.


.

  24 Horas
  Papo de Mídia
  Academia Esportiva
  Papo Especial
  Especiais PB
  O Jogo da Minha Vida
  Rádio PB
  PB Interativo
  Sites Parceiros

.

.

OFERECIMENTO

.

ATENÇÃO: página melhor visualizada em 1024 x 768 - Seja bem vindo ao PAPO DE BOLA - O SITE!

.

24 HORAS
Futebol, esportes, sintonias e belas

.

Segunda, 23 de novembro de 2015 - ANO 13, EDIÇÃO 61
Casas cheias em Sampa City, Salvador e Goiânia

Atenção: edição excepcionalmente publicada às 14:30.

Mais de 45 mil presentes no Itaquerão, mais de 41 mil na Fonte Nova e quase 41 mil no Serra Dourada. Foram os estádios com maior comparecimento popular neste fim de semana, depois o Beira-Rio vindo com mais de 34 mil no Grenal, o que ficou um pouco aquém do esperado. Notarão algo interessante no levantamento abaixo, claro que com o preço "de banana" colaborando, mas não condeno isso de forma alguma: em meio às Séries A, B e C, tem um amistoso dando uma de "estranho no ninho", como diria Jack Nicholson. O balanço a seguir não tem Coritiba 1 x 0 Santos no Couto Pereira e Sport 0 x 0 Atlético Paranaense na Ilha do Retiro, ambos com portões fechados, e nem Macaé 1 x 1 Boa Esporte no Moacyrzão e CRB 2 x 1 Sampaio Corrêa, de dados não informados.

44.976 (45.469) / R$ 2.399.497,50 (R$ 53,35) - Corinthians 6 x 1 São Paulo (Brasileiro) - Arena Corinthians, São Paulo (SP)
41.348 (41.379) / R$ 1.537.956,00 (R$ 37,19) - Vitória 3 x 0 Luverdense (Brasileiro Série B) - Fonte Nova, Salvador (BA)
39.000 (40.914) / R$ 234.500,00 (R$ 6,01) - Vila Nova 4 x 1 Londrina (Brasileiro Série C) - Serra Dourada, Goiânia (GO)
30.692 (34.109) / R$ 1.081.230,00 (R$ 35,22) - Internacional 1 x 0 Grêmio (Brasileiro) - Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
19.395 / R$ 836.744,50 (R$ 43,14) - Palmeiras 1 x 1 Cruzeiro (Brasileiro) - Allianz Parque, São Paulo (SP)
15.155 / R$ 75.775,00 (R$ 5,00) - Botafogo de Ribeirão Preto 0 x 0 São Carlos (Amistoso) - Santa Cruz, Ribeirão Preto (SP)
12.814 / R$ 643.900,00 (R$ 50,24) - Flamengo 1 x 1 Ponte Preta (Brasileiro) - Mané Garrincha, Brasília (DF)
9.635 (10.057) / R$ 140.260,00 (R$ 14,55) - Figueirense 0 x 0 Chapecoense (Brasileiro) - Orlando Scarpelli, Florianópolis (SC)
9.408 / R$ 130.635,00 (R$ 13,88) - América Mineiro 1 x 1 Ceará (Brasileiro Série B) - Independência, Belo Horizonte (MG)
9.373 / R$ 180.267,00 (R$ 19,23) - Atlético Mineiro 2 x 2 Goiás (Brasileiro) - Independência, Belo Horizonte (MG)
9.183 / R$ 506.620,00 (R$ 55,16) - Fluminense 3 x 1 Avaí (Brasileiro) - Kléber Andrade, Cariacica (ES)
8.132 / R$ 444.000,00 (R$ 54,59) - ABC 1 x 2 Botafogo (Brasileiro Série B) - Mané Garrincha, Brasília (DF)
8.030 / R$ 40.530,00 (R$ 5,04) - Linense 2 x 2 Ituano (Copa Paulista) - Gilberto Siqueira Lopes, Lins
7.026 / R$ 134.790,00 (R$ 19,18) - Joinville 1 x 2 Vasco (Brasileiro) - Arena Joinville, Joinville (SC)
5.499 (7.299) / R$ 63.187,00 (R$ 11,49) - Paysandu 1 x 0 Criciúma (Brasileiro Série B) - Mangueirão, Belém (PA)
4.574 / R$ 9.440,00 (R$ 2,06) - Atlético Goianiense 3 x 1 Oeste (Brasileiro Série B) - Serra Dourada, Goiânia (GO)
1.666 / R$ 19.930,00 (R$ 11,66) - Náutico 1 x 0 Bahia (Brasileiro Série B) - Arena Pernambuco, São Lourenço da Mata (PE)
1.440 (1.757) / R$ 16.870,00 (R$ 11,71) - Paraná 0 x 2 Bragantino (Brasileiro Série B) - Vila Capanema, Curitiba (PR)
1.400 / R$ 81.080,00 (R$ 57,91) - Mogi Mirim 0 x 3 Santa Cruz (Brasileiro Série B) - Novelli Júnior, Itu (SP)

