.


.

  24 Horas
  Papo de Mídia
  Rádio PB

.

.

OFERECIMENTO

.

ATENÇÃO: página melhor visualizada em 1024 x 768 - Seja bem vindo ao PAPO DE BOLA - O SITE!

.

24 HORAS
Futebol, esportes, sintonias e belas

.

Quinta, 5 de outubro de 2017 - ANO 15, EDIÇÃO 28
Nuzman: das argolas para as algemas



Carlos Arthur Nuzman preso. Decisão do juiz Marcelo Bretas, válida por 5 dias, mas podendo ser prorrogada. Desdobramento da Operação Unfair Play, que está ligada à Lava-Jato. Também parou no xilindró o braço direito do eterno mandatário do esporte olímpico brasileiro, Leonardo Gryner, diretor geral do comitê da Rio 2016. Chave de cofre de banco suíço, barras de ouro que valem mais que dinheiro, patrimônio aumentado em 457% nos últimos 10 anos... Estão vendo, amigos do Brasil, por qual motivo muita gente se mostrava contrária à Copa do Mundo e aos Jogos Olímpicos neste país? Não era por causa dos eventos em si, que são maravilhosos e proporcionam cenas inesquecíveis - sou "viúvo" da Copa 2014 e dos Jogos 2016, milhões de nós somos e sempre seremos! Mas não, não deixávamos de saber o naipe dos senhores envolvidos no comando das ações. Vê aí os políticos que estavam no comando dos principais cargos públicos quando tanto escolhidos quanto desenvolvidos os eventos. Tem gente presa, tem gente denunciada, tem gente com ficha mais suja na praça que o vivente que deve 5 mangos no bar da esquina há dois anos... É um lamaçal que envergonha, que machuca por dentro, mas que lamentavelmente nada de nada pode se considerar surpreendente. Não foi por falta de aviso. Dias de sonho lindo tivemos, jamais sairão dos nossos corações. Mas a consequência viria mais cedo ou mais tarde. Legado? Ora: um ex-presidente da CBF preso nos Estados Unidos; o atual não pode sair do país pois a Interpol tá prontinha para pegá-lo e se esconde do jeito que dá estando aqui; e o presidente do COB, como apropriadamente definiu o jornalista Guilherme Prado, trocou o círculo das argolas olímpicas pelo círculo das algemas. Baaaaaaaaahhhhhhhhh!!!!!!!!!

"Ninguém Liga"? O Londrina liga para a Primeira!



Esqueça o jogo em si, que até foi bem ruinzinho - se bem que dele não se esperava tanta coisa melhor do que isso mesmo, diferentemente do Cruzeiro x Flamengo da semana passada por muito maior o tamanho de tudo que cercava a final da Copa do Brasil. A história legal de curtir vai muito além dele. Ontem, o Tubarão teve uma noite que cruzou tempos marcantes de sua existência. Dela, a maior equipe já vista foi aquela de 1977, que chegou à semifinal do Campeonato Brasileiro e tinha Brandão e Carlos Alberto Garcia como maiores expoentes. Para quem caiu na penúltima etapa? Para o Atlético Mineiro do excelente Reinaldo, 3 gols na partida de ida. Depois daquilo, nunca mais eles haviam ficado frente a frente... até ontem à noite, 39 anos e 8 meses depois.

Não, lógico que esta final de uma competição amistosa - cujo propósito de confronto com a CBF para valorização dos próprios clubes como organizadores de um torneio acabou perdido muito antes de se chegar na metade do alfabeto - não significa uma "revanche" por 1977. Revanche, na minha leitura, é só quando algo acontece no mesmo patamar de condição (e aí, sempre cito como exemplo maior as Copas do Brasil decididas por Corinthians e Grêmio, com os paulistas campeões aqui em 1995 e os gaúchos praticando a revanche ao vencer em Sampa City em 2001). Mas nem por isso é um acontecimento que se torna irrelevante ou desconsiderado.

