Desde 02/06/2003 Criação, produção e edição: Edu Cesar


papodebola@gmail.com


papodebola


sitepapodebola


edupapodebola


(51) 99843-7700

SOBRE ESTA SEÇÃO
O editor Edu Cesar comenta os resultados dos campeonatos de futebol e o dia-a-dia dos clubes. Destaque para o que de principal ocorre em todas as modalidades e ainda os tópicos não-esportivos "Sintonia PB", "Clipe do Dia" e "Bela do Dia".
 
LEIA AQUI as colunas anteriores VEJA AQUI as "Belas do Dia" anteriores
 
Segunda, 1 de fevereiro de 2021
21 pontos sobre o Palmeiras campeão de 2020 em 2021



1) Sim, foi uma final chata e ruim. Mas não foi a primeira e nem será a última final chata e ruim que assisti e que assistirei. E isso não diminui em nada o valor da conquista do Palmeiras, justa, merecida e intocável, além de extraordinária a forma como acabou. O tetra do Brasil em 1994, por exemplo. O jogo em si não foi uma maravilha, mas como negar as emoções, as sensações mil e o impacto afetivo daquele feito?



2) Pausa no jogo: segundo a Conmebol, a pandemia "acabou". Irresponsabilidade máxima concentrar um montante de pessoas aglomeradas num único setor do Maracanã. Um "exemplo" desses só jogará a favor dos negacionistas do coronavírus e dos que acham que "tá tudo normal". Se algo acontecer a alguém que esteve nesta final, a entidade sul-americana precisará ser responsabilizada até mesmo criminalmente, independentemente de quem lá esteve se arriscar num momento altamente impróprio.



3) Da mesma maneira, a aglomeração da torcida na Academia de Futebol não poderia ter acontecido por mais nobre que fosse o motivo, como diria o Paulo. Nem essa, nem quaisquer outras que temos visto nas últimas semanas da parte de tudo quanto é torcida de tudo quanto é clube. Mas infelizmente essa luta já foi perdida. Que muitos dos envolvidos não percam também a luta pela vida se infectados pela Covid.

4) Não se esqueça: a pandemia ainda está longe de acabar, use máscara e álcool gel, evite aglomerações, cuide de si mesmo e de todos à volta pois, do contrário, tudo que vivemos há mais de 10 meses será prolongado por outros 10, ainda mais que a vacina recém está começando a chegar. Dito isto, voltemos ao jogo.



5) 53 minutos do segundo tempo, todo mundo crente que viria a prorrogação, mas aí Patrick de Paula acha Rony na ponta direita e este cruza perfeitamente para Breno Lopes, herói improbabilíssimo, dar o maior testaço da sua vida para vencer John e fazer o 1 x 0 do título sobre o Santos. Duas finais únicas, duas definições nos estertores, na troca de amarelo para vermelho na sinaleira. Ficará para a eternidade.

6) Aliás: as duas Libertadores vencidas pelo Palestra foram pra matar o torcedor do coração. 1999 foi daquele jeito nos pênaltis, precisando de virada neles e com o Zapata jogando pra fora. E 2020 em 2021 foi do jeito que foi, como du-vi-de-o-dó que alguém tivesse apostado ou afirmado que seria. Chamariam de "louco" quem o fizesse.



7) Palmeiras e Juventude interligados quase três décadas depois. Lembram que eles eram parceiros da Parmalat, inclusive com Cafu fazendo uma "ponte" pelo Papo antes de ir pro Verdão após deixar o São Paulo? Aconteceu de novo. Breno era artilheiro dos gaúchos na Série B, nove gols em 19 partidas. Tem agora 17 pelos paulistas, com dois gols. Um deles um dos maiores da história do clube e da história da competição.

8) Lamentável apenas que Breno Lopes não possa ser inscrito no Mundial por ter sido contratado fora da janela internacional de transferências. Pecado enorme.



9) Apesar de ter ido mal na decisão por completamente anulado, Marinho foi eleito o melhor jogador da Libertadores. Não me pareceu justo. Melhor teria sido dar o prêmio para Rony, que fez gols importantíssimos na campanha e, ora bolas, deu "só" o passe para o tento do caneco.