Brasileirão: só faltam duas rodadas

Ainda repercutindo coisas do fim de semana, alguns destaques desta antepenúltima rodada, não custando uma vez mais lembrar que as estatísticas que menciono dizem respeito ao geral do ano e não só ao torneio em si. Foi confirmado o primeiro dos quatro rebaixamentos: o do Joinville, que infelizmente era inevitável.

Corinthians 6 x 1 São Paulo - Atropelamento, triturada, massacre e todos os sinônimos que agora não vierem à minha mente explicam um Majestoso para a história, cujo escore nunca o Timão havia feito e que o Tricolor até já aplicara uma vez, mas no longínquo e distantérrimo 1933. Fecho de lata para o ano são-paulino de clássicos contra os outros grandes paulistas: 2 vitórias, 3 empates e 9 derrotas, marcando 11 gols e sofrendo 31. Maior vitória alvinegra na Arena de Itaquera, superando os 4 gols de diferença sobre Once Caldas e Danubio. O quarto tento foi um espetáculo nos calcanhares de Bruno Henrique e desse monstro que é Danilo até Lucca botar no alvo. O mais lindo da rodada pela costura e pelo bordado, como diria bem às antigas o mestre Fiori Gigliotti. De que fria Rogério Ceni escapou... E o pênalti defendido pelo Cássio não aconteceu, logo esse sendo o primeiro anotado contra os campeões nacionais nesta edição. Coringão emendou 3 Majestosos vitoriosos, não perde há 10 partidas (8 delas ganhas) e caiu uma vez nas 16 últimas (11 exitosas). 6 triunfos consecutivos na Arena, 8 compromissos sem baixa (7 positivos) e um tombo nos 17 últimos (15 triunfantes). O Tricolor não empata há 7 jornadas, das quais perdeu 4, e não iguala há 5 visitas, perdendo 4 delas. Ainda assim, está no quarto lugar, talvez menos por sua competência por ser artigo em falta de uns tempos para cá e sim mais pela incompetência dos outros.

Atlético Mineiro 2 x 2 Goiás - Por um lado, felizmente Nielson Nogueira Dias não deu pênalti do Marcos Rocha pois nada aconteceu. Por outro lado, infelizmente temos mais uma suspeita de interferência externa. Duas vezes o Galo na frente, duas vezes o Esmeraldino igualando. Os mineiros não empatavam havia 7 pelejas (4 vitoriosas) e não ficavam duas presenças no Horto sem ganhar desde junho (Cruzeiro e Santos). Já os goianos não empatavam havia 17 comparecimentos (12 perdidos) e não vencem há 9 visitas (7 derrotadas), com duas exitosas nas últimas 21 (das quais caiu em 14). Morimbundo dando uma reagida tímida antes do adeus definitivo ou, vai que assim aconteça, de repente o começo de um pequeno grande milagre para não cair?

Internacional 1 x 0 Grêmio - Primeiro tempo ruim, segundo melhor, o Colorado superior e merecendo estar na frente, embora recuasse no fim e permitisse avanços do Tricolor. Os alvirrubros não perdem para os tricolores como mandantes há 8 clássicos desde 2012, metade deles no Gigante. O Inter não empata há 10 jogos e faturou metade deles, emendando 4 mandos vitoriosos e não perdendo há 15 assim, 12 deles positivos. O Tricolor não se dá bem há 6 visitas, das quais caiu em metade, e tem 5 de cada coisa nos últimos 15 embates, o que não é lá muito bom, mas não chegou a atrapalhar a classificação 99,9% assegurada para a Libertadores - e digo 99,9% por ainda haver uma chance de ultrapassagem, mas o saldo é tão melhor que nem se considera isso.

