Desde 02/06/2003 Criação, produção e edição: Edu Cesar


papodebola@gmail.com


papodebola


sitepapodebola


edupapodebola


(51) 99843-7700

SOBRE ESTA SEÇÃO
O editor Edu Cesar comenta os resultados dos campeonatos de futebol e o dia-a-dia dos clubes. Destaque para o que de principal ocorre em todas as modalidades e ainda os tópicos não-esportivos "Sintonia PB", "Clipe do Dia" e "Bela do Dia".
 
LEIA AQUI as colunas anteriores VEJA AQUI as "Belas do Dia" anteriores
 
Quarta, 23 de setembro de 2020
Vitória fundamental em meio a muitos problemas



É o Flamengo na Libertadores após um 2 x 1 sobre o Barcelona que quase não aconteceu - nem entro no mérito do time ter dado mais possibilidades ao adversário no 2º tempo após abrir uma vantagem dos sonhos na etapa 1ª, mas sim de tudo que já vinha acontecendo anteriormente, ao que se somou a quase suspensão da partida devido à interdição do Monumental de Guayaquil por causa dos 9 casos de Covid-19 no rubro-negro, suspensão esta derrubada após muita pressão especialmente da Conmebol. Mesmo com o time desmontado por ausentes quase todos os principais jogadores, Domènec Torrent respira um pouco mais aliviado pois o cenário era o mais negativo possível.

O Mengão foi aos 9 pontos e zerou o saldo no Grupo A, dividindo a liderança com o efetivo 1º Independiente del Valle, agora com 8 de saldo e que por muito pouco não tomou uma sapatada semelhante à que aplicou nos cariocas semana passada. Faltou um tantinho de nada, mas os 4 x 1 foram mais do que suficientes para o Junior ir aos 6 pontos com saldo zerado e voltar ao páreo. 6 pontos que deverão virar 9 na próxima semana pois mais fácil me contratarem para atuar numa novela com a Juliana Paes e a Paolla Oliveira que ele não ganhar do zerado e eliminado Barcelona.

Assim sendo, o duelo direto dos co-líderes no Rio aumenta sua relevância de sobremaneira. O bom para o Flamengo é depender apenas e tão somente de si e não de resultados paralelos. Para não chegar na última rodada pressionado, com obrigação de resultado, é melhor que ele trate de vencer, até por re-embalar depois de ontem. Por outro lado, se perder e os colombianos efetivamente triunfarem, cairia para 3º pois o Junior o igualaria em pontos e o bateria no saldo, levando a resolução da contenda para o desfecho derradeiro. Já deu mole uma vez, duas não dá pra dar.

Antes de receber o Del Valle, o rubro-negro visitará o Palmeiras no domingo, pelo Brasileirão. Ou será que não? Se depender dele, só mais tarde, pedido que foi junto à CBF o adiamento devido aos 7 jogadores com coronavírus. Os paulistas já avisaram que não aceitam o adiamento, o que oficializa a queda de braço. Há um precedente a seu favor, que é aquele Goiás x São Paulo ainda agora não realizado da 1ª rodada, onde os esmeraldinos tiveram 8 titulares infectados. Mesmo nas Séries B e C há precedentes favoráveise envolvendo adiamentos de jogos do Sampaio Corrêa e do Imperatriz por contágio em alta escala. No entanto, já teve times em situação igual ou mesmo pior e que tiveram de entrar em campo, tipo o Palmas contra o Villa Nova e o CSA diante do Guarani - saindo da CBF e indo pra Federação Paulista, teve semana passada o EC São Bernardo atuando mesmo com 18 ausências devido à Covid.

Considerando-se especificamente a Série A e o caso do Goiás, o Flamengo tem todo o direito de pedir o adiamento. No entanto, razão têm críticos do clube ao apontarem incoerências da direção rubro-negra, como pressionar pela volta do futebol no pico do contágio no Rio de Janeiro e jogar num Maracanã que tinha um hospital de campanha ao lado (erro inicial dele e repetido por todos em sequência) e, nestes dias atuais, defender a volta parcial de público aos estádios a partir do mês que vem num momento em que o Brasil ainda tem uma taxa muito alta de mortes diárias e que a vida está muito longe de voltar ao normal. Dentro de campo, razão há para se querer o adiamento. Diretivamente, há incoerência na postura só por causa de prejuízo próprio, até porque numa situação inversa possivelmente teria a postura atual do Palmeiras fossem dele os 7 ausentes. E que os infectados se recuperem bem e fiquem firmes e fortes.



