Desde 02/06/2003 Criação, produção e edição: Edu Cesar


papodebola@gmail.com


papodebola


sitepapodebola


edupapodebola


(51) 99843-7700

SOBRE ESTA SEÇÃO
O editor Edu Cesar comenta os resultados dos campeonatos de futebol e o dia-a-dia dos clubes. Destaque para o que de principal ocorre em todas as modalidades e ainda os tópicos não-esportivos "Sintonia PB", "Clipe do Dia" e "Bela do Dia".
 
LEIA AQUI as colunas anteriores VEJA AQUI as "Belas do Dia" anteriores
 
Sábado, 30 de janeiro de 2021
Chapecoense campeã e Juventude de volta à elite



Até quase 11 e meia da noite de ontem, o maior desfecho de Série B nos pontos corridos tinha sido aquele de 2007, com o Ipatinga campeão até 47 do segundo no Arruda, quando o Coritiba virou para 3 x 2 sobre o Santa Cruz. Mas esse agora é o segundo maior desfecho do torneio porque esse de 2021 pelo atrasado 2020, rapaz... Difícil superar. Um gol a mais no saldo! Um gol a mais no saldo!!! Foi assim que a Chapecoense do Umberto Louzer conquistou o título num 3 x 1 inesquecível diante do Confiança, com pênalti no último lance (e foi pênalti) e Anselmo Ramon metendo uma cavadaça pra testar os corações de todos que amam futebol. Corações que bateram muito forte quando Alan Ruschel, sobrevivente da tragédia aérea de Medellín, levantou a taça. Chapecó, que tanto sofreu naquele 2016, ontem dormiu feliz. E lá no céu, vitimado aqui embaixo pelo coronavírus, o presidente Paulo Magro sorriu.

Vice-campeão, o América também ganhou, mas os 2 x 1 sobre o Avaí foram insuficientes ante o 3º gol da Chape - até então, dois gols pró estavam dando o título para os comandados do Lisca, que na coletiva ficou enfurecido, irritadíssimo e brabérrimo, assim como o presidente Marcus Salum. Um lance que ainda deixa os americanos inconformados é aquele gol não validado justamente contra os catarinenses, onde qualquer que fosse a decisão haveria chiadeira porque, se por um lado o gol foi legalíssimo e deveria ter sido validado, por outro lado aconteceria aos 49 minutos em jogo no qual deram três de acréscimo. Mesmo assim, mesmo com esse e outros vários erros reclamados pelo Coelho ao longo da campanha, era só ter vencido um dos quatro jogos empatados antes desse de ontem e pronto.



O acesso que faltava foi para o Juventude no golaço do Renato Cajá para 1 x 0 sobre o Guarani. Adversário simbólico em estádio simbólico pois em 2009 os gaúchos haviam caído pra Série C ao sofrerem 2 x 1 dos paulistas. Ali houve tristeza no Brinco de Ouro, ontem houve só alegria. Mais simbolismos o time do Pintado teve, como bem notou nas redes sociais o jornalista Rômulo Balbinotti: foram 13 temporadas fora da divisão principal depois de 13 seguidas participando dela; 13 mais 13 dá 26, dia da padroeira Nossa Senhora de Caravaggio; e ontem foi 29, mesmo dia do aniversário em junho. Tem coisas que a razão não explica, só mesmo a emoção. Emoção maior dos jaconeros. E o Guarani não tem mais Felipe Conceição, que sai depois de 11 vitórias, quatro empates e nove derrotas.

O CSA pleiteava o acesso, mas só ficou no 1 x 1 com o Náutico, que completou 11 jogos sem derrota nos Aflitos. Garantido na próxima Série A, o Cuiabá tomou 4 x 1 do CRB fora de casa, mas está com a temporada ganha. O Vitória aplicou 1 x 0 no Brasil, que renovou para este ano com o técnico Cláudio Tencati. Paraná e Cruzeiro ficaram num 0 x 0 brochante, o Sampaio Corrêa bateu o Oeste por 1 x 0, o Operário fez o mesmo escore no Botafogo de Ribeirão Preto (que terá Gallo na casamata neste 2021) e o Figueirense foi esdrúxulo ao tomar 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7 x 2 da Ponte Preta, que não fazia tantos gols como visitante desde os 7 x 1 no Juventus da Mooca pelo Paulista de 1953. O alvinegro do Estreito não sofria tantos gols como mandante desde os 7 x 1 do Grêmio na Série A de 2008.