10) O Palmeiras foi campeão com dez vitórias, dois empates e uma derrota, marcando 33 gols e sofrendo 6. Líder do Grupo B com 16 pontos, passou por Delfín, Libertad e River Plate no mata-mata.



11) O Palmeiras é o primeiro brasileiro campeão da Libertadores no Maracanã e apenas o segundo na história, depois da LDU sobre o Fluminense em 2008. Foi a terceira conquista do clube no outrora maior estádio do mundo, junto da Copa Rio de 1951 e da Taça Brasil de 1967.

12) O Palmeiras é o 5º clube com dois títulos da Taça, a exemplo de Cruzeiro, Flamengo, Internacional e Atlético Nacional. O Brasil chegou aos 20 troféus, cinco atrás dos argentinos.

13) Em 2020, o Corinthians poderia ser tetra paulista e o Santos campeão da Libertadores pela 4ª vez. O Palmeiras impediu as duas marcas ao derrotá-los.



14) Abel Ferreira conquistou o primeiro título profissional como treinador, é o segundo português campeão do torneio (depois de Jorge Jesus pelo Flamengo em 2019) e o terceiro estrangeiro a papar a taça (o primeiro foi o croata Mirko Jozic pelo Colo-Colo em 1991).

15) Foi o 15º clássico paulista disputado pelo Palmeiras em Libertadores, o primeiro contra o Santos após oito diante do São Paulo e seis versus o Corinthians. São agora quatro vitórias, dois empates e nove derrotas.

16) Foi a 17ª vez na história que o Palmeiras jogou no dia 30 de janeiro, tendo agora 11 vitórias, um empate e cinco derrotas.

17) Nesta quinta, às 11h, o Palmeiras conhecerá seu adversário na semifinal do Mundial de Clubes. Será Tigres (México) ou Ulsan Hyundai (Coreia do Sul) que ele enfrentará no próximo domingo, às 15h.

18) Com o Palmeiras no Catar para o Mundial até o dia 11, jogos dele no Brasileirão foram remanejados, com o último antes da viagem sendo amanhã em casa, contra o Botafogo, às 16h. São Paulo x Palmeiras, que seria nesta sexta, foi para 19 de fevereiro. Já Coritiba x Palmeiras, que seria na segunda que vem, ficou pro dia 17.

19) A final da Copa do Brasil diante do Grêmio enfim está oficializada para 28 deste hoje iniciado mês e 7 de março, assim como está definido que o Brasileirão terá sua última rodada no dia 25, uma quinta-feira. Importante: se o Verdão for campeão, a CB "ficará sem representante" na Libertadores porque ela só dá vaga ao campeão, não ao vice. Se o campeão já está garantido na Libertadores como atual campeão ou via Brasileirão, este é que recebe a vaga que seria dela.



20) Os Loustau fazendo história no Maracanã. Em 1989, o pai Juan apitou o Brasil 1 x 0 Chile da farsa do Rojas e da fogueteira. Em 2021 por 2020, o filho Patrice apitou a final paulista vencida pelo Palmeiras.

21) Fui contra a final única quando decidiram fazê-la pois gostava de um jogo na casa de cada time. Mas não posso brigar pelo meu pensamento se ele é derrubado pelos fatos. Independentemente de como é a partida em si, fica tudo concentrado nela, todas as atenções, tudo a definir. Único senão a melhorar nos próximos anos: torná-la mais acessível ao torcedor médio, sem elitizá-la. No mais, reconheço meu erro e aprovo a final única.