Também no Equador e conforme a leitura de Fernando Diniz, o São Paulo fez dois mini-jogos distintos e perdeu o primeiro por 3 x 0, mas ganhou o segundo por 2 x 1 e isso é argumento para as críticas não serem tantas ao time. Deixando a baboseira de lado por de baboseira já bastar a desculpa esfarrapada do técnico na tentativa de enaltecer uma melhora da equipe no 2º tempo em relação ao 1º - o que não causaria espanto nenhum e seria até bem aceito não fosse isso de "venceu o 2º tempo por 2 x 1" (essa aí vai rivalizar forte com o "não tinha necessidade de fazer o segundo gol" do Vanderlei Luxemburgo) -, fato é que a LDU só ganhou por 4 x 2 sabe lá Deus como pois era para ter sido de muito mais, especialmente na metade inicial, embora não baixasse a guarda na derradeira.

O Tricolor, que não tomava 4 gols num mesmo jogo desde os 4 x 2 do Palmeiras no Brasileirão e não era tão vazado em Libertadores desde os 4 x 1 do Atlético Mineiro nas oitavas de 2013, completou 11 fracassos consecutivos fora de casa pela competição sul-americana e perdeu 15 das últimas 20 visitas por ela. Como se a coisa já não fosse ruim por si só, ela piorou ante o atropelamento sem cerimônia do River Plate por 1, 2, 3, 4, 5, 6 x 0 sobre o Binacional - sim, verdade que os argentinos não tiveram que encarar a altitude enfrentada pelos são-paulinos ainda no início da copa, mas o argumento cai por terra não só ante o fato do Binacional ter tomado 14 gols dos Millonarios em dois encontros (sendo esse de ontem apenas o 2º após 6 meses inativos), mas também considerando-se vitórias não "na época do Telê" de brasileiros na altitude e sim na semana passada, do Palmeiras e do Athletico Paranaense.

A vida são-paulina ficou perigosíssima com "PE" maiúsculo, como diriam em Garanhuns, Paulista e Santo Antão. São apenas 4 pontos no Grupo D, acima apenas dos 3 do Binacional e abaixo dos 7 do River e dos 9 da LDU. A diferença no saldo é uma vergonha: 11 dos argentinos contra zeraço-aço-aço dos paulistas, justamente eles os oponentes da quarta que vem em Buenos Aires. A sinuca de bico do São Paulo é tal que, para ser 2º colocado nesta 5ª rodada, teria que fazer 6 gols de diferença. O time do Diniz! Ah, mais fácil aprender japonês em braile, como diria Djavan. Os equatorianos estão praticamente classificados, seria a palhaçada das palhaçadas se não derrotarem os peruanos em casa. É, Tom Hanks, nem à espera de um milagre. Tá com cara de que os tricolores vão para a Sul-Americana.

Hoje tem o 100% Palmeiras no Grupo B visitando o Guaraní, 2º com 6. Devido ao 1 x 1 de ontem do Tigre, lanterna com 1 ponto, com o Bolívar, 3º com 4, uma simples vitória qualificará os alviverdes para as oitavas. Caso ela aconteça, seriam 4 triunfos nas 4 primeiras atuações, marca que o Palestra não obtém em Libertadores desde o 1968 do 1º vice. Mais cedo, o Athletico jogará em casa contra o Colo-Colo, ambos líderes do Grupo C com 6 pontos, mas 1 o saldo o rubro-negro ante 0 dos chilenos. A baixa de última hora no Furacão é Walter, justamente o herói da vitória no sufoco sobre o Jorge Wilstermann semana passada e que está infectado pelo coronavírus. Que ele fique bem logo.

Aí chegamos no bacubufo no caterefofo que deverá ser o Grenal do Beira-Rio pelo Grupo E, que tem o Internacional em 1º com 7 pontos e o Grêmio em 2º com 4, depois vindo os também hoje confrontados América de Cáli e Universidad Católica, ambos com 3 pontos. O clássico 427 tem situações estranhas que não preveem uma projeção muito certeira. Da parte vermelha, houve o êxito no sufoco ante os colombianos, mas em meio a isso duas derrotas que custaram a liderança do Brasileirão. Já da parte azul, o declínio técnico resultante em 2 vitórias nas últimas 14 partidas vai de encontro a uma longa escrita específica no jogo maior dos gaúchos. São 9 Grenais sem derrota tricolor desde 2018, todos eles sem um só golzinho que fosse de jogador alvirrubro - o único neste período foi contra do Paulo Miranda, depois vindo 5 clássicos sem gol a favor do Inter. A chapa vai esquentar e quero ver essa brasa de longe.

