.


.

  24 Horas
  Papo de Mídia
  Academia Esportiva
  Papo Especial
  Especiais PB
  O Jogo da Minha Vida
  Rádio PB
  PB Interativo
  Sites Parceiros

.

.

OFERECIMENTO

.

ATENÇÃO: página melhor visualizada em 1024 x 768 - Seja bem vindo ao PAPO DE BOLA - O SITE!

.

24 HORAS
Futebol, esportes, sintonias e belas

.

Segunda, 25 de abril de 2016 - ANO 13, EDIÇÃO 164
Mais cheia até que na Copa

Obs.: esta coluna é publicada com vários problemas pois desde a virada de 6 para 7 de abril estou com apenas metade da velocidade da internet, com muita dificuldade para carregar páginas e impossibilitado de ver e escutar áudios e vídeos, seja em streaming ou ao vivo, e quanto mais baixá-los. Não é problema técnico, é assim mesmo que a internet da GVT (agora Vivo) fica quando passa um determinado período sem conseguir pagar a conta de telefone - e lamento dizer que este é o meu caso, que não sei quando solucionado será. Enquanto isso, vou tocando o site com muita dificuldade e sem muitas coisas habituais dele. Espero que isso se solucione rápido.

É a Arena da Amazônia na semifinal carioca Vasco x Flamengo. Seu mais de 44 mil torcedores superaram os 40.322 de Suíça x Honduras na Copa do Mundo de 2014 e garantiram a liderança nos públicos deste fim de semana pelo país. Mais uma vez o Itaquerão teve ótima participação nas arquibancadas, desta vez com mais de 41 mil frustrados pelo Corinthians cair pro Audax. O Mineirão recebeu 35 mil fãs no clássico semifinal e o Mangueirão teve mais de 24 mil presentes no Re-Pa da Copa Verde. Aqui em Porto Alegre, a "derrota vitoriosa" do Juventude poderia ter tido mais que 20 mil viventes na Arena do Grêmio, não fosse a forte chuva.

O lado negativo ficou para a vitória do Botafogo, assistida por apenas pouco mais de 5 mil presentes, o que deixou uma semifinal de Campeonato Carioca atrás das semifinais da Série A2 do Paulistão com 6 mil e 7 mil fãs. Também muito baixos os comparecimentos do povo na última rodada do segundo turno catarinense, apenas com "amistosos" que evidentemente não atraíram ninguém. Todos eles ficaram atrás da vitória do XV de Jaú na quarta divisão (chamada de "segunda") de SP, neste que foi seu primeiro jogo no Zezinho Magalhães desde a derrota por 3 x 1 para o Taquaritinga em junho de 2014, já que depois se licenciou até retornar neste ano. Acompanhe abaixo o tradicional balanção de pagantes, presentes e arrecadação do fim de semana pelo Brasil. Sempre existem lacunas, sempre existem jogos que ficam de fora, mas nem todos têm os seus dados informados.

44.419 / R$ 3.531.240,00 - Vasco 2 x 0 Flamengo (Carioca) - Arena da Amazônia, Manaus (AM)
41.343 (41.626) / R$ 2.574.271,00 - Corinthians 2 x 2 Osasco Audax + 1 x 4 (Paulista) - Arena Corinthians, São Paulo
35.214 / R$ 663.766,00 - Cruzeiro 0 x 0 América (Mineiro) - Mineirão, Belo Horizonte
21.537 (24.617) / R$ 412.854,00 - Remo 2 x 4 Paysandu (Copa Verde) - Mangueirão, Belém (PA)
18.285 (20.158) / R$ 704.599,00 - Grêmio 3 x 1 Juventude (Gaúcho) - Arena do Grêmio, Porto Alegre
16.111 / R$ 500.440,00 - Atlético 2 x 0 URT (Mineiro) - Independência, Belo Horizonte
15.596 / R$ 288.940,00 - Náutico 1 x 2 Santa Cruz (Pernambucano) - Arena Pernambuco, São Lourenço da Mata
13.690 / R$ 688.235,00 - Santos 2 x 2 Palmeiras + 3 x 2 (Paulista) - Vila Belmiro, Santos
13.216 / R$ 277.905,00 - Goiás 1 x 0 Vila Nova (Goiano) - Serra Dourada, Goiânia
10.370 (11.300) / R$ 114.577,00 - Fortaleza 4 x 4 Guarany (Cearense) - Castelão, Fortaleza
10.250 (11.237) / R$ 330.170,00 - Paraná 1 x 0 Atlético + 2 x 4 (Paranaense) - Vila Capanema, Curitiba
8.358 (9.891) / R$ 209.575,00 - Coritiba 2 x 0 PSTC (Paranaense) - Couto Pereira, Curitiba
7.010 / R$ 111.850,00 - Batatais 0 x 1 Mirassol (Paulista A2) - Oswaldo Scatena, Batatais
5.856 / R$ 44.600,00 - Santo André 2 x 0 Barretos (Paulista A2) - Bruno José Daniel, Santo André
4.883 (5.911) / R$ 52.560,00 - Atlético 1 x 2 Anápolis (Goiano) - Serra Dourada, Goiânia
4.827 / R$ 50.238,00 - Botafogo 5 x 0 Sousa (Paraibano) - Almeidão, João Pessoa
4.184 / R$ 35.974,00 - Salgueiro 1 x 0 Sport + 4 x 5 (Pernambucano) - Cornélio de Barros, Salgueiro
3.736 / R$ 18.980,00 - Flamengo 0 x 1 Sertãozinho (Paulista A3) - Ninho do Corvo, Guarulhos
3.663 / R$ 41.636,00 - Gama 1 x 2 Aparecidense (Copa Verde) - Bezerrão, Gama (DF)
3.562 (5.182) / R$ 104.245,00 - Fluminense 0 x 1 Botafogo (Carioca) - Raulino de Oliveira, Volta Redonda
3.265 / R$ 31.669,00 - XV de Jaú 3 x 1 Bandeirante de Birigui (Paulista 2ª Divisão) - Zezinho Magalhães, Jaú
2.556 / R$ 25.440,00 - Paraíba 0 x 0 CSP (Paraibano) - Perpetão, Cajazeiras
2.306 / R$ 25.760,00 - Joinville 1 x 1 Brusque (Catarinense) - Arena Joinville, Joinville
1.543 / R$ 16.700,00 - Criciúma 3 x 2 Chapecoense (Catarinense) - Heriberto Hulse, Criciúma
1.405 (1.426) / R$ 15.538,00 - Figueirense 2 x 0 Metropolitano (Catarinense) - Orlando Scarpelli, Florianópolis
1.037 / R$ 10.450,00 - Catanduvense 1 x 2 São Carlos (Paulista A3) - Sílvio Salles, Catanduva
1.012 (1.317) / R$ 20.140,00 - Genus 0 x 0 Rondoniense + 2 x 4 (Rondoniense) - Aluízio Ferreira, Porto Velho
706 / R$ 9.895,00 - Inter de Lages 2 x 0 Avaí (Catarinense) - Tio Vida, Lages

