.


.

  24 Horas
  Papo de Mídia
  Academia Esportiva
  Papo Especial
  Especiais PB
  O Jogo da Minha Vida
  Rádio PB
  PB Interativo
  Sites Parceiros

.

.

OFERECIMENTO

.

ATENÇÃO: página melhor visualizada em 1024 x 768 - Seja bem vindo ao PAPO DE BOLA - O SITE!

.

24 HORAS
Futebol, esportes, sintonias e belas

.

Quarta, 28 de setembro de 2016 - ANO 14, EDIÇÃO 20
Um terremoto chamado mudanças na Libertadores

Parecia que a terça-feira teria numa certa rede social de 140 caracteres uma tarde normal. Mas a Conmebol resolveu anunciar mudanças profundas na Libertadores já a partir de 2017 e causou geral. Quando começo a escrever este tópico, se passaram umas 18 horas desde que as notícias vieram à tona. E confesso que ainda estou tentando assimilar tudo que foi definido e aquilo que está encaminhado e não oficializado ainda.

Primeiro ponto: disputa começando em fevereiro e terminando em novembro. Acho ótimo e demorou muito tempo para isso acontecer. Um certame grande como o maior da América do Sul passou a ser ao longo dos últimos anos não podia mais ficar restrito a apenas meio ano. É um acerto. Segundo ponto: com 42 clubes em ação (divisão das vagas a ser definida em reunião na Colômbia no próximo domingo), é ver como ficará a fórmula do torneio. Terceiro ponto: especulou-se que cinco equipes poderiam entrar na Libertadores por convite ou via ranking da Conmebol, mas ainda bem que o presidente Alejandro Dominguez desmentiu isso e garantiu que todos os 11 países definirão seus representantes por critério técnico. Quarto ponto: campeões tanto da Libertadores quanto também da Sul-Americana assegurados na fase de grupos da Liberta do ano seguinte está perfeito. Quinto ponto: 10 equipes eliminadas na fase de grupos da Libertadores serão "rebaixadas" para a Sul-A, que acontecerá de junho a dezembro, em algo igual aos terceiros dos grupos da Champions League "rebaixados" para a Liga Europa.

Aí chegamos ao sexto e único ponto do qual acabo discordando frontalmente: final em jogo único com campo neutro escolhido antes da copa iniciar. Se depender do Alejandro, assim será. Mas consta dos autos que tem alguns dirigentes que são contra isso e espero que as vozes deles prevaleçam para impedir esta questão de ir adiante. Uma coisa é o que acontece na Europa, a tradição estabelecida nos torneios continentais de lá permite isso. É tra-di-ção. Outra coisa é a nossa da América do Sul, com a decisão em dois jogos nos campos dos dois finalistas. Teria a mesma graça os títulos do Grêmio em 1983 sem ser no Olímpico, do São Paulo em 1992 sem ser com aquela inesquecível super-hiper-ultra-puxa-mega invasão da torcida no Morumbi, do Palmeiras em 1999 sem ser no Parque Antártica, do Internacional em 2006 sem ser no Beira-Rio, do Corinthians em 2012 sem ser em Sampa City e de Cruzeiro em 1997 e Atlético em 2013 sem ser no Mineirão? Não, acho que não seria. Do outro lado, a mesma coisa. 1998 foi saboroso pro Vasco por ser campeão na casa do adversário.

Enfim, o assunto não será resolvido hoje, somente começou ontem. Temos ainda alguns dias para colocar em ordem estes tópicos pendentes, mas estas mudanças já significam um grande pontapé inicial para debates que virão muito para o bem com vistas à busca de melhorias na Libertadores e no futebol sul-americano em si. Isso dela acontecer no ano inteiro fará com que quem a disputar tenha que ter não só um onze inicial e um banco fortes, mas sim um elenco muito forte - até porque a janela de transferências na metade do ano poderá mudar os rumos de uns e alguns, nada que nos seja estranho por ser assim desde a adoção dos pontos corridos no Brasileirão. Fica em aberto o calendário da CBF para 2017, que já estava confirmado. Como farão para encaixar nele a Libertadores de ano inteiro? Como ficará a Copa do Brasil com isso de Liberta e Sul-Americana conjuntas de junho a novembro? Também são assuntos "linha de frente", que me fazem imaginar que o anúncio feito ontem tenha levado as cabeças coroadas da nossa entidade máxima a trocarem imediatamente telefonemas, Whatsapp, e-mail e até mesmo o esquecido e superado telegrama (eu não disse Telegram e sim telegrama mesmo - e dos fonados, ainda por cima) para começar a quebrar as cucas sobre como sair bem deste novo panorama. Fiquemos atentos.