Coritiba 1 x 0 Santos - O Coxa voltou a bater o Peixe após 3 partidas desde 2013 e não perde para ele há 3 mandos desde 2012. Os alviverdes não venciam duas seguidas desde setembro (Flamengo e Atlético Paranaense) e voltaram a ganhar após 3 mandos sem vitória, tendo dois perdidos nos últimos 7 com 3 empates. Pensando na final da Copa do Brasil, os santistas não caíam havia 7 duelos, dos quais 4 exitosos, e não se dão bem há 3 visitas, com duas triunfantes nas últimas 9, das quais 4 perdidas. Enquanto o Coritiba sobrevive na luta para não voltar para a Série B, o Santos tem como porém dever quando sai dos seus domínios.

Sport 0 x 0 Atlético Paranaense - Um pênalti claro não foi dado no fim do jogo e achei que os mandantes foram prejudicados. Os visitantes tiveram o arqueiro Weverton completando 200 aparições. São 4 enfrentamentos sem derrota pernambucana para os paranaenses, mas só um deles ganho. O Leão não empatava havia 9 porfias, das quais 5 vitoriosas, e permanece invicto em 26 mandos na Ilha do Retiro neste 2015, apenas 8 deles empatados. Já o Furacão não perde há 4 cotejos com um vitorioso e perdeu um dos últimos 7, dos quais 3 fracassados. São 3 visitas sem sucesso e uma exitosa nas últimas 9, das quais 4 empatadas.

Palmeiras 1 x 1 Cruzeiro - O Verdão não perde para a Raposa há 3 encontros, o que não acontecia desde 2008/2009. Os paulistas não vencem há 4 jogos e ganharam um dos últimos 7, dos quais 4 perdidos, além de ter um mando positivo nos últimos 5, dos quais 3 derrotados. Eram 7 mandos sem empate, 4 deles exitosos. Já a Raposa não é superada há 12 confrontos, marca obtida pelo terceiro ano seguido, e tem somente uma derrota nos últimos 15, dos quais 8 vitoriosos. 5 visitas sem derrota e uma perdida nas últimas 7.

Flamengo 1 x 1 Ponte Preta - Diego Oliveira foi o nome do jogo em Brasília ao empatar para a Macaca com seu primeiro gol desde os 3 x 0 no Vasco em junho e assumir como goleiro quando Marcelo Lomba se lesionou e os três câmbios já tinham sido feitos, praticando uma defesa determinante no último lance, aos 52 do segundo. A Nega Véia não é derrotada pelo Fla há 9 contendas desde 2005. O rubro-negro não empatava duas seguidas desde abril (Nova Iguaçu e Vasco) e não perde há 4 partidas. Primeiro empate após 10 mandos, dos quais 7 exitosos. Já os alvinegros não ganham há 3 jornadas e não empatavam havia 6, fracassando há 3 visitas e tendo somente 3 triunfantes nas últimas 16, das quais 7 perdidas. Deu uma reagida legal, parecia que animaria, mas hoje está em situação difícil, ainda na luta pela vaga na Libertadores, mas perdendo ótima chance. Quanto ao Mengão, agora é desejar "feliz 2016" e esperar a quentíssima eleição presidencial com três chapas.

Figueirense 0 x 0 Chapecoense - O Furacão do Estreito não perde para a Chape há 9 embates desde 2013. Os alvinegros caíram uma vez nas últimas 5 tentativas e venceram uma delas, faturando um dos últimos 9 mandos com 5 derrotados. Já os alviverdes não são derrotados há 6 pugnas e empataram metade (sempre por 0 x 0), perdendo uma das últimas 11 e vencendo 5 - e a perda não foi na Série A. São 3 vitórias fora de casa nas últimas 23 presenças, das quais 12 perdidas, embora duas destas três nas últimas 4.

Fluminense 3 x 1 Avaí - As 300 atuações do Gum e os golaços de Fred e Léo Gamalho foram os destaques. O Flu venceu todos os quatro mandos de campo diante do Leão da Ilha. Os cariocas não empatam há 10 embates e venceram 4, não empatando há 6 mandos. Já os catarinenses ganharam uma das últimas 9 porfias e perderam 5 delas, não se dando bem há 5 visitas (4 fracassadas) e faturando uma das últimas 15 (perdeu 11).