Balanço do fim de semana pelo Brasil

Paulista (semifinal em jogo único) - Santos x Palmeiras tem sido sinônimo de decisão. Em termos estaduais, de novo deu alvinegro com muita emoção pois tinha dois gols de frente com Gabriel, mas sofreu dois na finaleira com Rafael Marques - porém, este repetiu as finais paulista e da Copa do Brasil em 2015 ao perder seu pênalti. Vanderlei catou dois e Fernando Prass mandou o último na trave, permitindo ao Lucas Lima farrear no Twitter mesmo perdendo sua cobrança. O Palestra ficará sem jogar até 14 ou 15 de maio, no início do Brasileirão, pois saiu da Libertadores e só entrará na Copa do Brasil nas oitavas-de-final. Fazia 10 clássicos desde 2013 que eles não empatavam, também 10 sendo os duelos sem derrota (8 ganhos) do Peixe pro Verdão desde abril de 2011 na Vila Belmiro. Nela, os praianos têm agora 26 jogos sem derrota no geral (22 vencidos) e 43 de invencibilidade só em Paulistões (34 exitosos). 9ª final do Santos nas últimas 10 edições desde 2007 - e ainda campeão nos pontos corridos em 2006. Só não decidiu em 2008, único ano desde 2004 até agora com ele ausente dos quatro primeiros. Nestas 9 decisões (8 seguidas), será a 3ª contra um clube da região metropolitana paulistana. Nas outras duas, o Peixe só foi campeão por causa da melhor campanha por ter uma vitória, uma derrota e saldo igual contra São Caetano em 2007 e Santo André em 2010. Falo isso por seu adversário ser o Osasco Audax ao excluir o Corinthians nos pênaltis após igualdade em dobras num jogo muito elogiado. Eram 12 vitórias seguidas em seu estádio do Timão, ainda invicto em termos de 90 minutos, mas que caiu na Arena pela 4ª vez em mata-ou-morre (duas em Paulistas, uma em Libertadores e uma em Copa do Brasil). Tite lamentou o regulamento por não dar benefícios à melhor campanha, mas isso é algo que todos os clubes aprovaram lá no início sem alguém contestar. Que se lute para mudar isso em 2017, pois agora não dá mais. Resta se preparar para a Libertadores contra o Nacional do Uruguai, que no sábado venceu o Fenix por 1 x 0 no Uruguaio para ser 2° com 19 pontos em 9 jogos. Avança a equipe dos fazedores de golaços Bruno Paulo e Tchê Tchê, do catador de penalidades Sidão e do treinador-revelação Fernando Diniz, que quer fechar o "ciclo positivo" contra os grandes ao tentar tomar a taça do Santos após empatar com o Corinthians e eliminá-lo nos pênaltis, golear o São Paulo e vencer em casa. As finais foram oficializadas nos estádios dos finalistas: José Liberatti na ida e Vila Belmiro na volta.

Paulista A2 (semifinal, ida) - Sem empates o início das definições dos finalistas e dos dois acessos para a elite em 2017. Santo André podendo perder por um gol de diferença no próximo sábado e Barretos precisando de dois de diferença para pênaltis e três ou mais para classificação. Do outro lado, Mirassol jogando pelo empate na manhã do próximo domingo e Batatais precisando de um de diferença para pênaltis e dois ou mais para avançar.