Internacional ampliando a vantagem e obtendo um recorde



O Colorado saiu na frente cedinho na puxetaça do Patrick, o Red Bull Bragantino empatou poucos minutos depois e veio na segunda etapa o pênalti controverso confirmado pelo Sávio Pereira Sampaio. Apesar do que disse o Weverton após o jogo, eu não teria dado esse pênalti. Por esse e por outros tantos lances em vários jogos de tudo quanto é time que não sou contra o VAR em si e sim contra quem o opera. O lance foi convertido pelo Edenilson, outra vez assinando um 2 x 1 a onze passos da marca fatal, desta vez não na finaleira pois houve sufoco até o encerramento, tanto que Marcelo Lomba foi fundamental com defesas sensacionais. O Inter chegou às 9 vitórias seguidas, recorde nos pontos corridos e 3ª melhor marca geral (atrás apenas das 10 do São Paulo de 2002 e das 11 do Guarani de 1978). Abel Braga fazendo história! Enquanto isso, o bom BragaBull do Maurício Barbieri não perdia havia cinco jogos.



A vitória do Atlético Mineiro sobre o Fortaleza, aberto por um "três dedos" lindíssimo do Guilherme Arana, também foi marcada por um pênalti assinalado erradamente pelo Leandro Vuaden. Felipe Alves até o defendeu, mas deu azar do Vargas aproveitar de boa o rebote. O 2 x 0 foi confirmado pois Osvaldo encheu um pênalti no poste. Ganhando duas seguidas, o Galo do Jorge Sampaoli só perdeu uma vez nas últimas sete rodadas, faturando quatro delas e somando 14 pontos nestes 21. Sem Enderson Moreira, internado devido a uma recaída (está com coronavírus), o Tricolor do Pici perdeu a segunda seguida, tem três derrotas nas últimas quatro rodadas e só venceu uma das 11 últimas, das quais seis derrotadas. São apenas sete pontos somados nestes 33. Lá vem o Leão descendo a ladeira.



Se um tricolor está mal das pernas, o outro também está um horror. O São Paulo sucumbiu outra vez, Fernando Diniz está com a corda no pescoço. A fase é tão ruim que pela segunda vez seguida foi tomado gol de um jogador cedido pelo Internacional - antes Sarrafiore no 1 x 1 com o Coritiba e agora Natanael, que abriu o 3º sucesso seguido do Atlético Goianiense, que até viu Reinaldo empatar num chutaço impossível pro Jean (que é dos são-paulinos, mas que atuou pois o Dragão pagou R$ 300 mil de multa para tê-lo), mas que confirmou os 2 x 1 com Vitor Leque, que tinha apenas três minutos no campo. Seis fracassos seguidos do São Paulo e dois pontos somados nestes 18.



Daqui a pouco até o Fluminense, a quem bateu por último, periga passá-lo. O time do Marcão matou a charada ainda no primeiro tempo com 3 x 0. Na súmula do Raphael Claus constam dois gols do Matheus Martinelli, mas em fato foram dois gols contra. No primeiro, quem pôs a bola no gol não foi ele e sim Tadeu com o ricochete em suas costas. E no segundo, seu cruzamento foi pro meio da área, como ser seu o gol? Foi gol porque Fábio Sanches desviou nela e pôs no alvo. "Ah, mas a intenção..." O gol é de quem põe a bola lá dentro, assim tem que ser - ou deveria ser. Bom, e teve o quase golaço do Nenê na tubaronice do Tadeu de querer disputar bola após errar a falta. Pecado não ter acontecido! O Flu não perde há quatro jogos, ganhou quatro das últimas seis (só uma perdida) e somou 13 pontos nestes 18. Já o Verdão do Cerrado perdeu quatro das últimas cinco rodadas, marcando naqueles 4 x 3 no Santos e nada mais.



Renato Portaluppi completou 400 jogos pelo Grêmio, mas outra vez seus Blue Caps mandaram mal. Até saíram na frente, mas dois pênaltis selaram o 1 x 1 com o Coritiba, ambos por causa do aniversariante de 37 anos Wilson: o do gol de empate e o defendido na cobrança do Jean Pyerre, 15º que pegou pelo time desde 2016. O Tricolor chegou às seis rodadas sem vitória e empatou 16 das 33, um exagero absolutíssimo. Repriso o que escrevi há alguns dias: ame sua cara-metade tanto quanto o Grêmio ama um empate. Que desses 16 tivesse perdido uns quatro, vá lá, mas que em compensação ganhasse quatro ou cinco e a situação já seria muito melhor. (só ver o América Mineiro, que chiou com a arbitragem após perder a Série B pra Chapecoense, mas que empatou quatro antes do último jogo - um que ganhasse e seria campeão) O Coxa não vence no Couto Pereira há oito pelejas, cinco delas perdidas.