Em tempo: este último parágrafo adiciono quase uma hora depois de achar que tivesse fechado este "abre" pois acabei de ler uma coluna que considero perfeita com "PE" maiúsculo, como diria o morador de Jaboatão dos Guararapes, de autoria do Júlio Gomes - que tem uma visão aguçada das coisas europeias pelos anos de trampo por lá. Dá ele uma ideia de adequação da parte da CBF que seria muito positiva para ajuste a esta alteração da Conmebol: fazer o Campeonato Brasileiro de fevereiro a agosto, o que reduziria para praticamente zero o impacto da janela de meio de ano e não colidiria seu fim com o da Libertadores; Copa do Brasil de fevereiro a novembro com oitavas-de-final a partir de setembro; e Estaduais de fevereiro a novembro, primeiro só com os médios e pequenos em uma grande classificatória até setembro, quando entrariam os envolvidos nos torneios nacionais. Com esta inversão, quem seguir em frente na Libertadores ou na Copa do Brasil pode priorizá-la e deixar mais de lado os Estaduais - ou, se nada mais tiver, entra de corpo e alma nos Estaduais para fechar o ano com uma taça, o que ajudaria a aumentar seus próprios pesos em comparação à atualidade. Aplaudo esta coluna do Júlio.

Começam as quartas-de-final da Copa do Brasil

Um dos embates é inédito no torneio: Atlético x Juventude, que acontecerá não no Independência e sim no Mineirão. São duas equipes com sonhos duplos, pois os atleticanos têm ainda uma vontade de querer se juntar a Palmeiras e Flamengo na Série A e os alviverdes estão a 180 minutos do retorno para a Série B se eliminarem o Fortaleza. Acho o Galo favorito, ainda mais se bem resolvido de escore hoje, mas o Papo eliminar um "major" como o São Paulo sempre vale muito. No entanto, o Atlético jamais perdeu para o Ju em Magalhães.

Ao mesmo tempo às 19h30, Santos x Internacional terá realização na CB pela terceira vez. A ida é na Caldeira do Urbano e marca o reencontro deles depois daquele jogo explosivo no Gigante pelo Brasileirão, com a arbitragem que pôs Lucas Lima no olho da rua por cera contando decisivamente para o decorrer daquele êxito gaúcho. Nos últimos anos, os sulistas começaram a ganhar na Vila Belmiro, mas os paulistas ainda me soam bem mais candidatos para ser semifinalistas. A preocupação colorada de verdade é com o rebaixamento quase certo.

Às 21h45, a quinta vez de Corinthians x Cruzeiro começará na Arena Corinthians para os seus e Itaquerão para os "antis". O Timão vem destes embates explosivos com o Fluminense, superando no mata-mata e superado nos pontos corridos, enquanto a Raposa se resolveu bem demais na CB e continua com risco de "bola 7 na caçapa do canto" na primeira divisão. É uma contenda que já teve boas histórias dos dois lados e, sinceramente, não vejo um favorito disparado. Brasileirão é uma coisa e Copa do Brasil é outra. Nela, é assim que acredito estar.

Simultaneamente, também a quinta vez nos fará acompanhar mais uma promessa de mata-ou-morre eletrizante de Grêmio x Palmeiras. Todos entre eles na CB foram marcados por 180 minutos intensos do começo ao fim. Neste momento, o Tricolor está mais desinteressado na Série A e creio que aposte com tudo na Copa, ainda mais para quebrar a seca de 15 anos sem conquistas sem ser Gauchão e Série B. A cuidar como se comportará o Verdão, líder da Série A e que, por atuar apenas na próxima segunda, vai com 100% hoje. Melhor pro espetáculo.

As quartas-de-final da Copa do Brasil também estão em destaque no podcast desta quarta-feira da seção "Rádio PB", no qual destaco o histórico dos três embates repetidos ano após ano. Ouçam aqui!