Para a cidade de Londrina, cujo time não possui um histórico de presença destacada nacional em "primeiro nível" e que vem num processo de evolução constante nesta década de 2010, algo assim soou como "Copa do Mundo". Decidir um título nacional contra uma grande grife campeã da Libertadores, com televisão para todo o Brasil, tem um valor simbólico que vai além de eventuais grandes ganhos financeiros. Sendo contra um adversário que cerrou a trajetória mais inesquecível da agremiação até hoje, só subiu o interesse. A torcida se mobilizou e foi em ótimo número ao Estádio do Café: 17 mil torcedores, quase seis vezes mais que a média de público do time na atual Série B e duas vezes e meia mais que seus melhores públicos nela (6 mil contra Ceará e Inter).

Nos pênaltis, intermediário por intermediário, o da Série B teve não só a competência, mas também a sorte a seu favor pois Victor ficou a um taquito de nada de defender dois deles. Já o da Série A - que atuou com força máxima nesta final - reforçou seu calamitoso momento (que recém tinha sido amenizado com a vitória diante do Atlético Paranaense) e já deixou a torcida com dor de cabeça novamente, não por causa da Primeira Liga por nada a mais ou a menos fazer diferença para ela, mas sim para fins de Brasileirão, do qual tem sido uma claromosa decepção por muito prometer e pouco cumprir. Cobrança será forte quarta que vem, contra o São Paulo.

O cara dos tiros livres a 11 passos da marca fatal foi o goleiro César, revelado no próprio LEC e que pegou duas cobranças do Atlético, as quais se somam as três na semifinal diante do Cruzeiro para torná-lo inimigo maior dos mineiros neste certame. Detalhe: César é justamente mineiro, nascido em Uberaba. E fora das quatro linhas, o cara continua sendo Cláudio Tencati. São 6 anos à frente do Tubarão e uma ascensão notável: em 2011, campeão da segundona estadual; em 2013, joga sua primeira Série D do Brasileirão; em 2014, campeão paranaense e semifinalista da Série D, subindo para a C; em 2015, semifinalista estadual e vice da Série C, subindo para a B; em 2016, fica a 3 pontos do acesso pra Série A; e em 2017, semi estadual e título da Primeira Liga.

Título este vindo em 6 partidas com 4 vitórias e 2 empates, marcando 8 gols e sofrendo 3. Se os outros clubes deram de ombros para a Primeira Liga a ponto dela virar "Ninguém Liga", a culpa é deles mesmos por não se tocarem que mais estavam fazendo mal do que bem a si próprios. Quem entrou depois e não possui o mesmo status de protagonismo dos bambambãs soube valorizar a chance, cumpriu seu papel exemplarmente e mereceu chegar onde chegou. Mesmo que não venha o acesso na Série B, pela qual visitará o Criciúma no sábado e cuja pontuação pouco anima, o Londrina guardará positivamente 2017 na memória. Dá-lhe Tubarão!!!

Cruzeiro em busca de mais um título

Esse será nas categorias de base, finalista que é do Campeonato Brasileiro Sub-20 ao impedir um Atletiba saindo na frente nos minutos finais e até tomando o empate do Atlético Paranaense a seguir, mas segurando o escore suficiente para classificá-lo. A final diante do Coritiba inicia em Minas quinta que vem, às 18h30.

A América do Sul nas mãos dos brasileiros

Com a lógica exceção do "amistoso" de La Paz, todos os outros jogos da penúltima rodada das Eliminatórias Sul-Americanas serão apitados por gente nossa: Venezuela x Uruguai às 18h com Anderson Daronco, Alessandro Rocha e Fabrício Vilarinho; Colômbia x Paraguai às 19h30 com Ricardo Marques Ribeiro, Rodrigo Corrêa e Guilherme Dias Camilo; Chile x Equador às 20h30 com Sandro Meira Ricci, Emerson de Carvalho e Marcelo van Gasse; e Argentina x Peru às 20h30 com Wilton Pereira Sampaio, Kléber Lúcio Gil e Bruno Boschilia.

