.


.

  24 Horas
  Papo de Mídia
  Rádio PB

.

.

OFERECIMENTO

.

ATENÇÃO: página melhor visualizada em 1024 x 768 - Seja bem vindo ao PAPO DE BOLA - O SITE!

.

24 HORAS
Futebol, esportes, sintonias e belas

.

Segunda, 16 de outubro de 2017 - ANO 15, EDIÇÃO 37
Ainda é o lideraço, mas tá dando mole demais

Claro que falo do Corinthians no Campeonato Brasileiro. Lógico que a distância pro vice-líder ainda é excelente com 9 pontos (podem ser 7 hoje), mas aquele extraordinário do primeiro turno ficou ali e não deu mais as caras neste segundo - não naquele altíssimo nível de excelência que, convenhamos, estava realmente demais da conta por extremamente anormal. Ainda assim, há o detalhe curioso de que apenas e tão somente ontem a equipe do até 2019 renovado Fábio Carille voltou a perder fora do estado de SP após 10 meses, desde os 3 x 2 do Cruzeiro na última rodada de 2016 (crédito a quem merece: me toquei dessa pelo Cassius Leitão no Twitter). Responsável por isso, o Bahia voltou a derrotar os alvinegros após 3 jogos desde 2014 e coroou sem êxito de maneira incrível, com Cássio desesperado rumo à área para tentar o empate e um passe errado do Marquinhos Gabriel deixar Régis prontinho para fazer o gol mais fácil da sua vida - aliás, o primeiro já tinha sido uma "tetinha" na papagaiada do Fagner. Paulo César Carpegiani "chegou chegando" no "Esporte Clube Erros" (quem leu a manchete da Folha de S.Paulo para o jogo entenderá): empatou com o Palmeiras e venceu o Corinthians.

Fora de casa, o Grêmio jogou mal pra dedéu mais uma vez, mas arrancou na base da "imortalidade" uma vitória inesperada sobre um Coritiba mais horrível ainda, por mais que esforçado. A finalização do Ramiro nos acréscimos foi a única no alvo o jogo inteiro - e parou justamente ali. A vitória foi ótima, mas não invalida que é preocupante a queda de rendimento do time do Renato Portaluppi, que marcou em apenas 5 das últimas 14 jornadas por todos os torneios, só contra o Sport fazendo mais de um gol. Em descendente sem fim, o Coxa voltou a perder pro Tricolor em casa nos Brasileirões depois de 6 jogos desde 2018 (a queda de 2015 foi na Sul-Americana). Segundo lugar provisório para os gaúchos, que hoje podem perder a posição para o Santos, que atuará no Municipal de Sampa City contra o Vitória. Os paulistas vêm de 3 rodadas invictos com apenas uma derrota nas 17 últimas, das quais 8 ganhas com 32 pontos somados nestes 51. Já os baianos não empatam há 4 rodadas, delas triunfando em metade, e faturaram as 5 últimas visitas e 6 das últimas 8, perdendo somente uma delas - e aí é que a porca torce o rabo: essa derrota foi justamente em São Paulo, na metade de julho, pro Palmeiras.

Palmeiras, que voltou a ganhar após a saída de Cuca e teve Keno como assistente de luxo no sucesso diante do Atlético Goianiense, ainda que um dos gols sendo irregular por empurrão do Dudu. O segundo foi lindão, com um achadaço fantástico de passe para Moisés guardar maravilhosamente. Com direito a um porco segurado por um torcedor nas arquibancadas (na qual 2 mil palestrinos não puderam entrar mesmo tendo ingresso comprado, o que é uma pouca vergonha), os paulistas têm agora 4 vitórias seguidas sobre os goianos somando a Série A deste ano e a B de 2013. Já no clássico carioca, o Vasco derrotou o Botafogo com muita queixa dos perdedores para cima da arbitragem. Achei ter tido um pênalti não marcado para os cruzmaltinos, mas não senti intenção no toque na mão do Nenê em sua proeza. Aos poucos, Zé Ricardo vai reabilitando o Gigante da Colina, enquanto a defesa do Glorioso virou "uma mãe" ao tomar 7 gols nas últimas 4 atuações - antes disso, levou 9 jogos para sofrer os mesmos 7 vazamentos. Enquanto isso, a sina da Chapecoense não tem fim e o Flamengo tirou proveito disso para novamente se dar bem longe de sua gente após 3 meses. Mas não foi fácil. Jandrei catou um pênalti claro batido ridiculamente pelo Everton Ribeiro e Diego é que salvou a lavoura rubro-negra.