Os brasileiros na volta da Sul-Americana

Dos quatro em campo logo mais, a Chapecoense é a primeira a selar seu destino ao ser obrigada a vencer o Independiente de Avellaneda para avançar nos 90 minutos ou ao menos conseguir as penalidades máximas com um novo "oxo" (crédito sempre a Walter Abrahão, nunca esqueçamos igual ao constante "esquecedor" aqui), já que todos os empates com gol ajudam os argentinos às 19h15. Ainda assim confio bem mais nela que no Coritiba, que visita às 21h45 um Belgrano cuja torcida já causou impressão muito positiva nos 2 x 1 do Couto Pereira e que hoje deverá encher o estádio, algo que somente pelo rádio ou por sinais de TVs estrangeiras via web cuidaremos.

Da mesma maneira, não conto com algo bom vindo do Santa Cruz pois está num mato sem cachorro sobretudo no encaminhadíssimo regresso para a Série B e na Sul-A não está nada melhor, atrás que ficou do Independiente de Medellín por 2 x 0. Com falhas nas últimas atuações, Tiago Cardoso ganhará seu primeiro "chá de banco" (de reservas) em 5 anos. Conto com algo bom é do Flamengo, de fase excelente no Brasileirão e que defenderá em Cariacica o 1 x 0 adquirido sobre o Palestino no Chile. Tá quase nas quartas-de-final.

Dos erros e dos acertos na Série B

Cada partida de ontem à noite teve coisas boas e más. No empate do Atlético Goianiense com o Joinville, que serviu para garantir o Vasco líder isolado por mais uma rodada dê o que der contra o Náutico no sábado, o acerto foi a reestreia do Estádio Olímpico de Goiânia. Com capacidade para 12 mil pessoas, atraiu mais de 11 mil, o que faz com que estivesse quase lotado - e registre-se: excluindo-se aqueles 17 mil no Kléber Andrade na vitória sobre os vascaínos (pois aquilo foi praticamente uma "inversão de mando" por quase todos os 17 mil serem cruzmaltinos), esta foi disparada a melhor plateia do Dragão nesta Série B, superando muito de longe os pouco mais de 4 mil no clássico com o Vila Nova na 4ª rodada. Comprovado está ser esta uma ótima alternativa ao Serra Dourada, ainda que a desorganização desta terça não possa se repetir - teve gente que perdeu 20 minutos do jogo por demorar a conseguir entrar no estádio. Bom, o Olímpico foi o acerto. Por sua vez, o erro foi do atleticano Marquinho. Onde é que ele estava com a cabeça pra fazer aquele recuo debilóide que levou Fernando Viana a sair sozinho na cara do goleiro para empatar? Nada que livre a cara do JEC rumo à Terceirona, mas doeu esse erraço.

Já a vitória do Brasil de Pelotas sobre o Ceará teve dois acertos: as duas penalidades máximas favoráveis aos rubro-negros num espaço de apenas, tão somente, única e exclusivamente cinco minutos, algo que admito não lembrar quando vi pela última vez. Precisando de uma benção para acabar com as 4 rodadas sem vitória, o Xavante recorreu aos préstimos de Gustavo Papa para voltar às boas, mesmo que depois fosse tomado um gol logo de um xará meu. Agora, é secar o Avaí diante do Paysandu ou o Londrina contra o Oeste para terminar a semana dentro dos quatro primeiros. Onde está o erro, "se pergunta-se" o vivente? Está na grande chance perdida na cara do gol pelo Bill, nos acréscimos da segunda etapa, para dar aos cearenses ao menos o empate. Não que o tento fizesse diferença para o jejum de triunfos, agora em incômodas 11 rodadas, mas empatar ainda é menos ruim que perder. Só que a fase do Vozão está pornograficamente indecente - e, ainda assim, ele chegou a essa rodada na paquera do G4! Como é que pode isso, né? Ó que uma hora a sorte acaba, Ceará, vê se te orienta... Quanto ao time do meu Rio Grande do Sul, tô mais é curtindo essa grande campanha, já que o objetivo inicial era se firmar para evitar um rebaixamento para a Série C direto no ano do regresso e isso agora nem passa mais por sua cabeça.

Curtinhas

*Sérgio Corrêa da Silva não comanda mais a Comissão de Arbitragem da CBF. Vamos festejar? Nem um pouco. Coronel Marinho é seu sucessor, com Alício Pena Jr. como vice. Vou ali ter um embrulho estomacal e já volto.

