Desde 02/06/2003 Criação, produção e edição: Edu Cesar


papodebola@gmail.com


papodebola


sitepapodebola


edupapodebola


(51) 99843-7700

SOBRE ESTA SEÇÃO
O editor Edu Cesar comenta os resultados dos campeonatos de futebol e o dia-a-dia dos clubes. Destaque para o que de principal ocorre em todas as modalidades e ainda os tópicos não-esportivos "Sintonia PB", "Clipe do Dia" e "Bela do Dia".
 
LEIA AQUI as colunas anteriores VEJA AQUI as "Belas do Dia" anteriores
 
Segunda, 5 de outubro de 2020
Galo mais impossível que a missão



Quando o momento é excelente, quem é que segura essa máquina mais mortífera que aquela do Júlio Chaves e do Márcio Simões? Nem mesmo o Vasco abrindo o placar com um gol extraordinário do Martin Benitez apagou o fogo do Atlético Mineiro, que foi tão pra cima que não só virou, mas chegou ao quatrilho ainda na etapa inicial. 11 vitórias seguidas no Mineirão, 6 apenas neste campeonato, igualando marca mandante obtida em 2012 e 2016. O trabalho de Jorge Sampaoli é elogiadíssimo com todos os motivos, o Galo tem rendido os programas mais atraentes deste campeonato por ser um time que ganha e ganha muito bem, raramente se dando mal. Não deu nem para o Cruzmaltino sonhar com algo melhor, pior que ficou sua situação com agora 5 fracassos seguidos.

Um alvinegro bem demais, o outro também. Na base do "contra tudo e contra todos", o Santos tá passando sabe lá Pelé como por cima das turbulências fora de campo e dos problemas do time, agravados com a lesão no joelho do Sánchez e a trombose que mantém Raniel internado até agora. O Santos saiu atrás do Goiás, que teve Rafael Moura em campo jogando pela sua mãe falecida no dia anterior, mas chegou à virada e ampliou, depois tomando outro, mas ainda assim garantindo o 3 x 2 que lhe fez invicto pela 10ª atuação consecutiva, sequência melhor que a do ano passado com o já citado Sampaoli, de 9 pelejas. Cuca, Marinho e cia. fazem do Peixe uma equipe muito competitiva.

Quem também deu uma embalada bacana foi o Sport, que visitou o Bahia no clássico nordestino e abriu o placar, tomou a igualdade, mas desempatou na etapa final para chegar às 3 vitórias consecutivas, essa de ontem sendo 1 semana e meia depois da última atuação, aquela contra o Corinthians. Êxito importante também para Jair Ventura no embate direto com Mano Menezes, pois foi apenas a 2ª vez que um time seu ganhou de uma equipe liderada pelo hoje tricolor em 10 enfrentamentos. Aliás, os baianos voltaram às más e agora só venceram um jogo dos 11 últimos.

Pela vez primeira duelados na elite, Fortaleza e Atlético Goianiense "oxaram", o que ao menos serviu para os cearenses comandados por Rogério Ceni chegarem às 6 atuações de invencibilidade.

Os curitibanos se deram mal. O Coritiba até saiu na frente com um lindo gol de falta do Robson, que fez o São Paulo ser vazado pela 10ª apresentação consecutiva, mas o 1 x 1 decretado numa penalidade máxima pra lá de Mandrake com "MA" maiúsculo deixou os dois malzões na foto: tanto o Coxa quanto o Tricolor não ganham há 7 jogos, o que bota Fernando Diniz mais ainda na marca do pênalti. E pensar que ele quase deu uma sorte do cacete pois Trellez entrou a meio minuto do último trilar de apitante e teve duas chances de marcar em escanteios.

Já o Athletico vinha de 6 partidas sem derrota, mas o Flamengo se impôs desde o começo e ganhou por 3 x 1 com direito a Pedro marcando pela 4ª partida seguida e Everton Ribeiro sendo o cara, algo que os cariocas lamentarão pois, com ele na Seleção pelas Eliminatórias, ausente ficará dos próximos 3 jogos - neste caso 3 pois tem um atrasado na terça da semana que vem contra o Goiás. Com Domènec Torrent ausente por ainda sentir sintomas do coronavírus e Jordi Guerrero afastado pelo mesmo motivo, o auxiliar técnico Jordi Gris dirigiu o Mengão.