Enquanto isso, o Sport não conseguiu voltar às boas como mandante igual fora enquanto visitante no meio da última semana, limitando-se a um empate com o Atlético Mineiro, que ensaia uma reabilitação e contou com o primeiro gol de Fred após 12 jogos desde a metade de julho. Quem se deu mal mesmo foi o Atlético Paranaense ao reforçar uma escrita negativa de 34 anos sem ganhar fora de casa do São Paulo, que disputou o primeiro de cinco compromissos consecutivos no Pacaembu (shows variados no Morumbi) e "jogou Copa do Mundo" no sábado à noite para fugir dos quatro últimos, conseguindo uma virada que teve dose extra de emoção, ainda que superior o tempo todo. Autor do empate sem ângulo, Pratto voltou a balançar as redes depois de 11 cotejos também vindos da metade de julho. Este resultado colocou pressão extra no Fluminense, que conseguiu superá-la ao bater o Avaí em encarada dita de "seis pontos" e marcada por mais uma polêmica do apito. É um lance difícil e só um ângulo por trás com melhor posicionamento tiraria qualquer dúvida, mas a impressão (impressão, sem ser definitivo) é que teve mesmo falta do Alemão no Diego Cavalieri, consequentemente, correto não validar o empate.

Com 28 rodadas quase completadas de 38 totais, eis a classificação com dados de quase todos os times:

1) Corinthians com 58 - Fraco no returno ao somar apenas 11 de 27 pontos disputados com 3 vitórias, 2 empates e 4 derrotas (nas quais não marcou), vinha de 4 rodadas invicto e não vence há 4 visitas (metade perdida).

2) Grêmio com 49 - Venceu dois dos últimos 3 jogos, assim minimizando a série anterior de 5 compromissos com apenas um vencido e todos os outros perdidos, voltando a vencer após 3 visitas perdidas.

3) Santos com 48 - Joga esta noite como mandante.

4) Palmeiras com 47 - Voltou a vencer após duas rodadas e só perdeu uma das 7 últimas, ganhando 4 e somando 14 destes 21 pontos. Fora de casa, está invicto há 7 embates com 4 vitoriosos desde o Cruzeiro em julho.

5) Cruzeiro com 47 - Cumpriu esta rodada no sábado anterior com vitória.

6) Botafogo com 43 - Não empata há 9 rodadas e, embora saísse triunfante de 6 delas, venceu apenas uma das últimas 3. Além disso, não empata há 4 visitas e empatou metade delas.

7) Flamengo com 43 - Voltou a ganhar após 3 rodadas e perdeu uma das últimas 5, somando 8 destes 15 pontos. Não vencia como visitante havia 6 jornadas desde o Vasco em julho. Vinha de 4 visitas perdidas consecutivas e, fora do estado do Rio de Janeiro, não se dava bem desde contra o Bahia no fim de junho.

8) Vasco com 39 - Invicto há 4 rodadas, perdeu só uma das últimas 7, faturando 4 e somando 14 destes 21 pontos. Enquanto mandante (e agora com a volta da torcida na cidade do Rio), 4 duelos invicto e metade ganha.

9) Atlético Mineiro com 38 - Não perde há 3 rodadas (o que não acontecia desde São Paulo, Sport e Chapecoense em junho) e somou 7 destes 9 pontos, estando invicto há 4 visitas com metade faturada.

10) Bahia com 35 - São 4 rodadas de invencibilidade e 8 pontos obtidos nestes 12, minimizando a série anterior de um mísero ponto lucrado em 9 disputados. São 3 mandos sem derrota, dois deles ganhos.

11) Atlético Paranaense com 35 - Não vence há 4 rodadas e obteve um ponto nestes 12, ganhanfo uma das 8 últimas rodadas com metade perdida. Fora de casa, são 3 derrotas seguidas e 4 visitas fracassadas.