Além do Brasil, mais dois países podem se garantir hoje mesmo na Copa do Mundo: a Colômbia, que precisa vencer e torcer ou para o Chile não ganhar ou por empate em Argentina x Peru; e o Uruguai, que tem que ganhar ou empatar seu jogo e torcer tanto por empate em Buenos Aires quanto para o Chile não vencer. Caso isso de fato ocorra, restaria para terça-feira que vem uma vaga direta na Rússia e mais a da repescagem. E é essa luta que pauta preferencialmente a peleja mais aguardada da noite. A história aumenta sua importância - e não estou nem falando daqueles 6 x 0 em 1978, que até hoje causam tanto falatório. Vai muito além disso.

Em 1969, na mesma Bombonera desta quinta-feira, a Argentina necessitava vencer para ir à Copa no México. Mas o jogo terminou 2 x 2 e quem se classificou foi o Peru. Já é suficiente para um "acerto de contas", mas não é só isso, como diria o vendedor de bugigangas na TV. Ricardo Gareca é o atual treinador do Peru. Ricardo Gareca é argentino. Ricardo Gareca fez o gol que classificou a Argentina para o outro Mundial do México, esse o de 1986, no qual Maradona e cia. se consagrariam. Contra quem o gol da vaga foi marcado? Pois é: o Peru. E depois destes 31 anos, agora Ricardo Gareca precisa trair sua pátria em prol daqueles aos quais comanda.

Peru e Argentina somam 24 pontos, mas os visitantes estão em 4º e os mandantes em 5º por uma vitória a mais definir isso. 2º com 27 pontos, o Uruguai pegará a eliminada lanterna Venezuela, com 8. A Colômbia é 3ª com 26 e tem pela frente um Paraguai que é 7º com 21. O Chile é 6º com 23 e o Equador é 8º com 20. "Você não vai falar da nossa Seleção?", reclama irritadamente o patriota convicto. Ué, pra quê? Falei até agora de jogos que realmente valem nesta rodada. Bolívia x Brasil é simplesmente "amistoso". Os brasileiros já estão classificados e definidos em primeiro com 37 pontos, enquanto os bolivianos estão fora em penúltimo com 13.

Pra não dizerem que não falei de Bolívia x Brasil: especificamente em La Paz, são sete jogos entre eles desde 1979, somente dois sendo vencidos pelos brasileiros. Um foi nas Eliminatórias em 1981 e o outro foi a decisão da Copa América de 1997. Exclua um empate por 1 x 1 nas Eliminatórias em 2005 e as outras partidas foram ganhas pela Bolívia por 2 x 1 na Copa América de 1979, por 2 x 0 nas Eliminatórias em 1993, por 3 x 1 nas Eliminatórias em 2001 e por 2 x 1 nas Eliminatórias em 2009. O último embate entre eles na Bolívia foi um amistoso vencido pelo Brasil por 4 x 0 em 2013, só que foi em Santa Cruz de la Sierra. Aliás: aquele foi o amistoso cuja renda seria revertida à família do Kevin Espada, o menino morto por um foguete atirado por torcedores do Corinthians contra o San José na Libertadores. Hoje, li no UOL uma matéria do aqui neste PB revelado Dassler Marques dando conta de Limbert Beltrán, pai do jovem, afirmar que o dinheiro nunca chegou à sua família.

Curtinhas

*Péssima notícia no Grêmio: fora dos gramados já desde o primeiro semestre, Douglas rompeu de novo os ligamentos de um dos joelhos e será operado. Não será neste ano seu regresso. Pena!!!