Os rubro-negros foram os únicos cariocas vitoriosos da rodada pois Botafogo e Fluminense ficaram no 1 x 1, o que fez os tricolores chegarem aos 6 "Vovôs" de invencibilidade (metade vencida) e fez os alvinegros agora capitaneados por Bruno Lazaroni atingirem 9 empates em 13 rodadas, o que lhe rendeu a liderança do "Torneio Oeste de Empatite Aguda" com um acima do Grêmio e dois a mais que o Palmeiras, seu próximo adversário.

O sábado à noitinha foi de sangrar os olhos e fazer um exame de próstata ser mais agradável do que assistir o deploravelmente horrorosérrimo "oxo" do Red Bull Bragantino com o Corinthians, que chegou a 300 minutos sem fazer um golzinho que seja e cujos 14 pontos fazem desta sua pior pontuação em 13 jogos desde 2006, sendo pior até que os 15 nas 13 presenças iniciais do 2007 do rebaixamento. Desse jeito, não deu nem para o Timão sorrir por ser o 5º clube a chegar aos 1.000 pontos corridos, igualando Cruzeiro, Flamengo, Santos e São Paulo.

Fernando Prass reencontrou o Palmeiras e defendeu tudo que pôde para o Ceará, mas nem se tivesse uma lâmina de barbear nas luvas faria frente ao Bigode do Willian, 2 x 1 e 20 partidas de invencibilidade de Vanderlei Luxemburgo e cia. bela, apenas um abaixo da marca de 2011 e 2012. Claro que isso teve um custo, que foi perder terreno na briga pelo "Troféu Oeste de Empatite Aguda", superado que já fora pelo Grêmio antes da bola rolar e agora mais ainda pelo Botafogo. Da parte do Vozão, 4 fracassos nas últimas 5 atuações por todos os torneios.

Chegamos ao início da rodada: o Grenal. 1º tempo de doer mais a barriga do que comer carne vencida há 1 ano e meio e 2ª etapa menos qualificada e mais brigada e intensa. Mais uma vez Pepê deixou sua marca e Thiago Galhardo fez o 1 x 1 para anotar o 1º gol do Internacional sobre o Grêmio depois de 6 clássicos e o 1º de um jogador alvirrubro sobre os gremistas após 10 encontros. São agora 11 clássicos gerais e 13 só na Arena de invencibilidade para o Tricolor, agora com 4 vitórias nas últimas 16 porfias gerais. Já o Colorado chegou a 5 atuações fracassadas e apenas 2 vitórias nas últimas 10 gerais, uma descendente mais violenta que qualquer luta do Mike Tyson no auge. A supremacia no duelo local não alivia a barra dos azuis por próxima a zona do rebaixamento e os vermelhos perderam totalmente o crédito na praça. Por fim: 14 expulsões (6 gremistas e 8 coloradas, 13 na temporada) e 8 gols em 6 Grenais. Bah!!!

Vamos à classificação da primeira divisão, sempre ressaltando o asterisco que indica jogo ou jogos a menos: em 1º, Atlético Mineiro* com 27; em 2º, Inter e Palmeiras* com 22; em 4º, Flamengo* com 21; em 5º, Sport, Santos e São Paulo* com 20; em 8º, Fluminense e Vasco* com 18; em 10º, Fortaleza com 17; em 11º, Atlético Goianiense com 15; em 12º, Athletico*, Ceará, Corinthians e Grêmio com 14; em 16º, Bahia, Coritiba, Bragantino e Botafogo com 12 (baianos fora dos 4 últimos por um gol a menos de saldo negativo que os paranaenses); e em 20º, Goiás*** com 9.

A 14ª rodada será quase toda depois de amanhã, com Corinthians x Santos, Flamengo x Sport, Bahia x Vasco, Grêmio x Coritiba, São Paulo x Atlético Goianiense, Goiás x Fluminense, Botafogo x Palmeiras e Fortaleza x Atlético. Sobraram para quinta-feira apenas duas pugnas renhidas: Athletico x Ceará e Bragantino x Internacional.

