.


.

  24 Horas
  Papo de Mídia
  Academia Esportiva
  Papo Especial
  Especiais PB
  O Jogo da Minha Vida
  Rádio PB
  PB Interativo
  Sites Parceiros

.

.

OFERECIMENTO

.

ATENÇÃO: página melhor visualizada em 1024 x 768 - Seja bem vindo ao PAPO DE BOLA - O SITE!

.

24 HORAS
Futebol, esportes, sintonias e belas

.

Segunda, 2 de maio de 2016 - ANO 13, EDIÇÃO 168
Santa Cruz! Santa Copa do Nordeste!



Obs.: esta coluna é publicada com vários problemas pois desde a virada de 6 para 7 de abril estou com apenas metade da velocidade da internet, com muita dificuldade para carregar páginas e impossibilitado de ver e escutar áudios e vídeos, seja em streaming ou ao vivo, e quanto mais baixá-los. Não é problema técnico, é assim mesmo que a internet da GVT (agora Vivo) fica quando passa um determinado período sem conseguir pagar a conta de telefone - e lamento dizer que este é o meu caso, que não sei quando solucionado será. Enquanto isso, vou tocando o site com muita dificuldade e sem muitas coisas habituais dele. Espero que isso se solucione rápido.

Nos últimos anos, o Santa Cruz sempre teve destaque positivo pelo grande comparecimento da sua torcida no Arruda, volta e meia rendendo alguns dos melhores públicos dos campeonatos que disputava. No entanto, duros demais foram os tempos entre 2009 e 2011 pois foram três temporadas na Série D do Campeonato Brasileiro (surgida justamente em 2009), efeito de uma série de rebaixamentos iniciada na Série A em 2006. Somente com o vice de 2011 veio a subida da quarta para a terceira divisão. Mais sofrimento: duas edições de Série C, mas ela foi conquistada em 2013 - ano no qual o Tricolor teve 6 dos 10 maiores públicos. Mais dois anos na Série B, o vice de 2015 e o regresso à Série A depois de 10 anos da última participação.

Mas 2016, desde este domingo, é um ano especial na história do Santinha não apenas pela volta à primeira divisão do Brasil. Também é por finalmente conquistar o topo na sua região. O Nordeste é tricolor pernambucano. A Copa do Nordeste foi ganha em decisão emocionante contra o Campinense, que tentava o segundo título. A vantagem era dos visitantes pelos 2 x 1 da ida no Arruda, com o asfixiante desfecho com desempate aos 47 minutos da etapa final. Grafite poderia ter deixado a vida do Cobra Coral mais fácil, mas perdeu uma oportunidade impressionante. Como gol fora era critério de desempate, vitória simples bastava para a Raposa. Rodrigão, que está a caminho do Santos, guardou aos 25 do segundo sua 9ª fatura no certame, do qual se sagrou artilheiro. Festa em Campina Grande. Reprise de 2013, diante do ASA? Não. Desta vez, quem voou para a taça foi o Santa Cruz em término empolgante. ("ASA", "voou"... Sacou? Agora dei uma de Fernanda Gentil... rs)

Na base do "insiste, persiste, não desiste", Arthur fez que nem aquele comercial de lâmina de barbear: a primeira fez "tchan" ao parar num defensor, mas a segunda fez "tchun" ao parar na rede. Não dava ainda para cravar como "gol do título" pois vitória do Campinense por 2 x 1 resultaria em pênaltis e o exemplo da ida não poderia ser esquecido. No entanto, os paraibanos não conseguiram mais ameaçar efetivamente e foi só esperar o último trilar de apitante para os pernambucanos explodirem em felicidade. Pela primeira vez, logo na sua primeira final após falhar em 2002 e 2014, o Santa Cruz se tornou campeão da Região Nordeste. Mais um momento glorioso de uma região que consolidou um torneio que, diante de cada vez menos valorizados campeonatos estaduais de parte a parte por todo país, se tornou a segunda principal do nosso calendário em seu período de disputa na antecedência do Campeonato Brasileiro, perdendo apenas para a Libertadores com os representantes do país (nem a Copa do Brasil, ainda em pouco atraentes fases iniciais, chama tanto a atenção).

A conquista é especial para algumas figuras. Destaco seis: Bruno Moraes, cujo gol aos 47 do segundo na ida foi determinante para a volta; Arthur, que já havia deitado e rolado no Paraná com uma artilharia de Série B pelo Paraná e dois títulos estaduais (Coritiba e especialmente Londrina) e que agora virou "o cara" do Nordeste; Grafite, que surgiu com destaque no Tricolor em 2002 e depois rodou o mundo, gravando o nome especialmente em Wolfsburg e Al Ahly, para retornar e participar da volta à Série A e do primeiro título regional; Leonardo Moura, que não jogou nesta volta, mas sim na ida e que conquistou seu primeiro título profissional sem ser pelo Flamengo; Tiago Cardoso, que já havia levantado taças por Atlético Paranaense e Fortaleza, mas que se tornou ídolo mesmo do Santinha com agora um Nordestão, uma Série C e quatro Pernambucanos em 5 anos; e Milton Mendes, que assumiu o time entre a ida e a volta das quartas do Nordeste e que levou a equipe ao título, estando invicto até agora com 5 vitórias e 4 empates nesta que é sua primeira conquista de elite em casamata brasileira (a outra tinha sido no ano passado, a A2 de SP pela Ferroviária, na qual Bruno Moraes também estava).

Com 7 vitórias, 3 empates e 2 derrotas, marcando 16 gols e sofrendo 9, o Santa Cruz não terá muito tempo para festas pois buscará nesta semana mais um título: o Campeonato Pernambucano, o qual poderá ser seu pela quinta vez nas últimas 6 decisões. Pela frente do atual vencedor, um velho conhecido: o Sport, por ele superado no tricampeonato de 2011 a 2013 e que já venceu a Copa do Nordeste em três oportunidades. Depois disso, é seguir na Copa do Brasil e estrear no Brasileirão contra o Vitória no dia 15. Para a primeira divisão nacional, confirmada foi pelos corais uma novidade: o volante equatoriano Alex Bolaños, egresso do Aucas, retornado neste ano à seleção do Equador (tá na pré da Copa América Centenário) e que é irmão do Miller Bolaños, do Grêmio. Ainda assim, ao menos esta segunda-feira precisa ser dedicada a saborear uma conquista legal demais e que coroa aquele que, como diria Paulo Vanzolini pela voz de Noite Ilustrada, levantou, sacudiu a poeira e deu a volta por cima. Santa Copa do Nordeste, Santa Cruz! Parabéns à gente tricolor de Recife e de Pernambuco!

