.


.

  24 Horas
  Papo de Mídia
  Academia Esportiva
  Papo Especial
  Especiais PB
  O Jogo da Minha Vida
  Rádio PB
  PB Interativo
  Sites Parceiros

.

.

OFERECIMENTO

.

ATENÇÃO: página melhor visualizada em 1024 x 768 - Seja bem vindo ao PAPO DE BOLA - O SITE!

.

24 HORAS
Futebol, esportes, sintonias e belas

.

Domingo e segunda, 30 e 31 de outubro de 2016 - ANO 14, EDIÇÃO 33
Perdeu, mas não perdeu tanto assim

É o Palmeiras no Campeonato Brasileiro. Sim, derrotado no clássico contra o Santos, mas teve a sorte a favor com o empate do Flamengo com o Atlético Mineiro, o que não deixou tão reduzida assim a distância para o segundo lugar. Aliás, dos 7 jogos do sábado, apenas Santos e Atlético Paranaense saíram vencedores pois, de resto, só empates tivemos. A seguir, rescaldos dos enfrentamentos desta 33ª rodada:

Santos 1 x 0 Palmeiras - Não foi um bom clássico, isso não foi. Faltou emoção, faltou chances de gol dos dois lados. Então, provavelmente um breve e fatal descuido selasse a sorte da noite. Estreante na meta paulistana, Vinícius levou azar pela rebatida bater no defensor e Copete aproveitar para fazer a fatura única e decisiva. São agora 11 clássicos sem derrota dos santistas para os palmeirenses desde 2011. O Peixe não perde há 6 rodadas e venceu 5 delas, perdendo uma das 8 últimas com 6 êxitos. São 6 mandos sem derrota com 5 triunfos e 13 ganhos de 17 totais, apenas dois perdidos. O Verdão acumulava 15 rodadas de invencibilidade (9 vitórias) desde o Botafogo em julho, vinha de 4 vitórias fora de casa e 8 visitas sem derrota, das quais 6 exitosas.

Atlético Mineiro 2 x 2 Flamengo - Esse, sim, foi um jogão e 48 mil fãs assistiram Robinho e Diego, confrontados por clubes brasileiros pela primeira vez, marcarem um gol cada. 10 minutos finais alucinantes: os mineiros empataram e viraram, mas os cariocas empataram aos 44. Há queixas flamenguistas de faltas não marcadas no que seria o lateral do qual sairia o pênalti do 1 x 1 e outra de justamente Robinho em Diego no último lance. Achei terem acontecido as infrações. A última vez que o Flamengo havia conseguido ficar 3 jogos seguidos sem perder para o Atlético antes de agora acontecera entre 2011 e 2012. O Galo perdeu uma das últimas 9 rodadas com 5 vitórias e não empatava em casa havia 12 partidas, todas vencidas, em marca que é a melhor dos pontos corridos empatada com a do Santos no ano passado. Já o Mengão pela primeira vez no campeonato tanto emendou dois empates quanto ficou 3 rodadas sem vencer, tendo obtido uma vitória nas últimas 13 rodadas com 8 sucessos, ganhando uma das últimas 5 visitas, ainda que somente uma delas perdida.

Atlético Paranaense 1 x 0 Cruzeiro - Um autogol favorável aos atleticanos decretou o placar final, por mais que os cruzeirenses se esforçassem para empatar e no máximo atingissem o travessão - e, quando a bola ia no gol, ali estava Weverton para chateá-los. Duas vitórias seguidas do Atlético, o que não acontecia desde 2012, depois disso o Cruzeiro ficando invicto por 7 jogos. O Furacão como mandante é sensacional: 7 vitórias consecutivas e um total de 14 vitórias, 2 empates e 1 derrota. O problema é ele ser sensacional só assim, vide não empatar há 18 rodadas e ganhar metade delas... todas em casa e só em casa. Sem mais, Meritíssimo. Já a Raposa vinha de 5 rodadas sem derrota (3 vencidas) e agora só tem uma ganha das últimas 4 e apenas 3 positivas nas 10 últimas. Fora de casa, são 4 compromissos fracassados e 3 perdidos, com somente 2 de 10 obtidos e 6 perdidos.