Líder, cada vez mais líder; sólido, cada vez mais sólido



Ué, baixou o Luiz Carlos Reche da época da Rádio Guaíba em mim? (rs) Mas o Cuiabá tá realmente nessas daí, agora até reforçando por A + B = C e todo o restante do alfabeto a máxima de que o jogo só acaba quando termina. Ninguém dava mais nada pela partida pré-corujona e quentíssima contra o Cruzeiro - não quentíssima futebolisticamente pois mais fracote que eu depois de caminhar 5 horas seguidas sem tomar ao menos um copo d'água e comer uma coisinha que seja, mas sim no clima mesmo, tanto que fazia 32 graus às 22h35 locais (23h35 de Brasília), efeito direto das tristíssimas queimadas no Pantanal -, aí veio o gol a meio minuto do fim. Quando a fase é russa, não tem Putin que dê jeito. O Cruzeiro tem apenas dois triunfos nas últimas 11 apresentações e tá na zona do rebaixamento.

O líder Dourado virá amanhã à aldeia pampeana encarar um Juventude cujo 3 x 1 tanto fez dele o time da Série B que mais foi às redes no sábado quanto deixou mais tensa ainda a parada na Ponte Preta, já conturbada pela saída desconfortabilíssima do Brigatti e que, antes da bola rolar, confirmou como novo técnico Marcelo Oliveira, que consta oficialmente que estreará só no próximo fim-de-semana, mas vai que numa dessas o homem vá amanhã mesmo à casamata pro derby. Já a Raposa receberá um Sampaio Corrêa que tá com muitos compromissos pendentes e que espera tirar proveito deles tanto quanto tirou ao derrotar o CSA pelo marcador mínimo.

Tirando o Juventude, só deu 1 x 0 anteontem pois, além do Cuiabá e do Sampaio, também foi assim que a Chapecoense abotoou o Brasil em Pelotas e que o Confiança derrubou o Náutico mesmo que ainda faltem 3 meses para janeiro, o que não impediu o sábado de ser um dia de santo Reis, santíssima que foi sua falta maravilhosamente cobrada para a primeira visita exitosa do Dragão. E teve o 0 x 0 do América com o Guarani num calor sufocante com "SU" maiúsculo em Belo Horizonte, o que gerou protestos do técnico bugrino Ricardo Catalá em entrevista ao SporTV antes da bola rolar e causou várias paradas técnicas para rehidratação. O azarão foi o Alan Guimarães fraturar a perna de forma tão grave que os dois times ficaram aflitos com sua situação - ele já foi operado.

Eis a classificação após 13 rodadas, com asterisco indicando jogo a menos: em 1º, Cuiabá com 28; em 2º, Chape**, Juventude e Paraná com 22; em 5º, Ponte com 21; em 6º, CRB* e América com 20; em 8º, Vitória e Operário com 18; em 10º, Avaí com 16; em 11º, Brasil* e Confiança com 15; em 13º, Botafogo de Ribeirão e Náutico* com 14; em 15º, CSA* e Figueirense com 13; em 17º, Sampaio***, Guarani e Cruzeiro com 11; e em 20º, Oeste com 6.

Tirando o início hoje com Oeste x Operário e o fim na quinta com Cruzeiro x Sampaio (no inusitadíssimo horário das 6 e meia da tarde por causa de Argentina x Equador às 9 da noite pelas Eliminatórias), toda a 14ª rodada será amanhã, destacando Chapecoense x Botafogo de Ribeirão Preto, Confiança x CRB, Juventude x Cuiabá, CSA x Figueirense, Paraná x Náutico, Vitória x América Mineiro, Avaí x Brasil e o derby Ponte Preta x Guarani.

Os destaques de anteontem, ontem e hoje



Brasileirão Série C Dois anos e meio e 10 Re-Pa depois, o Remo finalmente conseguiu voltar a ganhar do Paysandu. Os comandados do Bonamigo fizeram 3 x 2 e cessaram uma série de 7 fracassos seguidos. Teve clássico também na Paraíba, com o interior superando a capital, 2 x 0 do Treze sobre o Botafogo. Neste Grupo A, o Papão é o 5º com 11 pontos, a 7 do líder Santa Cruz, que fez 3 x 1 no Ferroviário e do qual o Leão segue próximo ao chegar aos 16. Já o Galo da Borborema foi aos 7 pontos, é vice-lanterna, mas encostou no Belo, que segue com 8.