Os públicos deste fim de semana

A finalíssima do Nordestão ficou próxima dos 20 mil torcedores, pouquinha coisa abaixo do primeiro Ba-Vi. O Atletiba teve quase 30 mil fãs, mas a liderança com sobras foi do Maracanã em seu primeiro jogo de futebol no ano olímpico, ainda que os quase 44 mil presentes nem de longe façam frente a públicos superiores a 80 mil viventes já obtidos pelo Clássico da Amizade. Como já se esperava, a decisão paulista não teve um público lá essas coisas para uma decisão: menos de 13 mil pessoas em um estádio onde cabem 17 mil. Mas sou e preciso ser coerente e continuar achando correto que os duelistas decidam o título nos estádios habituais pois a casa da primeira fase precisa ser a de todas as fases até o encerramento. A decepção ficou para o clássico mineiro no Horto com tão somente pouco mais de 7 mil torcedores, nada mais que um terço da sua capacidade.

Lamentavelmente, a lista abaixo está incompleta por faltarem (até a publicação desta edição) os dados do Alfredo Jaconi para Juventude x Internacional. Isto infelizmente não surpreende pois, desde que comecei a fazer para este PB ainda em meados de 2013 o relatório de borderôs da rodada, comprovei que todos - eu disse t-o-d-o-s! - os jogos no nosso interior não têm os mesmos informados nem com a bola rolando e nem no pós-jogo. Aliás, não é apenas no interior. Também na região metropolitana e mesmo com os clubes menores daqui de Porto Alegre é igual. Dados de renda e público só surgem mesmo dos jogos mandados por Inter e Grêmio. Só dos dois, de mais ninguém. Novo Hamburgo, Aimoré, São José, Cruzeiro... Nada! Não sei por qual motivo isso acontece e também não sei por qual motivo ninguém na imprensa gaúcha questiona isso. Eu já falei disso várias vezes nestes escritos, mas sou nada versus ninguém cruzado com coisa nenhuma perto dos grandes "cobras" do meio de relevância verdadeiramente atestada... Pena isso, pois hoje trago os dados das finais em todo o país e até mesmo das divisões inferiores amanhã vou publicar todos os públicos pelo país, mas não a do Gauchão em Caxias do Sul, que sabida será somente quando for publicada na página da Federação Gaúcha. Paciência...

37.207 (43.822) / R$ 1.840.730,00 - Botafogo 0 x 1 Vasco (Carioca) - Maracanã, Rio de Janeiro
26.357 (29.074) / R$ 1.043.910,00 - Atlético 3 x 0 Coritiba (Paranaense) - Arena da Baixada, Curitiba
20.174 / R$ 596.163,00 - Vitória 2 x 0 Bahia (Baiano) - Barradão, Salvador
19.859 / R$ 315.570,00 - Campinense 1 x 1 Santa Cruz (Copa do Nordeste) - Amigão, Campina Grande (PB)
12.679 (14.764) / R$ 244.031,50 - América 3 x 3 ABC (Potiguar) - Arena das Dunas, Natal
12.699 / R$ 463.730,00 - Osasco Audax 1 x 1 Santos (Paulista) - José Liberatti, Osasco
11.576 / R$ 234.125,00 - Joinville 0 x 1 Chapecoense (Catarinense) - Arena Joinville, Joinville
9.245 / R$ 62.000,00 - Mirassol 2 x 0 Batatais (Paulista A2) - José Maria de Campos Maia, Mirassol
9.042 (9.580) / R$ 205.620,00 - Anápolis 0 x 0 Goiás (Goiano) - Jonas Duarte, Anápolis
8.742 (10.424) / R$ 104.313,00 - Paysandu 2 x 0 Independente (Copa do Brasil) - Curuzu, Belém (PA)
7.331 (7.827) / R$ 166.496,00 - Uniclinic 1 x 4 Fortaleza (Cearense) - Presidente Vargas, Fortaleza
7.188 / R$ 229.089,00 - América 2 x 1 Atlético (Mineiro) - Independência, Belo Horizonte
6.907 / R$ 40.900,00 - Rio Preto 3 x 1 São Carlos (Paulista A2) - Anísio Haddad, São José do Rio Preto
5.045 / R$ 114.860,00 - Barretos 0 x 0 Santo André (Paulista A2) - Fortaleza, Barretos
2.784 / R$ 33.200,00 - Luziânia 2 x 0 Ceilândia (Brasiliense) - Mané Garrincha, Brasília
2.310 / R$ 43.440,00 - Espírito Santo 0 x 1 Desportiva (Capixaba) - Engenheiro Araripe, Cariacica
1.146 (1.526) / R$ 22.628,00 - Londrina 3 x 2 PSTC (Paranaense) - Vitorino Gonçalves Dias, Londrina

A rodada pelo Brasil: as idas das finais

Campeonato Paulista (Audax 1 x 1 Santos) - Antes do jogo começar, algo que foi mais ridicularizado pelo povo do que aplaudido: um drone levando a bola até o centro do gramado. Pífio e patético, como diria Mauro Cezar Pereira. Duas tentativas santistas pararam nos postes, mas foi uma jogada muito bem trabalhada por mais de 40 segundos pela equipe de Osasco que resultou no golaço do Mike, que deu um belo corte curto antes de anotar. Aí veio um erro individual do Tche Tche aproveitado pelo Ronaldo Mendes, que substituiu Lucas Lima, cujo tornozelo direito torcido preocupa para a volta. Matada no peito, bola no campo e um disparo bonitaço para outro golaço. Apesar do gramado não ajudar muito, o nível técnico mostrado pelos dois times agradou bastante quem assistiu a peleja completa. Domingo que vem tem a volta na Vila Belmiro e é saldo simples. Quem vencer, é campeão, e novo empate resultará em pênaltis. O Paulistão não tinha empate na ida da final desde 2011, quando o Peixe "oxou" com o Corinthians em Sampa City para depois batê-lo por 2 x 1 na Caldeira do Urbano. Já a última final iniciada com 1 x 1 foi a de 1995, ganha pelo Coringão sobre o Palmeiras por 2 x 1 na prorrogação da volta. Os dois times terão a semana inteira para trabalhar - o Santos só volta à Copa do Brasil dia 11, contra o Galvez. Precisarão os comandados do Fernando Diniz romperem duas longas escritas defendidas pela equipe do Dorival Júnior na Vila Belmiro: 27 compromissos gerais sem derrota e 43 especificamente em Paulistões.

