.


.

  24 Horas
  Papo de Mídia
  Rádio PB

.

.

OFERECIMENTO

.

ATENÇÃO: página melhor visualizada em 1024 x 768 - Seja bem vindo ao PAPO DE BOLA - O SITE!

.

24 HORAS
Futebol, esportes, sintonias e belas

.

Domingo, 1 de outubro de 2017 - ANO 15, EDIÇÃO 24
O fim-de-semana do Brasileirão

A Série A abriu a 26ª rodada com os empates do Vasco com a Chapecoense e do Bahia com o Coritiba, mas acima de tudo com vitória do Santos sobre o Palmeiras, da qual são quatro os destaques especiais: primeira vitória do Santos no Allianz Parque após 3 derrotas e 2 empates; Palmeiras foi derrotado no milésimo clássico contra os outros três grandes de SP, sendo agora o retrospecto geral desde 1915 de 367 vitórias, 295 empates e 338 derrotas (aliás: o primeiro tinha sido em 1915 e deu 7 x 0 pro Peixe); Levir Culpi tem 100% em clássicos desde que assumiu o alvinegro praiano (4 jogos); e o Santos será vice-líder ao fim da rodada, dê o que der nos outros jogos. Hoje tem Cruzeiro x Corinthians (alvinegros sem o lesionado Jô), Grêmio x Fluminense (gaúchos estreando Cristian), São Paulo x Sport, Botafogo x Vitória (alvinegros sem Roger, que teve detectado um tumor renal, por isso recebendo apoio geral de todo mundo), Avaí x Atlético Goianiense e Atlético Paranaense x Atlético Mineiro (alvinegros com Oswaldo de Oliveira na casamata), ficando Ponte Preta x Flamengo para segunda-feira.

A Série B iniciou a sua 26ª rodada com um pênalti inacreditavelmente inventado dando a vitória ao Figueirense sobre o Paraná, depois o Goiás vencendo o ABC, o Juventude passando pelo Paysandu e o Londrina quatrilhando o CRB. No sábado, D'Alessandro comandou o Internacional diante do Santa Cruz, o Vila Nova só empatou com o Brasil de Pelotas, o Náutico cessou o jejum ao bater o Boa Esporte, Guarani e Criciúma "oxaram" e o Ceará deu de ombros para o mandante Luverdense. A conclusão hoje teve o Oeste surpreendendo o América em Minas.

Já a Série C inicia no domingo uma das semifinais, com CSA x São Bento acontecendo nas Alagoas.

Sintonia PB

Começa o tópico desta "24 Horas" que está antenado no que ocorre fora dos esportes. Às novidades:

*Mudança importante na programação da Rádio Guaíba a partir desta segunda-feira: veiculado originalmente às 8h30 dos sábados (faixa na qual permanecerá), o programa "Correio Rural" ganha uma versão diária às 5h, com apresentação de Lucas Rivas. Assim, o "Bom Dia" de Rogério Mendelski e Voltaire Porto perde meia hora e entra às 5h30. Com isso, o cruzamento do final de madrugada com início da manhã volta a ter uma atração agrícola no rádio jornalístico de Porto Alegre após 3 anos e meio, desde que a Gaúcha terminou o "Campo e Lavoura" no mesmíssimo horário das 5h para que o "Gaúcha Hoje" começasse mais cedo.

*Estreava há 10 anos hoje completados o jornal "SBT Manchetes", com Carlos Nascimento e Cynthia Benini. Parte era local paulistana e parte nacional. Foi bem curtinha a existência dele, somente um mês.