Vamos à classificação final da Série B do Campeonato Brasileiro de 2020: em 1º, Chapecoense com 73 pontos, 20 vitórias e 21 de saldo; em 2º, América Mineiro com 73 pontos, 20 vitórias e 20 de saldo; em 3º, Juventude e Cuiabá com 61; em 5º, CSA com 58; em 6º, Sampaio Corrêa, Ponte Preta e Operário com 57; em 9º, Avaí com 55; em 10º, CRB com 52; em 11º, Cruzeiro e Brasil com 49; em 13º, Guarani e Vitória com 48; em 15º, Confiança com 46; em 16º, Náutico com 44; em 17º, Figueirense com 39; em 18º, Paraná com 37; em 19º, Botafogo de Ribeirão Preto com 34; e em 20º, Oeste com 29. Detalhe: sim, a Raposa teve os seis pontos a menos. Mas nem isso mudaria sua situação, apenas passaria o Galo da Pajuçara. Empataria em pontos com o Leão da Ilha, mas teria duas vitórias a menos.

É isso. Parabéns, Chapecoense! Título emocionante e histórico! Parabéns também a América, Juventude e Cuiabá, que todos façam uma bela Série A em 2021. E melhores dias para Oeste, Botafogo, Paraná e Figueirense, que serão substituídos na próxima edição por Vila Nova, Remo, Londrina e Brusque. Até a próxima Bêzona!

Palmeiras ou Santos: quem vencerá a Libertadores?



Este é conhecido como "Clássico da Saudade". E entre as efemérides deste sábado, sabem qual é uma delas? (só não encontrei por qual motivo exatamente hoje) Dia da... Saudade. Pouco acaso ou queres mais? Bom, a partir das 17h saberemos qual dos dois paulistas conquistará o título sul-americano, ou os alviverdes pela segunda vez ou os alvinegros pela quarta. Certo é que um deles será o primeiro brasileiro a levantar o troféu de campeão da Libertadores no Maracanã, que apenas e tão somente pela vez segunda receberá o "jogo do título" do torneio - a outra foi em 2008, quando a LDU tomou 3 x 1 no tempo normal do Fluminense, mas reviravoltou nos pênaltis.

Antes do clássico decisivíssimo deste sábado (primeiro entre eles fora do estado de São Paulo), o Verdão tem campanha total de nove vitórias, dois empates e uma derrota, marcando 32 gols e sofrendo 6. Já o Peixe tem oito vitórias, três empates e uma derrota, 20 gols anotados e 9 tomados. Na fase de grupos, ambos foram líderes dos seus grupos com 16 pontos, os palmeirenses no B e os santistas no G. No mata-mata, os alviverdes passaram por Delfín com facilidade, Libertad consolidado e River Plate com sufocaço, enquanto os alvinegros tiveram apertaço com a LDU e foram bem demais contra o Grêmio e o Boca Juniors. Campanhas parelhas em termos gerais.

Os treinadores têm histórias muito distintas. Com 42 anos e fazendo sua estreia no hoje não mais, mas outrora maior do mundo, Abel Ferreira quer seu primeiro título como treinador, que lhe deixaria equivalente a Jorge Jesus pelo Flamengo em 2019 e Mirko Jozic pelo Colo-Colo em 1991 como estrangeiros vencedores da competição. Com 57 anos e campeonatos faturados pelo próprio Verdão e por Shandong Luneng, Cruzeiro e Flamengo, Cuca já venceu a Libertadores pelo Atlético Mineiro em 2013. Ele tenta ser o quinto técnico brasileiro com dois títulos, tal qual Lula em 1962 e 1963 (ambos pelo Santos), Telê Santana em 1992 e 1993 (ambos pelo São Paulo), Luiz Felipe Scolari em 1995 (Grêmio) e 1999 (Palmeiras), e Paulo Autuori em 1997 (Cruzeiro) e 2005 (São Paulo).

Palco da decisão, o Maracanã já fez a alegria dos dois clubes. O Santos conquistou nele os nacionais de 1962, 1964, 1965 e 1968, além dos RJ/SP de 1963, 1964 e 1997, sem contar especialmente o Mundial de Clubes de 1963. Já o Palmeiras faturou ali a Copa Rio de 1951 (que, sim, é mundial) e a Taça Brasil de 1967. A possibilidade de disputa por pênaltis é altíssima pois só na última década aconteceram cinco, com o Peixe se dando bem nas quartas de 2013, na final de 2015 e na semifinal de 2016, todas pelo Paulistão, enquanto o Verdão faturou as da final da Copa do Brasil de 2015 e da semifinal do Paulista de 2018. Será o 19º clássico paulista em Libertadores, o primeiro entre palmeirenses e santistas. Dos seis duelos entre os quatro grandes, faltará acontecer apenas um São Paulo x Santos.