Campeonato Carioca (Botafogo 0 x 1 Vasco) - Os mais bandidamente crueis poderiam dizer que, ao olhar a proeza solitária da tarde, Dunga daria um sorrisinho de canto como que pensando: "o tempo é ou não é o senhor da razão?" Jefferson comeu mosca e deixou Jorge Henrique, mais baixo que ele, numa boa para cabecear e decretar a dianteira vascaína, mais facilitada pois Sassá, inscrito no estadual apenas para disputar a decisão depois de voltar ao time botafoguense no empate com o Coruripe, foi pra relva aos 19 do segundo e acabou expulso menos de 10 minutos depois. Por falar em arbitragem: este clássico teve o primeiro teste do uso de vídeo pela CBF em parceria com a FFERJ. Com Jorginho assegurando que continua na Colina para por fim a rumores de uma mudança para o Cruzeiro, o Gigante chegou às 24 partidas de invencibilidade, está muito perto de repetir 1992, última vez na qual foi campeão carioca invicto e repetiu a ida de 2015 ao novamente vencê-la por 1 x 0. Domingo que vem, um simples empate é necessário para o caneco. Da parte do Fogão, o Clássico da Amizade não é ganho por ele há 7 duelos gerais e 6 especificamente pelo estadual. Para ser campeão, terá que anotar um gol de diferença para pênaltis ou dois ou mais para obtenção da taça em 90 minutos. A última vez que o Glorioso atingiu isso sobre o Cruzmaltino foi no Carioca de 2013, quando o abotoou ("Momento Abrilino") por 3 x 0. Espera ele que aconteça uma reprise de 1997, quando o Vasco também sorriu na ida por 1 x 0, mas perdeu o troféu ao cair na volta pelo mesmo placar (naquele ano, o Botafogo jogava por uma vitória e uma derrota pois tinha bônus de 4 pontos após os 3 turnos). Semana inteira de preparação, ambos só terão a Copa do Brasil de volta logo após a finalíssima - os vascaínos contra o CRB no dia 11 e os botafoguenses diante do Juazeirense na noite seguinte.

Campeonato Mineiro (América 2 x 1 Atlético) - A história do jogo começou a mudar ainda aos 17 minutos, quando Tiago Luís - que já havia sofrido um choque de cabeça contra o Red Bull Brasil na última quinta - acabou ficando tonto e precisou ser retirado na ambulância. Graças a Deus não foi nada de grave e ele já voltou para casa, mas ficou impossibilitado de continuar em campo. Danilo Barcellos foi acionado e respondeu positivamente com os dois tentos do Coelho. O Galo poderia ter sobrevivido aos 44 do segundo, mas João Ricardo deteve Robinho. Só que a sobrevida veio no último lance, aos 49, com Pratto. Assim, o cenário da volta no Mineirão domingo que vem é este: os americanos jogam por vitória ou empate e os atleticanos precisam apenas ganhar para, com igualdade em pontos e saldo, serem campeões pela melhor campanha. Depois do último título em 2001, o América faz agora o quinto mata-ou-morre contra o Atlético e não quer repetir os insucessos dos quatro anteriores (quartas de 2010, final de 2012 e semifinais de 2011 e 2014). Por outro lado, o Coelho não perde para o Galo há 5 enfrentamentos, embora vencesse apenas o segundo desta série. A última final mineira na qual o vencedor do primeiro jogo não foi o campeão aconteceu no já citado 2011, quando o Cruzeiro sofreu 2 x 1 do Atlético e reviravoltou depois com 2 x 0. Já a última decisão iniciada com vitória por exatamente 2 x 0 remete a 1977, quando os alvinegros derrubaram a Raposa, que na volta perderia de novo pelo mesmo placar. Enquanto o Coelho terá toda a semana pensando só na decisão, o Galo se volta para a Libertadores e jogará na quarta-feira contra o Racing, que fez 1 x 0 fora de casa no Huracán para ser 5° colocado do Grupo B do Argentino com 20 pontos em 13 rodadas.

Campeonato Capixaba (Espírito Santo 0 x 1 Desportiva) - Se no ano passado a Locomotiva largou a final sofrendo o marcador mínimo do campeão Rio Branco, agora favorável ele lhe foi a ponto do empate lhe dar o título no próximo sábado, novamente no Engenheiro Araripe. O Santão tem que ganhar por um gol de diferença para forçar a disputa por pênaltis ou dois ou mais gols para ser campeão em 180 minutos totais.

Campeonato Gaúcho (Juventude 0 x 1 Internacional) - Um jogo com poucos lances ofensivos agudos: o gol do Andrigo, uma chance ótima do Hugo que parou no Alisson e mais umas duas ou três, se tanto, e ficamos nisso. Uma forte queixa dos donos da casa foi de um pênalti do Ernando não marcado pelo Leandro Vuaden. No meu conceito, esse tipo de lance não é penalidade máxima pois não vi braço na bola e sim bola no braço. No entanto, como várias jogadas semelhantes param na marca da cal em tudo quanto é jogo, faz sentido a queixa caxiense, sim. Autor do ótimo passe de trivela no gol único, Vitinho mandou mal ao tomar dois cartões amarelos seguidos em dois minutos, que lhe tiram da volta no Beira-Rio domingo que vem. O Papo teve um momento em que sobrava no duelo no Alfredo Jaconi ao vencer 4 vezes e empatar uma entre 2005 e 2011. Porém, nos últimos 5 anos quem se dá bem mesmo é o Colorado, que ganhou 4 dos últimos 5 jogos (incluindo um amistoso no início do ano passado) e só perdeu o outro. Os porto-alegrenses completaram 5 partidas sem tomar um gol sequer, intransponíveis em todo o mês de abril (o último gol sofrido foi do Brasil de Pelotas em 31 de março). São 10 partidas de invencibilidade do Inter como visitante desde a baixa pra Chapecoense, com 4 vitórias e 6 empates nos últimos 5 meses e meio. Os vermelhos jogarão pelo empate na volta e os alviverdes precisam ganhar por um gol de diferença para pênaltis (esquece aquilo de prorrogação que escrevi erradamente na coluna do fim de semana, foi papagaiada minha) ou dois ou mais gols para título. A última decisão na qual o vencedor da ida não foi o campeão aconteceu em 2011 e o próprio Colorado acabou beneficiado pois, depois de sofrer 3 x 2 do Grêmio no Gigante, devolveu o mesmo placar no Olímpico e venceu nos pênaltis. Também esteve o alvirrubro na última final iniciada com 1 x 0 do visitante: a de 1991, quando ganhou no Monumental para depois perder o troféu ao sofrer 2 x 0 no Beira-Rio e ainda empatar sem gols o terceiro embate. Ambos terão toda esta semana para se prepararem pois os Jaconeros só voltarão à Copa do Brasil no dia 11, contra o Coritiba, enquanto o Inter vai jogá-la apenas nas oitavas-de-final por ter sido o melhor do Brasileirão com exceção dos cinco participantes nacionais da atual Libertadores. Fora das quatro linhas, tem o Colorado a volta do campeão mundial Iarley agora como coordenador técnico da base.