Internacional 1 x 1 Santa Cruz - Os gaúchos saíram na frente, mas pisaram no freio e permitiram a igualdade pernambucana. Só aí o pé foi pro acelerador, mas Tiago Cardoso estragou a noite de 40 mil torcedores ao ter uma atuação muito boa, que há horas ele não mostrava. Suficiente da sua parte no máximo para evitar o descenso às ganhas já nesta rodada, mas também para seguir atrapalhando a vida alvirrubra na fuga da Série B. Foi a primeira vez que o Inter empatou com o Santa em Porto Alegre após ganhar dele todas as outras vezes aqui realizadas. O Colorado não emendava dois empates desde agosto contra São Paulo e Sport, não perde há 3 rodadas, caiu uma vez nas últimas 6 com metade ganha, não perde há 4 mandos embora não vencesse 4 seguidos e tem apenas um perdido nos 6 últimos com 4 triunfantes. Já o Tricolor não se dá bem há 8 rodadas, mas não completou 8 derrotas seguidas, faturando uma das 18 últimas com 13 perdidas. Fora de casa, são 10 insucessos seguidos e uma só visita ganha contra 5 empatadas e 11 perdidas. Ainda assim, fica a enorme curiosidade: mesmo tão mal assim, o Santa Cruz não perdeu para o Inter nesta Série A ao ganhar lá e empatar aqui.

Figueirense 0 x 0 Grêmio - Os gaúchos não estavam muito aí pra esse jogo, vide o uso de reservas, e os catarinenses até estavam muito aí, mas mais uma vez faltou qualidade para se dar bem. Não dava mesmo para ser outro o fim dessa história, que amplia para 8 os encontros sem derrotas gremistas para o Figueira desde 2011. O Furacão do Estreito não ganha há 6 rodadas e perdeu 4 delas, vencendo uma das 10 últimas com 6 perdidas, registrando apenas 4 vitórias em 24 rodadas. Nem como mandante está tão bem assim pois, embora perdesse apenas um dos últimos 5 cotejos em casa, ganhou também somente um, estando sem êxito há 3. Vem a ser 3 justamente os únicos sucessos nos últimos 12 mandos, dos quais 7 empatados. Por sua vez, o Tricolor emenda 3 empates pela primeira vez na competição e tem 5 rodadas de invencibilidade, caindo uma vez nas 7 últimas com 3 vitoriosas. Apenas 3 das últimas 11 rodadas foram ganhas, com 4 delas perdidas. Pela primeira vez fica 3 visitas sem ser superado no torneio, mas só venceu uma das 6 últimas e perdeu metade.

Botafogo 0 x 0 Coritiba - Desde a reinauguração na fase "Arena Botafogo", o Luso-Brasileiro teve neste jogo seu maior comparecimento do povo, com mais de 13 mil viventes. Mas frustrados eles ficaram graças a Wilson, que fechou a meta sulista e foi determinante para o marcador não ser inaugurado. Os paranaenses acumulam 3 jogos sem derrota no retrospecto geral, mas os cariocas não perdem para eles como mandantes há 9 realizações desde 2002. O Fogão não empatava havia 17 rodadas, das quais 12 vencidas, e não completou 6 sucessos seguidos. São 4 mandos sem derrota e perdeu apenas um dos 14 últimos com 9 ganhos. O Coxa não vence há 5 rodadas e tem somente duas vitórias nas 10 últimas com 4 derrotas. Fora de casa são 4 desafios infrutíferos, mas ao menos não emendou 4 derrotas, e conquistou uma única visita das 9 últimas com 5 perdidas.