Joinville 1 x 2 Vasco - Das 10 encaradas entre eles, os cariocas venceram metade e os catarinenses apenas uma vez. O JEC não triunfa há 5 compromissos e perdeu 4 deles, ganhando um dos últimos 17 e sendo superado em 9 destes. Eram 8 mandos de campo sem queda, dos quais 5 empatados. Já o Cruzmaltino não é derrotado há 3 aparições e venceu duas delas, perdendo apenas duas das últimas 15, mas positivo em apenas 6. São 5 visitas sem derrota e duas vitoriosas seguidas pela vez primeira desde julho (Fluminense e América de Natal).

Com 36 de 38 rodadas já completadas, a primeira divisão apresenta esta classificação: em 1°, Corinthians campeão e na Libertadores com 80; em 2°, Atlético Mineiro na Libertadores com 66; em 3°, Grêmio com 62; em 4°, São Paulo e Internacional com 56; em 6°, Santos com 55; em 7°, Sport com 53; em 8°, Cruzeiro com 52; em 9°, Ponte Preta com 51; em 10°, Palmeiras com 50; em 11°, Flamengo com 49; em 12°, Atlético Paranaense com 48; em 13°, Chapecoense com 47; em 14°, Fluminense com 46; em 15°, Coritiba e Figueirense com 40; em 17°, Avaí com 38; em 18°, Vasco com 37; em 19°, Goiás com 35; e em 20°, Joinville rebaixado com 31.

Na próxima rodada, a penúltima, apenas o último jogo dela não terá mais qualquer valor para nada, sendo um "amistoso de luxo sem luxo". Três duelos no sábado: às 17h, São Paulo x Figueirense; às 19h30, Fluminense x Internacional; e às 21h, Avaí x Ponte Preta. Os demais no domingo: às 17h, Vasco x Santos, Sport x Corinthians, Grêmio x Atlético Mineiro (esse também tem valor em relação ao vice) e Cruzeiro x Joinville; às 18h, Palmeiras x Coritiba e Chapecoense x Goiás; e às 19h30, Atlético Paranaense x Flamengo.

Para melhor projetarmos o que poderá acontecer neste desfecho de torneio, chequemos a última rodada, toda marcada para dia 6, mas que não duvido que tenha desmembramentos para outros horários além das 17h e até alguma coisa para o sábado dependendo das situações das equipes: Coritiba x Vasco, Atlético Mineiro x Chapecoense, Santos x Atlético Paranaense, Joinville x Grêmio, Flamengo x Palmeiras, Corinthians x Avaí, Internacional x Cruzeiro, Goiás x São Paulo, Figueirense x Fluminense e Ponte Preta x Sport.

O que desejo em prol de mais emoção no fim

São Paulo perdendo para o Figueirense, Internacional caindo para o Fluminense, Vasco superando o Santos, Sport batendo o Corinthians, Cruzeiro apunhalando o Joinville, Ponte Preta derrubando o Avaí, Coritiba abatendo o Palmeiras, Goiás vencendo a Chapecoense e Grêmio derrotando o Atlético Mineiro. O que é que tudo isso que escrevo aqui significa? Nada em absoluto contra esses e muito menos a favor daqueles times, mas sim tão somente uma combinação matemática que ajudaria a render mais emoção possível para a última rodada do Campeonato Brasileiro, pela qual 8 das últimas 10 partidas teriam alguma motivação, com apenas duas sendo "amistosos". Nem acho que tudo isso vá acontecer, improvável e impossível que nem a canção, mas que cairia bem, cairia, desse o que desse no término pois não tô nem aí nesse sentido. Só o que não quero é uma última rodada com "amistosos" a rodo e quase nada de motivador. Clima de fim de feira não, por favor!