Carioca (semifinal, jogo único) - Em fim de semana perfeito até fora do futebol com seu boliche conquistando o Brasileiro de Tercetos, o Vasco manteve a invencibilidade sobre o Flamengo com um gol em cada tempo. São 9 clássicos (6 vencidos) desde o ano passado e exatamente metade ganha em enfrentamentos entre eles fora do RJ (6 vitórias flamenguistas e 3 empates). Só em Manaus, foi o quarto embate e o Cruzmaltino só perdeu em 2015, pois além de agora também se deu bem em 1980 e 1996. Passar em branco é algo que não aconteceu nos 17 compromissos vascaínos deste ano, o que ajuda a explicar a obtenção da excelente marca de 22 partidas sem derrota, atingida pela última vez entre 1947 e 1948. Na última vez em que não anotou, o Vasco não perdeu (foi com o Coritiba na última rodada do Brasileirão 2015). Em contraponto, o rubro-negro Guerrero nega fogo em termos de Clássicos dos Milhões ao fechar 6 deles sem anotar (4 perdidos e 2 empatados) e só venceu um de 9 clássicos contra os demais rivais cariocas (perdeu 4). Na decisão, o adversário será o Botafogo, que precisou de um único gol para excluir o Fluminense, que jogava pelo empate, mas que ainda não ganhou clássicos em 2015. Ribamar, que botou no alvo, tem 3 gols como profissional... todos feitos sobre os tricolores, que assistiram pela primeira vez em sua trajetória por eles Fred ficar desagradáveis 10 atuações sem converter. É a 8ª final do Fogão (campeão em 2006 e 2010) nos últimos 11 Cariocas - e só digo 8 e não 9 pois tecnicamente 2013 não conta por não ter tido finalíssima, já que ali o Glorioso foi campeão vencendo os dois turnos. É um "revival" da decisão do ano passado, resta saber se novamente o Vasco celebrará ou se o Botafogo dará o troco. Maracanã assegurado para o epílogo, mas vai que dá a louca no Eurico Miranda e ele inventa de querer a segunda partida em São Januário? Louca deu foi em todos (inclusive os finalistas e os perdedores da semi) ao aprovarem um regulamento que dá benefício para vantagem na semifinal e não repete isso na finalíssima, na qual igualdade em pontos e saldo nas duas partidas resultará em pênaltis. Eu posso com isso??? Enquanto isso, a Taça Rio ficará no Sul do estado, restando saber se pro Resende (que quatrilhou o Boavista) ou pro Volta Redonda (que derrotou o Macaé).

Mineiro (semifinal, volta) - Empate sem gols classificando para a final o América, que não a disputava desde 2012 e que tentará o primeiro título desde 2001. Precisando marcar dois de diferença para classificar pela melhor campanha, o Cruzeiro ficou que nem as palavras daquela canção na voz da Gloria Estefan ainda nos tempos do Miami Sound Machine que foi trilha da novela "O Outro": se perdeu pelo caminho. E quem perdeu o emprego foi Deivid, mesmo tendo apenas 2 derrotas em 18 partidas (venceu 11) somando amistosos, estadual, Copa do Brasil e Primeira Liga. A Raposa não ficava dois anos consecutivos fora da final desde 1963 e 1964 - para se ter noção do tantão de tempo disso: palco de sua eliminação, o Mineirão só foi inaugurado em 1965. Acabou que não adiantou ficar invicto na classificatória com 9 vitórias e 2 empates, mesmo que isso oferecesse benefício na semi, pois nela o que deveria ser feito não foi feito. Os cruzeirenses só voltarão a campo no dia 5 ao receberem pela Copa do Brasil o Campinense. Mas falei que o Coelho não joga a final desde 2012 e que seu último topo de pódio foi em 2001. Nas duas ocasiões, quem estava do outro lado? Justamente o oponente de agora. Deu Atlético ao vencer a URT com dobra a nada para atingir a 10ª final seguida. Novamente o Galo terá o regulamento a seu favor com a igualdade em pontos e saldo para conquistar o título, que nestas 10 decisões seria o sexto. Antes disso começar a ser resolvido, tem as oitavas da Libertadores depois de amanhã na Argentina contra o Racing, que ontem "oxou" com o Independiente no clássico de Avellaneda e tem 17 pontos em 12 jogos no Grupo B.

Capixaba (10ª e última rodada do hexagonal final) - A Desportiva, que ganhou do Real Noroeste por 2 x 0, decidirá o título contra o Espírito Santo, que ficou no 1 x 1 com o Itapemirim. Foram 17 pontos para a dupla de finalistas contra 16 do Noroeste, que na finalíssima estaria se tivesse empatado, mããããããs... né?

Gaúcho (semifinal, volta) - Sobrenatural a classificação do Juventude, que tomou um vareio do Grêmio na Arena e deve dar graças aos deuses da bola de ter perdido por apenas 3 x 1 para avançar com 3 x 3 totais devido ao gol fora de casa. Elias salvou o time várias vezes, não seria inverídico um 6 x 1 ou algo assim. Aliviados e felizes, os alviverdes tiraram no vestiário uma foto fazendo um sinal de "C" em referência à sua série do Brasileirão para responder a cronistas que diziam que um time da Série C não eliminaria o Grêmio na casa dele. Enquanto será a 8ª decisão do Ju, que quer repetir a glória de 1998 e não o vice de 2008 (finais contra o mesmo adversário de agora), o Tricolor completa 6 Gauchões sem título, marca que não era atingida desde o período de 1969 até 1974. São apenas 3 títulos nas últimas 15 edições (2006, 2007 e 2010), com apenas 6 finais neste período - e mais um vice sem finalíssima. A última vez que os gremistas reviravoltaram um mata-ou-morre perdido na ida por dois gols de diferença foi nas quartas da Libertadores de 2007, quando tomou 2 x 0 do Defensor, devolveu os 2 x 0 no Olímpico e venceu nos pênaltis. Além disso, uma sina cruel tem se firmado: uma eliminação em mata-ou-morre na Arena a cada ano. Antes dessa, vieram as para Fluminense em 2015 e Atlético Paranaense em 2013 em Copas do Brasil e San Lorenzo na Libertadores de 2014. O registro positivo dos gremistas ficou para Miller Bolaños, que fez o terceiro gol e volta a ser esperança para o torneio continental, que será a sua realidade nas duas próximas semanas a partir de depois de amanhã, pela frente estando no Humaitá o Rosario Central - que, neste fim de semana, empatou sem gols com o Newell's Old Boys para ser 5° do Grupo A com 19 pontos em 12 partidas. Também na final estará o Internacional, cujo gol da vitória sobre o São José rende bafafá até agora por uns dizerem que teve impedimento e outros que não teve. Paulão completou 100 partidas pelo clube e o Colorado voltou a derrotar o Zequinha após 5 jogos, embora não seja superado por ele há 8. Os vermelhos buscarão o hexa para repetir 1974 e disputarão a 12ª final nas últimas 13 (fora apenas na de 2007) dos últimos 15 anos - e digo 12 em 13 nos últimos 15 pois os títulos de 2009 e 2013 foram obtidos sem necessidade de finalíssima por obtidos os dois turnos.