Corinthians 1 x 1 Chapecoense - Joguinho chatinho, sem nada que fizesse especial a tarde dos ali presentes 25 mil fãs. Gols de pênaltis separados por 10 minutos e ficamos nisso, suficiente para fazer os paulistas continuarem sem derrota neste embate em 6 duelos na Série A, mas bom para manter lá em cima o ânimo dos catarinenses antes de rumarem para a Argentina. Por um lado, o Timão acumula 5 rodadas sem derrota e volta a emendar dois empates depois de julho com São Paulo e Figueirense, mas venceu apenas duas das 10 últimas rodadas com 4 perdidas e somente 5 das 19 últimas com 7 derrotadas. Até perde pouco como mandante, somente duas de 17 vezes, mas ultimamente não faz o fator campo prevalecer: uma vitória nos últimos 5 mandos e apenas 3 nos 10 últimos. Por outro lado, o Verdão do Oeste soma 3 rodadas sem sucesso e uma ganha nas 8 últimas com metade perdida, além de 4 visitas sem vitória e somente um sucesso nas 6 últimas com metade derrotada.

Iniciada na quinta-feira com Sport 1 x 0 Ponte Preta e prosseguida na sexta com Fluminense 2 x 2 Vitória, a 33ª rodada terminará nesta segunda à noite com América Mineiro x São Paulo. O Coelho vem da primeira vitória após 4 derrotas consecutivas e ganhou os 3 últimos mandos no Independência, enquanto o Tricolor soma duas vitórias seguidas após 5 rodadas fracassadas e o primeiro êxito depois de 5 visitas mal sucedidas.

A classificação aponta isto: no G6, Palmeiras com 67, Flamengo com 62, Santos com 61, Atlético Mineiro com 60, Botafogo com 54 e Atlético Paranaense com 51; depois, Corinthians com 50, Grêmio com 49, Fluminense com 48, Ponte Preta com 45, Chapecoense com 43, São Paulo com 42, Cruzeiro com 41, Sport com 40, Coritiba com 39 e Internacional com 38; e no Z4, Vitória com 36, Figueirense com 33 e Santa Cruz e América com 24.

Já falo agora a próxima rodada, esta novamente apenas de fim-de-semana: sábado com Flamengo x Botafogo às 17h, São Paulo x Corinthians às 19h30 e Ponte Preta x Santos com 21h; domingo com Cruzeiro x Fluminense, Palmeiras x Internacional, Santa Cruz x América e Vitória x Atlético Paranaense às 17h e Coritiba x Atlético Mineiro e Chapecoense x Figueirense às 19h30; e segunda com Grêmio x Sport às 20h.

Antes dela, o meio da semana tem a volta das semifinais da Copa do Brasil às 21h45 de quarta-feira, com Grêmio x Cruzeiro (2 x 0) e Atlético Mineiro x Internacional (2 x 1). Ao mesmo tempo, terá início pela Sul-Americana a semi San Lorenzo x Chapecoense. Os argentinos empataram em 2 x 2 com o Newell's Old Boys pelo Nacional e, ao contrário da Chape na Arena Corinthians, Aguirre poupou 10 titulares do time de Almagro.

Vira-vira no clássico nordestino

Foi o que marcou o principal dos apenas 3 jogos que terminaram no sábado a 33ª rodada da Série B. O Ceará saiu em vantagem, mas o Bahia empatou, virou e ampliou tendo como destaque Régis, que entrou na segunda etapa e a partir do qual a equipe melhorou para reviravoltar e bem a tarde terminar. Destaque para um impressionante gol contra do Diego Felipe, um chutão de fora da área que encobriu o goleiro. Me assustou à primeira visualização, sinceramente. O Esquadrão de Aço - que, antes da bola rolar, prestou uma bela homenagem ao técnico campeão brasileiro Evaristo de Macedo - não perde há 4 rodadas e caiu uma vez nas 8 últimas com 5 êxitos, acumulando 7 sucessos consecutivos como mandante e 9 jogos em casa sem derrota, dos quais 8 vencidos. Quanto ao Vozão, apenas uma vitória nas 4 últimas rodadas e duas nas 16 últimas. São 9 visitas fracassadas com 5 perdidas e uma ganha nas 14 últimas, das quais metade derrotada. Incrível a queda de desempenho dele.