Por essa combinação que coloquei acima, ficaríamos assim para 6 de dezembro: pelo vice, Atlético com 66 e Grêmio com 65; pela última vaga na Libertadores, 56 pontos para Internacional, Sport e São Paulo e 55 para Cruzeiro e Santos (o confronto direto entre gaúchos e mineiros impediria uma classificação da Ponte Preta ou do Palmeiras); e contra os três últimos rebaixados, 38 para Avaí e Goiás e 40 para Vasco e Coritiba (estes dois em duelo direto, o que nesta combinação que passei faria o Figueirense chegar salvo à última rodada). Somente Figueirense x Fluminense e Flamengo x Palmeiras seriam "amistosos" com isso que coloquei. Não teria mais a disputa pelo que realmente importa pois o Corinthians foi campeão com três rodadas de antecipação, mas não chegaria a ser entediante como uns e alguns já acham que está. Daí a toda esta combinação acontecer, bom, mais fácil eu ganhar do Papai Noel um reencontro ao vivo com a "musa-mor" até o fim deste ano.

Destaques da penúltima rodada da Série B

Ampliando um pouco mais o que registrei preliminarmente na coluna de ontem, alguns dados do sábado:

Mogi Mirim 0 x 3 Santa Cruz - Subido para sua primeira Série A em 10 anos, o Tricolor emendou 5 vitórias e 3 mandos vitoriosos, ambas as marcas inéditas neste 2015. São 6 atuações sem derrota e só duas perdidas nas 13 últimas, 9 delas ganhas. Rebaixado há "séculos", o Sapão não triunfa há 13 compromissos e perdeu 12, tendo um sucesso nos últimos 23, dos quais 15 perdidos. 12 mandos sem êxito e 7 derrotados.

Vitória 3 x 0 Luverdense - De volta à divisão principal, o Leão não empata há 5 jogos e venceu 3 deles, perdendo dois dos últimos 14 e ganhando 8. Como mandante, caiu uma vez nas últimas 7 presenças e faturou 5 delas. Mantido na Bêzona, o Verdão do Norte não empata há 9 compromissos e triunfou em 4 deles, mas perdeu 5 dos últimos 6. São 4 visitas fracassadas consecutivas e 9 sem empate, das quais 5 derrotadas.

América Mineiro 1 x 1 Ceará - Também regressado à elite, o Coelho não ficava duas atuações seguidas sem vitória desde setembro (CRB e Atlético Goianiense) e não perde há 7 mandos, mas sem chegar aos 7 exitosos consecutivos. Ainda esperançoso na fuga do descenso, o Vozão não passava dois jogos sem sucesso desde setembro (Sampaio Corrêa e Bahia) e perdeu um dos últimos 7, dos quais 5 vencidos. Primeiro empate após 13 visitas, das quais 7 exitosas. Ah, se o alvinegro ganhasse em BH... Paulistas abaixo curtiriam.

Paraná 0 x 2 Bragantino - Se o América perdesse, o Massa Bruta chegaria vivo na última rodada. Mas isso não aconteceu e lhe sobrou completar 10 contendas sem empate com 7 triunfos, além de duas visitas vitoriosas nas 3 últimas. O Tricolor não empata há 5 partidas e caiu em 3 das últimas 4, positivo em apenas 3 das últimas 14 e das quais 6 derrotadas. Eram 4 mandos de campo sem fracasso dos paranistas.

Náutico 1 x 0 Bahia - O Timbu não perdia havia 5 pelejas e faturou 3 delas, superado sendo uma vez nas últimas 8, das quais 5 exitosas. 3 mandos sem baixa e uma queda nos últimos 12, vencendo 7 deles. Já o Tricolor não se dá bem há 5 compromissos e perdeu 4 deles, ganhando dois dos últimos 12 e batido em 5 desses. Somente um triunfo nas últimas 11 visitas, 5 delas perdidas. Desde julho o Esquadrão de Aço, que deu férias antecipadas ao técnico e a 14 atletas, não perdia 3 seguidas (antes para Vitória, Paysandu e Criciúma).

CRB 2 x 1 Sampaio Corrêa - O Galo da Pajuçara não é derrubado há 4 presenças e venceu 3 delas, invicto há 4 pegas pela vez primeira desde setembro (Oeste, ABC, América e Macaé). 3 mandos vitoriosos e 7 sem derrota com 6 conquistados, só um perdido nos 15 últimos com 11 positivos. Já o Bolívia Querida venceu uma visita das últimas 15, perdendo 8, e não caía duas vezes seguidas desde julho/agosto (Oeste e Atlético).