Paranaense (semifinal, volta) - A sina dos pênaltis atacou de novo o Paraná, mas desta vez sem salvo conduto. Vitória por um gol de diferença resultando em disputa nos referidos e lá foi Lúcio Flávio bater depois dos dois erros contra o Estanciano. Pois novamente ele errou. Além disso, Weverton catou uma cobrança e isso colocou na final o Atlético, que decidirá o caneco contra o Coritiba, que outra vez derrotou o PSTC para ter 5 x 0 no agregado (mas tá de parabéns o time de Cornélio Procópio por ter sido semifinalista logo em sua estreia na divisão principal). O PSTC fará a decisão do campeão do interior com o Londrina, melhor dos interioranos eliminados nas quartas. Volta o Atletiba a resolver o certame das araucárias depois de 2013, quando o Coxa completou 4 finais vitoriosas sobre o maior inimigo. A última vez que o Furacão foi campeão com este clássico no desfecho foi em 2009.

Catarinense (9ª e última rodada do 2° turno) - Rodada meramente protocolar por nada mais de relevante nela ser decidido por já serem sabidos os finalistas e os rebaixados. Joinville empatando com o Brusque e Chapecoense tomando a revirada do Criciúma foram os destaques. Da dupla de Florianópolis, o Figueirense bateu o Metropolitano e o Avaí tomou ferro do Inter de Lages (são agora 9 derrotas do Leão da Ilha nas últimas 10 partidas). Note a classificação geral final e perceba que o segundo melhor está fora da decisão pois não foi campeão de turno: Chapecoense com 37 totais (14 no 2° turno), Criciúma com 32 (15), Joinville com 31 (23), Figueirense com 26 (17), Brusque com 24 (12), Inter com 23 (8), Metropolitano com 22 (14), Avaí com 20 (3), Guarani com 17 (13) e Camboriú com 15 (8). Quer dizer: o Avaí - que no ano passado já tinha sido relegado a aquele Torneio da Morte, lembram? - foi salvo pelo primeiro turno por nada fazer no segundo. Desse jeito não vai ter vida longa na Série B, não, hein... A finalíssima será Chapecoense x Joinville com ida no Norte e volta no Oeste. O JEC decide pelo 3° ano seguido e a Chape não ia ao desfecho desde 2013. Na final entre eles em 1996, deu Verdão.

Pernambucano (semifinal, volta) - Parece que acabou aquela seca de clássicos do Santa Cruz, que chegou a estar sem vencer há 8 e agora ganhou os dois diante do Náutico, esse de ontem de virada aos 47 do segundo. O Timbu completa 12 anos sem títulos, algo que só tem paralelo no outro finalista de agora entre 1962 e 1975. Milton Mendes está invicto nos tricolores com 4 vitórias e 3 empates. De 2011 para cá, o Cobra Coral só não foi finalista em 2014 e ganhou todos os 4 títulos deste período. Pela frente estará o Sport ainda do interino Thiago Gomes, que perdeu no tempo normal pro Salgueiro e o excluiu nas penalidades máximas. O rubro-negro ganhou uma final do Santinha pela última vez em 2006, depois perdendo as disputadas entre 2011 e 2013. Aliás, a final Sport x Santa acontece no ano em que o Clássico das Multidões completará 100 anos no próximo dia 6, antevéspera da volta na Ilha do Retiro. Como o Tricolor terá a volta decisiva da Copa do Nordeste contra o Campinense no próximo domingo, a final estadual iniciará na quarta-feira da semana que vem no Arruda. Enquanto isso, Náutico e Salgueiro decidirão a 3ª vaga do estado no Nordestão de 2017 nos dias 4, no Cornélio de Barros, e 7, na Arena Pernambuco.

Cearense (semifinal, volta) - Fortaleza e Guarany de Sobral empatando em 4 gols no Castelão. Voltamos a 2010? Não, até por agora não ter havido nem aquela busca inacreditavelmente extraordinária pelo empate da parte do Leão após perder por 4 x 1 (embora ontem também tivesse muita emoção com sequência de 0 x 1, 2 x 1, 3 x 4 e 4 x 4) e nem as penalidades máximas pois só se o visitante marcasse dois gols de diferença teríamos isso. Gol de pênalti tivemos nos 90 minutos mesmo, um dos tricolores e dois do Guarasol - dois dos três que Tininho fez. O Fortaleza enfrentará na decisão o Uniclinic, time também da capital que que fez história pela primeira vez mesmo tomando dois de diferença do Guarani pois havia ganho pelo mesmo escore em Juazeiro do Norte e foi privilegiado pela melhor campanha. O Tricolor não decide o Cearense sem ser contra o desta vez até da semi ausente Ceará desde 2008, quando foi bicampeão diante do Icasa. Já a última final com uma equipe da capital sem ser Fortaleza ou Ceará foi a de 1995, quando o Ferroviário também foi justamente bicampeão sobre o Icasa. Não conto para tanto o vice do Ferrim em 2003 pois, naquele ano, o Leão do Pici conquistou os dois turnos.