O sábado ainda teve um gol de Hiroshi (que não é o Sandro) sobre o Vila Nova para dar ao Tupi a primeira vitória tanto geral após 10 rodadas desde o Paysandu em agosto quanto em casa após 6 fracassos desde o Paraná no mesmo mês. Ainda aconteceu a derrota de virada do Sampaio Corrêa para o Paysandu, que se mostra invicto no Mangueirão com 4 vitórias e 2 empates, contrapondo às 4 vitórias, 4 empates e 2 derrotas na Curuzu.

Terminadas 33 de 38 rodadas, vamos à classificação da segunda divisão: na zona do acesso, Atlético Goianiense com 61, Vasco com 58, Avaí com 55 e Náutico com 54; depois, Bahia e Londrina com 53, CRB com 49, Criciúma, Ceará e Luverdense com 47, Vila Nova e Brasil com 46, Goiás com 44, Paysandu com 43, Paraná com 39 e Oeste com 35; e na zona da degola, Bragantino, Tupi e Joinville com 30 e Sampaio com 27.

A próxima rodada terá apenas 3 dos 10 jogos simultâneos e, de resto, apenas horários diferenciados: na terça, Londrina x Paysandu às 19h15 e Luverdense x Criciúma às 21h30; na sexta, Vila Nova x Bahia às 21h30; no sábado, Brasil x Vasco às 16h30, Ceará x Tupi, Sampaio Corrêa x Joinville e Atlético Goianiense x Goiás às 17h, CRB x Náutico às 17h30, Avaí x Paraná às 19h30 e Bragantino x Oeste às 21h.

Início parelho de finalíssima

16 mil torcedores empurraram o Guarani no começo da definição do título da Série C, mas o Boa Esporte deu de ombros para isso. Os paulistas abriram o placar, mas os mineiros empataram. Como gol fora vale desempate, o ganhador da volta no Melão será campeão e, dos empates, apenas um novo 1 x 1 resultará em tiros livres a 11 passos da marca fatal, enquanto 0 x 0 é dos bovetas e de 2 x 2 em diante pró-campineiros.

Antes dessa de 2016, seis finais de terceira divisão registraram empates no jogo de ida: em 1988, Esportivo de Passos 1 x 1 União São João (paulistas campeões com 2 x 2 e melhor campanha); em 1990, América Mineiro 0 x 0 Atlético Goianiense (goianos campeões por 3 x 2 nos pênaltis); em 2000, pelo Módulo Branco da Copa João Havelange, Uberlândia 1 x 1 Malutrom (paranaenses campeões por 3 x 2); em 2012, Icasa 0 x 0 Oeste (paulistas campeões por 2 x 0); em 2013, Sampaio Corrêa 0 x 0 Santa Cruz (pernambucanos campeões por 2 x 1); e em 2014, Macaé 1 x 1 Paysandu (fluminenses campeões com 3 x 3). E agora, como será?

Curtinhas

Obs.: tópico publicado originalmente no domingo e atualizado com adendos na segunda-feira.

*Maior presidente da história do Atlético Mineiro ao vencer a Libertadores de 2013, Alexandre Kalil agora é um dos políticos municipais mais importantes do país, eleito que foi prefeito de Belo Horizonte num pleito entre grandes nomes alvinegros, derrotado que foi o ex-goleiro João Leite por 53% a 47%. Foi a terceira vez que João perdeu a eleição para a prefeitura da capital mineira. Tomara que Kalil faça uma boa administração, é a torcida.