12) Fluminense com 35 - Voltou a ganhar após 6 rodadas, 4 delas perdidas, e não emendava dois jogos sem derrota desde Sport e Atlético Goianiense no início de agosto. 6 mandos invicto, metade deles de êxitos.

13) São Paulo com 34 - Só perdeu duas das 9 últimas rodadas (15 de 27 pontos). 5 mandos invicto, 3 vencidos.

14) Sport com 34 - Não ficava duas rodadas seguidas sem perder desde Bahia e Fluminense na virada de julho para agosto, mas venceu só uma das 11 últimas, 6 delas perdidas com 7 pontos conquistados nestes 33. Como mandante, são 6 fracassos consecutivos desde julho, 4 deles terminados com igualdade.

15) Vitória com 32 e 9 vitórias - Joga esta noite longe dos seus domínios.

16) Chapecoense com 32 e 9 vitórias - Perdeu as duas últimas presenças, não vence há 3 e ganhou só 3 das últimas 12, obtendo 11 destes 36 pontos. Faturou um mando dos 6 últimos, 4 deles perdidos.

17) Ponte Preta com 32 e 8 vitórias - Cumpriu esta rodada no sábado anterior com derrota.

18) Avaí com 30 - Perdeu as 3 últimas rodadas e não ganha há 5, somando dois destes 15 pontos e pondo a perder a série anterior de 15 pontos lucrados em 21 disputados, com 3 vitórias e 4 empates. Fora de casa, não era superado havia 3 comparecimentos e tinha vencido dois deles.

19) Coritiba com 28 - 9 rodadas sem vitória, 6 delas perdidas, com míseros 3 pontos somados nestes 27 disputados. De quebra, saiu derrotado nos 3 últimos mandos e emenda 4 insucessos.

20) Atlético Goianiense com 26 - Perdeu duas seguidas, não ganha há 3 rodadas e venceu uma das 10 últimas rodadas, das quais 6 derrotadas. Ainda assim, já esteve mais distante do 16º lugar.

A rodada da Série B e a final da Série C

Foram assuntos na coluna deste domingo. A Segundona voltarei a destacar amanhã, noite de rodada cheia.

Curtinhas

*Executivo principal do Figueirense, Alex Bourgeios se afastou temporariamente alegando assuntos pessoais.

*A vitória sobre o São Paulo classificou a Portuguesa para pegar o Desportivo Brasil nas quartas da Copa Paulista, que é obrigada a vencer para jogar a Série D e não ficar totalmente fora do Brasileirão pela 1ª vez desde 1979.

*Chega de palhaçada. A normalidade voltou ao Íbis, que perdeu para a Cabense uma invencibilidade estranha, inadmissível, inaceitável e diria até que exótica (?) na Série A2 do Campeonato Pernambucano.

*A vitória do Iranduba sobre o Penarol, pelo Amazonense Feminino, foi marcada pelo inusitado e pela emoção. O inusitado: um extintor foi utilizado pelo apitante para expulsar marimbondos que se acomodaram em um dos postes da baliza defendida pela equipe perdedora, inicialmente se mandando e depois voltando. A emoção: chegada há pouco tempo ao Iranduba, a centro-média Mayara Bordin reencontrou depois de 30 anos a sua mãe biológica, dona Eulila, que não tinha condição de criá-la e a colocou para adoção, sendo a futura futebolista adotada por uma família de Xanxerê, no oeste de Santa Catarina. Foi no campo de jogo que elas se reencontraram. O diretor do clube, Lauro Tentardini, contou nas redes sociais que recebeu o pedido da Mayara há cerca de um mês e, com a ajuda de parceiros (entre eles a equipe da TV A Crítica/Record), conseguiu achar a dona Eulila. Demais!

*Após fazer 6 x 1 no Deportivo Ita (Paulinho e Bellini; Écio, Orlando e Coronel), o Audax/Corinthians soma duas vitórias na Libertadores Feminina e terminará amanhã a primeira fase contra o Independiente Santa Fe. Dos três quadrangulares, passam às semifinais o melhor de cada e mais o melhor segundo colocado.