*O Campeonato Carioca de 2018 terá uma fase preliminar começando em dezembro com 6 times: America, Bonsucesso, Cabofriense, Goytacaz, Macaé e Resende. Os quatro piores lutarão contra o rebaixamento e os dois melhores vão para o torneio em si. O melhor desta seletiva irá para o Grupo B com Bangu, Flamengo, Nova Iguaçu, Vasco e Volta Redonda. Já o segundo melhor irá para o Grupo C com Boavista, Botafogo, Fluminense, Madureira e Portuguesa. Aí teremos dois turnos e quem vencer ambos será campeão direto, certo? Errado, muito errado. O campeão dos dois turnos já estará na finalíssima, mas só saberia o adversário após um quadrangular com os quatro melhores na classificação geral. Havendo campeões distintos, eles e os dois melhores no geral farão as semifinais. É ou não é o extremo da falta de noção um regulamento assim, minha gente?

*Se bem que noção passou longe do Rio de Janeiro. Só isso explica a Assembleia Legislativa se dedicar hoje a votar o uso ou não do árbitro de vídeo. Sério. Sem gozação. É que tá tudo bem no território fluminense. Não tem violência em alta escala, não tem crise no pagamento do funcionalismo, nada. Aí, sobrou tempo.

*Crise no Íbis: o pior time do mundo está contrariando seu histórico e, inacreditavelmente, está vencendo. Com 1 x 0 sobre o Centro Limoeirense, chegou às 5 partidas de invencibilidade pela primeira vez em 78 anos, desta forma se garantindo na próxima fase da Série A2 do Pernambucano com 4 rodadas de antecedência. Como pode?

*Lançada a candidatura tripla de Argentina, Uruguai e Paraguai para a Copa do Mundo de 1930. Sou meio antiquado, já não curti Coreia e Japão em 2002 mesmo dando Brasil campeão. 3 países juntos é patifaria.

*Minnesota Lynx campeão da WNBA por 3 vitórias a 2 ao bater o Los Angeles Sparks por 85 x 76.

*Após marcar 91 x 57 no Hebraica y Macabi, o Flamengo termina hoje contra o Cimarrones o seu quadrangular da primeira fase da Liga Sul-Americana de Basquete, na qual se assegurou na segunda fase.

Sintonia PB

Começa o tópico desta "24 Horas" que está antenado no que ocorre fora dos esportes. Às novidades:

*Tarde de estreia no rádio de São Paulo: estreia da Nadja Haddad, a maravilhosíssima jornalista conhecida da televisão sobretudo do SBT e da Bandeirantes. É o programa "E Aí, Casou?", na Mundial FM 95,7 e AM 660, ao lado de uma parceira que só será revelada no momento da estreia. Não será a estreia da Nadja no rádio e sim um regresso após cerca de 15 anos, repórter que foi da Super Tupi no seu Rio de Janeiro.

*Atenção, povo de São Paulo: leio na Patrícia Kogut que será em 7 de novembro, na Livraria Cultura do Shopping Iguatemi, o lançamento do livro "Biografia da Televisão Brasileira", de autoria de Flávio Ricco e José Armando Vannucci. Dias atrás, o "guru" Ricco anunciou que a obra (produzida ao longo de 5 anos) contará com capas e caixa, para receber os dois volumes, feitas por ninguém menos que Hans Donner.

*Você leu esta semana aqui na "24" que a Record News dispensou Ricardo Kotscho e Nirlando Beirão, deixando o "Jornal da Record News" de Heródoto Barbeiro sem comentaristas e com estagiários no lugar da demitida equipe de editores. Quer mais uma? Sabem quem vai estrear um programa no canal às 19h30 deste sábado? Yudi Tamashiro, aquele mesmo que foi do "Bom Dia e Cia." do SBT quando molequinho e que venceu dias atrás a segunda temporada do "Dancing Brasil" na Rede Record. O "Programa do Yudi" promete falar de todos os assuntos, mas com tom de entretenimento. Na boa, velho: ou fecha o canal e refaz tudo do zero ou muda de nome e aposenta a marca "Record News", porque tudo que ela não tem sido nos últimos anos é um canal jornalístico de notícias. Não é mais da mesma turma de GloboNews, BandNews, CNN, enfim. Já foi. Não é mais.