Brasileirão Série D O Gama não é aquela novela das 7 que o Marcos Rey escreveu em 1975, mas tava que era só "Cuca Legal" contra a Caldense: dos 1, 2, 3, 4, 5 x 0 anotados, só um gol não foi de cabeça.

Campeonato Inglês Um fim-de-semana para jamais ser esquecido pelas anormalidades acontecidas. Primeiro, foi o Manchester United tomando uma sapataça impiedosa do Tottenham do José Mourinho por 1, 2, 3, 4, 5, 6 x 1, um placar que os Hotspurs não faziam neste embate havia 88 anos. Já Firmino não teve motivo algum para celebrar os 500 jogos como profissional que completou pois o Liverpool tomou uma varrida de deixar todo mundo mais embasbacado do que eu se ficasse frente a frente com a deusa galesa Catherine Zeta-Jones: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7 x 2 do Aston Villa, placar que os Reds não tomavam havia 57 anos, mesmo marcador ali feito - ora, ora, ora - pelo Tottenham. Alisson não jogou pois lesionou o ombro esquerdo, tanto que na Seleção é substituído pelo Ederson, do Manchester City do Guardiola, que já não deve mais achar tão mau negócio ficar no 1 x 1 com o Leeds United do Marcelo Bielsa.

Campeonato Alemão Lewandowski fez mais uma atuação inesquecível com todos os gols do Bayern de Munique nos 4 x 3 sobre o Hertha Berlim, o derradeiro para decidir a partida na troca de amarelo para vermelho na sinaleira. Os bávaros confirmaram hoje a aquisição de Douglas Costa, emprestado por uma temporada pela Juventus. Já o Schalke atingiu uma marca negatibilíssima: 18 partidas sem vitória após os 1, 2, 3, 4 x 0 do Leipzig.

Campeonato Italiano Deveria ter tido Juventus x Napoli ontem, mas o Napoli foi proibido pelas autoridades locais de viajar até Turim devido aos dois casos de Covid-19 que fizeram todo o time entrar em quarentena. Poderiam remarcar o jogo para mais adiante, mas a competição adota o protocolo da UEFA (agora também nosso no Brasil) de que basta 13 atletas estarem aptos para atuar e pronto. Assim, tendência enorme de aplicarem W.O., ainda que neste caso seja uma enorme injustiça com os napolitanos pois não é que eles não quisessem jogar e sim não deixaram. Mas não achemos que é só aqui no Brasil que não se coloca a segurança sanitária em 1º lugar, a Itália mostra ser igual.

Espanhol Feminino Jornada histórica: o primeiro "El Clásico" de mulheres teve Barcelona 4 x 0 Real Madrid.

Curtinhas Esportivas

Mais um "brasileiro" convocado Cantillo desfalcará o Corinthians em 3 jogos pois está na lista da Colômbia, que estreará nas Eliminatórias da Copa do Mundo contra Venezuela e Chile nesta primeira rodada dupla.

Luto por Rafael Coutinho Um infarto vitimou o ex-jogador de 36 anos. Atualmente trabalhando com o empresário Eduardo Uram, ele passou por Vasco, Botafogo, Figueirense, Fortaleza, Portuguesa, Tombense e ASA.

Clássico-Rei no salão Ceará 5 x 2 Fortaleza, pelo estadual, foi o primeiro no futsal após mais de uma década.

Flamengo campeão no basquete 104 x 40 sobre o Tijuca, 15 títulos masculinos consecutivos.

Adriana Araújo nem sequer venceu a luta Ela já não competiria mais pelo cinturão super-leve do CMB por pesar acima do limite da categoria, mas ao menos poderia derrotar Chantelle Cameron, essa sim competindo pelo referido. Nem isso aconteceu. Vitória por pontos e a inglesa levou o cinturão para casa. A brasileira bobeou bonitaço.

Zebra em Roland Garros A cabeça-de-chave nº 1 caiu fora. Simona Halep tomou 2 x 0 de Iga Swiatek, 6/1 e 6/2.

Tom Brady melhor que Al Bundy Grande coisa o protagonista de "Um Amor de Família" ter marcado 4 touchdowns em um único jogo em Polk High. E os 5 do "Giselo" nos 38 x 31 do Tampa Bay Buccaneers sobre o Los Angeles Chargers pela NFL, heinhô? Pensar que o time do Brady chegou a estar atrás no placar por 24 x 7.