*Clube em momento de crise tu podes esperar que, mais cedo ou mais tarde, vai recorrer a uma tática manjada que milhares deles já usaram aqui no Brasil nesses e naqueles momentos: baixar o preço do ingresso até o mínimo possível para lotar o estádio na base do "ou vai ou racha". Assim fará o Internacional para buscar entupir na noite de sábado o Beira-Rio contra o Figueirense. Sócios da modalidade "Campeão do Mundo" precisarão somente fazer o check-in no site oficial do clube e pronto, entra "na faixa". Já as áreas nobres custarão 25 "temers" para sócios e 50 para não-associados. Conseguirá o grito de apoio da gente vermelha melhorar o futebol ruim da equipe?

*Tem mais um "brasileiro" convocado nas Eliminatórias: Mena, do São Paulo, que está no Chile que enfrentará Equador e Peru na próxima rodada. A convocação também teve o retorno de Valdivia após um ano ausente.

*O Sport não tem mais o chileno Mark González, que rescindiu contrato após ser afastado do elenco principal.

*Que pouca vergonha isso do Sam Allardyce, para quem a simples demissão do cargo de técnico da Inglaterra parece até pouco diante da patifaria trazida à tona pelo Daily Telegraph, que revelou uma gravação de jornalistas se passando por investidores, para os quais o treinador aceitava viajar para a Ásia como embaixador da "empresa" deles por 400 mil libras, além de ensinar a burlar uma proibição vigente no país desde 2008, pela qual não pode terceiros terem parte dos direitos econômicos de jogadores no lugar dos clubes. Vergonha!!! Safado!!!

*Com a saída de "Canalhardyce" após um único jogo vencido contra a Eslováquia, o English Team será dirigido interinamente por Gareth Southgate contra Malta, Eslovênia, Escócia e Espanha em outubro e novembro.

*Copa do Mundo de Futsal: depois de eliminar o algoz brasileiro Irã por 4 x 3, a Rússia espera hoje por quem a confrontará na finalíssima de sábado à tarde. A outra semifinal terá Argentina x Portugal.

*Uma bola muito dentro dada pelo Corinthians: homenagear um dos mestres do basquete brasileiro em vida e de uma maneira que ficará para além de sua vida. No próximo dia 22 de outubro, o bicampeão mundial e bi-bronze olímpico Wlamir Marques passará a dar nome ao ginásio poliesportivo do clube, pelo qual ele jogou na década de 60 e conquistou oito títulos estaduais, sempre vestindo a camisa 5. Ele merece! Ele merece!

Sintonia PB

Começa o tópico desta "24 Horas" que está antenado no que ocorre fora dos esportes. Às novidades:

*Entregue ontem em São Paulo o Prêmio Comunique-se para os melhores do jornalismo no ano em diversas categorias. Cada etapa definindo os classificados até a apuração dos 3 finalistas sempre via votação popular no portal C-se, só não estando aptos para votos os ganhadores de cada categoria no ano anterior e também aqueles hors concours que precisam esperar 5 anos para novamente estarem aptos para voto.

*Os ganhadores de algumas categorias (entre parênteses colocarei o vencedor do ano passado): em Apresentador ou Âncora de Rádio, Ricardo Boechat pela BandNews FM (Carlos Alberto Sardenberg pela CBN); em Apresentador ou Âncora de TV, Evaristo Costa pela Globo (Sandra Annenberg idem); em Correspondente Internacional em Mídia Falada, Ilze Scamparini pela TV Globo (Márcio Gomes idem); em Jornalista de Economia em Mídia Falada, Miriam Leitão por TV Globo e Rádio CBN (Sardenberg idem); em Jornalista Nacional em Mídia Falada, Heraldo Pereira pela TV Globo (Boechat pela Band e BandNews FM); em Repórter em Mídia Falada, Caco Barcellos pela TV Globo (Roberto Cabrini pelo SBT); em Sustentabilidade, Rosana Jatobá pela Rádio Globo (Gilberto Dimenstein por CBN e Catraca Livre); e em Executivo, William Corrêa pela TV Cultura (Mariza Tavares pela CBN).

*Termina amanhã a propaganda eleitoral de 10 minutos neste primeiro turno. A partir de sexta-feira, as emissoras de rádio AM e FM poderão ser novamente próprias das 7h às 7h10 e das 12h às 12h10. Sempre lembrando que, nas cidades que tiverem segundo turno, o espaço dobra para 20 minutos (10 para cada candidato) nos mesmos horários e a transmissão entra também aos domingos a partir de 48 horas após a promulgação do resultado.