"Quais foram os clássicos paulistas em Libertadores?", perguntará o vivente. Ó: em 1974, São Paulo 2 x 0 Palmeiras e Palmeiras 1 x 2 São Paulo; em 1994, São Paulo 2 x 1 Palmeiras e Palmeiras 0 x 0 São Paulo; em 1999, Palmeiras 1 x 0 Corinthians, Corinthians 2 x 1 Palmeiras, Palmeiras 2 x 0 Corinthians e Corinthians 2 x 0 Palmeiras + 2 x 4; em 2000, Corinthians 4 x 3 Palmeiras e Palmeiras 3 x 2 Corinthians + 5 x 4; em 2005, Palmeiras 0 x 1 São Paulo e São Paulo 2 x 0 Palmeiras; em 2006, São Paulo 2 x 1 Palmeiras e Palmeiras 1 x 1 São Paulo; em 2012, Santos 0 x 1 Corinthians e Corinthians 1 x 1 Santos; e em 2015, Corinthians 2 x 0 São Paulo e São Paulo 2 x 0 Corinthians.

Hoje é 30 de janeiro, certo? E como foram Palmeiras e Santos nesta data em anos anteriores? Bom, os alviverdes jogaram 16 vezes neste dia deste mês, com 10 vitórias, um empate e cinco derrotas. A última vez palestrina num 30 de janeiro não foi tanto tempo atrás, não: 1 x 0 no Oeste fora de casa, pelo Campeonato Paulista. Já os alvinegros atuaram 20 vezes, sendo 13 vitórias, quatro empates e três derrotas. O último jogo santista num 30 de janeiro foi no ano passado em seus domínios, 2 x 0 sobre a Inter de Limeira pelo Paulistão. Nenhuma destas partidas terá sido tão importante, máxima e histórica quanto a de hoje, que consagrará um deles como campeão sul-americano.

E tem Campeonato Brasileiro amanhã!

Líder com 62 pontos e vindo de oito vitórias seguidas (a última delas no Grenal de domingo passado), o Internacional receberá o Red Bull Bragantino, que não perde há cinco rodadas e ganhou quatro delas. 3º colocado com 58, o São Paulo de cinco partidas sem vitória visitará o Atlético Goianiense, 13º com 42. Na 4ª posição com 57 pontos, o Atlético Mineiro desfalcado do Keno (e que ontem contratou Hulk) receberá o Fortaleza, 17º com 35 e que terá que dar das tripas coração para no mínimo pontuar fora de casa sob pena de permanecer na zona de risco.

Vindo de cinco jogos sem vitória, o Grêmio é 6º com 51 e visitará o Coritiba, 19º com 27 e que não ganha no Couto Pereira há sete partidas (quatro perdidas). Diego Souza, com lesão na coxa, está fora. 7º com 50, o Fluminense receberá o Goiás, 18º com 29. Duelo direto contra a segunda divisão, Vasco em 14º com 36 versus Bahia 16º com 35. E tem ainda o Ceará, 8º com 45, enfrentando o Athletico Paranaense, 12º com 42 pontos. Quer dizer: pode não ter amanhã, visto que a triste notícia da manhã de hoje foi um incêndio bem sério no Castelão.



Curtinhas Esportivas

Brasileirão Série C O Vila Nova deverá confirmar hoje o título, mesmo o Remo sendo mandante, pois tem 5 x 1 de vantagem da ida. Este será o último jogo de um clube do Centro-Oeste na competição até no mínimo o ano que vem pois nenhum da região estará na edição deste ano.

Brasileirão Série D Começa hoje a final entre Floresta e Mirassol. Seria no Castelão, mas devido ao incêndio da manhã a CBF trocou o local dela para o Carlos de Alencar Pinto, centro de treinamento do Ceará.

Copa do Brasil Sub-17 São Paulo campeão com 2 x 1 de virada sobre o Fluminense. O gol do título saiu aos 50 do segundo, mas o pênalti marcado, hmmmm... Não foi nada, hein? E se fosse para ter falta, seria fora da área.

Brasileirão Feminino A2 O Botafogo é mandante, mas a vantagem é do Napoli de Caçador por 2 x 1. Quem ganhar entrará para a galeria que já tem Pinheirense em 2017, Minas Brasília em 2018 e São Paulo em 2019.

Curtinhas Esportivas

O próximo Brasileirão Feminino A tabela básica foi divulgada, com a edição de 2021 indo de 28 de março até 26 de setembro. A primeira rodada terá Botafogo x Bahia, Corinthians x Napoli, Cruzeiro x Real Brasília, Flamengo x Minas Brasília, Internacional x Santos, Palmeiras x Ferroviária, São José x Avaí/Kindermann e São Paulo x Grêmio.

