 5 Flamengo, a maior partida da história do Brasileirão na era dos pontos corridos, com a sequência de placar: 3 x 0, 3 x 3, 4 x 3 e 4 x 5. De lambuja, o golaço do Neymar que lhe rendeu o Prêmio Puskás. Separei a transmissão da Rede Bandeirantes com Téo José e Edmundo, única dupla de cabine de TV que estava em Urbano Caldeira. A Globo não envia seus locutores para lá há muitos anos, logicamente Luís Roberto narrou do RJ. E devido aos problemas ainda vindos de 2008, o Premiere também fez transmissão dos estúdios no RJ e, ainda que muitas vezes o pessoal de SP viajasse para tais tubos, naquela noite foi a própria equipe carioca que atendeu à chamada, sendo Daniel Pereira e André Loffredo a agregar aos seus currículos aquela noite memorável. Quanto ao rádio de Sampa City, uma curiosidade: somente duas emissoras não tiveram um narrador seu fazendo este jogo. Uma foi a CBN, que ainda o retransmitiu no AM 780 em rede com a equipe do RJ (locução de Leandro Lacerda). Outra foi a Transamérica, que só o cobriu em posto pois preferiu transmitir na íntegra outro jogo doido: Coritiba 3 x 4 São Paulo, no qual os tricolores fizeram 4 gols e depois os coxas ficaram a um tantinho de empatar.

De 2014, Santos 1 x 2 Internacional no Campeonato Brasileiro com Thiago Suman na Rádio Grenal. Somente ali, com 105 anos de existência, é que o Colorado foi ganhar do Peixe na Vila pela primeira vez.

Momento Raridade Rara: 35 anos de Galvão na Globo

A última quinta-feira marcou os 35 anos da primeira transmissão de Galvão Bueno na Rede Globo. Egresso da Rede Bandeirantes, ele fez Jorge Wilstermann 1 x 2 Flamengo, pela fase semifinal da Copa Libertadores, direto da Bolívia. Justamente pela data estar próxima e por coincidir das seleções dos dois países se enfrentarem perto dela, o homem ganhou uma homenagem no "Show do Intervalo" de Brasil x Bolívia na semana passada.

Assim sendo, este tópico tenta algo que é impossível: resumir 35 anos em 35 momentos especiais do homem na emissora. Muita coisa boa (ou ruim, dependendo do ponto de vista, sendo ele um dos maiores "ame-ou o deixe-o" do país em todos os tempos) acabou ficando de fora, mas tudo que selecionei tenta primar sobretudo pelo lado midiático, além dos próprios valores dos eventos em si. Vamos ao tópico, haja tempo pra ver tudo:

De 1981, a íntegra de Wilstermann 1 x 2 Flamengo com ele e Mário Jorge Guimarães no estádio e Gerson comentando dos estúdios. O jogo foi ao ar logo depois de "Brilhante", a então novela das 8.

De 1981, Flamengo 3 x 0 Liverpool pela Copa Intercontinental. Esse registro é o que assistimos ao vivo aqui no Brasil, com um som telefônico de qualidade bem doída e que caiu por alguns instantes pouco antes do primeiro gol, segundos tapados por Ciro José dos estúdios. Anos depois, já na "era YouTube", surgiu a íntegra com a narração em som limpinho e cristalino gravado por uma produtora japonesa lá no Nacional de Tóquio - e, por ela, deu para perceber que Galvão continuou narrando normalmente mesmo nos segundos fora do ar para nós.

De 1982, o GP do Brasil de Fórmula 1, da qual se tornou o titular global daquele ano em diante no lugar de Luciano do Valle, isso depois de fazer pela Bandeirantes a temporada de 1980. A partir daquele ano, começou a longa e vencedora parceria com Reginaldo Leme. Poderia ter sido nesta corrida a primeira locução dele pelo Plim-Plim em vitória de brasileiro na categoria, até porque Nelson Piquet foi o ganhador na pista. Só que o brasileiro acabou desclassificado horas depois e deram o primeiro lugar para Alain Prost. No mesmo ano, Piquet ganharia o GP do Canadá, mas Galvão não o fez pois já estava na Espanha para a Copa do Mundo - e, como também nela estava Carlos Valadares, que fechou com ele e Luciano o trio de narradores da emissora, aquela corrida foi feita pelo então global Álvaro José. Corrida trágica, diga-se, pois nem teve festa do Nelson e nem de ninguém devido ao terrível acidente que vitimou Ricardo Palleti e fez daquele um dos fins de semana trágicos da categoria.