*Sinal do sucesso de "A Força do Querer", a novela das 9 mais assistida desde "Avenida Brasil": no dia 20, após seu último capítulo, ela será o tema principal do "Globo Repórter", que terá depoimentos da autora Glória Perez e dos atores sobre seu êxito. Responsabilidade enorme pra sucessora "O Outro Lado do Paraíso".

*"A Força do Querer", aliás, que ontem teve exibição diferenciada para Minas Gerais (menos Varginha) e Paraná devido à final da Primeira Liga. Estes estados assistiram o capítulo entre 21h05 e 21h40, enquanto na rede nacional a transmissão foi das 21h25 às 22h20. O gancho para amanhã foi o mesmo em todas as regiões brasileiras sem exceções, mas ao menos três sequências intermediárias do último bloco não foram mostradas para mineiros e paranaenses, o que explicará os capítulos maiores para eles hoje e amanhã como compensação. Entre os materiais do "Jornal Nacional" não exibidos para MG e PR, esteve o tempo com Maria Júlia Coutinho.

*Hoje tem diferenciação na programação da Globo por causa de Bolívia x Brasil às 17h. A "Sessão da Tarde" entrará às 14h45, "Senhora do Destino" às 16h, aí tem o jogo e, depois dele, "Tempo de Amar" às 19h, jornais locais às 19h30 (se bem que hoje nem precisava tê-los pois o "RBS Notícias" não contará com a deusa extraordinariamente magnânima Carla Fachim por ela fazer um evento do "Painel RBS" em Santa Cruz do Sul, eh, eh) e "Pega-Pega" às 19h45 - ah: e hoje tem horário político às 20h30, com duração de 10 minutos.

*Quinta-feira dos 5 anos do fim do "Muito Mais", programa sobre o mundo dos famosos (e nem tão famosos assim) que a Bandeirantes mostrou ao longo de apenas 9 meses de 2012 e que era apresentado pela Adriane Galisteu com participações do blogueiro Gominho e da Rita Batista, egressa da Band Bahia, além de reportagens da Mônica Apor (ex-"TV Fama") e quadros com Léo Dias e Mica Rocha. Inicialmente a saída seria para o espaço ser ocupado por uma programação especial de Dia da Criança, incluindo os bons e velhos desenhos do "Popeye" que assistimos a vida inteira por anos a fio no SBT. Só que a audiência acabou crescendo com eles, de custo infinitamente muitississíssimo mais baixo. Resultado: o "Muito Mais" dançou de vez.

*Guy Pearce faz 50 anos hoje. Este ator australiano fez filmes como "Priscila, a Rainha do Deserto" e "Los Angeles, Cidade Proibida", além de interpretar Andy Warhol em "Uma Garota Irresistível".

*Nascia há 60 anos hoje completados o comediante Bernie Mac, infelizmente falecido em 2008. Na televisão ele fez de 2001 a 2008 a série "Bernie Mac - Um Tio da Pesada", exibida em canal aberto pela Bandeirantes. No cinema, um papel de destaque foi o de Frank Catton na trilogia do Ocean, que conta com "Onze Homens e um Segredo", "Doze Homens e Outro Segredo" e "Treze Homens e um Novo Segredo".

E fique antenado! "Sintonia PB" continua de olho no que ocorre fora dos esportes e retorna na próxima coluna.

Momento Raridade Rara: "Tropa de Elite"

Há 10 anos fechados nesta quinta, uma pré-estreia em Rio de Janeiro e São Paulo apresentava este polêmico filme dirigido por José Padilha e que trazia Wagner Moura como o incorruptível Capitão Nascimento. Antes mesmo de chegar ao circuito comercial, a obra já repercutia bastante, conforme demonstrado aqui numa reportagem exibida pela Globo no "Fantástico" e feita pela Glória Maria. Não quer vê-la? Então, pede pra sair!