Alagoano (semifinal, volta) - Semifinais apertadas essas. O CRB jogará sua 5ª final seguida mesmo perdendo por um gol pro Coruripe pois havia anotado dois na ida. Já o CSA venceu o Murici após empate na ida e continua sem perder para ele há 11 jogos desde 2012. Teremos clássico das letrinhas na decisão. Na última vez que eles resolveram o título, deu CRB em 2013. Já a última com conquista do CSA foi ainda em 1998.

Maranhense (4ª e última rodada do 2° turno) - O Sampaio Corrêa deu de 3 no Santa Quitéria e fechou em 2° o Grupo A com 9 pontos. Enquanto no seu lado pegará na semifinal o Imperatriz, o outro lado terá o campeão do 1° turno Moto Club encarando o Cordino do Ulisses, que ontem fez todos nos 4 x 3 sobre o São José.

Paraibano (2ª fase, volta) - Veio de João Pessoa o "melhor perdedor" classificado para a semifinal: o Sousa, que fez 3 x 1 na ida e tomou 5 x 0 do Botafogo na volta. Eles mesmos "se enfrentar-se-ão-se um ao outro e vice-versa" num dos embates. O outro terá o CSP, que "oxou" com o Paraíba após abotoá-lo na ida, versus o Campinense, que venceu o Treze após empate sem gols no primeiro Clássico dos Maiores. A Raposa agora tem 3 anos sem baixas para o Galo da Borborema, para o qual 2016 acabou por não ter mais nada de nada para disputar.

Goiano (semifinal, volta) - No clássico, o Goiás eliminou o Vila Nova com vitória pelo marcador mínimo e vai para sua 6ª final seguida (3 títulos nas 5 anteriores), deixando o neste ano à elite regressado rival com 11 anos sem conquistas. Antes da bola rolar, uma grosseria esquentou o clima para o jogo: uma foto nas redes sociais dos jogadores Bruno e Luizão, do Vila, após vencerem o Goiás pelo estadual de juniores. Os atletas colorados estão na imagem como se fizessem xixi no escudo esmeraldino na Serrinha. Pífios e patéticos esses camaradas. A final também será a primeira do Anápolis em 21 anos, vitorioso que foi sobre o Atlético com virada consumada aos 47 da segunda etapa. Naquele 1995, o Tricolor da Manchester perdeu a decisão para o Vila Nova. Com a eliminação, o Dragão terá que buscar um novo técnico para a Série B pois Wagner Lopes caiu fora.

Mato-Grossense (6ª e última rodada da 2ª fase) - O Luverdense encheu uma mão de gols no Araguaia e liderou o Grupo A com 14 pontos. A semifinal terá Luverdense x Cuiabá e Sinop x Araguaia.

Sul-Mato-Grossense (semifinal, volta) - Que semifinal "linda" essa: quatro jogos acabados 0 x 0. Baaahhh!!! Deu Comercial sobre o Corumbaense e Sete de Dourados diante do Operário rumo à finalíssima.

Brasiliense (semifinal, volta) - O Ceilândia perdeu para o Brasiliense, mas o eliminou nos pênaltis. Depois de amanhã, ele saberá se fará a decisão contra Gama ou Luziânia, iguais em 1 x 1 na ida.

Copa Verde (semifinal, volta) - O Gama perdeu para o Aparecidense por um gol de diferença, mas passou de fase por ganhar por dois de diferença a ida. Mesmo quando sofria 2 x 0, ainda avançava pelos 3 x 1 em Goiás. Já um grande clássico decidiu qual paraense ia para a finalíssima. Por duas vezes o Paysandu esteve na frente e o Remo empatou. O bicolor só deslanchou ao marcar duas vezes entre os 33 e os 40 minutos. Assim como no ano retrasado, teremos de novo um candango (lá o Brasília, agora o Gama) contra os bicolores - que, com vistas à Série B, confirmaram ontem o atacante Alexandro, da Ponte Preta, e o volante Jhonnatan, retornado do Ceará. As finais acontecerão nos dias 4 e 11 de maio, com ida no Mangueirão e volta no Bezerrão.

Paraense (final do 2° turno, volta) - Paysandu, que soube que seu oponente pelo título será o São Francisco, finalista inédito que trincou o Cametá. Bicolor contra um time de Santarém na final não é novidade pois deu Papão sobre o São Raimundo em 2009. Apesar da forte rivalidade Re-Pa, este estadual não tem o clássico dominando as picapes. Contando o atual, são 9 Parazões seguidos com Remo x Paysandu nos dois primeiros lugares apenas em 2014 pois, nos demais, sempre é um dos dois e um interiorano. Não deixa de ser curioso.

Rondoniense (final do 1° turno) - O Rondoniense passou pelos Genus nos pênaltis após empate nos 90'.

Roraimense (final do 1° turno) - Baré campeão e assegurado na finalíssima ao marcar 1 x 0 no Náutico.

Agenda brasileira do meio de semana

Libertadores (oitavas-de-final, ida) - Amanhã, Huracán x Atlético Nacional às 19h30 e Deportivo Táchira x Pumas às 21h45; depois de amanhã, Racing x Atlético Mineiro às 19h30 e Nacional x Corinthians e Grêmio x Rosario Central às 21h45; e quinta, Independiente del Valle x River Plate às 19h30 e Cerro Porteño x Boca Juniors e São Paulo x Toluca às 21h45. Os mexicanos adversários são-paulinos atuaram neste fim de semana pelo "Tequilão" e ganharam por 1 x 0 do América, que decidirá a ConcaChampions contra o Tigres na quarta.