De 1982, a abertura da transmissão de Espanha 0 x 0 Inglaterra pela Copa do Mundo, aparecendo no vídeo duas horas após a eliminação do Brasil para a Itália. É o único registro na web desta narração.

De 1983, GP do Brasil agora sim com vitória na pista e fora dela também de Nelson Piquet, enfim a primeira de um brasileiro na Fórmula 1 com a voz do Galvão na Globo, quebrando 7 anos de jejum do país em sua corrida. Foi a primeira vez do "Tema da Vitória", então exclusivo do GP do Brasil e tocado fosse qual fosse o seu ganhador, brasileiro ou não - por isso mesmo que ele foi escutado na vitória do Alain Prost um ano depois.

De 1983, Flamengo 3 x 0 Santos na final do Brasileirão com José Maria de Aquino, Ricardo Menezes e Luiz Ceará. Íntegra que inclui trechos que não foram ao ar, como uma conversa dos repórteres após a partida - deve ser uma fita bruta da própria emissora e não uma gravação feita do que passou na televisão. Foi o primeiro "jogo do título" de Campeonato Brasileiro que Galvão narrou na Globo, pela qual fez todos até 2006 (contando a Copa União de 1987 pro Flamengo) com exceção de cinco: os do São Paulo em 1986 e 1991 e do Corinthians em 1990, que ela não transmitiu; o do Flamengo em 1992, que Oliveira Andrade fez pois ele estava na OM; e o do Vasco em 1997, pois estava com a Seleção na Copa das Confederações. Fora esses, todos os "jogos do título" de 1983 até 2006 foram com Galvão. O último dele foi o do Fluminense em 2012.

De 1984, trecho da "Retrospectiva 84" dedicado aos Jogos de Los Angeles, com apresentação do saudoso Eliakim Araújo. Além de Galvão, também estão neste segmento Osmar Santos, Luiz Alfredo, Ricardo Pereira e Ricardo Menezes. Tendo como momento mais especial a heróica chegada de Gabrielle Andersen na maratona, o homem fez nesta a sua primeira de sete Olimpíadas tanto pela Globo quanto na própria carreira, já que não cobriu uma nos tempos de rádio de São Paulo e nem a TV Bandeirantes transmitiu a de Moscou 1980. De LA 1984 até hoje, só não fez Barcelona 1992 por estar na OM e Londres 2012 pois a Globo não a transmitiu (apenas fez um programa diário ao vivo no SporTV, mas estes Jogos acabam não contando pois ele não estava credenciado).

De 1985, GP de Portugal com a primeira vitória de Ayrton Senna na Fórmula 1 contada por ele e Reginaldo Leme. As imagens são da reprise feita pelo SporTV em 2014, apresentada por Sérgio Maurício e Lito Cavalcanti.

De 1985, Bangu 1 x 1 Coritiba + 5 x 6 na final do Brasileirão. Dois detalhes daquele domingo: Galvão (que na época tinha um senhor bigode de fazer inveja ao Magnum, mas que o deixava mais parecido com Agepê) narrou sem ter comentarista, sabe-se lá por qual motivo, e foi acompanhado somente dos repórteres Raul Quadros e Gil Rocha; e a transmissão dele no primeiro tempo acabou passando também para o Paraná pois a cobertura regionalizada da TV Paranaense, com Vinícius Coelho narrando e Gilberto Fontoura reportando, só pôde ser feita do segundo tempo em diante pois problemas técnicos impediram o som de ir ao ar nos 45 minutos iniciais. Para não deixar a bola em jogo sem som, vazaram o som nacional da Globo. Foi neles que saíram os gols do tempo normal.

De 1986, Brasil 1 x 0 Argélia na primeira partida da Seleção em Copas do Mundo com a narração do homem, que substituiu naquela tarde o titular Osmar Santos, que estava adoentado. Foi o terceiro Mundial in loco da carreira do Galvão depois de 1982 pelo Plim-Plim e 1978 pela Bandeirantes, em todos como segundo locutor.