Tênis com público na Austrália Realizado em Adelaide, um torneio exibição reúne astros e estrelas como Serena Williams, Novak Djokovic, Simona Halep e Rafael Nadal. Como o país não tem nenhuma morte por coronavírus e há poucos novos casos diários (mal passando dos 10), mais de 4 mil pessoas têm visto as partidas.

Hipocrisia no vôlei brasileiro Fizeram o que fizeram com a Carol Solberg pelo "fora" para o presidente Jair Bolsonaro no Circuito Banco do Brasil de praia. Mas farão algo com Radamés Lattari, vice da CBV, e Renan Dal Zotto, técnico do Brasil masculino, por tirarem uma foto segurando um uniforme da seleção com o nome de Arthur Lira, candidato à presidência da Câmara dos Deputados? Ah, é: "pros nossos", pode tudo; "contra os nossos", nada.

Sintonia PB

Começa o tópico desta "24 Horas" que está antenado no que ocorre fora dos esportes. Às novidades:

A "Viva Voz" de Vera Magalhães Será este o nome do quadro que a jornalista terá na Rádio CBN a partir desta segunda, duas vezes por dia: às 13h35, no "CBN Brasil", e às 18h05, no "Ponto Final".

Luiz Megale foi operado da coluna Por isso o apresentador da BandNews FM está fora do ar por alguns dias, mas garantindo que está tudo em cima e ótimo. Ele brincou nas redes sociais que deverá estar pronto para brigar pela medalha de ouro nos saltos ornamentais nos atrasados Jogos Olímpicos de Tóquio.

Rafael Colombo e a faixa do fim do jejum Corintianaço, o apresentador da CNN Brasil publicou ontem no Instagram um presente especialíssimo que ganhou do colega Jairo Nascimento: uma faixa de campeão paulista de 1977. O nome do repórter não é acaso ou coincidência: é o filho do Jairo, saudoso ex-goleiro do Timão.

Luto na arte: morreu Nelly Martins A partir de divulgação de Roberto Gnatalli, o portal Memórias Cinematográficas informou que morreu anteontem a atriz, cantora e pianista de 84 anos, viúva de Radamés Gnatalli - Nelly faleceu no dia 28 e o nascimento do genial pianista e arranjador completou 115 anos no dia 27, como registrei na coluna desta data. Ela trabalhou na Super Rádio Tupi e nas TVs Rio e Excelsior, além de fazer vários filmes.

E fique antenado! "Sintonia PB" continua de olho no que ocorre fora dos esportes e retorna na próxima coluna.

Datas em 0 ou 5

É um hábito desta "24 Horas" de bastante tempo e que será mantido aqui ao observar datas importantes que completam 5, 10, 25, 40, 65, 100 anos, enfim, sempre em 0 ou 5 pois é como consigo me organizar melhor. As deste sábado, 30 de janeiro, são estas:

Bela do Dia: Milene Rios

Milene Rios, repórter da TV Bandeirantes de Salvador. De Capim Grosso para o mundo, ano passado ela ganhou oportunidades como apresentadora do "Jogo Aberto Bahia" ao cobrir férias da titular Juliana Guimarães.

*90 anos do lançamento de "Luzes da Cidade", clássico de Charles Chaplin.

*55 anos do Frei Epifânio D'Abadia, estádio de Imperatriz.

*50 anos ao dobrado: do Alegrense, bicampeão capixaba em 2001 e 2002; e do ex-árbitro futebolista Roberto Silvera.

*45 anos de Richardson, ex-futebolista campeão por Vasco (Carioca e Libertadores de 1998), Paysandu (Paraense de 2000) e Paulista (estadual A2 e brasileiro da Série C de 2001).

*40 anos ao dobrado: de Afonso Alves, ex-futebolista campeão por Malmo (Sueco de 2004), Al-Rayyan (Copas do Emir do Catar de 2010 e do Príncipe Emir de 2012) e Brasil (Copa América de 2007); e de Peter Crouch, ex-futebolista campeão pelo Liverpool (Liga dos Campeões de 2005 e Copa e Supercopa da Inglaterra em 2006).

*35 anos de Léo Gamalho, futebolista do Al-Khor e campeão estadual por Internacional (Gaúcho de 2005), Botafogo (Carioca de 2006), Bahia (Baiano de 2015), Goiás (Goiano de 2017) e CRB (Alagoano de 2020).