Campeonato Catarinense (Joinville 0 x 1 Chapecoense) - Mesmo sendo pequenino, Ananias pôs a cabeça no caminho da pelota para achar o caminho da rede e aumentar a vantagem do Verdão do Oeste, que não perde para o Tricolor do Norte na Arena Joinville há 8 encaradas desde 2012, embora não o derrotasse havia 6 visitas desde 2013, mesmo que todas elas acabassem empatadas - sendo que as cinco últimas tinham ficado no 0 x 0. Não tinha me ocorrido isso da Chape ser "touca" do JEC na casa dele até pesquisar isso ontem à noite, admito que passei batido por essa. Agora a Chapecoense jogará a volta de domingo que vem podendo até perder por um gol de diferença, restando ao Joinville marcar dois ou mais para conquistar o título. Uma curiosidade: ambos não empatam na Arena Condá há 5 realizações desde a Série C de 2011 (só não se enfrentaram lá em 2014 neste período) e o Verdão ganhou 3 delas, só que as duas obtidas pelo JEC foram nas últimas três desde o ano passado. A última final aberta com vitória do visitante foi em 2010 e deu Avaí por 3 x 1 sobre o mesmo Joinville, que depois marcaria 2 x 0, dando Leão campeão pela melhor campanha. Já a última decisão começada com o visitante anotando 1 x 0 foi em 1994, com êxito do Figueirense sobre o Criciúma. Na volta, o Furacão chegou lá com 2 x 0. Nesta semana, a Chapecoense ficará exclusivamente focada na finalíssima e o Joinville receberá o Comercial de Campo Grande pela Copa do Brasil, adiada da semana passada por atraso na viagem do adversário.

Campeonato Paranaense (Atlético 3 x 0 Coritiba) - Presente na Arena da Baixada, o colombiano Valderrama assistiu um segundo tempo devastador do Furacão, que devastou o Coxa (que pela primeira vez neste 2016 não marcou uma vez que fosse) com uma vantagem excelente para a volta do próximo domingo, quando até derrota por dois gols de diferença lhe dará o primeiro troféu desde 2009. Mesmo que a bola role no Couto Pereira, a escrita alviverde de 15 partidas desde 2008 sem derrota para os rubro-negros pode não ser suficiente, já que nenhuma das 11 vitórias nestes 8 anos foi por 3 ou mais gols de diferença (3 para pênaltis e 4 ou mais para reviravolta). Pesquisei bastante e a última goleada do Cori sobre o CAP no Major remete a 1995, quando aplicou 5 x 1 pelo Paranaense. Já a última final com vitória por 3 x 0 foi a de 2006, com o Paraná se dando bem fora de casa sobre a Adap para finalizá-la com 1 x 1 na volta no hoje largado às traças Pinheirão. Decisão com ida vencida pelo mandante por 3 x 0? Temos para registro, sim! Mas essa também tive que pesquisar pra burro (e pra inteligente também) para achar: 1959, decisão ocorrida só em fevereiro de 1960. Autor da proeza sobre o Londrina, o próprio Coritiba papou também a volta por 2 x 1 no interior do estado. Certo é que vivemos uma final "raridade rara". Toda a semana será para o segundo Atletiba pois Copa do Brasil eles terão de novo apenas dois do campeão ser conhecido, ambos no dia 11 e longe dos seus domínios, o Coxa diante do Juventude e o CAP contra o Dom Bosco.

Campeonato Baiano (Vitória 2 x 0 Bahia) - Gols marcados no primeiro tempo. O segundo do Amaral Pitbull foi bonitaço demais, indiscutível. Agora, se aquilo que Anderson Daronco jura de pés juntos que foi pênalti no primeiro gol aconteceu mesmo com "ME" maiúsculo, então eu moro numa cobertura própria de 4 dormitórios na Bela Vista, ganho 20 mil "dilmas" mensais, trabalho num programa líder de audiência na TV e sou casado com a "musa-mor". Como nenhuma destas quatro coisas é verdade (só a parte das 20 mil "dilmas" deve ser verdade como dívidas ao invés de ganhos, preciso ir no SPC consultar meu nome para atestar ou desmentir isso), é claro e cristalino feito a água que bebemos (mineral e sem gás, por gentileza) que a infração foi inventada pelo fortão - aliás, o Juventude já pode se preparar, pois é o Daronco que vai apitar no Beira-Rio no domingo que vem... Bom, a escrita continua à toda: 8 clássicos gerais e 6 no Barradão sem o Vitória perder para o Bahia. Consequências: domingo que vem, na Fonte Nova, o rubro-negro joga por até derrota por um gol de diferença e os tricolores necessitam anotar dois ou mais para serem campeões pela melhor campanha. O último sucesso do Esquadrão sobre o Leão foi exatamente pela diferença necessária desta vez: 2 x 0 como mandante na ida decisiva de 2014, que lhe daria a taça com 2 x 2 na volta. Semana livre para eles, só vai dar Ba-Vi nas conversas futebolísticas até o epílogo.

Campeonato Cearense (Uniclinic 1 x 4 Fortaleza) - O Tricolor deu de ombros para o adversário fortalezense e tratou de atropelá-lo a ponto de, domingo que vem, sair do Castelão campeão até mesmo se perder por três gols de diferença devido à melhor campanha. Título perdido? Só tomando 4 x 0, 5 x 1, 6 x 2 e daí por diante. Na boa, véio: não vai rolar. Situação tão tranquila do Fortaleza agora quanto do último ganhador de ida finalíssima anotando um quatrilho: o Ceará de 1998, que fez 4 x 0 no Ferroviário e ficou no topo mesmo sofrendo 2 x 1 na volta. Semana livre pro Uniclinic e Copa do Brasil em casa pro Leão do Pici receberá o Flamengo depois de amanhã.

Campeonato Alagoano (CRB 2 x 0 CSA) - A final que marca o centenário do Clássico das Multidões começou positiva para o Galo da Pajuçara, que pode até perder por um gol de diferença no próximo domingo, também no Rei Pelé, enquanto o CSA necessita de dois gols de diferença para (aí, sim, com) prorrogação (e possíveis pênaltis) e três ou mais para título nos 90 da volta. Na decisão de 2013, o CRB marcou dois de diferença na ida com 4 x 2, mas saldo não contava e bastou pro CSA fazer 1 x 0 na volta para ser campeão nos pênaltis. Os dois clubes terão toda esta semana à disposição para ficarem na ponta dos cascos até o derradeiro prélio.

Campeonato Potiguar (América 3 x 3 ABC) - Clássico eletrizante: ABC 1 x 0, América 2 x 1, ABC 2 x 2, América 3 x 2 e ABC 3 x 3 com Márcio Passos aos 48 da segunda etapa. Ano passado também havia dado igualdade na ida na mesma Arena das Dunas, mas por 1 x 1, com Mecão campeão por 1 x 0 no Frasqueirão, local da volta de agora no próximo sábado. Troféu pro vencedor do jogo e pênaltis com novo empate. Toda a semana à disposição para o confronto definitivo pois Copa do Brasil está longe: os alvirrubros só estrearão contra o Gama no dia 14 e os alvinegros voltarão a campo apenas no dia 25 contra justamente o ganhador deste pega.