*Destaques europeus: Zidane completou 100 jogos treinando o Real Madrid na vitória sobre o Getafe; Barcelona estreou no Wanda Metropolitano empatando com o Atlético de Madrid; Icardi fez todos da Internazionale nos 3 x 2 sobre o Milan; Juventus perdeu pra Lazio uma invencibilidade de 41 jogos sem derrota em casa; a mesma marca foi perdida pelo Borussia Dortmund contra o Red Bull Leipzig; Gabriel Jesus deixou dois nos 7 x 2 do Manchester City sobre o Stoke City; e Gabigol voltou a marcar após 8 meses, deu Benfica sobre o Olhanense.

*Kaká jogou pela última vez pelo Orlando City na derrota pro Columbus. Seu agora ex-time tá fora da MLS.

*Tristeza no Campeonato Indonésio: o goleiro Choirul Huda morreu ontem após um choque sofrido no jogo do seu Persela Lamongan contra o Semen Padang. O choque foi com um companheiro de time, o brasileiro Ramon. Sentindo fortes dores, ele passou mal no gramado e foi levado pro hospital em estado grave. Tinha 38 anos e nem chegou com vida ao hospital pois, antes disso, sofreu uma parada cardíaca devastadora.

*Confirmada para 11 e 15 de novembro a repescagem Peru x Nova Zelândia da Copa 2018. Volta em Lima.

*Atualizado hoje pela FIFA o ranking que é o considerado para confirmação dos cabeças-de-chave do Mundial de Seleções. Pela ordem: Rússia, Alemanha, Brasil, Portugal, Argentina, Bélgica, Polônia e França. Percebeu quem não entrou nessa lista? Pois é: Espanha. Vai cair no grupo de uma destas 8 nações. E aí, hein?

*Reeleito por mais 3 anos Juan Sebastian Verón como presidente do Estudiantes, o qual comanda desde 2014.

*Com obras atrasadas, o Quênia perdeu a sede do Campeonato Africano de Nações marcado para 12 de janeiro. Decisão às pressas preteriu Guiné Equatorial e determinou Marrocos como a nova sede.

*Futebol americano: Tom Brady se tornou o quarterback com mais vitórias na história da NFL, superando Peyton Manning e Brett Favre, com os 24 x 17 do seu New England Patriots no New York Jets.

*Tênis: enquanto Maria Sharapova venceu seu primeiro título pós-punição por doping ao faturar o WTA de Tianjin com 2 x 0 sobre Aryna Sabalenka (7/5 e 7/6 - 10/8), Roger Federer conquistou seu 3º título sobre Rafael Nadal apenas neste ano com 2 x 0 (6/4 e 6/3) na decisão do Masters 1.000 de Xangai.

*Vôlei: além do atual campeão Cruzeiro batendo o Corinthians fora de casa de virada (destaquei no "Arremate" da coluna de ontem), o encontro de campeões estaduais que abriu a Superliga Masculina demorou 22 minutos para começar por falta de energia elétrica e teve o SESC fazendo 3 x 1 no Taubaté (25/22, 25/19, 23/25 e 25/19).

*Esporte olímpico do Brasil reverenciando hoje um cracaço que se despede dos Jogos Olímpicos. Entrevistado pela Rede Globo, Robert Scheidt anunciou sua retirada do evento e justificou o cansaço pela rotina de treinos para tanto. Ele conquistou dois ouros em Atlanta 1996 e Atenas 2004, duas pratas em Sydney 2000 e Pequim 2008, mais um bronze em Londres 2012. O iatismo perderá demais em Tóquio sem sua presença. Salve, Scheidt!

Sintonia PB

Começa o tópico desta "24 Horas" que está antenado no que ocorre fora dos esportes. Às novidades:

*Depois de Helen Braun e Paulo Pontes, mais um grande nome do jornalismo geral da Rádio Jovem Pan foi demitido pela emissora: Caio Blinder, correspondente em Nova York e que nela trabalhou por 23 anos. Disse ele nas redes sociais e em seu blog que esta saída, comunicada ontem à noite, não teve a ver com suas posições sobre o presidente americano Donald Trump. Assim sendo, enquanto não pinta alguma novidade em termos de rádio para Caio, ele segue com Lucas Mendes e cia. no "Manhattan Connection", da GloboNews.