Paysandu 1 x 0 Criciúma - O Papão não perde há 3 embates e não ganhava duas seguidas desde setembro (Boa Esporte e Santa Cruz). 3 mandos triunfantes e 5 sem derrota, um perdido nos 9 últimos com 6 ganhos. Por sua vez, o Tigre não caía havia 3 jornadas e não se dá bem há 12 visitas, perdendo metade.

A uma rodada do término, a classificação da Série B traz: em 1°, Botafogo campeão e subido com 71; em 2°, Vitória subido com 66; em 3°, Santa Cruz e América Mineiro subidos com 64; em 5°, Bragantino e Náutico com 60; em 7°, Paysandu com 59; em 8°, Sampaio Corrêa com 57; em 9°, Bahia com 55; em 10°, CRB com 54; em 11°, Luverdense com 51; em 12°, Paraná, Criciúma e Atlético Goianiense com 46; em 15°, Macaé com 43 pontos, 10 vitórias e -7 de saldo; em 16°, Oeste com 43 pontos, 10 vitórias e -8 de saldo; em 17°, Ceará com 42 pontos e 11 vitórias; em 18°, ABC rebaixado com 32; em 19°, Boa Esporte rebaixado com 28; e em 20°, Mogi Mirim com 23.

A última jornada da Bêzona em 2016 aponta estes prélios: amanhã, Boa x ABC às 20h30 (mamãe); na sexta, Criciúma x CRB às 20h30 e Luverdense x Mogi às 21h30 (DF); e no sábado, Ceará x Macaé, Oeste x Paysandu, Botafogo x América, Santa x Vitória, Bragantino x Náutico, Bahia x Atlético e Sampaio x Paraná.

Três tempos sobre finalíssimas

Primeiro: campeão da Série C nos sensacionais 4 x 1 sobre o Londrina, que mereceram a devida homenagem na coluna dominical, o Vila Nova teve 13 vitórias, 5 empates e 6 derrotas, marcando 31 e tomando 16.

Segundo: Rio Preto na frente do São José por 1 x 0 pelo título feminino brasileiro. Gol fora vale como desempate e a definição das campeãs se dará às 19h de depois de amanhã, em São José dos Campos.

Terceiro: às 16h de amanhã, São Paulo e Atlético Paranaense decidem a Copa do Brasil Sub-20. Vantagem bem interessante dos nesta volta mandantes paulistas, que fizeram 2 x 0 fora de casa.

Pinceladas do futebol europeu

Espanha (12 rodadas) - A goleada inesquecível sobre o maior rival, terceira nos últimos anos por se somar aos 5 x 0 anotados em 2010 e aos 6 x 2 aplicados em 2009, faz o Barcelona liderar com 30 pontos. O Real Madrid parou nos 24 e é terceiro pois o inimigo Atlético derrotou o Betis e tomou o segundão com 26.

Itália (13 rodadas) - 30 pontos para a Internazionale, que quatrilhou o Frosinone, mas com dois gols apenas depois dos 42 do segundo. Com 28 estão Fiorentina, que buscou o empate com o Empoli, e Napoli, que derrotou o Verona e está invicto há 12 partidas. No clássico, deu Juventus por solo a nada no Milan.

Inglaterra (13 rodadas) - Líder fora do grupo dos "mais-mais": Leicester somando 28 pontos graças à vitória fora de casa sobre o Newcastle. 27 pontos tem o Manchester United, que desempatou sobre o Watford aos 46 minutos da etapa final. Beneficiados os dois primeiros foram pelas derrotas da dupla permanecida nos 26 pontos: Arsenal, que sofreu a virada do West Bromwich, e Manchester City, que caiu de 4 para o Liverpool.

Alemanha (13 rodadas) - Quem para o Bayern de Munique? Superou o Schalke no estádio dele e chegou aos 37 pontos, bem distante dos 29 do vice-líder Borussia Dortmund, que perdeu para o Hamburgo. Já a sena a nada do Wolfsburg pra cima do Werder Bremen lhe rendeu um recorde: 28 mandos invicto na Bundesliga.

França (14 rodadas) - Esse aí tá com menos graça ainda. Paris Saint Germain abatendo o Lorient para liderar com 38 pontos, contra 25 do empatado Caen com o Angers e do derrotado Lyon para o Nice.