Campeonato Goiano (Anápolis 0 x 0 Goiás) - Bola na rede, que é bom, nada. Bola na trave, que também é legal, uma de cada lado. No dia em que completou 70 anos, o Galo da Comarca segurou um empate que mantém em aberto a decisão pois nova igualdade domingo que vem, no Serra Dourada, resultará em pênaltis. O Esmeraldino não gosta de lembrar da última final iniciada com 0 x 0 pois a de 2014 acabou com o Atlético campeão por 1 x 0 aos 49 minutos do segundo tempo. Uma semana de preparação até a volta os finalistas terão.

Campeonato Brasiliense (Luziânia 2 x 0 Ceilândia) - Estava "oxo" até 27 do segundo, quando a equipe goiana geograficamente falando e candanga futebolisticamente falando saiu na frente para aumentar na mudança do sinal amarelo para vermelho. Sábado que vem, no mesmo Mané Garrincha, o Luziânia joga por até derrota por um gol de diferença, enquanto o Ceilândia precisa de três ou mais, pois dois de diferença levam aos pênaltis.

Campeonato Mato-Grossense (Sete de Dourados 2 x 1 Comercial) - Ele não está mais nos centros mais visados pela grande mídia, mas continua fazendo a diferença. Aloísio Chulapa diminuiu a desvantagem da sua equipe aos 44 do segundo e isso faz com que os interioranos joguem pelo empate no próximo domingo, nas Moreninhas, enquanto a equipe da capital só precisa vencer por qualquer marcador. Apitado por Renan Novaes Insabralde, este cotejo foi encerrado pela bandeirinha Vanessa de Abreu Amaral, que se despediu desta carreira após 12 dos seus 31 anos para se dedicar à família e ao noivo com quem casará no fim deste ano.

A rodada pelo Brasil: outros destaques

Campeonato Paulista Série A2 - A final em jogo único no próximo fim de semana terá Mirassol x Santo André, os dois que retornam à elite estadual em 2017 no lugar dos seis rebaixados deste 2016 (o que reduzirá a A1 de 20 para 16 clubes). O Mirassol venceu de novo o Batatais e o Santo André, que tentará o quarto título da segunda divisão paulista, segurou o empate com o Barretos após derrotá-lo na primeira partida.

Campeonato Carioca (Taça Rio) - Final do sul fluminense em São Januário vencida pelo Volta Redonda com trinca a nada sobre o Resende. Detalhe: todos os gols no segundo tempo e estava 1 x 0 até 46 da segunda etapa. Tiago Amaral marcou duas vezes e é artilheiro com 10 proezas, uma acima do vascaíno Riascos.

Campeonato Paranaense (final do interior) - Com 3 x 2 na ida, o Londrina confirmará a dianteira no sábado que vem até empatando. O PSTC precisa de um de diferença para pênaltis ou dois ou mais para reviravolta.

Campeonato Baiano (terceiro lugar) - Empatados sem gols, Fluminense e Juazeirense se enfrentam de novo no próximo sábado. O clube de Juazeiro precisa de novo empate e a equipe de Feira de Santana precisa vencer por qualquer placar. O terceirão optará pela Série D deste ano ou pela Copa do Nordeste de 2017.

Campeonato Maranhense (ida da semifinal do segundo turno) - Tanto Sampaio Corrêa sobre o Imperatriz quanto Moto Club diante do Cordino com vantagens iguais para as voltas: classificação garantida até se perder por dois gols de diferença e eliminação apenas tomando três ou mais. Mas como pode ser cenário igual se o Sampaio fez 3 x 0 e o Moto marcou 2 x 0? Simples: benefício para o mandante da volta pela melhor campanha. Campeão do primeiro turno, o Moto confirmou a sua, enquanto o Sampaio desmanchou a do oponente.

Campeonato Paraibano (ida da semifinal) - Sousa marcando duas vezes e Botafogo diminuindo aos 49 do segundo tempo. Na volta, o Dinossauro joga pelo empate e o Belo por qualquer vitória.

Campeonato Sergipano (10ª e última rodada da segunda fase) - Já classificado para a final, o Itabaiana "oxou" com o Dorense e aguardou pelo seu adversário. O Confiança até fez sua parte ao ganhar do Estanciano e ir aos 16 pontos, tentando deixar melhor o aniversário de 80 anos completados neste domingo. Só que o Sergipe empatou sem gols com o Boca Júnior, foi aos 17 e decidirá o campeonato, que iniciará em Aracaju depois de amanhã e terminará no Agreste no próximo sábado.

Campeonato Piauiense (segundo turno) - As semifinais terão Altos x Piauí e Parnahyba x Ríver (vencedor do primeiro turno). Só que o TJD/PI julgará uma suposta escalação irregular no Altos, que poderá perder 4 pontos. Se isso acontecer, a semifinal ficará Parnahyba x Piauí e Ríver x Altos.

Campeonato Mato-Grossense (semifinal em jogo único) - O Luverdense venceu o Cuiabá por dobro a nada e isso faz o clube da capital deixar de ser finalista pela primeira vez desde 2010 (foram 4 títulos nestas 5 finais), enquanto o Sinop bateu o Araguaia de virada. A finalíssima começa nesta quarta à noite em Lucas do Rio Verde e o desfecho será na famosa e popular cidade do Rogério Ceni no domingo que vem.

Campeonato Acreano (4ª e penúltima rodada do segundo turno) - Atlético campeão ao vencer o Plácido de Castro e assegurado na finalíssima contra o Rio Branco, que nesta rodada perdeu mais uma vez para o Galvez, seu algoz no embate estadual que definiu o próximo rival do Santos na Copa do Brasil.

Copa do Brasil - Sim, mata-ou-morre nacional em fim de semana, algo comum na primeira década e meia de realização, mas absolutamente "raridade rara" do começo dos anos 2000 para cá. Nova vitória do Paysandu sobre o Independente e será o bicolor o paraense a enfrentar o Operário de Ponta Grossa.

Agenda da semana no futebol brasileiro

Copa do Brasil (voltas da primeira fase e idas da segunda) - Amanhã, Bragantino x Avaí às 21h30; depois de amanhã, Joinville x Comercial (1 x 1 na ida) e Ferroviária x Fluminense ambos às 19h30 e Fortaleza x Flamengo às 21h45; e na quinta, Cruzeiro x Campinense (0 x 0 na ida) e Genus x Ponte Preta.

Copa Verde (ida da final) - Amanhã, Paysandu x Gama às 20h30.

Campeonato Pernambucano (idas) - Depois de amanhã, Salgueiro x Náutico (terceiro lugar) às 19h30 e Santa Cruz x Sport (final) às 21h45.

Campeonato Maranhense (voltas da semifinal do segundo turno) - Depois de amanhã, Moto Club x Cordino às 20h15; e na quinta, Imperatriz x Sampaio Corrêa às 19h15.