De 1986, Corrida de São Silvestre com as vitórias de Rosa Mota e Rolando Vera narradas por ele com auxílio de Luiz Alfredo. Reportagem de Luiz Andreoli apresentada pelo próprio Galvão no primeiro "Globo Esporte" de 87.

De 1989, São Paulo 0 x 1 Vasco na final do Brasileirão. Foi a estreia do comentarista de arbitragem Arnaldo Cezar Coelho, que ali começava outra dupla de sucesso e muitos anos com Galvão - e uma ligação tão forte do ex-árbitro com os globais que até virou dono de uma afiliada da rede (a TV Rio Sul de Resende). O quinteto que incluiu eles foi completado por Juca Kfouri e pela reportagem de Roberto Thomé e Paulo Lima.

De 1990, Camarões 1 x 0 Argentina na abertura da Copa do Mundo. Ao lado de Pelé, o homem finalmente fazia uma Copa como titular depois de ser segundo locutor nas três anteriores e ainda fazer um pouco da de 1974.

De 1991, GP do Japão com Ayrton Senna tricampeão de Fórmula 1 deixando Gerhard Berger passá-lo na curva final. Surgiu aí uma das mais famosas narrações dele: o "eu sabiiiiaaaa!!!" Com exceção de Prost no Brasil em 1984, talvez tenha sido a única vez que o "Tema da Vitória" tocou para uma corrida sem vitória de brasileiro, mas é que naquela vez isso cabia perfeitamente. Berger ganhou a corrida, mas o vencedor mesmo foi Senna. Sensação parecida, mas invertida, o homem viveria no eletrizantemente asfixiante desfecho do GP do Brasil de 2008, quando o "Tema" tocou para a vitória de Felipe Massa, mas o título acabou sendo do Lewis Hamilton no finalzinho.

De 1991, Galvão jogando sinuca na vinheta de fim de ano cujo slogan ele acabaria levando ao pé da letra no ano que chegava: "invente, tente, faça um 92 diferente". Como não achar isso diante da sua ida para a OM?

De 1992, Corinthians 1 x 4 Vasco no Campeonato Brasileiro, estreia de Edmundo pelos cruzmaltinos. Quem disse que Galvão Bueno não narrou pela Rede Globo em 1992? Narrou, sim, e aí está a prova. Mas justifica-se: na época, o Brasileirão abria a temporada e este jogo (que marcou a volta dos globais ao torneio depois de duas edições com exclusividade da Bandeirantes) aconteceu em 26 de janeiro. Só não afirmo ter sido o único que fez naquele ano pois pode ter tido algum outro e eu não saiba, mas fato é que ele deve ter deixado a Globo antes de começar a Fórmula 1, já que duas etapas aconteceram antes de abril (mês de estreia na posterior e atual CNT) e nenhuma teve sua voz. O jogo foi apresentado por Fernando Vannucci e Léo Batista no "Placar Eletrônico".

De 1993, GP da África do Sul com vitória de Alain Prost. Foi o retorno dele tanto às corridas, nesta estando em trio com Reginaldo Leme e Roberto Cabrini, quanto à própria Rede Globo após um ano fora dela.

De 1994, GP de San Marino. Infelizmente, inevitável não incluir o acidente que mataria Ayrton Senna, que ele teve que relatar com nítida angústia e sofrimento, várias vezes tendo silêncios cobertos pelo Reginaldo Leme.

De 1994, Brasil 0 x 0 Itália + 3 x 2 na final da Copa do Mundo. O mesmo ano que lhe deu a maior tristeza esportiva acabaria por lhe dar a então maior alegria esportiva ao relatar o primeiro título mundial dos brasileiros em 24 anos. Entrou para a história seu "é tetraaaa!!!" histérico ao lado de Pelé, Arnaldo Cezar Coelho e Ciro José. De brinde, a emissora ainda disparou o "Tema da Vitória" na hora, o que aumentou de sobremaneira a emoção.

De 1996, a apresentação do segmento esportivo do "Jornal Nacional", que tinha nessa uma de suas novidades para aquele ano. As reportagens desta edição tinham Paulo Henrique Amorim sobre Michael Jordan na NBA, Tino Marcos com a Seleção em Manaus e Roberto Sander na definição da fórmula do Brasileirão.