*"Causou" no sábado à noite esta vestimenta aqui da simpaticona bonitona Maria Beltrão na apresentação do "Jornal das 10" na GloboNews. Deveria ser uma saia, só que estava mais para uma bombacha da indumentária típica aqui dos gaúchos, ainda mais que ela usava botas - e não aguentei e brinquei no Twitter (sem meter o pau pois não posso falar mal de quem tanto curto e tanto gosto como a Maria) que agradecia a ela pela homenagem à aldeia pampeana através das suas vestes, eh, eh... Teve gaiato que falou também na calça do Aladim até.

*No domingo, quem "causou" foi Silvio Santos em momento de extrema sinceridade durante seu programa. Veja aqui ele dizer claramente: "não troquem de canal pois, porcaria por porcaria, fiquem aqui no SBT". Imagina se as "colegas de trabalho" no auditório não caíram na risada? Elas e nós em nossos lares também.

*Leio no Daniel Castro que a Globo definiu a substituta de "Senhora do Destino" no "Vale a Pena Ver de Novo" no fim de novembro. Por um lado, é uma novela das 8 que muita gente pede há tempos que seja reprisada. Por outro lado, o temor é de que haja muitos cortes por mais que não haja mais necessidade disso por derrubada a obrigatoriedade da exibição conforme a rigorosa classificação indicativa da faixa, bastando apenas avisá-la e pronto. Falo de "Celebridade", retumbante sucesso do Gilberto Braga em 2003 e que teve Malu Mader, Cláudia Abreu e Fábio Assunção brilhando em grandes cenas como Maria Clara, a "cachorra" Laura Prudente da Costa e Renato Mendes, sem contar as loucas por fama Darlene e Jaqueline Joy, vividas por Débora Secco e Juliana Paes. Seria muito bom que os telespectadores se mobilizassem em massa e enchessem a caixa postal do Plim-Plim de mensagens para não cortarem nada e exibirem tudo exatamente como foi feito, com direito aos palavrões e às cenas de violência e nudez (só a Juliana mostrou os seios numa sequência e, mais adiante, sua espetacular bunda em outra). "Ah, mas não pode passar isso à tarde", dirá o moralista. Então, reprisa no início da madrugada depois do Pedro Bial, mas reprisa inteiro, sem cortes. Vai parecer zoeira para alguns isso que direi, mas não é: isso vai mudar no dia que a Record tirar proveito dessa quebra de rigidez da classificação indicativa e reprisar à tarde a violentíssima e ótima "Vidas Opostas" e levantar muito seu "Ipobre". Aí a Globo fará de vez o mesmo e parará de colocar barreiras em reprises de certas produções por causa disso, daquilo e daquele outro.

*Às vezes é seguindo algo que dá certo nos concorrentes que a Globo se mobiliza, exemplos assim não faltam. Mais um deles começou nesta madrugada com a estreia da "Seleção Globo Repórter", que reprisa matérias do programa nos últimos 5 meses sempre antecedendo o "Hora 1". Prometeram este espaço de reprises para 4h, mas tá na cara que o horário será variável, que nem era quando a série "Mentes Criminosas" (da qual me devem até hoje todas as temporadas inéditas a partir da 6ª) ocupava este horário. O de hoje só entrou às 4h20 e contou com um único intervalo comercial, não muito longo, mas que também não foi só de 15 ou 30 segundos.

*Segunda-feira dos 70 anos de David Zucker, irmão do também diretor Jerry Zucker. Eles e Jim Abrahams formaram o sensacional "trio ZAZ" em sátiras e comédias sensacionais como "Apertem os Cintos! O Piloto Sumiu...", "Super-Confidencial", "Por Favor, Matem Minha Mulher" e "Corra Que a Polícia Vem Aí".

*Deborah Kerr nos deixava há 10 anos hoje completados. Nascida em 1921, foi indicada ao Oscar de atriz por "Meu Filho", "A um Passo da Eternidade", "O Rei e Eu", "O Céu é Testemunha", "Vidas Separadas" e "Peregrino da Esperança". Nunca venceu. A Academia compensou anos depois a desfeita com uma estatueta pelo conjunto da obra, que ainda inclui "Quo Vadis?" e "Tarde Demais Para Esquecer", entre outros filmes.