Campeonato Sergipano (ida da final) - Depois de amanhã, Sergipe x Itabaiana às 20h.

Campeonato Mato-Grossense (ida da final) - Depois de amanhã, Luverdense x Sinop às 21h DF e 20h locais (porém, cabe cuidar se não passarão para 21h45 / 20h45 para ajuste à grade da TV).

Agenda da volta das oitavas na Libertadores

Amanhã - Atlético Nacional x Huracán às 21h45 (0 x 0 na ida) e Pumas x Deportivo Táchira às 23h45 (Táchira 1 x 0 na ida).

Depois de amanhã - Toluca x São Paulo (4 x 0 São Paulo na ida) e River Plate x Independiente del Valle (2 x 0 Del Valle na ida) ambos às 19h15; e Corinthians x Racing e Atlético Mineiro x Racing (ambos 0 x 0 na ida) às 21h45. Os dois paulistas folgaram neste fim de semana - isto é: o Tricolor até jogou, mas não com os principais e sim com o sub-20, que ganhou por 2 x 1 do profissional Chacarita Juniors em amistoso comemorativo aos seus 110 anos -, mas os rivais deles foram a campo. Adversário são-paulino, o Toluca sofreu 2 x 0 do Cruz Azul e é apenas 11° do Clausura Mexicano com 19 pontos em 16 partidas. Já o Nacional, confrontador corintiano, empatou em 1 x 1 com o Sul America pelo Uruguaio e está em 3° com 20 pontos em 10 compromissos.

Quinta-feira - Rosario Central x Grêmio às 19h15 (Central 1 x 0 na ida) e Boca Juniors x Cerro Porteño às 21h45 (Boca 2 x 1 na ida). Rival gremista, o Rosario recebe hoje o Gimnasia La Plata e é 5° do Grupo A do Argentino com 19 pontos em 12 rodadas. Já o Boca perdeu por 1 x 0 pro Argentinos Juniors, que não vencia um só compromisso que fosse havia 16 tentativas nos últimos 209 dias (7 meses).

A rodada nos nacionais europeus

Campeonato Espanhol (36ª de 38 rodadas) - O Barcelona continua líder com 85 pontos ao ganhar do Betis na noite em que Daniel Alves completou 300 vitórias em 409 partidas pela equipe em 8 anos. Também com 85, o Atlético de Madrid venceu o Rayo Vallecano. Ainda na cola com 84, o Real Madrid passou pela Real Sociedad. Próxima rodada, fim de semana que vem: Barcelona x Espanyol, Levante x Atlético e Real x Valencia.

Campeonato Inglês (36ª de 38 rodadas) - Leicester empatando com o United em Manchester no dia dos 75 anos do Sir Alex Ferguson, mas se sagrando campeão hoje mesmo se o Tottenham não vencer o Chelsea no clássico de Londres. São 77 pontos para os Foxes e 69 para os Hotspurs. Lamentável que a Federação Inglesa não tenha colocado simultâneas as partidas dos dois disputantes do título, erro também cometido pela Federação Italiana ao deixar Juventus e Napoli separados quando confrontados. E também na penúltima rodada será assim: Leicester x Everton às 13h30 do sábado e Tottenham x Southampton às 8h45 do domingo.

Campeonato Alemão (32ª de 34 rodadas) - Bayern de Munique próximo, mas ainda não campeão por ter 82 pontos ao empatar com o Borussia Monchengladbach contra 77 do Borussia Dortmund após a goleada sobre o Wolfsburg. Próxima rodada no fim de semana que vem: Ingolstadt x Bayern e Eintracht Frankfurt x Dortmund.

Campeonato Português (32ª de 34 rodadas) - Segue bonitaça a briga. O Benfica foi aos 82 ao derrotar o Vitória de Guimarães e o Sporting tem 80 após trincar o Porto no clássico. A próxima rodada é no fim de semana que vem e pode tanto definir a questão quanto adiar pro fim: Marítimo x Benfica e Sporting x Vitória de Setúbal.

Campeonato Italiano (36ª de 38 rodadas) - A campeã Juventus soma agora 88 pontos após derrotar o Carpi - ou, como diríamos aqui na aldeia, mandar o Carpi "carpir um lote". (não aguentei... rs) Hernanes fez um gol.

Campeonato Francês (36ª de 38 rodadas) - Campeão Paris Saint Germain somando  89 pontos após passar por cima do Rennes por 4 x 0 com direito a dois gols do Ibrahimovic.

Agenda do meio de semana na Europa

Liga dos Campeões (volta da semifinal às 15h45) - Amanhã, Bayern de Munique x Atlético de Madrid (1 x 0 Atlético na ida); e depois de amanhã, Real Madrid x Manchester City (0 x 0 na ida). Pelo Inglês, os Citizens perderam fora de casa neste fim de semana para o Southampton por quatrilho a dobra.

Liga Europa (volta da semifinal na quinta, às 16h05) - Liverpool x Villarreal (1 x 0 Villarreal na ida) e Sevilla x Shakhtar Donetsk (2 x 2 na ida). Neste fim de semana, o Liverpool tomou 3 do Swansea longe dos seus domínios, o Villarreal bateu o Valencia fora de casa e o Sevilla foi superado pelo Espanyol na Catalunha.

Curtinhas

*Jogador do Figueirense, França já aprontou umas e algumas por lá. Mas a desse fim de semana foi demais (li pelo Danilo Lavieri no UOL): ele dirigia com amigos e foi acertado por outro veículo, ao qual decidiu perseguir. Veio uma discussão que virou pancadaria generalizada e aí um terceiro carro surgiu e atropelou França, que foi reconhecido, teve seu rosto arrastado no asfalto e tomou mais e mais agressões. Levado ao Hospital Regional de Florianópolis, levou pontos na desfigurada face e ainda está grogue, mas foi medicado e voltou para casa. PQP!!!

*Apresentados hoje pelo Cruzeiro os jogadores Lucas e Robinho, a ele emprestados pelo Palmeiras.

*O Ceará contratou o lateral direito Eduardo, que trabalhou com Sérgio Soares no São Bernardo.

*Sandro Meira Ricci será o árbitro brasileiro do futebol masculino na Olimpíada do Rio, em trio que tem ainda Emerson de Carvalho e Marcelo van Gasse como auxiliares. No feminino, só teremos a bandeirinha Neuza Back.

*Rúgbi: o Brasil empatou em 20 x 20 com o Chile no Pacaembu pelo Sul-Americano de XV. A terceira e última partida dos "Tupis" será fora de casa, no próximo sábado, contra o Paraguai.

*Judô: Pan-Americano realizado em Cuba com ouros de Tiago Camilo, que venceu o americano Colton Brown no peso até 90 kg, e Rafael Silva, ganhador de final brasileira acima de 100 kg diante de David Moura.