Apesar do incêndio em setor destinado às emissoras de rádio no dia anterior, Ceará e Athletico Paranaense se enfrentaram ontem no Castelão, mas não à noite e sim à tarde para evitamento do uso do sistema de iluminação. Carlos Eduardo dobrou e os 2 x 0 deram ao Furacão sua segunda vitória seguida, com apenas uma derrota nas últimas oito partidas, das quais cinco exitosas - 17 pontos somados nestes 24. Com a 450ª jornada de Samuel Xavier estragada pela derrota, o Vozão voltou a perder após duas vitórias e não empata há seis rodadas (metade vencida).



E você sabe que 0 x 0 foi também a nota do jogo entre Vasco e Bahia quando sabe que a principal ocorrência foi o gol cruzmaltino corretamente não validado através do VAR - que, quando bem usado, é mais do que útil e sim muito necessário. O bafafá que daria se validam este lance no qual Leandro Castán encheu com tudo o rosto do Douglas Friedrich com sua chuteira... Expulsão corretíssima. O machucado foi feio demais, a imagem do pé na cara dele é assustadora, mas milagrosamente não houve piores consequências (poderia ter dado até deslocamento de algo daqui a pouco) e ele talvez atue depois de amanhã contra o Fluminense. O Vascão não perde há três jogos, mas só ganhou um dos cinco últimos. Já o Esquadrão, que pela vez primeira teve Gilberto sem anotar neste duelo após deixar sua marca nos quatro anteriores, só perdeu uma das últimas cinco atuações e papou 8 destes 15 pontos.

Hoje tem Sport x Flamengo, amanhã Palmeiras x Botafogo e só no dia 17 a 33ª rodada será concluída por Santos x Corinthians. Enquanto os "asterísticos" dos quais nos livráramos não voltam na sexta-feira, eis a classificação: em 1º, Internacional com 65; em 2º, Atlético Mineiro com 60; em 3º, Flamengo e São Paulo com 58 (mesmo que perca hoje, o rubro-negro seguirá na frente por ter uma vitória a mais); em 5º, Fluminense com 53; em 6º, Palmeiras e Grêmio com 52 (mesmo que perca amanhã, o Verdão continuará na frente pois tem duas vitórias a mais); em 8º, Athletico Paranaense, Ceará, Corinthians, Santos e Atlético Goianiense com 45; em 13º, Red Bull Bragantino com 44; em 14º, Vasco com 37; em 15º, Bahia com 36; em 16º, Sport e Fortaleza com 35 (mesmo que perca hoje, o Leão continuará fora do Z4 pois tem duas vitórias a mais); em 18º, Goiás com 29; em 19º, Coritiba com 28; e em 20º, Botafogo com 23.

Três vezes deu Vila na Terceirona



No último jogo de um clube do Centro-Oeste até no mínimo o ano que vem por nenhum da região estar na próxima edição, o Vila Nova chegou a estar duas vezes atrás no marcador, mas acabou ganhando do Remo por 3 x 2 e confirmou, com 8 x 3 totais, a terceira conquista da Série C - e a segunda treinada por Márcio Fernandes, tal qual fora em 2015. O Tigre é o primeiro clube três vezes vencedor da competição (a primeira delas em 1996), se desprendendo dos dois do rival Atlético Goianiense. 13 vitórias, 8 empates, 5 derrotas, 34 gols pró e 21 gols contra. Parabéns aos vila-novenses, também aos azulinos e ainda a Brusque e Londrina, todos na próxima Série B.

Os destaques de anteontem, ontem e hoje

Brasileirão Série D Com jogo realizado no CT do Ceará devido ao incêndio no Castelão, o Mirassol saiu na frente ao marcar 1 x 0 no Floresta e atuará pelo empate no interior de SP no sábado que vem.