*Teve emoção ontem na Globo News, como assistem aqui, com Cecília Flesch demonstrando isso às claras ao se despedir temporariamente do canal para começar sua licença-maternidade, mãe que será de Duda. Se uma bela mãe sai por alguns meses, outra retorna de alguns meses também após uma licença-maternidade. Desde hoje, é Heloísa Gomyde quem "comanda as picapes" do "Jornal da Globo News" das 13h.

*Leio na Lígia Mesquita que William Bonner apresentará o "Jornal Nacional" direto de Washington de 7 a 9 de novembro por causa da eleição presidencial entre Hillary Trump e Donald Clinton (ou será que inverti nomes e sobrenomes dos candidatos?). Renata Vasconcellos continuará a partir da Globo no Rio de Janeiro.

*Formato estrangeiro conhecido inicialmene pelo original na TV paga, o "Troca de Família" completa hoje 10 anos da estreia. A versão feita pela Record teve cinco temporadas e mais uma extra no ano passado de reprises com atualizações das histórias rememoradas. Ao longo deste tempo todo, suas apresentadoras foram Patrícia Maldonado, Ana Paula Tabalipa, Ana Hickmann, Amanda Françozo e Chris Flores.

*Ator, dramaturgo e cineasta, Domingos de Oliveira completa 80 anos nesta quarta-feira. Pai de Maria Mariana, dirigiu "Confissões de Adolescente", a série da TV Cultura baseada na obra da filha. Apresentador de "Todos os Homens do Mundo" no Canal Brasil, dirigiu vários filmes ao longo dos últimos 50 anos. Na televisão, teve apenas e tão somente duas participações como ator, em "Helena" na Manchete e "JK" na Globo.

*Centenário fechado pelo nascimento de Peter Finch, que morreu a um mês do Oscar de 1977 correspondente aos filmes de 1976, no qual venceu postumamente como melhor ator por "Rede de Intrigas", um baita filme passado numa redação jornalística de TV, no qual ele é um âncora que promove sensacionalismo no ar.

*Ed Sullivan nascia na data de hoje há 115 anos. Falecido em 1977, foi o apresentador mais popular da televisão americana em sua época ao comandar o "The Ed Sullivan Show" na CBS de 1948 a 1971.

*Inexplicavelmente sem tradução brasileira para o título original - ainda mais sendo inspirada em quem foi -, "Ugly Betty" estreava há 10 anos fechados nesta quarta-feira. Produzida por Salma Hayek e tendo Vanessa Williams no elenco, a série tinha America Ferrera no papel-título. A base foi a novela latina "Betty, a Feia", aqui no Brasil de grande sucesso para a RedeTV!. A versão americana teve 85 episódios em quatro temporadas.

*Quatro temporadas também teve uma série bacana demais que chegou aos 91 episódios: "Edição de Amanhã", que estreou há 20 anos completados hoje. Cada história tinha sempre o personagem de Kyle Chandler acordado por um gato em cima de um jornal, que era o do dia seguinte, no qual uma das manchetes destacava algo muito trágico - e era essa tragédia que ele deveria impedir. Gostaria de revê-la, faz uma data que não o faço.

*A saideira leio no Daniel Castro: somente agora, passados 18 anos do seu término, "Seinfeld" está por ganhar pela primeira vez uma dublagem em português, algo que nunca existiu nem sequer quando a série foi transmitida pela primeira vez em canal aberto através da Record a partir de abril de 2001 e depois nas reprises pela Rede 21. Aliás, em tempo, um esclarecimento necessário: não, "Seinfeld" nunca passou nem na Manchete de 1991 a 1997 e nem na Bandeirantes de 1997 a 1999, mentiras absurdamente ridículas criadas por um tumultuador desregulado e que são difundidas irresponsavelmente pela página da série na versão brasileira da Wikipédia; a estreia em TV aberta se deu apenas e tão somente em abril de 2001 pela Record, à meia-noite de 1° para 2, logo depois do "Passando a Limpo" com Boris Casoy. Acompanhe aqui uma relíquia que é uma chamada dos tempos da Record.