Eliud Kipchoge não ganhou! Incrível, fantástico, extraordinário, mas altamente verídico. O queniano mais indomável que a rebeldia do Paul Newman não faturou a Maratona de Londres - não pegou nem pódio, foi o 8º!!! Vitória do etíope Shura Kitata com 2 horas, 5 minutos e 41 segundos. Quênia no 1º lugar, desta vez, foi só mesmo com Brigid Kosgei, que botou 4 segundos de frente em Ruth Chepngetich e fechou com 2 horas, 18 minutos e 58 segundos.



Pelo amor de Deus! O que foi isso na etapa da Itália do Mundial de Kart, gente do céu? Prova da categoria K2 e Luca Corberi ficou tão pistolaço por abandonar após um acidente que pegou o parachoque da sua caranga para jogá-lo na pista e atingir Paolo Ippolito, a quem tanto culpou por isso que, nos boxes, foi enchê-lo de porradas com ele ainda dentro do seu kart. Jesus do céu, como diria o Jorge! Mas esse louco psicótico poderia ter causado uma tragédia com isso de jogar parachoque no meio da pista com a corrida acontecendo! Tirem ele das pistas o quanto antes!

Ficou tudo para o dia 25 Não foi ainda neste fim-de-semana que tivemos Scott Dixon campeão da Fórmula Indy. Will Power ganhou a 2ª corrida de Harvest e os duelistas pelo caneco não pegaram pódio, Josef Newgarden em 4º e Dixon em 8º. Mesmo assim, a situação ainda é muito boa para Scott no epílogo em São Petersburgo, pois com 32 pontos de diferença Newgarden tem que ganhar e torcer pro oponente ser no máximo o 9º. Encrespou o lero.

4 x 0 uma pinoia! Foi o recado do Miami Heat ao retornar à disputa da final da NBA com 115 x 104 sobre o Los Angeles Lakers, que agora lidera a melhor-de-sete por 2 x 1. Jimmy Butler foi mais uma vez o melhor do time e desta vez ainda mais sensacional, com triplo-duplo de 40 pontos, 11 rebotes e 12 assistências, marcando sozinho os mesmos pontos somados de LeBron James, com 25, e Anthony Davis, com 15. A decisão continuará amanhã.

A música chora por Zuza Homem de Mello



Falar em música neste país é falar nele, que infelizmente partiu aos 87 anos por sofrer um infarto enquanto dormia. Apaixonado pela MPB desde sempre e por jazz mais ainda após morar e estudar nos EUA no fim dos anos 50, rodava música e falava sobre música, sendo referencial obrigatório no assunto. Regressado ao Brasil em 1959, ficou uma década na TV Record e pegou a época máxima e maravilhosa de festivais e apresentações de craques não só nossos, mas estrangeiros, engenheiro de som e contratador dos artistas internacionais que era. Dos famosos festivais como o de 1967 até programas como "O Fino da Bossa" e "Jovem Guarda", Zuza participou e deixou sua marca.

O rádio também tirou excelente proveito do jornalista e musicólogo. De 1977 até 1988, os finais de tarde da Jovem Pan tinham sempre ele às 5 horas com o "Programa do Zuza", que fez história nos 620 de São Paulo - aliás: a Pan não deixou os arquivistas na mão e lançou mão em seu site de 3 áudios preciosos dele na emissora, um em seu programa (homenagem póstuma a Adoniran Barbosa em 1982) e dois como entrevistado na década de 2000 (um do "Jornal de Serviço", no qual falou sobre Elis Regina com Oliveira Andrade, e outro do "Jornal da Manhã" em 2009, quando conversou com Anchieta Filho sobre a morte de Michael Jackson). Além disso, sabe a estética sonora da BandNews FM, vinda desde a estreia em 2005? Foi Zuza que desenvolveu, em estúdios nos Estados Unidos.

Apresentador também de programas como "Jazz Brasil" na TV Cultura no início dos anos 90 e da "Playlist do Zuza" nas rádios USP de SP e MEC do Rio de Janeiro há poucos anos, ele tem uma obra que não acaba com sua morte. Há material inédito a caminho, finalizada que foi justamente na última semana uma segunda biografia dele sobre João Gilberto, sobre o qual já escrevera um livro em 2001. Sua rica trajetória dedicada à música mereceu em 2018 o documentário "Zuza Homem de Jazz", de Janaína Dalri. Homenagem em vida, o que sempre é melhor. Como também agora, quando de sua passagem, válidas são todas as lembranças de quem jamais será esquecido.