De 1999, Brasil 7 x 0 Venezuela na Copa América. O "olha o que ele fez!!!" em loop pro Ronaldinho Gaúcho.

De 1999, Acelino Popó Freitas x Anthony Martinez na Fonte Nova. Tinha que entrar boxe na parada e nada melhor do que uma vitória de brasileiro em um grande estádio. Comentários de Sidnei Dal Rovere.

De 1999, a apresentação do "Show da Virada" que marcou a chegada do tão aguardado ano 2000.

De 2000, Galvão com Alberto Roberto (Chico Anysio) no "Zorra Total". A reação dele quando da narração de um gol seu (contra) é ótima. Lúcio Mauro e Viviane Araújo participam e o som está em apenas um dos lados.

De 2000, o revezamento 4 x 100 do atletismo na Olimpíada de Sydney com mais uma narração famosa: "é prata, é prata, é prata!!!" Depois da prova, tem reportagens de Carlos Dornelles e Renato Peters.

De 2000, GP da Alemanha com a primeira vitória de Rubens Barrichello na Fórmula 1 e a primeira de brasileiros em 7 anos. "Vamos tocar de novo o 'Tema da Vitória'!!! Que não escutávamos havia 7 anos!!!"

De 2002, todos os gols do Brasil no título da Copa do Mundo. Só Galvão os transmitiu em televisão aberta, que depois de 20 anos voltava a ter um único canal a passá-la, o que se repetiria em 2006.

De 2004, reportagem de Mauro Naves sobre a recuperação do homem de uma cirurgia no braço esquerdo, quebrado após uma queda de cavalo. Isso lhe tirou das transmissões do Pré-Olímpico de Futebol.

De 2008, outra narração famosa, essa com Gustavo Borges na vitória de Michael Phelps nos 100 metros borboleta da natação olímpica de Pequim: "vai perder, vai ganhar... perdeu... ganhoooooouuuuuuu!!!!!!!!"

De 2010, "Central da Copa" com Tiago Leifert e o famoso anúncio da aposentadoria que não se concretizou. A vida não é carro de corrida, mas dá voltas. Numa delas, Galvão reconsiderou e vai levando até onde dá.

De 2012, a abertura da primeira transmissão do UFC, ao lado de Vitor Belfort, quando lançou mais um termo que ganhou repercussão imediata: chamar os lutadores de "gladiadores do terceiro milênio".

De 2012, entrevista para Serginho Groisman no "Altas Horas" quando admitiu publicamente pela primeira vez aquilo que o povo suspeitava de tempos: que seu time é o Flamengo - além de uma simpatia pelo Santos.

De 2014, Brasil 1 x 7 Alemanha na Copa do Mundo. Vocês acham que eu ia deixar essa de fora? Ah, vá!!! Deixar de fora a semifinal dos memoráveis sinais de desespero "e lá vem eles de novo!" e "virou passeio!"? (rs)

De 2016, o histórico esporro digno de apresentador de programa policial após Brasil 0 x 0 Iraque na Olimpíada do Rio de Janeiro. Sim, é lance deste ano mesmo, mas esse também não podia ficar de fora.

Em tempo: no futebol, além de 21 "jogos do título" no Campeonato Brasileiro, Galvão Bueno ainda fez pela Rede Globo três da Copa do Brasil, seis de Campeonato Carioca, nove de Campeonato Paulista, 11 de Libertadores (8 vencidas por brasileiros), uma da Sul-Americana (título brasileiro) e nove de Mundiais, fosse na época da Copa Intercontinental ou agora na da Copa do Mundo de Clubes da FIFA (6 títulos brasileiros).

O COLUNISTA: Edu Cesar é criador e editor do Papo de Bola (autor também da coluna "24 Horas").

TWITTER: @papodebola
FACEBOOK: SitePapoDeBola
INSTAGRAM: EduCesarPapoDeBola
E-MAIL: papodebola@gmail.com


LEIA COLUNAS ANTERIORES

.


 
Seja mais um seguidor do Papo de Bola e leia as manchetes do site e comentários diversos.

PAPO DE BOLA - O SITE Desde 2/6/2003 Jogue junto com este time!
Criação, produção e edição Edu Cesar E-mail papodebola@gmail.com

.