*Um momento surpreendente e muito chato encerrou aqui o "Bem Estar" da Globo nesta sexta. Foi exibido um quadro com Fernando Rocha participando de um projeto chamado "Próximo Passo", do coreógrafo Ivaldo Bertazzo, cuja ideia era fazer um trabalho físico e mental com quem sofre ou já sofreu sintomas de depressão para que elas encontrassem um equilíbrio através da dança. Só que o coreógrafo deixou isso de lado, deu broncas nos amadores, os escanteou e preferiu manter bailarinos profissionais nos lugares deles. Uma das moças excluídas disse ao apresentador que se sentiu constrangida ao sair do jeito que saiu e que ficou pior do que estava quando entrou. Na volta pro estúdio, Fernando pediu desculpas por não ter conseguido ir adiante, se segurou para não chorar e recebeu da Mariana Ferrão um forte de abraço de incentivo, sendo acompanhada pela equipe de retaguarda do matinal. Na boa: esse coreógrafo se queimou bonitaço depois dessa, pisou bastante no tomate ao não parecer mostrar a devida atenção e preocupação com gente que não era do ofício e que busca levantar seu ânimo.

*Responda rápido: o que é que tem a ver uma novela das 6 estrelada por Letícia Spiller com o clássico paulista conhecido pelo apelido "Majestoso"? Pensou? Não sabe? Pois explico: completou 15 anos neste sábado a estreia de "Sabor da Paixão", trama estrelada pela Letícia ao lado de Luigi Baricelli e Marcelo Serrado. O último capítulo, já no primeiro semestre de 2003, não teve reprise no sábado devido à final Corinthians x São Paulo do Campeonato Paulista. Bem sabem que aquele foi o torneio da ronha das televisões entre SBT (apoiado pela Federação) e Globo. Por ser o detentor preferencial da competição, a TV do Silvio Santos optou pelo horário das 18h30 para "quebrar ao meio" a grade do Plim-Plim - que acabou derrubando "Sabor" e "O Beijo do Vampiro" em prol do futebol.

*A primeira novela da Globo em alta definição (embora gravada em 4:3 e não 16:9 devido a pouquíssimos serem os aparelhos com televisão digital aberta em São Paulo à estreia da mesma em dezembro de 2007, conforme notícias de época do Daniel Castro, então na Folha de S.Paulo) estreou há 10 anos completados neste domingo: "Duas Caras", com Dalton Vigh, Marjorie Estiano, Alinne Moraes e Antônio Fagundes nos papeis principais, sem esquecer da Flávia Alessandra majestosamente sensualíssima como Alzira, que fazia uma pole dance mais irresistível que a outra. Só que as cenas dela e também palavrões nos diálogos levaram à reclassificação indicativa de 12 para 14 anos, que levou a exibição das 20h55 para 21h mesmo na quarta-feira de futebol e, principalmente e acima de tudo, fez com que surgisse a famigerada e felizmente hoje não mais existente "Rede Fuso", já que a transmissão tinha que ser às 21h locais e isso aconteceu quando estávamos no horário de verão.

*Também há 10 anos hoje atingidos, mas uma hora antes, a Bandeirantes ganhou a primazia de ter a primeira novela em HD da história da TV brasileira: "Dance, Dance, Dance", trama musical estrelada pela muito lindindona Juliana Baroni. Posteriormente, os canais Boomerang e TV Diário do Ceará compraram os direitos de exibição para mostrá-la. No fim do ano passado, os estados sem horário de verão puderam finalmente acompanhá-la pra valer em alta definição graças a uma reprise da Band específica para eles, logo após o "Jornal da Band" ao vivo, para encaixe da grade fuso com o horário local. Desta feita, curta aqui a abertura na tela cheia em 16:9.

*Domingo dos 5 anos da estreia da segunda versão de "Guerra dos Sexos", que na original foi uma das mais populares novelas da Globo e que, na refilmagem, nem de longe atingiu a mesma repercussão. Irene Ravache e Tony Ramos reprisaram as caracterizações originais de Fernanda Montenegro e Paulo Autran.

*Um dos irmãos de Macaulay Culkin fez 35 anos neste sábado: Kieran Culkin, que fez um dos irmãos do Kevin nos dois primeiros "Esqueceram de Mim". Ele ainda atuou nos dois filmes "O Pai da Noiva".