Brasileirão de Aspirantes Ceará campeão com muita emoção. Ganhou do Vila Nova por 3 x 1 e, com 3 x 3 totais, se deu bem nos pênaltis por 4 x 2. Diogo Silva foi o cara ao defender duas cobranças e marcar a sua. O primeiro título de um clube do estado em torneio nacional de base fez do Vozão campeão a exemplo do São Paulo em 2018 e do Internacional em 2017 e 2019. Campanha de 13 vitórias, 1 empate, 4 derrotas, 35 gols pró e 15 gols contra.



Brasileirão Feminino A2 O Napoli ganhou de novo, repetiu o 2 x 1 no Botafogo e faturou a taça com 4 x 2 totais e invencibilidade de 9 vitórias e 4 empates, marcando 32 gols e sofrendo 10. Bem observou o jornalista especializado em futebol das gurias Rafael Alves: até o ano retrasado, não havia treinadoras campeãs nacionais. Dali por diante tivemos Tatiele Silveira pela Ferroviária, Camila Orlando pelo sub-18 do Inter e, agora, Carine Bosetti. Dá-lhe!!! Força das mulheres não só dentro, mas também fora de campo. Festa na catarinense Caçador.

Campeonato Espanhol O Atlético de Madrid fez 4 x 2 no Cádiz e lidera com 50 pontos e um jogo a menos após 20 rodadas. Com Messi chegando aos 650 gols pelo clube, o Barcelona abotoou o Athletic Bilbao por 2 x 1 e tem os mesmos 40 do Real Madrid, que pagou um mico daqueles ao sofrer 2 x 1 do Levante.

Campeonato Italiano A dupla de Milão ganhou e a perseguição prossegue 20 rodadas depois. O Milan fez 2 x 1 no Bologna e tem 46 pontos. Já a Internazionale tocou 4 x 0 no Benevento e atingiu os 44.

Campeonato Inglês Com um jogo a menos em 21 rodadas, o Manchester City foi aos 44 pontos com o 1 x 0 sobre o Sheffield United. O Manchester United perdeu terreno ao ficar no 0 x 0 com o Arsenal e só ir aos 41. O Liverpool se aproximou, 40 pontos depois dos 3 x 1 no West Ham. E o Leicester parou nos 39, deu Leeds United 3 x 1.

Campeonato Alemão O Bayern de Munique segue líder, cada vez mais líder, sólido, cada vez mais sólido, como dizia Luiz Carlos Reche quando era da Rádio Guaíba. 45 pontos em 19 rodadas ao aplicar 4 x 1 no Hoffenheim, não adiantando o RB Leipzig ganhar do Bayer Leverkusen por 1 x 0 pois só chegou aos 38.

Campeonato Francês O Lille continua na liderança depois de 22 rodadas após marcar 1 x 0 no Dijon. O Lyon é vice com 46 após 2 x 1 no Bordeaux. Já o Paris Saint Germain teve dois do Neymar de pênalti, mas a revirada do Lorient para 3 x 2 trancou o time do brasileiro nos 45 pontos, agora terceiro colocado.

Curtinhas Esportivas

O 8º título catarinense nacional Falei muito da Chapecoense campeã da Série B na coluna de anteontem. Hoje, acrescento que sua conquista se soma às três do Criciúma (Copa do Brasil de 1991 e Séries B de 2002 e C de 2006), às duas do Joinville (Séries C de 2011 e B de 2014) e às de Avaí (C de 1998) e Brusque (D de 2019).

Novos treinadores Enquanto o Cruzeiro oficializou até o fim deste ano Felipe Conceição, que saiu do Guarani após a derrota que subiu o Juventude pra Série A, o America que está na fase preliminar do Campeonato Carioca passará a ser comandado por Givanildo Oliveira, pela vez primeira treinando um time do Rio de Janeiro.

Dinamarca campeã masculina mundial de handebol 26 x 24 sobre a Suécia na finalíssima.

Helio Castroneves venceu as 24 Horas de Daytona Ele, Ricky Taylor, Filipe Albuquerque e Alexander Rossi só confirmaram o feito na hora final. É o sexto brasileiro a vencer a prova, somando-se a Raul Boesel em 1988, Christian Fittipaldi em 2004, 2014 e 2018, Oswaldo Negri em 2012, Tony Kanaan em 2015 e Pipo Derani em 2018.