*Segunda-feira dos 75 anos do nascimento de Ademar Pantera, que morreu em 2001 e venceu um RJ/SP em 1965 e um Paulistão em 1966 pelo Palmeiras e um Paranaense em 1969 pelo Coritiba.

*Renovado até 2022 o contrato do dianteiro galês Bale pelo Real Madrid, pelo qual já conquistou duas Ligas dos Campeões da UEFA, um Mundial de Clubes, uma Copa do Rei e uma Supercopa da Europa.

*Com gol de Rafinha, o Barcelona derrotou o Granada numa partida histórica: a de n° 1.500 no Camp Nou. Em seu estádio, inaugurado em 1957, os catalães venceram 1.119 jogos, empataram 238 e perderam 143.

*Depois de 6 jogos gerais sem vitória, o Manchester City voltou a sorrir ao marcar 4 x 0 no West Bromwich.

*Domingo dos 1.000 dias para o começo dos próximos Pan-Americanos, acontecidos em Lima em 2019.

*Natação: Copa do Mundo em Piscina Curta acabando em Hong Kong com ouros de Felipe Lima nos 50 metros peito (26s32) e 100 metros peito (57s32). 16 medalhas totais em todas as etapas, sendo 6 ouros, 1 prata e 2 bronzes nos 50 metros peito e 5 pratas, 1 bronze e, agora, 1 ouro nos 100 metros peito.

*Futsal: no primeiro amistoso após sair do Mundial nas oitavas, o Brasil ganhou do Paraguai por 6 x 3.

*Vôlei: quem é que segura o Sada Cruzeiro? Aparentemente ninguém, nem sequer o Brasil Kirin de Campinas, que perdeu a Supercopa Masculina em Fortaleza por 3 x 1 (18/25, 25/18, 25/21 e 25/20). São três conquistas dos cruzeirenses nestes 2016, as outras sendo a estadual de Minas Gerais e a Mundial Interclubes.

*Tênis: o primeiro grande título a gente nunca esquece. Dominika Cibulkova que o diga. Ainda sem conquistas em Grand Slam (no máximo finalista na Austrália em 2014), a eslovaca atingiu neste domingo o maior feito da carreira ao faturar o WTA Finals com 2 x 0 sobre a alemã número 1 Angelique Kerber (6/3 e 6/4).

*Fórmula 1 correndo no México no dia dos 110 anos do nascimento de Giuseppe Farina, falecido em 1966 e seu primeiro campeão mundial em 1950. Pole para Lewis Hamilton e primeira fila completada por Nico Rosberg. Prova cuja matemática permite ao alemão o título em caso de vitória sua somada à não-pontuação do inglês.

*No entanto, a decisão ficou mesmo é no mínimo aqui para o Brasil, já que Hamilton ganhou e Rosberg terminou em segundo. Porém, mesmo com a diferença caindo para 19 pontos (349 x 330), o alemão ainda está próximo do caneco - e agora mais ainda: se vencer em São Paulo no dia 13, independentemente do resultado do seu "amigo e rival" de Mercedes, sairá de nosso país igual ao pai Keke em 1982, mas desta vez vencendo mais.

*O GP do México fica marcado por uma série de punições que fez com que Daniel Ricciardo, quinto na pista, fosse o efetivo terceiro colocado, mas sem subir ao pódio. Max Verstappen foi punido por cortar caminho pela grama a minutos da festa no pódio e Sebastian Vettel o substituiu ali. Só que Vettel foi punido por mudar de direção numa freada em disputa com Ricciardo, que foi beneficiado desta maneira. Quanta confusão, não é?

Sintonia PB

Começa o tópico desta "24 Horas" que está antenado no que ocorre fora dos esportes. Às novidades:

Obs.: tópico publicado originalmente no domingo e atualizado com adendos na segunda-feira.