Sintonia PB

Começa o tópico desta "24 Horas" que está antenado no que ocorre fora dos esportes. Às novidades:

Mariana Godoy estreou na Rádio Bandeirantes Começou hoje a participação dela no "Jornal Gente", ao lado de Thays Freitas, Pedro Campos e Cláudio Humberto. Disse a apresentadora que estava nervosa pela responsabilidade de participar de um jornal que sempre escutou e lembrou de suas passagens breves pela Globo e pela Nova Brasil FM, além de observar que a ideia inicial na TV Bandeirantes era fazer um matinal diário, que acabou se tornando um semanal noturno ("Melhor Agora", às segundas), e aí tempo livre de manhã e deu para ela estrear na RB.

Ué, cadê a CNN Rádio? De tanto que divulgou-se para hoje a estreia dela, quem ligou de manhã na Transamérica FM deve ter estranhado que a programação normal seguiu no ar. É aquilo que saiu no último fim-de-semana através do Flávio Ricco: estreia adiada para data a definir pois equipamentos necessários ainda não chegaram.

Uma pensata de Rachel Sheherazade A ex-apresentadora do SBT foi alvo de reportagem da IstoÉ, da qual extraio esta declaração: "Ainda falta opinião, senso crítico, análise e, o mais importante, liberdade nas redações. Âncoras são reduzidos a meros leitores de teleprompter, repórteres não emplacam matérias críticas aos poderosos de plantão. E até os comentaristas sofrem censura e represálias. O jornalismo deveria ser o atestado de idoneidade de uma empresa. Nunca uma moeda de troca com governantes. Quando uma empresa de comunicação põe seu jornalismo de joelhos, a serviço do poder, ela mostra claramente que não tem compromisso e respeito com o público. Como dizem os evangelhos: não é possível servir a dois senhores ao mesmo tempo." Que tal?

Mudanças na programação da Globo Começaram hoje tendo o "Bom Dia Brasil" até 9h30, quando regressada Ana Maria Braga com seu "Mais Você", depois vindo o "Encontro com Fátima Bernardes" até 11h45, então chegando os jornais locais e depois o "Globo Esporte" às 12h45 - menos na Bahia e em Goiás, onde o esportivo passa a ir ao ar primeiro e os jornais vêm às 12h10. Já ajustando seu horário para a grade com horário político dos candidatos às prefeituras a partir de sexta-feira, o "Jornal Hoje" passa a começar às 13h10.

Estreada com limite para emplacar É Claudete Troiano na RedeTV!, onde passou a apresentar a partir de hoje o matinal "Vou Te Contar". Sei pelo Gabriel de Oliveira que o viabilizador da chegada dela à emissora, o empresário Sidney Oliveira, estabeleceu investimentos apenas até 31 de dezembro, só depois disso podendo ou não renovar comerciais da Ultrafarma por ali mediante os resultados bons ou ruins do investimento. A RedeTV! tinha Claudete na famosa lista de nomes barrados, só "desbarraram" ela por causa da grana da Ultrafarma na melhor vibe do "pagando bem, que mal tem?". Só o que falta é os comerciais saírem ao fim do ano e a Claudete ficar apenas 3 meses no ar.

Maisa Silva saindo do SBT Foi um dos assuntos mais repercutidos na ala televisiva do Twitter neste fim-de-semana, mas isto não significa ainda sua saída imediata do ar, ainda mais que ontem ela foi no "Domingo Legal" explicar sua decisão de sair (consta que fechará com a Netflix) e deixará mais algumas edições do "Programa da Maisa" gravadas antes de não mais ser vista ali depois de 13 anos, deixando em aberto a faixa das 14h15 dos sábados.