Por fim, registrar que hoje tem Grupo G e Santos de olho. Líder com 7 pontos, torce para seguir assim com no máximo um empate do Olimpia, que tem 5 e visitará o Defensa y Justicia, 3º colocado com 3.

Os destaques de ontem e hoje

Copa do Brasil Juventude e América Mineiro são os primeiros qualificados às oitavas dentre os iniciados lá na 1ª fase. Os gaúchos tomaram 1 x 0 do CRB com o "trilionésimo" gol na temporada do porto-alegrense Léo "Gamalhovic", mas os 2 x 0 favoráveis da ida bastaram para salvá-lo. Já o Coelho tocou 3 x 1 na Ponte Preta, que chegou a ter 3 de desvantagem, o que resultou em 5 x 3 totais. Hoje tem vantagens a ser defendidas pelo Botafogo, por 1 x 0 contra o Vasco, e pelo Ceará, que sustenta 2 x 0 diante do Brusque. Gol fora não vale desempate.

Campeonato Brasileiro De novo o Corinthians abre em meio de semana uma rodada de fim-de-semana por motivos televisivos, hoje iniciando a 12ª ao visitar o Sport. Ambos vêm de sucessos, o Leão contra o Fluminense no domingo e o Timão diante do Bahia ainda na quarta passada. Embora em 10º com 14 pontos, o rubro-negro não pode bobear pois está 4 pontos acima do 17º. Ainda assim, menos pior que os alvinegros, em 13º com 12.

Brasileirão Série B A 11ª rodada começou com Operário 1 x 1 Cuiabá. Os paranaense estão em 6º, com 17 pontos, e os mato-grossenses surpreendentemente e pra lá de positivamente lideram com 22.

Campeonato Maranhense Começa hoje a finalíssima entre Sampaio Corrêa e Moto Club.

30% de torcida nos estádios é piada de mau gosto

Mas a CBF parece estar muito disposta a contá-la mesmo já imaginando (e, pelo visto, não dando a mínima bola) que os choros a vir serão não de tanto rir e sim de tanto lamentar, porque - teimosamente repetirei por não aguentar a insistência dos nefastos negacionistas desdenhadores do potencial do coronavírus e dos abomináveis endinheirados que não tão aguentando ficar sem seus milhões mensais em suas contas bancárias - a vida ainda está longe de voltar ao normal neste país cada vez mais insuportável sob diversos aspectos e reunir esse tantão de gente ainda com o vírus numa circulação perigosa aqui, ali e acolá é querer que o efeito dele dure muito mais tempo.

A coisa é tão patética, canalha e rasteira que os mal acabados que decidirão isso com os 20 participantes da Série A querem aglomeração, mas não vão se aglomerar - a reunião será por videoconferência. Quer dizer: o torcedor se aglomerar nos estádios, dificilmente com um sistema de prevenção adequada para não deixar possíveis contagiados presentes e correndo o risco de infectar mais gente por ter que ser gigantesca uma mobilização de pessoal para dar conta de, por exemplo, mais de 20 mil fãs no Maracanã, isso para eles pode; agora eles em si ficarem frente a frente uns com os outros aí não pode, aí é cada um no seu quadrado. E ainda me fazem o que fazem contando com a conivência do Ministério da Saúde, que perdeu completamente o rumo da história a partir da entrada desse interino que ficou efetivo, em cuja gestão a situação de contágios e mortes saiu totalmente de controle. Ah, mas dá vontade de dizer palavrões tão cabeludos que até madeixa de careca ficaria em pé, porque esse bando merece muito.

Sem público na Inglaterra por 6 meses. É a estimativa do primeiro-ministro Boris Johnson, isso dito no anúncio de medidas para tentar frear a Covid-19 por lá - o estágio da propagação da doença é 4, o penúltimo mais alto no alerta dela. Antes disso, a ideia era recolocar 1 mil torcedores em cada partida do Campeonato Inglês. Dá bem uma olhada lá para a Inglaterra, ô dirigente estúpido, babaca, idiota, que só pensa no próprio rabo, que só pensa na falta que a grana dos outros faz na conta daquilo que tu comandas e não nas vidas perdidas por não estar nem aí para elas! Inglaterra! Inglaterra, onde esse cabelo de vassoura do Boris Johnson era igualzinho a vocês ao negar o risco da doença lá atrás e precisar ficar doente e à beira da morte, além da coisa degringolar demais, para mudar o ponto de vista - porque aquele Boris Johnson de 6 meses atrás certamente faria o mesmo que vocês. Cara, que raiva!!!