Liga dos Campeões das Américas de Basquete Masculino Começa hoje e tem quatro grupos: A com Real Estelí da Nicarágua, Titanes da Colômbia e Caballos do Panamá; B com São Paulo, Quimsa da Argentina e Valdivia do Chile (é o time com este nome e não o "El Mago" Jorge do Palmeiras, tá? rs); C com SESI Franca, San Lorenzo da Argentina e Aguada do Uruguai; e D com Flamengo, Instituto da Argentina e Peñarol do Uruguai. Apenas e tão somente o primeiro colocado de cada triangular jogará o quadrangular que definirá o campeão de 8 a 13 de abril.

Sintonia PB

Começa o tópico desta "24 Horas" que está antenado no que ocorre fora dos esportes. Às novidades:

Gustavo Chagas no G1 RS Ex-rádios Bandeirantes e Guaíba, ele é o novo repórter do portal local da RBS.

Vera Magalhães estreando hoje na Rádio CBN Coluna "Viva Voz" diariamente, às 13h35 e às 18h05, respectivamente no "CBN Brasil" e no "Ponto Final". E à noite, "Roda Viva" na TV Cultura.

Luiz Megale no ar na BandNews FM Semana passada, o apresentador foi operador da coluna e isso fez com que se ausentasse do jornal das 7 da manhã por algunas dias. Nesta manhã, felizmente ele já estava firme e forte no estúdio ao lado da Carla Bigatto e da Helen Braun, que está cobrindo férias da Sheila Magalhães.

Marco Antônio Sabino reestreando na Rádio Bandeirantes Coluna "Insights" às segundas, quartas e sextas às 14h30, dentro do "Bora Brasil". Volta à emissora do ex-apresentador depois de 23 anos.

Mais duas vítimas do coronavírus Empresário, Cláudio Pessutti teria 71 anos - é que ele não assumia a idade e mesmo amigos próximos não sabiam precisá-la. Sobrinho de Hebe Camargo, ele, a esposa Helena Caio e o filho Cláudio cuidavam do acervo da apresentadora desde que ela morreu em 2012. Quem também morreu foi o produtor musical Líber Gadelha, aos 64 anos. Luiza Possi é filha dele e de Zizi Possi.

Luto no rock Autor do riff de "House of the Rising Sun", dos Animals, Hilton Valentine morreu aos 77 anos.

E fique antenado! "Sintonia PB" continua de olho no que ocorre fora dos esportes e retorna na próxima coluna.

Datas em 0 ou 5

É um hábito desta "24 Horas" de bastante tempo e que será mantido aqui ao observar datas importantes que completam 5, 10, 25, 40, 65, 100 anos, enfim, sempre em 0 ou 5 pois é como consigo me organizar melhor. As deste domingo, 31 de janeiro, foram estas:

*100 anos ao dobrado: do nascimento de Carol Channing, atriz e cantora falecida em 2019 e ganhadora do Globo de Ouro de coadjuvante por "Positivamente Millie", pelo qual foi indicada ao Oscar; e do nascimento de Mario Lanza, tenor que interpretou Enrico no filme "O Grande Caruso".

*95 anos do nascimento de Chuck Willis, cantor falecido em 1958 e que fez sucesso com "See See Rider".

*90 anos ao dobrado: do nascimento de Maurício Sherman, falecido em 2019 e craque na dublagem de filmes da Disney na década de 1950 e na criação do "Fantástico" da Globo em 1973, dentre inúmeros trabalhos; e do nascimento de Ernie Banks, falecido em 2015 e lendário ex-beisebolista do Chicago Cubs de 1953 até 1971.

*70 anos de Harry Casey, vocalista da KC & The Sunshine Band.

*60 anos de John Lydon, vocalista do Sex Pistols.