Curtinhas

*Esquece aquilo de São José dos Campos. Não é mais no Vale do Paraíba que acontecerá a final Corinthians x Santos do Campeonato Paulista Sub-20 (ida ganha pelo Timão por 4 x 0), mas sim na Arena em Itaquera, em solicitação do mandante. Dia e horário continuam confirmados para sábado, às 16h.

*Renovado pelo Barcelona até 2020 o contrato do meia-atacante Rafinha Alcântara. Antes, iria até 2016.

*Tênis: Novak Djokovic campeão do ATP Finals ao derrotar Roger Federer por 2 x 0 (6/3 e 6/4).

*NBA: Golden State Warriors completando 15 vitórias seguidas ao marcar 118 x 105 no Denver Nuggets. Índice obtido anteriormente por Washington Capitols em 1948/1949 e Boston Celtics em 1993/1994.

*Handebol: Metodista campeã nacional feminina pela nona vez em 10 anos. Superou Concórdia por 21 x 20.

*Futsal: começa esta noite em Uberaba a final da Liga Futsal, com Intelli de Orlândia versus ACBF de Carlos Barbosa. A volta acontecerá na segunda-feira da semana que vem, no interior gaúcho.

*Futebol americano: definidos os finalistas do Campeonato Brasileiro. Na zona Centro/Sul, o Coritiba Crocodiles venceu o Cuiabá Arsenal por 13 x 7 com direito ao maior público para um jogo nacional de football na história: 15.197 torcedores. Baita! Já na zona Nordeste, deu João Pessoa Espectros por 16 x 14 diante do Recife Mariners. Paranaenses e paraibanos resolverão a disputa nacional em dezembro, em Pernambuco.

Sintonia PB

Começa o tópico desta "24 Horas" que está antenado no que ocorre fora dos esportes. Às novidades:

*Segunda-feira de estreia às 19h do novo projeto multiplataforma Octo, que a RBS colocará no ar aqui no Rio Grande do Sul no lugar da TVCOM, que saiu do ar após 20 anos. A televisão comunitária ganhou na coluna de ontem um "Momento Raridade Rara" que resgatou profissionais e programas deste período.

*Também aqui na aldeia pampeana, um nítido reflexo da saída temporária da Maíra Gatto para cumprir licença-maternidade: o "Jornal do Almoço" da RBS TV ganhou como nova guria do tempo Brunna Colossi, que chegou da emissora de Caxias do Sul e que fez hoje sua estreia nesta função. Bela novidade no 12.

*Memória póstuma: 10 anos da morte do jornalista Marco Antônio Uchôa, nascido em 1969 e que trabalhou em veículos impressos até chegar à reportagem investigativa da Rede Globo. Um câncer o vitimou.

*Leio no Flávio Ricco que vem aí sábados de Veruska Donato nas manhãs da Globo, sendo ela a substituta da Sandra Annenberg em suas férias no "Como Será?" em janeiro. Normalmente quem cobre férias e folgas da Sandra neste programa é Mariana Ferrão, que sairá de licença-maternidade e que será substituída no "Bem Estar" pela Michelle Loreto, o que abrirá aos sábados este espaço para a deusa da "Sala de Emprego". Gostei!

*O que é que deu na Plim-Plim? Ao invés de estrear na virada de hoje para amanhã a terceira e última temporada de "Prisão Invisível", começará a repetir a primeira, que no ar já esteve em julho do ano passado. Assim, quebrada é uma sequência de séries inéditas que vinham passando depois do "Programa do Jô".

*Semana de "revival" da "Escolinha do Professor Raimundo" exibida pelo Viva às 23h15. Cinco episódios pelo canal fechado e todos eles e mais dois inéditos a partir da metade de dezembro nos domingos da Rede Globo. Para o personagem do saudoso Chico Anysio, seu filho Bruno Mazzeo foi escalado para interpretá-lo.

*Lembrando o elenco da nova versão: Marcelo Adnet (Rolando Lero), Ellen Roche (Capitu), Mateus Solano (Zé Bonitinho), Dani Calabresa (Catifunda), Lúcio Mauro Filho (Aldemar Vigário), Betty Gofman (Bela), Marcius Melhem (Boneco), Fernanda de Freitas (Marina da Glória), Fabiana Karla (Cacilda), Fernanda Souza (Tati), Marco Ricca (Pedro Pedreira), Otávio Muller (Baltazar da Rocha), Ângelo Antônio (Joselino Barbacena), Otaviano Costa (Ptolomeu), Maria Clara Gueiros (Cândida), Rodrigo Sant'Ana (Batista), Kiko Mascarenhas (Galeão Cumbica), Evandro Mesquita (Armando Volta) e Marcos Caruso (Peru). Cuidemos se será legal a empreitada.