Eu tô dizendo, o Brasil não vai voltar ao normal antes de, sei lá, metade do ano que vem! Mas coisas tipo essa de querer 30% de torcida nos estádios me fazem temer até que dobremos 2022 com tudo ainda num nível preocupante. Porra!!! Me perdoem despejar tanta brabeza, tanta irritação, tanta explosão a ponto de perder a racionalidade na argumentação, mas todos queremos a coisa melhorando para a vida ser normalizada, e só vão contra esse desejo!!!

Curtinhas Esportivas

Mais um "brasileiro" convocado É Jan Hurtado, atacante do Bragantino e que está cedido pelo Boca Juniors. A Venezuela chamou ele para encarar a Colômbia no dia 9 e o Paraguai no dia 13.

Clássicos no Brasileirão Feminino Dois acontecerão às 3 da tarde de amanhã: Grenal, no Vieirão de Gravataí, e Palmeiras x Santos, cujo destaque principal é pela vez 1ª ser realizado no Allianz Parque.

São Silvestre adiada A deste ano ficou para julho de 2021, ano que terá duas provas, essa e a de 31 de dezembro. Claro, lógico e evidente, é mais uma consequência da pandemia do coronavírus.

Sintonia PB

Começa o tópico desta "24 Horas" que está antenado no que ocorre fora dos esportes. Às novidades:



Fernando Zanuzo de volta ao rádio 3 meses depois de deixar a Gaúcha para trabalhar na Fundação Escola Superior do Ministério Público do RS, o jornalista retornará ao dial na segunda-feira da semana que vem, mas não aqui em Porto Alegre e sim em Bento Gonçalves. Ele terá um comentário diário sobre os temas do cotidiano às 7h40, dentro da versão local do "Jornal da Manhã" na Jovem Pan Serra Gaúcha FM, afiliada tocada pelo Grupo RScom.

Novo programa na Jovem Pan SP Confirmada para também segunda que vem a estreia de "Direto ao Ponto", semanal de entrevistas a ser apresentado por Augusto Nunes das 21h30 às 23h, cuja descrição dá a entender ser uma espécie de "revival" do "Roda Viva" feito por ele na TV Cultura - ainda mais que a diretora Paula Azzar também já esteve no semanal da emissora pública. O 1º entrevistado será o vice-presidente Hamilton Mourão.

Maju estreou no "Jornal da Band" Mas não é a Maria Júlia Coutinho, a Band também tem uma Maju para chamar de sua. Foi Maria Júlia Arruda Leite que passou, desde ontem com um VT sobre não dar certo uma ideia de jardins verticais no Centro de Sampa City, a fazer parte dos repórteres do principal noticiário da casa. Produtora do "Pulo do Gato" e do "Primeira Hora" na Rádio Bandeirantes, ela já foi televisiva no BandNews e no "Bora SP".

Roberto Cabrini de volta à Band? Conforme notícia do Flávio Ricco, pode ser, já que diretores como Antônio Zimmerle e Caio Carvalho têm muita simpatia pelo jornalista, que está deixando o SBT após 11 anos da atual passagem e cujo "Conexão Repórter" será extinto em breve. Fica um conflito de informações, então (rs), já que anteontem Daniel Castro noticiou que o Cabrini estaria em papo adiantado para regressar à Record. E agora?

Não é essa novela, Christina Lemos! Ao término do "Jornal da Record" de ontem, ela se enganou e anunciou para a sequência "Apocalipse", cuja reprise terminou anteontem por ontem iniciar a reprise de recuperação da história de "Amor Sem Igual", que no mês que vem voltará a ser inédita. Luiz Fara Monteiro não corrigiu isso.

Morreu um dos fundadores do The Four Seasons O coronavírus vitimou aos 92 anos o cantor Tommy DeVito, integrante do grupo liderado por Frankie Valli e composto também por Bob Gaudio e Joe Long, todos juntos melodiando belos temas como "(December 1963) Oh What a Night" e "I've Got You Under My Skin".

E fique antenado! "Sintonia PB" continua de olho no que ocorre fora dos esportes e retorna na próxima coluna.