*Domingo dos 70 anos de Stephen Collins, que interpretou o reverendo Camden de 1996 a 2007 na série "Sétimo Céu". Sua carreira sofreu um revés em 2014, ao admitir ter cometido três abusos contra menores de idade.

*Esai Morales faz 55 anos hoje. Ele atuou em "Nova York Contra o Crime" como Tony Rodriguez de 2001 a 2004.

*"Jogo Duplo" estreava há 35 anos fechados neste domingo. Com 94 episódios até 1987, esta série exibida na Globo e anos mais tarde na Fox trazia Pierce Brosnan como o ladrão de alta classe Remington Steele.

*Até hoje uma das mais populares marcas infantis, o canal Cartoon Network celebra 25 anos neste domingo.

E fique antenado! "Sintonia PB" continua de olho no que ocorre fora dos esportes e retorna na próxima coluna.

Momento Raridade Rara: Daniel Filho

O ator, diretor e dublador completou 80 anos neste sábado. Com muitos filmes e novelas no currículo tanto à frente quanto atrás das câmeras, fez sua carreira televisiva praticamente toda na Globo. Em 1999, ele deixou aqui um depoimento para a Pró-TV (Museu da Televisão Brasileira), revisitando sua carreira até aquele momento.

Momento Raridade Rara: Chacrinha

Aquele que veio para confundir e não para explicar nasceu há 100 anos fechados neste sábado. Inicialmente foi locutor no rádio do Rio de Janeiro na virada dos anos 1930 para 1940, tanto na Tupi quanto na Fluminense. Foi nela que surgiu o apelido que tornaria Abelardo Barbosa famoso, já que nela fazia o programa de músicas carnavalescas "Rei Momo na Chacrinha". Ele estreou na televisão em 1956, na Tupi, e depois de passar pelas TVs Rio e Excelsior foi para a Globo em 1967, voltando para a Tupi em 1972, depois chegando à Bandeirantes em 1978 até retornar à Globo em 1982, fazendo história com seu "Cassino do Chacrinha" até a morte em 1988.

Separei alguns registros do Velho Guerreiro: de 1956, imagens raríssimas da "Hora da Buzina" na Excelsior; de 1971, mais imagens raríssimas, agora da primeira passagem dele na Globo (obtidas de um documentário alemão); de 1973, a participação de Chacrinha em um capítulo da primeira versão da novela "Mulheres de Areia" na Tupi, quando a personagem Malu surgia como chacrete; de 1977, um trecho da "Discoteca do Chacrinha" na Tupi com números musicais de Raul Seixas e Ângelo Máximo, além de alguns intervalos comerciais originais; e de 1978, a "Buzina do Chacrinha" na Bandeirantes com um musical dobrado de Benito de Paula.

Os três últimos destaques são da época da Globo: de 1982, uma chamada do "Cassino do Chacrinha" com uma das atrações sendo a campeã do carnaval carioca Império Serrano; de 1988, a presença do então flamenguista Renato Portaluppi no palco após ser eleito em pesquisa do Ibope o jogador mais simpático do Brasil - na qual ele diz, por exemplo, que as melhores mulheres da época (em todos os sentidos, inclusive na beleza) eram Xuxa e Cláudia Raia, esta uma das juradas naquele dia; e de 1988, a cobertura do "Jornal Nacional" no dia de sua morte, com reportagens de Ângela Lindenberg, Sandra Moreyra e Anna Terra, além de um clipe ao som de Gilberto Gil com "Aquele Abraço" (cuja letra cita Chacrinha) e, no retorno, Cid Moreira e Celso Freitas nada dizendo, nem sequer "até amanhã", enquanto os créditos subiam ao som da máquina de Telex.

Clipe do Dia I

Domingo dos 70 anos do nascimento da holandesa Mariska Veres, falecida em 2006 e que foi vocalista da banda Shocking Blue. Sua interpretação aqui saboreada de "Venus", em 1969, até hoje faz sucesso.