*José Luiz Prévidi antecipa algo que, se acontecer, provocará um sacode daqueles no rádio aqui do Rio Grande do Sul: Rogério Mendelski em negociação avançada para trocar a Guaíba pelo Grupo Sinos, no qual trabalharia tanto no jornal NH quanto na ABC AM de Novo Hamburgo, da qual passaria a ser seu principal nome. Em simultâneo, o fato de que o apresentador, diretor e narrador esportivo Rodrigo Giacomet está de saída para a União FM de Novo Hamburgo, emissora que remou contra a maré atual de recessão e investiu muito nos últimos meses ao adquirir nomes como Beto Xavier, Denise Cruz, Cagê Lisboa e Eduarda Streb. A ver se tanto Mendelski deixará a Guaíba quanto, caso isso venha a acontecer, quem assumiria a faixa nobre do "Bom Dia" das 5h às 9h. (Atualização de segunda-feira: não foi adiante a negociação, informa o próprio Prévidi. Nada de Mendelski no Grupo Sinos, que continua mirando em nomes da Guaíba para substituir Giacomet, que se despediu neste domingo.)

*A Bandeirantes foi a única das cinco principais redes abertas comerciais que abriu uma janela espichada para coberturas locais do segundo turno das eleições. Terminado o boletim nacional ancorado por Fábio Pannunzio, isso por volta das 17h20, o "Terceiro Tempo" continuou para São Paulo e parte da rede, enquanto as cidades (tá, nem todas) com eleição seguiram com trabalho jornalístico local até 19h30. Ao mesmo tempo, a Globo continuava com o "Domingão do Faustão", a Record com a "Hora do Faro", o SBT com "Eliana" e a RedeTV! com "Sensacional".

*No caso aqui de Porto Alegre, a Bandeirantes foi a única das 17h20 às 19h30 a repercutir a vitória de Nelson Marchezan Jr. sobre Sebastião Melo em "Band Cidade Especial". Sem espaço na afiliada da Globo e sem a TVCOM e mesmo o sucessor de operações já encerradas Octo, a RBS promoveu sua repercussão ao vivo em transmissão em vídeo pelo portal G1. Mesmo a TVE não vi fazer cobertura local, estava passando a nacional da TV Brasil nas horas que nela sintonizei. Bola dentro da Band, bola fora das demais redes.

*No Rio de Janeiro, Marcelo por Marcelo, deu Crivella sobre Freixo. Nos últimos dias da campanha, reportagens referentes a delitos e transgressões de Crivella em tempos passados foram publicadas por veículos de imprensa. Adivinha quem abraçou a causa do agora novo mandatário carioca? O "Fala Que Eu Te Escuto", que todos os dias abre a grade da Igreja Universal na Record e que promete para esta segunda para terça esta pauta, já anunciada em seu Twitter: "PMDB, UOL, Veja e Globo x Marcelo Crivella: saiba por que eles não venceram".

*Apresentador do "Balanço Geral ES" na TV Vitória (Record), Amaro Neto perdeu para Luciano Rezende.

*Assim como no primeiro turno, também no segundo a GloboNews decidiu enviar aqui para Porto Alegre a repórter Adriana Perroni, da equipe de São Paulo, para cobrir o pleito Marchezan x Melo. Não foi caso único pois, em Belo Horizonte, presente por ele mesmo o canal estava com Pedro Neville, deslocado do RJ para reportar Kalil x Leite.

*Leio na Patrícia Kogut que a Rede Globo está preparando três especiais de fim de ano para exibição regional, todos feitos por produtoras locais e com curadoria artística de Jayme Monjardim e Cacá Diegues: Minas Gerais assistirá "Santino e o Bilhete Premiado", da Solo Filmes; Distrito Federal verá "Amor ao Quadrado", da Barry Company; e Pernambuco olhará "Bode de Natal", da produtora Bateu Castelo.