Bela do Dia: Renata Silveira

Renata Silveira, narradora do Fox Sports. Surgida na Rádio Globo do Rio de Janeiro ao ganhar um concurso para a Copa do Mundo de 2014, fez a narração feminina de 2018 na Fox e hoje é talento fixo do canal em tudo quanto é campeonato. Nesta noite, santistas de olho no relato dela para Defensa y Justicia x Olimpia.

Datas em 0 ou 5

É um hábito desta "24 Horas" de bastante tempo e que será mantido aqui ao observar datas importantes que completam 5, 10, 25, 40, 65, 100 anos, enfim, sempre em 0 ou 5 pois é como consigo me organizar melhor. As desta quarta, 23 de setembro, são estas:

*110 anos do nascimento de Zé Fidélis, cantor e humorista falecido em 1985 e um dos pioneiros do humor no rádio.

*100 anos do nascimento de Mickey Rooney, ator falecido em 2014 e que interpretou Andy Hardy em 16 filmes, além de ser o Sr. Yunioshi de "Bonequinha de Luxo".

*70 anos de Carlos Alberto Kirmayr, ex-tenista e técnico, vencedor de 10 títulos em duplas.

*60 anos de Bonamigo, ontem anunciado técnico do Remo e campeão estadual em casamatas por Sampaio Corrêa em 2000, Coritiba em 2003 e Fortaleza em 2007, ganhando como jogador o Gaúcho de 1991 pelo Internacional e, especialmente, o Brasileiro de 1981, a Libertadores e o Mundial de 1983 e os Gaúchos de 1980 e 1985 até 1988 pelo Grêmio (seu único gol em Grenais foi nos 2 x 1 que abriram a vitória do título estadual de 1985).

*55 anos do nascimento de Gerson, ex-jogador falecido em 1994 por vitimado pela AIDS e campeão mundial de juniores pelo Brasil em 1985, sendo o único goleador de três Copas do Brasil, as de 1989 e 1991 pelo Atlético (anos nos quais foi campeão estadual) e a de 1992 pelo Internacional, ano no qual ganhou tanto a Copa quanto o Gauchão (seus dois únicos gols em Grenais foram nos dois 1 x 1 das quartas-de-final do mata-mata nacional, um em cada).

*55 anos de Mark Woodforde, ex-tenista vencedor dos 4 Grand Slam e do Tour Finals em duplas e campeão olímpico em Atlanta 1996 na dupla com Todd Woodbridge.

*40 anos do último show de Bob Marley, tocando com os Wailers no Teatro Stanley, em Pittsburgh (a apresentação foi lançada em CD em 2011, álbum chamado "Live Forever").

*40 anos de Marcinho Guerreiro, ex-jogador campeão brasileiro da Série B de 2003 pelo Palmeiras e catarinense de 2010 e 2012 pelo Avaí.

Clipe do Dia: Ray Charles

Partido no 2004 em que foi oscarizadamente interpretado por Jamie Foxx, o mestre do R&B, soul, blues e jazz nascia há 90 anos completados nesta quarta-feira. Clássicos como "Mess Around", "Georgia On My Mind", "Ruby", "Hit The Road Jack", "Unchain My Heart", "I Can't Stop Loving You", "Sweet Memories" e "A Song For You", além de versões pra lá de especiais de "Yesterday", Eleanor Rigby" e "Sorry Seems To Be The Hardest Word" (este com Elton John), são tesouros preciosos. Algumas vezes ele também participou de séries e filmes, a melhor destas presenças sendo no inigualável "Os Irmãos Cara-de-Pau", quando arrasou detonando em "Shake Your Tail Feather".



Arremate

Coronavírus já vitimou no Brasil 138 mil dos quase 4 milhões e 600 mil infectados. Força e solidariedade.

"24 Horas" volta rezando que um dia este mal cesse ou diminua drasticamente.

Torneios de futebol, todas as modalidades e variedades não-esportivas.

Destaques da imprensa esportiva. O que acontece em TV, rádio, jornal e web.

Podcasts com pitacos sobre os esportes e outros registros interessantes.

Convidados escrevem sobre temas de agora no futebol e em todos os esportes.

Para entender o presente, é preciso conhecer o passado. Aqui se faz isso.

Teste de conhecimentos com direito a charadas e perguntas "pega-ratão".

Verde para o bom, vermelho para o ruim e amarelo para chamar a atenção.

Gente do esporte dá dicas de livros, filmes, música, culinária e mais.