*Voltando à história da dublagem: a Sony tá de "brincation with me", como diria Tio Jejão. Alguns dos nomes procurados pela Sony são de humoristas e atores de novelas da Rede Globo, casos de Fábio Porchat ou Eri Johnson para Jerry e de Danielle Winits para Elaine. Ah, faça-me o favor!!! Desse jeito, vou ficar uma arara que nem o Newman com o Jerry, pô. Pô!!! (rs) Que é que custa dublar a série com dubladores profissionais seja do Rio de Janeiro ou de São Paulo - ou até um trabalho mesclado com as duas praças, se fosse o caso? Por exemplo: Julia Louis-Dreyfuss já me habituei a assistir em português com a voz da Mônica Rossi em "As Novas Aventuras de Christine", poderia ser também ela a fazer Elaine. Enfim, se é para partir para uma solução dessas, como puxar humoristas e atores de novelas, nem queira fazer dublagem. Faz direito ou não faz. E ponto.

E fique antenado! "Sintonia PB" continua de olho no que ocorre fora dos esportes e retorna na próxima coluna.

Bela do Dia: Carine Felizardo

Carine Felizardo, modelo e campeã do Miss Bumbum em 2012. Rapaz... é ou não é um senhor corpão o do loirão?

Momento Raridade Rara: "Globo Comunidade"

Espaço semanal para abordagem espichada de um assunto local de destaque, o programa completa hoje 25 anos da sua estreia em Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Brasília, Paraná e Pernambuco. A versão paulista "se fué" em 1999, a mineira em 2002 e a paranaense em 2013, em seus lugares entrando respectivamente "Antena Paulista", "Globo Horizonte" e "Painel RPC". Todas elas trocaram as manhãs de sábado pelas de domingo em 1996. Atualmente, a carioca é habitualmente apresentada por Edimilson Ávila.

Separei abaixo cinco momentos do "Globo Comunidade" em sua primeira década de existência:

Do RJ em 1992, Marcos Hummel apresentando uma edição do período da conferência Eco 92, com reportagem de Ângela Lindenberg e depois um debate com convidados entrevistados por Roberto Kovalick.

De SP em 1996, uma abertura de programa apresentado por Eleonora Paschoal, cujo destaque da semana era a tragédia no Osasco Plaza Shopping.

Do PR em 1998, Maria Celeste apresenta um programa sobre os desafios do próximo prefeito eleito por Curitiba.

De MG em 1999, Carlos Alberto Santos apresenta uma edição com a gravidez na adolescência como assunto.

Do DF em 2002, a festa dos brasilienses para o penta da Seleção com apresentação de Aline Maccari.

Clipe do Dia

O primeiro: "A Majestade, o Sabiá" em apresentação ao vivo nos 25 anos de carreira da sua autora Roberta Miranda, uma das grandes vozes fêmeas do sertanejo a partir dos anos 80. Ela completa 60 anos hoje.

O segundo: "I Should Have Known Better" com Jim Diamond, que nascia há 65 anos fechados nesta quarta e que nos deixou no ano passado. Trilha da novela "A Gata Comeu", que o Viva reprisará em breve.

O terceiro: "Time After Time" ao vivo em Tóquio em 1985 com Miles Davis, histórico trompetista e bandleader de jazz, um dos maiores deste gênero. Nascido em 1926, ele morreu há 25 anos atingidos hoje.

Antes do Arremate...

...um reforço sempre válido: este Papo de Bola - o Site precisa de patrocinadores para se manter no ar, por não ser apenas o custo da hospedagem o necessário para tanto e sim outros ainda maiores. Se você quiser anunciar nestes escritos, clique aqui e dê uma olhada nas maneiras de como fazê-lo que muito bem vindo serás e muito agradecido ficarei. Também continuo forçosamente adotando o "Ajude o PB", de colaborações avulsas.

Arremate

Levar seu mando contra o Vasco para a "carioca" Cariacica significa que o Paraná largou a Série B de mão?

"24 Horas" volta antes que seja oficializada a saída deste cotejo da Vila Capanema! Baaahhh!!!

O COLUNISTA: Edu Cesar é criador e editor do Papo de Bola (autor também da coluna "Papo de Mídia").

TWITTER: @papodebola
FACEBOOK: SitePapoDeBola
FACEBOOK: SitePapoDeBola
INSTAGRAM: EduCesarPapoDeBola
E-MAIL: papodebola@gmail.com


LEIA
COLUNAS ANTERIORES
VEJA
"BELAS DO DIA" ANTERIORES

.


 
Seja mais um seguidor do Papo de Bola e leia as manchetes do site e comentários diversos.

PAPO DE BOLA - O SITE Desde 2/6/2003 Jogue junto com este time!
Criação, produção e edição Edu Cesar E-mail papodebola@gmail.com

.