*NBA: a classificação sobre o Indiana Pacers por 4 x 3 nas quartas-de-final da Conferência Leste (vitória decisiva por 89 x 84) representou o primeiro play-off vitorioso do Toronto Raptors depois de 15 anos. As semifinais de conferência terão: Leste com Raptors x Miami Heat e Cleveland Cavaliers x Atlanta Hawks; e Oeste com Golden State Warriors x Portland Trail Blazers e Oklahoma City Thunder x San Antonio Spurs.

*NBB: semifinal aberta pelos 86 x 81 do Mogi das Cruzes sobre o Flamengo. Sexta tem o jogo 2 no RJ.

*Fórmula 1: Nico Rosberg vencedor do GP da Rússia com Lewis Hamilton em segundo, Kimi Raikkonen terceiro, Felipe Massa quinto e Felipe Nasr décimo sexto. Com 100 pontos contra 57 do atual campeão, Keke Júnior venceu todas as 4 etapas desta temporada e acumula 7 vitórias seguidas, igualando Michael Schumacher e Alberto Ascari, além de ficar a duas de igualar o recorde do ontem abandonador Sebastian Vettel em 2013. Rosberg e Hamilton completaram 25 dobradinhas e se tornaram a dupla de equipe a mais vezes chegar em primeiro e segundo, tanto faz a ordem deles, superando as 24 de Michael Schumacher e Rubens Barrichello pela Ferrari entre 2000 e 2005. A próxima corrida da "Fórmula Nico" acontecerá na Espanha daqui a exatos dois domingos.

Sintonia PB

Começa o tópico desta "24 Horas" que está antenado no que ocorre fora dos esportes. Às novidades:

*Dedicado aos leitores de Goiânia: leio no TudoRádio que o prefixo 102,1 FM não transmite mais a Mix, que ali esteve por 3 anos. Uma nova programação adulta-contemporânea está no ar e anuncia para em breve a estreia da Alpha FM. Não se sabe se ela possui relação direta com a Alpha FM de São Paulo pois as vinhetas não são as mesmas, embora também em Goiás o slogan seja igual: "estilo em sintonia com você".

*Inaugurada hoje a BandNews FM 103,3 de João Pessoa, que se junta a São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Brasília, Salvador e Fortaleza. Por causa disso, o noticiário nacional das 7h30 desta segunda teve Ricardo Boechat e Eduardo Barão presentes nos estúdios da nova afiliada, que substituiu a Clube FM e cujo nome "de guerra" completo é BandNews Manaíra FM. É uma associação da rádio à TV Manaíra, nome adotado há 1 mês e meio pela antiga TV Clube, a afiliada da Rede Bandeirantes na Paraíba.

*Segunda-feira de Luciane Kohlmann passando a apresentar o "SBT Rio Grande 2ª Edição" das 19h20 às 19h45 durante a licença-maternidade da Edieni Ferigollo, que ganhará Arthur em breve. Luciane já tinha apresentado os jornais locais do SBT algumas poucas vezes em escalas de folgas e feriados, mas agora recebe sua primeira grande oportunidade como apresentadora de segunda a sexta em noticiário de horário nobre. Aliás, muito justo que isso aconteça no SBT, emissora na qual competiu em 2002 no "Popstars", aquele programa musical que revelou o grupo Rouge. Melhor assim. O Rouge não durou praticamente nada e isso talvez prejudicasse a Lu numa carreira de cantora. Depois disso, ela optou pelo jornalismo e felizmente foi bem sucedida, inicialmente por muitos anos na RBS (Rádio Gaúcha e RBS TV) até trocá-la pelo SBT há exatamente 1 ano e 1 mês. Só o que de bom o Rouge deu ao mundo foi uma canção cujo refrão virou um hilário bordão do Rômulo Mendonça na ESPN.

*Lamentável e triste o que aconteceu ontem aqui em Porto Alegre: ao cobrir uma manifestação favorável ao Governo Federal no Parque da Redenção, Guacira Merlin gravava uma passagem quando um sujeito não mostrado pela câmera chegou chutando o equipamento e agredindo o cinegrafista - imagem que a Globo mostrou em rede nacional na sua programação, mas que a RBS TV não reprisou ao menos no "Bom Dia Rio Grande" desta manhã. Não é assim que se deve protestar, existem outras maneiras mais inteligentes e certeiras para tanto. Nem é preciso dizer, mas direi mesmo assim, que o trabalho de Guacira e cia. acabou ali. Baaahhh!!!

*Péssima nova que sei pelo Flávio Ricco: a crise econômica pegou forte também na Record Minas, que teve que demitir profissionais nos últimos dias e estava por fazer outras mais a partir de hoje. Parei e pensei agora: será que foi por isso, então, que aconteceu na última semana a saída da repórter Sálua Zorkot, que vinha fazendo há várias semanas os vivos de Belo Horizonte no "Fala Brasil"? Pena, pena mesmo! Ainda mais que este é um mês que deveria ser apenas positivo para a Record Minas por ser o dos seus 25 anos de existência no dia 12.

*O "Domingo Espetacular" estreou ontem a nova temporada do "50 por 1". Não é mais programa a boa produção feita pelo Álvaro Garnero, que começou em 2007, e sim quadro do semanal jornalístico.

*Depois de 3 semanas no "SPTV" das 19h15, Izabella Camargo voltou nesta segunda ao "Hora 1", que na última semana foi apresentado pela Michelle Barros (pois Monalisa Perrone está cobrindo férias do Rodrigo Bocardi no "Bom Dia SP" e no "Bom Dia Brasil"). Aliás, um "Hora 1" com ares de "Casal Telejornal" pois este de retorno da Izabella teve os gols do fim de semana apresentados pela locução do repórter César Menezes, seu namorado e - justamente por causa disso - um dos homens que tanto mais invejo na atualidade quanto considero dos mais afortunadamente abençoados que existem. (rs) A recolocação da Izabella no fim da madrugada se dá pela volta esta noite do Carlos Tramontina ao noticiário paulistano, recuperado que está de problemas médicos.

*Televisão gravada tem dessas coisas: o "Domingão do Faustão" exibido ontem foi gravado no dia 17, quando a Globo ficou direta e reta das 15h45 às 23h45 na transmissão da votação da continuidade ou não do processo de impeachment da Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados (fotos publicadas no Instagram pela repórter Renata Longaray e pela cantora Gaby Amarantos, convidada do "Ding Dong", reforçaram isso). Assim, o programa teve a participação da Carolina Nakamura, que se despediu do "Domingão" no dia 24 pois atuará em novelas. Além disso, houve um direito de resposta ao casal envolvido no episódio da cusparada do José de Abreu, que participou ao vivo no mesmo dia 24 (mas dá no mesmo dizer domingo retrasado). Se fosse ao vivo, certamente o próprio Fausto Silva o leria. Como era gravado, chamaram a Renata para fazer mais esta gravação para ontem.