Clipe do Dia II

Completou 35 anos no sábado a estreia de "Cheers", uma das mais famosas séries cômicas de todos os tempos, que durou 273 episódios em 11 temporadas. Infelizmente, esta produção nunca passou na nossa TV aberta, apenas no canal fechado no Sony - isso mesmo tendo um elenco com gente famosa do cinema, como Ted Danson, Shelley Long, Kirstie Alley e Woody Harrelson, além de Kelsey Grammer interpretando o dr. Frasier Crane, que logo a seguir seguiria a fazê-lo em exitosa série própria. A história se passava toda em um bar na cidade de Boston. Aqui está o tema musical "Where Everybody Knows Your Name", com Gary Portnoy.

Clipe do Dia III

Fran Drescher fez 60 anos neste sábado. Dona de uma inconfundível voz extremamente anasalada, ganhou fama ao interpretar a Babá Fine em 146 episódios da série "Nanny" de 1993 a 1999, produção aqui no Brasil exibida em Record, Rede 21, Sony e TCM. A dublagem dela coube à Cecília Lemes, que obviamente se esforçou ao máximo enquanto excelente dubladora que é, mas não chegando no mesmo tom anasalado por muitíssimo difícil imitá-lo. Neste período, Fran atuou em filmes como "Jack" e "Um Conto Quase de Fadas". Após "Nanny", fez as séries curtas "Living With Fran" e "Happily Divorced". Sua primeira aparição foi numa pontinha bem curtinha em uma cena de discoteca em "Os Embalos de Sábado à Noite". Alguns anos depois, em 1983, fez um papel pequeno numa comédia com Dan Aykroyd, "Doutor Detroit e Suas Mulheres". É dela que mostro aqui James Brown cantando "Get Up Offa That Thing" numa das cenas finais. Fran estava muito linda e irresistivelmente sexy. No fim de 1998, Fran Drescher veio ao Brasil numa promoção feita pelo canal Sony, que fez 5 fãs de "Nanny" conhecê-la.

Bela do Dia: Lacey Chabert

Lacey Chabert, atriz que comemorou 35 anos neste sábado. Ela fez a Claudia da série "O Quinteto" de 1994 a 2000, além de filmes como "Meninas Malvadas". Virou um mulherão sedutorão ela.

Clipe do Dia IV

Vocalista do Detonautas Roque Clube desde 1997, Tico Santa Cruz fez 40 anos no sábado. O grande tema deles surgiu em 2003 e está aqui: "Quando o Sol Se For", que ilustrou aquela temporada de "Malhação".

Clipe do Dia V

Xororó fez 60 anos. Com Chitãozinho, forma desde 1970 a maior dupla sertaneja do Brasil, fundamental para este gênero ganhar espaço nas emissoras de rádio. Em três momentos (dois no SBT e um na Record) eles chegaram a ter programas na televisão. Separei três grandes canções com Chitãozinho & Xororó: a primeira é "Galopeira", em versão ao vivo em São Paulo; a segunda é "Nuvem de Lágrimas", uma mistura que um vivente fez da versão deles com a de Fafá de Belém; e a terceira é seu clássico maior "Evidências", pois não se pode negá-las.

Arremate

Max Verstappen venceu o GP da Malásia, Lewis Hamilton foi o 2º e Sebastian Vettel foi de último para 4º.

"24 Horas" volta na próxima coluna falando muito mais da temporada da Fórmula 1!

O COLUNISTA: Edu Cesar é criador e editor do Papo de Bola (autor também da coluna "Papo de Mídia").

TWITTER: @papodebola
FACEBOOK: SitePapoDeBola
INSTAGRAM: EduPapoDeBola
E-MAIL: papodebola@gmail.com


LEIA
COLUNAS ANTERIORES
VEJA
"BELAS DO DIA" ANTERIORES

.


 
Seja mais um seguidor do Papo de Bola e leia as manchetes do site e comentários diversos.

PAPO DE BOLA - O SITE Desde 2/6/2003 Jogue junto com este time!
Criação, produção e edição Edu Cesar E-mail papodebola@gmail.com

.