Copa do Brasil (1ª fase, volta) - Amanhã, Ceará x Resende (2 x 2 na ida) às 19h15 e Portuguesa x Parnahyba (1 x 2) às 21h30; depois de amanhã, Goiás x Ríver (1 x 2) e Joinville x Comercial de Campo Grande (1 x 1) às 19h30, Independente x Paysandu às 20h30, Cuiabá x Juazeirense (0 x 1), Nacional de Manaus x Dom Bosco (0 x 2) e Rio Branco do Acre x Galvez (0 x 1) às 21h30 e Vasco x Remo (1 x 0), Vitória x Náutico de Roraima (3 x 2) e Fortaleza x Imperatriz (1 x 1) às 21h45; e quinta, América Mineiro x Red Bull Brasil (1 x 1), Avaí x Operário de Várzea Grande (0 x 1), Criciúma x Operário de Ponta Grossa (1 x 2) e Sport x Aparecidense (0 x 2) às 19h15 e Santos x Santos do Amapá (1 x 1), Botafogo x Coruripe (1 x 0), Juventude x Tocantinópolis (1 x 1) e ASA x Genus (0 x 2) às 21h30.

Copa do Nordeste (final, ida) - Depois de amanhã, Santa Cruz x Campinense às 21h45.

Brasiliense (semifinal, volta) - Depois de amanhã, Gama x Luziânia (1 x 1 na ida) às 20h30.

Balanço dos nacionais europeus

Espanhol (35ª de 38 rodadas) - Líder com 82 pontos, o Barcelona meteu a sena no Sporting Gijón com quatrilho do Suárez, um do Messi e um do Neymar. São 53 gols do uruguaio, 40 do argentino e 29 do brasileiro, 122 tentos do "Trio MSN". Co-líder com 82, o Atlético de Madrid derrotou o Malaga. Na cola deles com 81 pontos, o Real Madrid sofria 2 x 0 do Rayo Vallecano e virou para ganhar. Cristiano Ronaldo foi desfalque. Semifinalistas da Liga Europa, o Sevilla ganhou do Betis por dobro a nada e o Villarreal "oxou" com a Real Sociedad.

Italiano (35ª de 38 rodadas) - Juventus campeã ao fazer sua parte e bater a Fiorentina com direito a Buffon pegando um pênalti e o imediato rebote. 85 pontos da Velha Senhora contra 73 do Napoli, que perdeu para a Roma. Quinto título consecutivo do clube de Turim. Não é Campeonato Italiano. É um grande "Juventão". Mas a história foi escrita pela virada por 3 x 1 da Internazionale sobre a Udinese pois foi a primeira partida da história da primeira divisão da Itália na qual absolutamente nenhum - n-e-n-h-u-m - dos 22 jogadores que saíram atuando era nascido italiano. Eram 6 brasileiros, 3 franceses, 2 colombianos e um de cada entre Argentina, Croácia, Eslovênia, Gana, Grécia, Japão, Mali, Montenegro, Portugal, Sérvia e Suíça. Tudo bem que os campeonatos europeus são globalizados, mas quando os atletas regionais são escanteados, não há positivismo algum.

Inglês (35ª de 38 rodadas) - Leicester rumo ao título após quatrilhar o Swansea e atingir 76 pontos contra 68 do Tottenham, hoje recebendo o West Bromwich. Semifinalista da Liga Europa, o Liverpool ganhava por 2 x 0 do Newcastle, mas permitiu o empate. Na Copa da Inglaterra, o Crystal Palace passou pelo Watford e fará a revanche da final perdida em 1990 pro Manchester United, que ganhou do Everton aos 48 da segunda etapa. Decisão confirmada para o mítico Wembley no dia 21 do mês que vem. Salva a temporada, United!!!

Alemão (31ª de 34 rodadas) - Bayern de Munique muitissíssimo perto de confirmar na letra fria dos números o que a lógica já indica: ser sua esta Bundesliga após contar com uma proeza do Douglas Costa para passar pelo Hertha Berlim. 81 pontos seus contra 74 do Borussia Dortmund, que trincou o Stuttgart na casa dele.

Português (31ª de 34 rodadas) - Benfica e Sporting ganharam respectivamente de Rio Ave e União da Madeira. Continua a contenda eletrizante entre eles, agora com 79 pontos dos encarnados e 77 dos lisboetas.

Copa da Liga Francesa - Tricampeão o Paris Saint Germain ao ganhar do Lille por dobro a solo. Os brasileiros Thiago Silva, Lucas e Maxwell completaram 11 títulos pela agremiação nas últimas 4 temporadas.

Ucraniano - Dínamo de Kiev bicampeão ao marcar 1 x 0 sobre o Vorskla Poltava com gol brasileiro na primeira etapa. Autoria de Moraes, aquele mesmo do tento decisivo do Santos sobre o São Caetano em 2007.

Agenda europeia do meio de semana

Liga dos Campeões da UEFA (semifinal, ida) - Amanhã, Manchester City x Real Madrid às 15h45; e depois de amanhã, Atlético de Madrid x Bayern de Munique no mesmo horário.

Liga Europa (semifinal, ida) - Quinta, Villarreal x Liverpool e Sevilla x Shakhtar Donetsk ambas às 16h05.

Curtinhas

*Edílson (aquele mesmo, o "Capetinha"!) estreou no Taboão da Serra pela segunda (na verdade quarta) divisão paulista e perdeu um pênalti defendido por Michel. Ainda assim, seu time fez 2 x 1 no Amparo.

*Ligamento rompido no joelho direito tirando o beque Sidimar da Série B. 8 meses para o Tupi tê-lo de volta.