E fique antenado! "Sintonia PB" continua de olho no que ocorre fora dos esportes e retorna na próxima coluna.

Clipe do Dia I

Flea completa 55 anos hoje. Baixista e eventual trompetista e pianista, está no Red Hot Chili Peppers desde 1983 e fez bonito mais uma vez no recente Rock in Rio. Dois temas: de 1992, "Give It Away", do qual é um dos principais autores e que foi tema da novela "Perigosas Peruas", do núcleo dos tiras estrelado por Gerson Brenner e os saudosos Rômulo Arantes e Irving São Paulo, mas sobretudo da fascinantemente arrebatadora já desde aqueles tempos Fabiana Scaranzi; e de 2007, "Hump de Bump", na qual toca trombeta e que tem Chris Rock fazendo uma participação especial, trilha esta que era (ou ainda é, admito não saber) das notícias esportivas do "Café com Jornal" na Bandeirantes desde ainda os tempos da Paloma Tocci.

Bela do Dia: Ashley Gardner

Ashley Gardner, mãe de quadrigêmeos que tem feito sucesso na internet ao mostrar nas redes sociais a rotina deles - ela também participa do reality show "Nosso Primeiro Filho", que aqui passa nos canais Discovery. Se estes bebês tiverem 50% da beleza da mãe, serão as crianças mais lindas que Utah já terá conhecido.

Clipe do Dia II

Há 45 anos fechados nesta segunda, era anunciado o encerramento da grande banda Creedence Clearwater Revival, que marcou tanto que teve até aquele jogador do Guarani com este nome (aliás, nunca mais ouvi falar dele, impressionante). Separei cinco temaços com John Fogerty e cia.: de 1969, "Proud Mary", que pouco depois seria famosa também com Tina Turner; de 1969, "Born On The Bayou", trilha de "O Alvo", até hoje e para sempre o melhor filme estrelado por Jean-Claude Van Damme; de 1970, "Who'll Stop The Rain"; de 1970, "Have You Ever Seen The Rain?", muitos anos depois regravada por Spin Doctors e Rod Stewart (a versão do Spin é boa, a do Rod é ruim); e de 1972, "I Heard It Through The Grapevine", magistral releitura de clássico do Marvin Gaye.

Clipe do Dia III

Sempre digo que não são muitos artistas da música atual que me convencem a ponto de me ganhar com tudo. Raros são estes. John Mayer é um deles. Cantoraço de ótimas músicas, ele celebra 40 anos nesta segunda. Cinco canções vêm pra cá: de 2004, "Daughters", tema de Plínio e Angélica (Dado Dolabella e Carol Castro) na atualmente reprisada "Senhora do Destino"; de 2006, "Waiting On The World To Change", tema da temporada de "Malhação" no ano seguinte (aquela com Thaila Ayala e Fiorella Mattheis); de 2007, "Say"; de 2009, "Heartbreak Warfare", minha preferida dele; e de 2010, "Half Of My Heart", com Taylor Swift, da trilha de "Passione".

Arremate

Concórdia campeão da segunda catarinense, 0 x 0 com o Hercílio Luz após 3 x 1 na partida de ida. Parabéns!

"24 Horas" volta antes que eles disputarem seu primeiro jogo no Catarinense de 2018!

O COLUNISTA: Edu Cesar é criador e editor do Papo de Bola (autor também da coluna "Papo de Mídia").

TWITTER: @papodebola
FACEBOOK: SitePapoDeBola
INSTAGRAM: EduPapoDeBola
E-MAIL: papodebola@gmail.com


LEIA
COLUNAS ANTERIORES
VEJA
"BELAS DO DIA" ANTERIORES

.


 
Seja mais um seguidor do Papo de Bola e leia as manchetes do site e comentários diversos.

PAPO DE BOLA - O SITE Desde 2/6/2003 Jogue junto com este time!
Criação, produção e edição Edu Cesar E-mail papodebola@gmail.com

.