Momento Raridade Rara: "Carmem"

Estreava há 30 anos fechados nesta quinta-feira o único trabalho de Glória Perez na televisão sem ser na Globo. Esta novela da Manchete foi dirigida por José Wilker e Luiz Fernando Carvalho. A personagem-título coube à Lucélia Santos, em sua única presença na emissora e saída da Globo após 10 anos. Carmem fez um pacto com uma pomba-gira para destruir o personagem do Paulo Betti, a quem cobiçava, mas que a fez sofrer. Além da exibição original, houve uma reprise com um terço da duração original em 1990. Assistem aqui uma relíquia: a íntegra do primeiro capítulo de "Carmem". Mas não é só isso! Sabem quem faria depois uma participação especial? Creia: Silvio Santos. Sim, o dono do SBT. Foi numa encenação do "Namoro na TV", que olham aqui e na qual ele fala com os noivos feitos por Bia Sion e Camilo Bevilácqua. Os dois registros e outros muitos desta trama disponíveis no YouTube foram gravados de uma reapresentação no canal RTP de Portugal.

Momento Raridade Rara: Assis Chateaubriand

São 125 anos do nascimento do primeiro grande magnata da comunicação brasileira, falecido em 1968 e que trouxe a televisão para o país com a inauguração da Tupi em 1951. Até hoje os Diários Associados por ele fundados mantém no ar veículos como a TV Alterosa de Minas Gerais (do Pará ou do Rio Grande do Sul que não seria uma televisão chamada "Alterosa", né, bocó? rs), o jornal Estado de Minas e a Super Rádio Tupi. Além disso, fundou o Museu de Arte de São Paulo (MASP) e foi senador de 1952 a 1957. Uma mini-biografia de Chatô está aqui, em dois minutos, e passava nos intervalos da programação do BandNews TV. Locução de Nelson Gomes.

Momento Raridade Rara: Larry Fine

Falecido em 1975, ele nascia há 115 anos completados nesta quinta. Larry formou com Moe e ou Curly ou Shemp ou Joe ou Curly Joe os inesquecíveis "Três Patetas" (o trio mais biruta da tela) desde o início, como "Ted Healy e Seus Patetas" em 1922, até o encerramento em 1970. Olhe aqui um achadaço: um depoimento dele para um documentário sobre o grupo com som original e legendas. E curta aqui um episódio clássico: "Quem Casa Quer Casa", da fase do Curly e com a dublagem clássica do AIC (Hélio Porto deu voz ao "porco-espinho").

Clipe do Dia I

Eddie Kendricks morria há 25 anos completados nesta quinta-feira. Nascido em 1939, foi co-fundador e um dos vocalistas dos Temptations de 1960 a 1971. Dois foram os seus maiores momentos no grupo: de 1966, a bem mais dançante "Get Ready"; e de 1971, a bem mais lentinha "Just My Imagination".

Clipe do Dia II

Um dos clássicos maiores dos Beatles era lançado há 55 anos hoje fechados: "Love Me Do", que foi gravado três vezes com bateristas diferentes. A primeira teve Pete Best e saiu no disco "Anthology 1". A segunda veio com Ringo Starr devido à anterior ser reprovada pelo produtor George Martin, e saiu no disco "The Beatles Past Masters". A terceira foi a trazida no disco da época, "Please Please Me", e tem Andy White na bateria e Ringo tocando tamborim. Tanto faz no fim das contas pois de todo jeito é uma delícia curtir aqui este sonzaço.