*Ó quem completa 40 anos nesta segunda-feira: o ex-lateral esquerdo e ex-meio-campista Gilberto, que sempre levantou taças por vários dos clubes por onde passou. Currículo apontando um Carioca pelo Flamengo, dois Mineiros, uma Recopa e uma Centro-Oeste pelo Cruzeiro, uma Mercosul e uma João Havelange pelo Vasco, um Paulista pelo São Caetano e uma Confederações e uma Copa América pela Seleção Brasileira.

*Também 40 anos hoje quem completa é o ex-volante Túlio Guerreiro, aquele ex-Botafogo, que faturou um Paulista pelo Corinthians e uma Centro-Oeste e seis Goianos (cinco seguidos) pelo Goiás.

*Segunda-feira também de um grande ex-atacante uruguaio: 50 anos de Rubén Sosa, campeão das Copas América de 1987 e 1995. Em clubes, também mandou bem: quatro Uruguaios pelo Nacional, um Alemão pelo Borussia Dortmund, uma Copa da Espanha pelo Zaragoza e uma Copa da UEFA pela Internazionale.

*Pela primeira vez, uma mulher treinadora conquistou um campeonato nacional de Série A. Honraria que cabe a Chan Yuen-ting, 27 anos, cujo Eastern fez 2 x 1 no South China para faturar o título de Hong Kong.

*Futsal: o russo Ugra Yugorsk se sagrou campeão da UEFA ao ganhar do espanhol Inter Movistar por 4 x 3.

*Maratona de Londres: vitória do queniano (mas só dá eles, ô!) Eliud Kipchoge com 2h03min04s. Por apenas sete segundos não superou o compatriota Dennis Kimetto com 2h02min57s na maratona de Berlim em 2014.

*Maratona de SP: adivinha? Neles, deu Paul Kimutai com 2h17min14. Nelas, Alice Kibor com 2h35min56s.

*Rúgbi: o Brasil perdeu por 36 x 14 para o Uruguai pelo Sul-Americano de XV, mas vale registrar positivamente o público no Allianz Parque, que recebeu cerca de 8 mil fãs. Mais do que muito jogo dos estaduais.

*Tênis: Rafael Nadal igualando as 49 conquistas de Guillermo Vilas no saibro ao vencer o ATP 500 de Barcelona por 2 sets a 0 (6/4 e 7/5) diante de Kei Nishikori. O espanhol é um monstro e superou a lesão grave.

*Pela primeira vez, uma turca venceu um torneio WTA. Foi de Cagla Buyukakcay (diga este nome rapidinho sem tropeçar) a primazia ao derrotar a montenegrina Danka Kovinic por 2 x 1 (3/6, 6/2 e 6/3) em Istambul.

*Não consegui assistir ainda, mas Serena Williams está no novo clipe de Beyoncé, "Sorry", primeiro single do novo álbum "Lemonade". A irmã da Venus aparece usando um collant e dançando sensualmente. Hmmm!

*Duas datas do automobilismo: 15 anos da morte de Michele Alboreto, nascido em 1956 e vencedor de 5 GPs na Fórmula 1 entre 1981 e 1994; e 35 anos do nosso Felipe Massa, na ativa desde a Sauber em 2002 e que chegou à Ferrari em 2006 (ah, aquele GP do Brasil de 2008...), estando na Williams desde 2013.

*Fórmula Indy: GP do Alabama vencido por Simon Pagenaud, seguido de Graham Rahal e Josef Newgarden. Do último para quinto esteve Juan Pablo Montoya, enquanto Hélio Castroneves e Tony Kanaan vieram em sétimo e oitavo. Pagenaud lidera com 188 pontos contra 140 do ontem décimo Scott Dixon, 136 do Montoya, 118 do Helinho e 106 do Kanaan. Próxima etapa: GP de Indianápolis no dia 14. Não confundi-lo com as 500 Milhas de Indianápolis, que será a etapa seguinte (sempre a mais aguardada todos os anos), no dia 29 do mesmo maio.

*Completa 40 anos hoje o ala/pivô Tim Duncan, cinco vezes campeão da NBA pelo San Antonio Spurs.

*NBA, que teve o Charlotte Hornets quebrando uma escrita nos 96 x 80 sobre o Miami Heat: primeira vitória em play-offs depois de 12 jogos em 14 anos. Faltou um para igualar o New York Knicks de 2001 a 2012.

*Primeira semifinal confirmada no Novo Basquete Brasil: Flamengo, que eliminou o Rio Claro ao marcar 93 x 82 (oitava semifinal seguida), versus Mogi das Cruzes, que superou o Basquete Cearense por 95 x 80.

*Não foi ontem que acabou a Liga de Basquete Feminino pois deu Corinthians/Americana por 60 x 52. Continua na frente por 2 x 1 na melhor-de-cinco o Sampaio Corrêa, que joga amanhã em São Luís pelo título.

Sintonia PB

Começa o tópico desta "24 Horas" que está antenado no que ocorre fora dos esportes. Às novidades:

*Virou moda abrir canais próprios de vídeos no YouTube. Leio no Coletiva que a nova adepta deles é a bonitona Maysa Bonissoni, ex-TVCOM aqui do RS, que lançou o "Não é Mah Ideia", sobre estilo de vida.

*Leio no NaTelinha que o "SBT Rio" completou em março 17 meses seguidos como vice-líder na capital olímpica com 6,7 pontos de média e 15,1% de participação contra 5 pontos da Record. Dá-lhe Isabele Benito!

*Leio no Flávio Ricco que Luciano Faccioli conseguiu recuperar o título "Olha a hora!" ao deixar no ano retrasado a Bandeirantes, que havia registrado o mesmo quando lá ele esteve. Será "Olha a Hora!" o nome do jornal popular que ele apresentará na RedeTV! a partir da próxima segunda, das 17h às 19h15, antes do "RedeTV! News".