*55 anos ao dobrado: de Muller, ex-futebolista campeão por Brasil (mundial em 1994), São Paulo (mundial e da Libertadores em 1992 e 1993, da Supercopa em 1993, brasileiro em 1986 e 1991, além de paulista em 1985, 1987, 1991 e 1992), Palmeiras (paulista em 1996), Cruzeiro (Recopa Sul-Americana em 1998 e Copa do Brasil em 2000) e Corinthians (paulista em 2001); e de J. J. Lehto, piloto da Fórmula 1 de 1989 até 1994.

*45 anos de Malvino Salvador, ator atualmente revisto na Globo na novela "Haja Coração".

*40 anos ao dobrado: de Buddy Rice, piloto vencedor das 500 Milhas de Indianápolis em 2004; e de Justin Timberlake, cantor de sucesso primeiro no N'Sync e depois solo, além de ator em filmes como "Amizade Colorida".

*35 anos do fim do "Sítio do Picapau Amarelo" na versão mais famosa, a produzida a partir de 1977 por Globo e TVE.

*15 anos da morte de Moira Shearer, nascida em 1926 e atriz de filmes como "Os Sapatinhos Vermelhos".

*10 anos da morte de Nildo Parente, nascido em 1936 e ator de inúmeras produções nas TVs Globo, Manchete e Record, atualmente sendo revisto no Viva em "A Viagem", além de atuante em dezenas de filmes, o último deles "Chico Xavier".

Bela do Dia: Talita França

Talita França, repórter e apresentadora da TV Vanguarda (Globo Vale do Paraíba). Não me ocorreu que ela ainda não tinha pintado na seção, chega com enorme atraso porque é uma dama altamente apaixonante.

As desta segunda, 1º de fevereiro, são estas:

*170 anos da morte de Mary Shelley, escritora nascida em 1797 e autora de "Frankenstein".

*120 anos do nascimento de Clark Gable, falecido em 1960 e ator de filmes como "...E o Vento Levou", "Aconteceu Naquela Noite" e "O Grande Motim".

*60 anos de Alfinete, ex-futebolista campeão por Corinthians (paulista em 1982 e 1983), Joinville (catarinense em 1985), Grêmio (gaúcho de 1987 até 1990, da Copa do Brasil em 1989 e da Supercopa do Brasil em 1990), Atlético (mineiro em 1991 e da Conmebol em 1992) e Vila Nova (goiano em 1993).

*55 anos da morte de Buster Keaton, clássico comediante do cinema mudo nascido em 1895.

*50 anos ao triplicado (ou não): de Marcelinho Carioca, ex-futebolista e jornalista formado campeão por Flamengo, Corinthians, Vasco, Brasiliense e Santo André (ou não, porque muitas fontes dão 1º de fevereiro de 1971 como seu nascimento, mas outras tantas apontam 31 de dezembro de 1971 e admito ficar confuso); de Adriana Lessa, atriz de novelas como "O Clone" e ex-apresentadora do "TV Fama" na RedeTV!; e de Michael C. Hall, ator que fez o protagonista da série "Dexter".

*40 anos de Izabella Camargo, voz-padrão da Rádio Bandeirantes (locutora noticiarista do "Jornal Primeira Hora") e ex-apresentadora do SBT, do BandNews e das TVs Bandeirantes e Globo.

*15 anos da morte de Carlson Gracie, mestre do jiu-jitsu nascido em 1932.

Arremate

Coronavírus já vitimou no Brasil mais de 224 mil dos mais de 9 milhões e 200 mil infectados. Força e solidariedade.

"24 Horas" volta rezando que um dia este mal cesse ou diminua drasticamente.

Torneios de futebol, todas as modalidades e variedades não-esportivas.

Destaques da imprensa esportiva. O que acontece em TV, rádio, jornal e web.

Podcasts com pitacos sobre os esportes e outros registros interessantes.

Convidados escrevem sobre temas de agora no futebol e em todos os esportes.

Para entender o presente, é preciso conhecer o passado. Aqui se faz isso.

Teste de conhecimentos com direito a charadas e perguntas "pega-ratão".

Verde para o bom, vermelho para o ruim e amarelo para chamar a atenção.

Gente do esporte dá dicas de livros, filmes, música, culinária e mais.