Clipe do Dia III

Bond. James Bond. Cinematograficamente falando, o personagem criado por Sir Ian Fleming celebra hoje 55 anos, já que é o tempo fechado pelo lançamento do primeiro filme do agente secreto: "007 Contra o Satânico Dr. No", dirigido por Terence Young e primeira de cinco presenças de Sean Connery (ou seis, se contado o não-oficial da franquia "Nunca Mais Outra Vez"). Entre elas houve a única do George Lazenby, depois vieram sete filmes com Roger Moore, dois com Timothy Dalton, quatro com Pierce Brosnan e até agora quatro com Daniel Craig, que já tem mais um assegurado - e tem ainda David Niven na paródia "Cassino Royale", não esqueçamos. Ursula Andess foi a primeira Bond Girl e aqui estão os créditos iniciais de "Dr. No" com duas trilhas: o maravilhoso "James Bond Theme", de John Barry, e "Kingston Calypso", com Byron Lee & The Dragonaires.

Bela do Dia: Raquel Sant'anna

Raquel Sant'Anna, atriz e diretora de teatro. Achei ela por acaso no site da Folha de Londrina ao acessá-lo por causa do título da Primeira Liga e vi que ela é londrinense de origem. Fechou tudo, então! Raquel está atuando nos musicais "Almanaque Conta Histórias de Camarim" e "O Grande Circo Místico", além de dirigir "Máscaras". Dona dos palcos paranaenses.

Clipe do Dia IV

Harold Faltermeyer fazendo 65 anos. Este alemão de Munique barbarizou na década de 1980 ao assinar trilhas especiais de sucessos do cinema desta década em filmes como "Um Tira da Pesada", "Ases Indomáveis", "Assassinato Por Encomenda" e "O Sobrevivente", entre outros - sem contar canções como "The Heat Is On", cantada por Glenn Frey, e "Bit By Bit", entoada por Stephanie Mills. Separei três instrumentais do Harold: este aqui é "Fletch", da comédia com Chevy Chase; este aqui é "Top Gun Anthem", do drama com Tom Cruise e Kelly McGillis; e este aqui é "Axel F", joia rara que pontuou a comédia com Eddie Murphy.

Clipe do Dia V

Hoje é um dos dias que poderia ser "Natal" no rock 'n' roll. Brian Johnson está completando 70 anos. Sua voz forte lidera o AC/DC desde 1980, quando ingressado ele no lugar de Bon Scott, que Deus o tenha. A estreia de Brian foi num super disco chamado "Back To Black", do qual quatro torpedaços (no mínimo) estão eternizados: este aqui é "You Shook Me All Night Long"; este aqui é "Hells Bells", a música que tocava nos alto-falantes do Morumbi quando o São Paulo do Rogério Ceni entrava em campo; este aqui é "Shoot To Thrill", que tocava no "CQC" da Bandeirantes quando Marcelo Tas ou Dan Stulbach e cia. iam pra bancada após a locução de Antônio Viviani ("começa agora seu resumo semanal de notícias"); e esta aqui é a faixa-título. Só coisa linda!

Arremate

Noite de Fortaleza x Ceará. Sim, Fortaleza x Ceará. É pela Taça Fares Lopes, torneio estadual de 2º semestre.

"24 Horas" volta depois que soubermos como terá sido este clássico de ida pelas quartas-de-final!

O COLUNISTA: Edu Cesar é criador e editor do Papo de Bola (autor também da coluna "Papo de Mídia").

TWITTER: @papodebola
FACEBOOK: SitePapoDeBola
INSTAGRAM: EduPapoDeBola
E-MAIL: papodebola@gmail.com


LEIA
COLUNAS ANTERIORES
VEJA
"BELAS DO DIA" ANTERIORES

.


 
Seja mais um seguidor do Papo de Bola e leia as manchetes do site e comentários diversos.

PAPO DE BOLA - O SITE Desde 2/6/2003 Jogue junto com este time!
Criação, produção e edição Edu Cesar E-mail papodebola@gmail.com

.