*Outra do Ricco: a CNT estreará no mês que vem o programa de entrevistas "Conexão com Zé Américo", nas noites de quarta-feira, com apresentação do humorista do SBT (que o liberou para tanto). Por falar em CNT: disse em sua página no Facebook o jornalista e professor universitário paranaense Valdir Cruz que a família Martinez pretende retomar o controle dela aos poucos para voltar a ter em breve uma predominância de programação própria com maioria da base em Curitiba. Atualmente, a Igreja Universal fica no ar da 0h às 22h. Seria bom que a CNT desse uma maneirada nesses espaços religiosos que tanto dominam sua grade há muitos anos, especialmente desde o rompimento em 2000 da parceria com a Gazeta SP (rompimento no qual ambas perderam: a CNT ao enfraquecer sua programação e a Gazeta por perder a visibilidade nacional da rede de afiliadas da parceira).

*Esta madrugada de domingo para segunda teve a tradicional manutenção mensal de todas as emissoras da Rede Globo. Todas, claro, com exceção do canal 5 de São Paulo, que continua 24 horas diretamente há muitos e muitos meses. Exibidos foram os filmes "O Palhaço" na "Sessão de Gala" e "Deixe-me Viver" no "Corujão".

*Leio no F5 que Flávia Alessandra disse que não pretende mais posar nua, desapontando aqueles que ficaram extasiados com suas capas da Playboy em 2006 e 2009. Pena. Ela continua irresistível aos 41 anos. Teremos que esperar uma escala sua para uma próxima novela das 11, de preferência com uma personagem pra lá de sexy. Tipo uma inesquecível Alzira de "Duas Caras", mas podendo fazer mais ainda do que o horário das 9 permite.

*Fazendo 75 anos hoje o ator Umberto Magnani, cuja presença em "Velho Chico" marca seu regresso à Globo, na qual aparecera pela última vez há 10 anos, em "Páginas da Vida". Desde então, ele trabalhou em seis produções na Record, uma delas sendo "Chamas da Vida", atualmente reprisada na faixa da tarde.

*Atriz de filmes como "A Rainha Margot" e 5 vezes vencedora do César, Dominique Blanc faz hoje 60 anos.

*"Adriaaaaaaan!" Segunda-feira dos 70 anos de Talia Shire, intérprete da eterna esposa do Rocky Balboa nos cinco primeiros filmes dele e que também fez Connie Corleone em toda a trilogia "O Poderoso Chefão". Aliás, diga-se de passagem ("netamente" falando), Talia é irmã do diretor Francis Ford Coppola.

E fique antenado! "Sintonia PB" continua de olho no que ocorre fora dos esportes e retorna na próxima coluna.

Bela do Dia: Carol Mattos

Carol Mattos, repórter da TV Goiânia que ontem foi apenas escutada (por não rolar passagem) em VT sobre Goiás x Vila Nova no "Band Esporte Clube". Quem sabe ela compareça ao Jonas Duarte e ao Serra Dourada para reportar a finalíssima?

Momento Raridade Rara

Ele não era músico de cantar ou tocar instrumentos, mas saber da sua morte causa um vazio irreparável na música brasileira. Fernando Faro nos deixa aos 88 anos. Internado há 3 meses por uma desidratação, teve seu quadro agravado para uma infecção hospitalar. Sergipano de Aracaju, "Baixo" era produtor musical, jornalista e diretor de televisão. Foi assim que ele criou um dos programas mais especiais e fundamentais da nossa telinha: o intimista "Ensaio", surgido na Tupi em 1969 e no ar há quatro décadas pela Cultura, pelo qual passaram incontáveis talentos tupiniquins de todas as vertentes e todos os gêneros e ritmos. Separei três edições do "Ensaio" em períodos distintos: de 1973, com Elis Regina; de 1992, com Tim Maia; e de 2011, com Roupa Nova.

Clipe do Dia

Música brasileira triste, música estrangeira também. Billy Paul morreu ontem aos 81 anos de câncer no pâncreas. Voz soul maravilhosa, interpretações sensacionais em temas como "Thanks For Saving My Life", "July, July, July", "Bring The Family Back" e "Only The Strong Survive". Separei três momentos especiais dele: de 1972, "Me and Mrs. Jones"; também de 1972, "Your Song" (levada soul dançante para o original delicadamente poético lançado três anos antes por Elton John); e de 1989, "Amanhã" em belo dueto com a nossa Sandra de Sá.

Antes do Arremate...

...um reforço sempre válido: este Papo de Bola - o Site precisa de patrocinadores para se manter no ar, por não ser apenas o custo da hospedagem o necessário para tanto e sim outros ainda maiores. Se você quiser anunciar nestes escritos, clique aqui e dê uma olhada nas maneiras de como fazê-lo que muito bem vindo serás e muito agradecido ficarei. Também continuo forçosamente adotando o "Ajude o PB", de colaborações avulsas.

Arremate

Semana da Evolução do Futebol Brasileiro marcando a reaparição pública do Marco Polo Del Nero.

"24 Horas" volta antes que alguém me explique onde que tem na CBF algo que possa evoluir!

O COLUNISTA: Edu Cesar é criador e editor do Papo de Bola (autor também da coluna "Papo de Mídia").

TWITTER: @papodebola
FACEBOOK: SitePapoDeBola
E-MAIL: papodebola@gmail.com


LEIA
COLUNAS ANTERIORES
VEJA
"BELAS DO DIA" ANTERIORES

.


 
Seja mais um seguidor do Papo de Bola e leia as manchetes do site e comentários diversos.

PAPO DE BOLA - O SITE Desde 2/6/2003 Jogue junto com este time!
Criação, produção e edição Edu Cesar E-mail papodebola@gmail.com

.