*15 anos da nova fase do "Jornal da Record", com Celso Freitas e Adriana Araújo na apresentação, muitos repórteres egressos da Globo e padrão gráfico e visual descaradamente aproximados do "Jornal Nacional" da Globo - ele continua até hoje no noticiário, embora afastado devido à pandemia por ser do grupo de risco pela idade, e ela ficou até 2009 para retornar em 2013 e sair no ano passado (curiosidade: uma que era para estar nessa nova fase do "JR" era Carla Fachim, hoje titular do "RBS Notícias", mas na época ela tinha pouco tempo de Porto Alegre após vir de Cruz Alta e não quis se mudar para São Paulo, preferindo permanecer aqui).

Clipe do Dia: John Barry

Há 10 anos completados neste sábado, perdíamos este grande compositor nascido em 1933 e vencedor do Oscar de trilha sonora por "A História de Elza", "O Leão no Inverno", "Entre Dois Amores" e "Dança com Lobos", sendo indicado por "Mary Stuart, Rainha da Escócia" e "Chaplin". Os filmes de 007 ganharam mais vida graças à sua excepcional música, tanto com canções das quais é autor, como "Goldfinger", "Diamonds Are Forever" e "A View To a Kill", mas especialmente com o célebre "James Bond Theme" gravado em 1962 para "O Satânico Dr. No".



Clipe do Dia: Elvis Presley

Há 65 anos fechados hoje, o "Rei do Rock" gravava uma de suas canções-assinatura - que em fato já fora gravada no ano anterior por Carl Perkins, mas que eternizada foi por ele: "Blue Suede Shoes".



Clipe do Dia: Phil Collins

Em grupo: "Misunderstanding", "No Reply At All", "Man On The Corner", "`Paperlate", "That's All", "Home By The Sea", "Invisible Touch", "Throwing It All Away", "In Too Deep", "Land of Confusion", "Tonight, Tonight, Tonight", "No Son of Mine", "Hold On My Heart"... Solo: "In The Air Tonight", "I Missed Again", "If Leaving Me Is Easy", "You Can't Hurry Love", "Don't Let Him Steal Your Heart Away", "I Cannot Believe It's True", "Easy Lover", "Sussudio", "One More Night", "Don't Lose My Number", "Take Me Home", "A Groovy Kind of Love", "Two Hearts", "Another Day in Paradise", "I Wish It Would Rain Down", "Something Happened On The Way To Heaven", "Do You Remember", "Everyday", "Dance Into The Light", "The Same Moon", "True Colors", "You'll Be In My Heart", "Can't Stop Loving You"...

Ficou transparecido que sou fãzoca desse excepcional cantor e baterista que celebra 70 anos neste sábado ou disfarcei bem? (risos) Isso que nem citei participações dele na bateria em temaços de grandes nomes, como Robert Plant com "Big Log", Eric Clapton com "Bad Love" e Tears For Fears & Oleta Adams com "Woman in Chains" (a partir da metade). Assim sendo, apenas um tema é absolutamente impossível, preciso pegar no mínimo três. O primeiro é um dos meus favoritaços dele na carreira solo: "Against All Odds", de 1984, do filme "Paixões Violentas", no qual toca durante todos os créditos finais que sobem ao lado da linda Rachel Ward (mais não digo para quem não o viu).



Do Genesis, peguei uma cujo clipe é descolado e bem bacana, fora a música ser ótima: "I Can't Dance", de 1991.



E a outra tem motivação pessoal: é "Here We'll Stay", dueto de 1982 com a Frida, do Abba. Conheci essa música entre 2009 e 2010, naquela época da Rádio Guaíba FM com programação adulto/contemporânea. Em 2011, um belo dia resolvi mudar a estética sonora do programa que fazia na saudosa webrádio Voz do Futebol, também chamado "Papo de Bola", e coloquei como trilha central o instrumental deste belo som. Acho que me entendem, não?



Arremate

Coronavírus já vitimou no Brasil mais de 222 mil dos mais de 9 milhões e 100 mil infectados. Força e solidariedade.

"24 Horas" volta rezando que um dia este mal cesse ou diminua drasticamente.

Torneios de futebol, todas as modalidades e variedades não-esportivas.

Destaques da imprensa esportiva. O que acontece em TV, rádio, jornal e web.

Podcasts com pitacos sobre os esportes e outros registros interessantes.

Convidados escrevem sobre temas de agora no futebol e em todos os esportes.

Para entender o presente, é preciso conhecer o passado. Aqui se faz isso.

Teste de conhecimentos com direito a charadas e perguntas "pega-ratão".

Verde para o bom, vermelho para o ruim e amarelo para chamar a atenção.

Gente do esporte dá dicas de livros, filmes, música, culinária e mais.