Bela do Dia: Estrella Nouri

Estrella Nouri, atriz iraniana. A conheci na madrugada de sábado para domingo pelo episódio de "Duas Garotas em Apuros" exibido no SBT, no qual faz a personagem Judy Bundão (no original, Judy "with a booty"). Preciso explicar por qual motivo interpretada por esta delícia ela foi?

*Leio na Lígia Mesquita que a Record vai lançar sua novo logomarca no dia 24 de novembro - e não ficará apenas nisso: além da nova logo, a emissora deixará de se chamar Rede Record para se chamar Record TV. O símbolo foi publicado primeiramente pelo Flávio Ricco em 28 de julho, está aqui e perderá as cores.

*Datas em 0 ou 5 da segunda-feira: 40 anos de Piper Perabo, atriz de "Show Bar" e "Doze é Demais"; 55 anos de Peter Jackson, diretor das trilogias "O Hobbit" e "O Senhor dos Aneis" (Oscar de diretor pelo primeiro filme); 70 anos de Stephen Rea, ator visto em filmes como "Traídos Pelo Desejo"; e 80 anos do nascimento de Michael Landon, falecido em 1991 e astro das séries "Bonanza", "Os Pioneiros" e "O Homem Que Veio do Céu".

E fique antenado! "Sintonia PB" continua de olho no que ocorre fora dos esportes e retorna na próxima coluna.

Para quem não acompanhou

Antes desta coluna conjunta de domingo e segunda-feira, este espaço foi atualizado no sábado. Se você não leu, acompanhe aqui aquela edição, que teve estes entre seus destaques: Náutico com 7 vitórias em 8 rodadas na Série B; o "pênalti" para o Fluminense contra o Vitória; a pouca vergonha do Carioca de Basquete sem data para a final; "Raridade Rara" dos 50 anos de Cristina Ranzolin; e RedeTV! contratando Salete Lemos.

Clipe do Dia

O primeiro: de 1972, "I Ain't Got Nothing" com The Temptations. Vocal principal de Otis Williams, último membro original do excepcional grupo vocal ainda vivo e aniversariado no domingo, 75 anos.

O segundo: de 2001, "You Rock My World" com Michael Jackson, melhor momento do não tão melhor assim álbum "Invincible", seu último de inéditas, lançado há 15 anos fechados neste domingo.

O terceiro: de 1996, tema de "Missão Impossível" na versão de Larry Mullen Jr. e Adam Clayton para o filme com Tom Cruise. Baterista e fundador do U2, Larry completa 55 anos na segunda-feira.

Antes do Arremate...

...um reforço sempre válido: este Papo de Bola - o Site precisa de patrocinadores para se manter no ar, por não ser apenas o custo da hospedagem o necessário para tanto e sim outros ainda maiores. Se você quiser anunciar nestes escritos, clique aqui e dê uma olhada nas maneiras de como fazê-lo que muito bem vindo serás e muito agradecido ficarei. Também continuo forçosamente adotando o "Ajude o PB", de colaborações avulsas.

Arremate

Palmeiras sem Moisés contra o Inter, terceiro amarelo. Piadas de "dividiu o mar vermelho" suspensas.

"24 Horas" volta antes que os gozadores piadistas assimilem que esta piada está cancelada!

O COLUNISTA: Edu Cesar é criador e editor do Papo de Bola (autor também da coluna "Papo de Mídia").

TWITTER: @papodebola
FACEBOOK: SitePapoDeBola
FACEBOOK: SitePapoDeBola
INSTAGRAM: EduCesarPapoDeBola
E-MAIL: papodebola@gmail.com


LEIA
COLUNAS ANTERIORES
VEJA
"BELAS DO DIA" ANTERIORES

.


 
Seja mais um seguidor do Papo de Bola e leia as manchetes do site e comentários diversos.

PAPO DE BOLA - O SITE Desde 2/6/2003 Jogue junto com este time!
Criação, produção e edição Edu Cesar E-mail papodebola@gmail.com

.