*Tristeza: morreu no sábado aos 81 anos o humorista César Macedo, que ficou popular como o Seu Eugênio na "Escolinha do Professor Raimundo" da Globo a partir de 1992, personagem reprisado na Record em duas vezes, tanto na "Escolinha do Barulho" entre 1999 e 2001 quanto na "Escolinha do Gugu" em 2011. Ele sofreu uma infecção hospitalar depois de uma cirurgia ocasionada por uma fratura do fêmur. Fará falta!

*Leio no Flávio Ricco que, para que sua final aconteça no término de julho e não colida com os Jogos Olímpicos, a Bandeirantes mostrará em breve o "MasterChef" não apenas às terças, mas também às quintas.

*Tarde de regresso na Record de "Amor e Intrigas", novela de 2008 que passa a ser exibida às 14h45, mas não ainda substituindo "Prova de Amor", cujos capítulos finais continuam no ar nesta semana às 15h15. Ou seja: Record fazendo o mesmo que a Globo, sendo que a Globo copiou do SBT isso de cruzar durante uma ou duas semanas os capítulos finais de uma novela com os iniciais de outra. Essa o Silvio pode bater no peito, encher os pulmões e disparar com tudo: "ao menos uma vez na vida os Marinho me copiaram!" (rs)

*Ó o filme que virou série de TV: "A Hora do Rush", inspirada nos filmes feitos por Jackie Chan e Chris Tucker, agora interpretados por Jon Foo e Justin Hires. Os dois primeiros episódios estrearam aqui no Brasil ontem pelo canal Warner. Espero, até por questão de coerência diante das incontáveis reprises em suas sessões de cinema, que a exibidora em canal aberto num tempo não muito distante seja o SBT.

*Ó que a praga rogada pelos fãs de Hotchner, Rossi, Morgan, Reid, Gideon, JJ, Prentiss e Garcia está direitinha, hein? Depois que parou de mostrar "Mentes Criminosas" em janeiro após desnecessárias três exibições contínuas da mesmíssima quinta temporada ao invés de tratar de estrear todas as demais com exceção da atual (afinal, é só comprar e mostrar por tudo já estar dublado mesmo por causa do AXN), nunca mais a Globo acertou a série das 4h por um tempo longo - diferentemente dos policiais da UAC, que ficaram no ar por 1 ano e 2 meses continuamente. Vieram "Prova do Crime" em janeiro (só 2ª e 3ª temporadas, mas não a 1ª), "Segredos do Paraíso" em março, "A Guerra das Gangues" no mês passado e "Prisão Invisível" desde esta segunda-feira. Detalhe: "Under The Dome" já havia passado até janeiro no início da madrugada, durante as férias do "Programa do Jô", quando foi estreada a terceira e derradeira temporada (são 39 episódios totais). Não inventa, Plim-Plim! Faz a alegria de muitos tantos e também de mim! Recoloque "Mentes Criminosas" às 4h com episódios inéditos, sim?

*Co-astro da série "Terra de Gigantes" de 1968 a 1970, Don Marshall completa 80 anos nesta segunda.

*Quem também faz 80 anos hoje é a atriz e diretora argentina Norma Aleandro, que atuou em "A História Oficial", produção vencedora do Oscar de filme estrangeiro em 1986 e uma das três da América Latina a conquistá-la. (a primeira foi "Orfeu Negro" em 1960, co-produção do nosso Brasil com França e Itália, e a terceira e até agora última foi "O Segredo dos Seus Olhos" em 2010, também filmado na Argentina)

Bela do Dia: Yara Fantoni

Yara Fantoni, nova repórter esportiva da Rede Bandeirantes em Belo Horizonte. "Netamente" falando, como diria o "gaúcho de Erechim": baita gatinha, diga-se de passagem. Uma dúvida admito me ocorrer: teria Yara algum parentesco ou só coincidência de sobrenome com o falecido mineiro Orlando Fantoni, que foi treinador campeão por Cruzeiro, Náutico, Bahia, Vasco e Grêmio?

*E essa que aconteceu ainda no dia 23 do mês passado e que somente agora ganhou repercussão nacional? Foi no concurso de beleza Miss Rondônia Mundo em Cacoal, quando foi anunciada a vitória de Letícia Cappatto (parente do Lucas, do esporte da Band Rio, ou só sobrenome igual?), candidata de Ji-Paraná. Enquanto o anfitrião anunciava o resultado, a cerimonialista Jaqueline Grohalski colocou a coroa na cabeça da Letícia. Porém, veio a organizadora Gleice Leitte subindo ao palco para tirar a coroa e colocá-la na cabeça da efetiva ganhadora, Karliany Barbosa, representante da cidade-sede do evento, creditada como dona da maior pontuação. Entrevistada pelo Ego, a campeã de Cacoal afirmou que a cerimonialista sabia o que fez e fez de propósito para que o concurso tivesse repercussão na mídia. Gleice, representa da agência de modelos Felicittá, prometeu processar Jaqueline. Rapaz... Não é um "Steve Harvey de saias", ali ele cometeu apenas uma distração. Sim, uma enorme idiotice burramente patética, mas foi uma distração. Já este caso de Rondônia parece ter sido maldade planejada.

E fique antenado! "Sintonia PB" continua de olho no que ocorre fora dos esportes e retorna na próxima coluna.

Clipe do Dia

Completa hoje 80 anos o cantor Engelbert Humperdinck, que mostro aqui cantando "Release Me (and Let Me Love Again)" em apresentação de 1989. A canção ele gravou em 1967 e foi originalmente composta em 1946.

Antes do Arremate...

...um reforço sempre válido: este Papo de Bola - o Site precisa de patrocinadores para se manter no ar, por não ser apenas o custo da hospedagem o necessário para tanto e sim outros ainda maiores. Se você quiser anunciar nestes escritos, clique aqui e dê uma olhada nas maneiras de como fazê-lo que muito bem vindo serás e muito agradecido ficarei. Também continuo forçosamente adotando o "Ajude o PB", de colaborações avulsas.

Arremate

"Linda" estreia do Adriano Imperador no Miami United: 5 x 0 sofridos diante do Miami Fusion. Ê lasqueira!

"24 Horas" volta antes que a quarta divisão dos Estados Unidos dê outro motivo para ser falada!

O COLUNISTA: Edu Cesar é criador e editor do Papo de Bola (autor também da coluna "Papo de Mídia").

TWITTER: @papodebola
FACEBOOK: SitePapoDeBola
E-MAIL: papodebola@gmail.com


LEIA
COLUNAS ANTERIORES
VEJA
"BELAS DO DIA" ANTERIORES

.


 
Seja mais um seguidor do Papo de Bola e leia as manchetes do site e comentários diversos.

PAPO DE BOLA - O SITE Desde 2/6/2003 Jogue junto com este time!
Criação, produção e edição Edu Cesar E-mail papodebola@gmail.com

.