"Pica-Pau" voltou na Record Pelo canal aberto local não pude ver por passar às 10h dominicais o sorteio da loteria Trilegal (aquela cujos bilhetes não mais comprei depois de tão traumatizado que fiquei por ficar a apenas 3 números de fechar a cartela e ganhar uma bolada federal, o que muito me decepcionou pois eram os tempos bicudos e danados que minha família e eu vivíamos), mas assisti pelo PlayPlus, onde a imagem tanto da matriz e das filiais é liberada simplesmente com cadastro ali, sem precisar da assinatura em si. Fato muito positivo: foi a série clássica que voltou e não aquele mais recente ruinzinho. Além disso, exibição na proporção original 4:3, sem aquilo que a Globo faz nas séries e nas novelas SD, como tanto espichar a imagem para preencher o 16:9 quando aumentá-la cortando as partes de cima e de baixo. Passaram tanto episódios do pássaro quanto dos outros personagens da turma.

Luto no Menudo O cantor Anthony "Papi Joe" Galindo morreu aos 41 anos. Ele sofria de depressão e o quadro foi agravado nos últimos meses devido à pandemia do coronavírus, conforme sua família.

E fique antenado! "Sintonia PB" continua de olho no que ocorre fora dos esportes e retorna na próxima coluna.

Datas em 0 ou 5

É um hábito desta "24 Horas" de bastante tempo e que será mantido aqui ao observar datas importantes que completam 5, 10, 25, 40, 65, 100 anos, enfim, sempre em 0 ou 5 pois é como consigo me organizar melhor. As desta segunda, 5 de outubro, são estas:

*85 anos de Tarcísio Meira, vulgo "Sr. Glória Menezes" e maior galã de telenovelas deste país em tramas como "2-5499 Ocupado", "Irmãos Coragem", "Roda de Fogo", "Pátria Minha", "Um Só Coração" e "Velho Chico", entre outras.

*70 anos ao dobrado: de Stella Miranda, atriz de novelas como "Kananga do Japão", "Salsa & Merengue" e "Carinha de Anjo", mas eternamente dentro dos nossos corações como Dona Álvara na série "Toma Lá, Dá Cá"; e do nascimento de Jeff Conaway, ator falecido em 2011 e que fez filmes como "Nos Tempos da Brilhantina" e a série "Taxi".

*60 anos ao dobrado: de Careca, ex-futebolista campeão brasileiro por Guarani e São Paulo e italiano pelo Napoli; e de Daniel Baldwin, ator das séries "Homicídio" e "Arquivo Morto".

*50 anos ao dobrado: de Josie Bissett, atriz das séries "A Família Hogan", "Lei & Ordem" e especialmente "Melrose"; e da PBS, emissora educativa de televisão dos Estados Unidos.

*45 anos ao dobrado: de Kate Winslet, atriz ganhadora do Oscar por "O Leitor" e vista também em "Razão e Sensibilidade", "Titanic", "Contos Proibidos do Marquês de Sade", "Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças" e "Steve Jobs"; e do 1º título de Niki Lauda na Fórmula 1, vindo com vitória no GP dos EUA.

*40 anos de Borges, ex-futebolista bicampeão brasileiro tanto pelo São Paulo quanto pelo Cruzeiro, pelo qual também foi campeão estadual assim como por São Caetano, Grêmio, Santos e América Mineiro.

*30 anos de Federico Delbonis, tenista campeão da Copa Davis de 2016 pela Argentina.

Clipe do Dia: Verônica Sabino

Como não atualizei a coluna neste domingo, não quero ficar devendo tópicos para as efemérides de ontem, uma delas os 60 anos desta cantora deslumbrante, de interpretações maravilhosas em "Demais", "Tudo Que Se Quer" (com Emílio Santiago) e "Às Vezes Nunca". Aqui, volto a 1988 e trago "Todo Sentimento", da novela "Vale Tudo".



Clipe do Dia: Janis Joplin

Integrante do "grupo dos 27" (artistas célebres que partiram tragicamente aos 27 anos), a cantora nascida em 1943 morreu há 50 anos fechados neste domingo e entrou para a história do rock com uma voz que tanto era forte e retumbante quanto delicada. De 1969, confira ela com "To Love Somebody" no programa de Dick Cavett.



Clipe do Dia: Mike Gibbins

Nascido em 1949, o baterista da Badfinger morreu há 15 anos ontem completados. Fiquem com "Day After Day".



Clipe do Dia: Seu Nenê

Nascido em 1921, o fundador da escola de samba Nenê de Vila Matilde morreu há 10 anos completados neste domingo. Aí está ele cantando e tocando "Me Deixa em Paz", de Monsueto, no "Ensaio" da TV Cultura.