*Leio no Lauro Jardim que o Grupo Bandeirantes negociaria, ainda em caráter preliminar, a venda de 30% da TV aberta para a Turner, que controlaria a área financeira, com o jornalismo ainda tocado pela Band. Será?

*Olho no "Ipobre"! Expectativa alta pois hoje termina a novela "Os Dez Mandamentos" na Rede Record.

*O SBT surpreendeu negativamente, voltando aos seus piores tempos nesse sentido: anunciou o Grammy Latino para a virada de sábado para domingo, com apresentação de Nadja Haddad e Rick Bonadio, e depois desistiu de apresentá-lo por achar que seu público não se interessaria tanto pelo evento, conforme notícia dada pelo Mauricio Stycer. Assim, extraíram apenas o que motivou a compra do evento: uma homenagem a Roberto Carlos, que foi transmitida na noite deste domingo dentro do "Programa Silvio Santos". Bah, ex-TVS!!!

*Outra surpresa negativa leio no Flávio Ricco: o SBT extinguiu os boletins de notícias que passavam nos intervalos durante toda a programação. Os que seriam exibidos nesta segunda-feira já foram cancelados e a emissora informa que as apresentadoras deles serão reaproveitadas em outros espaços do departamento jornalístico - que, agora, tem "SBT Brasil" e "Jornal do SBT" de informativos diários e só. Mais nada. Não gostei.

Bela do Dia: Fran Mariotto

Fran Mariotto, produtora da Rádio Bandeirantes de São Paulo. Gatinha que toca a bola nos bastidores dos programas de esportes.

*Tristeza: morreu no sábado Germán Robles, aos 86 anos. Ele interpretou em um único episódio do "Chaves" o Seu Madroga, o primo do Seu Madruga, o que compensou uma ausência temporária do Ramón Valdés durante as gravações de 1975. Este episódio ficou 20 anos sem ser exibido e o SBT o resgatou em 2012.

*20 anos nesta segunda da morte de Louis Malle, diretor francês nascido em 1932 e que realizou filmes como "Os Amantes", "Adeus, Meninos", "Menina Bonita" e "Perdas e Danos", esses filmados nos EUA.

E fique antenado! "Sintonia PB" continua de olho no que ocorre fora dos esportes e retorna na próxima coluna.

Clipe do Dia

A semana passada foi deles com vários shows aqui no Brasil. Pearl Jam com vocês, aqui mostro "Jeremy".

Antes do Arremate...

...um reforço sempre válido: este Papo de Bola - o Site precisa de patrocinadores para se manter no ar, por não ser apenas o custo da hospedagem o necessário para tanto e sim outros ainda maiores. Se você quiser anunciar nestes escritos, clique aqui e dê uma olhada nas maneiras de como fazê-lo que muito bem vindo serás e muito agradecido ficarei. Também continuo forçosamente adotando o "Ajude o PB", de colaborações avulsas.

Arremate

Semana de começar a finalíssima da Copa do Brasil. Luiz Flávio de Oliveira apitará na Vila Belmiro.

"24 Horas" volta antes que saibamos se a taça irá pro armário do Santos ou do Palmeiras!

O COLUNISTA: Edu Cesar é criador e editor do Papo de Bola (autor também da coluna "Papo de Mídia") e editor do blog "Papo Final" no Final Sports.

TWITTER: @papodebola
FACEBOOK: SitePapoDeBola
E-MAIL: papodebola@gmail.com
BLOG NO FINAL: papofinal.final.com.br


LEIA
COLUNAS ANTERIORES
VEJA
"BELAS DO DIA" ANTERIORES

.


 
Seja mais um seguidor do Papo de Bola e leia as manchetes do site e comentários diversos.

PAPO DE BOLA - O SITE Desde 2/6/2003 Jogue junto com este time!
Criação, produção e edição Edu Cesar E-mail papodebola@gmail.com

.