Revisitando a semana na "24 Horas"

Como não atualizei a coluna neste domingo, mas faço questão que quem tenha perdido algumas das últimas edições, destaco aí as dos últimos dias e seus principais destaques (leia a edição clicando na data):

27 de setembro Sampaio campeão maranhense; a vitória de Valtteri Bottas na Rússia; o debate drive-in da Rádio Gaúcha; a estreia de "Opinião no Ar" na RedeTV!; e nas "Datas em 0 ou 5", os 15 anos sem Ronald Golias.

28 de setembro O "sai ou não sai?" de Palmeiras x Flamengo; uma rodada perfeita para o Atlético Mineiro; Cruzeiro na zona de rebaixamento; o fim da invencibilidade do Bayern de Munique; o desrespeito do Warner Channel ao não cumprir horários da maratona de 25 anos; e nas "Datas em 0 ou 5", os 70 anos de Amaury Jr.

29 de setembro O quatrilho do Fluminense sobre o Coritiba; a despedida de Léo Gamalho do CRB; Goiás trocando de técnico em meia hora; presidente do Santos afastado; Carol Solberg denunciada no STJD; as saídas de Boris Casoy da RedeTV! e de Rachel Sheherazade do SBT; Roberto e Erasmo Carlos perdendo direitos sobre músicas compostas por eles mesmos; e nas "Datas em 0 ou 5", os 85 anos do nascimento de Plínio Marcos.

Bela do Dia: Natalie Reinoso

Natalie Reinoso, repórter e produtora da Globo em Londres. Aquela dose sem moderação de encantamento e adorabilidade necessárias para começar esta semana com ânimo absoluto.

30 de setembro Grêmio e Athletico classificados na Libertadores; Cuiabá ainda líder da Série B; a ida ao banheiro no meio da Copa da Liga Inglesa; #JustiçaPorRobson; Ananda Muller na RDC TV; Florianópolis sem debates no 1º turno; tentativa de censurar trabalho de repórter da TV Tribuna (Band PE); o fim do "Alarma TV" no SBT; a morte de Quino; a volta do AC/DC; e nas "Datas em 0 ou 5", os 40 anos do goleiro Fábio.

1 de outubro As goleadas de Flamengo e Palmeiras; Bahia quebrando a seca de vitórias; Cruzeiro ganhando de 3; as oitavas da Copa do Brasil; os grupos da Liga dos Campeões; a volta de Susana Naspolini ao "RJTV"; nas "Datas em 0 ou 5", os 100 anos do nascimento de Walter Matthau; e no "Clipe do Dia", os 85 anos de Julie Andrews.

2 de outubro A revirada do Santos na Libertadores; Ypiranga campeão amapaense com público no estádio; lateral do Náutico fez o parto de sua filha; Honda saindo da Fórmula 1; destaques dos 14 debates municipais da Bandeirantes; Ananda Apple salvando um sabiá; Valéria Valenssa saindo da Record Rio; nas "Datas em 0 ou 5", os 15 anos da anulação dos jogos da máfia do apito; e no "Clipe do Dia", os 25 anos de disco clássico do Oasis.

3 de outubro Thiago Monteiro eliminado de Roland Garros; a mudança na Sul-Americana; polêmica na vitória do CRB com gol logo após um pênalti ser marcado; e no "Clipe do Dia", os 55 anos de Adriana Calcanhotto.

Arremate

Coronavírus já vitimou no Brasil mais de 146 mil dos mais de 4 milhões e 900 mil infectados. Força e solidariedade.

"24 Horas" volta rezando que um dia este mal cesse ou diminua drasticamente.

Torneios de futebol, todas as modalidades e variedades não-esportivas.

Destaques da imprensa esportiva. O que acontece em TV, rádio, jornal e web.

Podcasts com pitacos sobre os esportes e outros registros interessantes.

Convidados escrevem sobre temas de agora no futebol e em todos os esportes.

Para entender o presente, é preciso conhecer o passado. Aqui se faz isso.

Teste de conhecimentos com direito a charadas e perguntas "pega-ratão".

Verde para o bom, vermelho para o ruim e amarelo para chamar a atenção.

Gente do esporte dá dicas de livros, filmes, música, culinária e mais.