.


.

  24 Horas
  Papo de Mídia
  Academia Esportiva
  Papo Especial
  Especiais PB
  O Jogo da Minha Vida
  Rádio PB
  PB Interativo
  Sites Parceiros

.

.

OFERECIMENTO

.

ATENÇÃO: página melhor visualizada em 1024 x 768 - Seja bem vindo ao PAPO DE BOLA - O SITE!

.

24 HORAS
Futebol, esportes, sintonias e belas

.

Segunda, 9 de novembro de 2015 - ANO 13, EDIÇÃO 47
Dá-lhe Ferrinha!!!



O raio não caiu duas vezes no mesmo lugar. Desta vez, a equipe brasileira que decidiu a Libertadores Feminina contra o Colo Colo saiu campeã, diferentemente do vice do Foz Cataratas em 2012. Parabéns à Ferroviária, que alcançou a conquista inédita com dois tentos de Tábatha Santos e um de Ana Barrinha, diminuindo Villamayor, para somá-la às da Copa do Brasil de 2014 e do Paulista de 2013. Foram 4 vitórias e 1 empate, com 13 gols pró e somente esse das chilenas contra. Dá para dizer que tivemos o Brasil arrematando a Libertadores no Atanásio Girardot depois de 20 anos, visto ser o mesmo estádio onde o Grêmio superou o Atlético Nacional em 1995, mas desta vez com mais charme pelas mulheres e significado mais especial ainda devido ao ineditismo e ao próprio escanteamento que o futebol feminino sofre - vide a quarta falta seguida de televisionamento para cá neste torneio, que ganho também foi em 2009 e 2010 pelo Santos e 2011, 2013 e 2014 pelo São José, que infelizmente não foi o terceirão pois deu UAI Urquiza por 6 x 5 nos pênaltis após 1 x 1 no tempo normal. É um 2015 inesquecível para os grenás de Araraquara, que foram campeões da A2 no masculino e jogarão em 2016 o seu primeiro Paulistão da divisão principal em 20 anos. Preparem a festa que as gurias merecem! Dá-lhe Ferrinha!!!

Os públicos da semana

Sim, da semana mesmo e, excepcionalmente, incluindo neste levantamento também os dois jogos da terça-feira passada pela Série B por terem sido os únicos de clubes aqui no Brasil no último meio de semana. O balanço foi liderado pelo Itaquerão, que apanhou seu maior público em jogos de clubes desde que foi inaugurado. Falta apenas os dados Macaé 0 x 2 Vitória no Moacyrzão, não informados até a publicação desta edição.

43.688 (44.015) / R$ 2.772.735,00 (R$ 63,46) - Corinthians 2 x 1 Coritiba (Brasileiro) - Arena Corinthians, São Paulo (SP)
33.417 / R$ 1.001.675,00 (R$ 29,97) - Cruzeiro 2 x 1 São Paulo (Brasileiro) - Mineirão, Belo Horizonte (MG)
29.965 (30.203) / R$ 913.825,00 (R$ 30,49) - Bahia 1 x 2 Santa Cruz (Brasileiro Série B) - Fonte Nova, Salvador (BA)
28.800 / R$ 1.775.007,50 (R$ 61,63) - Palmeiras 0 x 2 Vasco (Brasileiro) - Allianz Parque, São Paulo (SP)
19.076 (19.773) / R$ 330.442,00 (R$ 17,32) - Ceará 3 x 0 ABC (Brasileiro Série B) - Presidente Vargas, Fortaleza (CE)
17.431 (21.225) / R$ 438.620,00 (R$ 25,16) - Internacional 1 x 0 Ponte Preta (Brasileiro) - Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
14.276 (17.337) / R$ 345.000,00 (R$ 24,16) - Sampaio Corrêa 1 x 1 Oeste (Brasileiro Série B) - Castelão, São Luís (MA)
12.634 (15.421) / R$ 513.917,50 (R$ 40,67) - Flamengo 4 x 1 Goiás (Brasileiro) - Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
11.556 (11.890) / R$ 171.020,00 (R$ 14,79) - Figueirense 0 x 1 Atlético Mineiro (Brasileiro) - Orlando Scarpelli, Florianópolis (SC)
11.369 / R$ 58.825,00 (R$ 5,17) - Bragantino 3 x 1 Mogi Mirim (Brasileiro Série B) - Nabi Abi Chedid, Bragança Paulista (SP)
11.201 (13.099) / R$ 343.320,00 (R$ 30,65) - Londrina 1 x 0 Vila Nova (Brasileiro Série C) - Do Café, Londrina (PR)
9.748 (11.091) / R$ 215.550,00 (R$ 22,11) - Sport 1 x 0 Grêmio (Brasileiro) - Ilha do Retiro, Recife (PE)
9.679 / R$ 194.745,00 (R$ 20,12) - Joinville 0 x 0 Santos (Brasileiro) - Arena Joinville, Joinville (SC)
9.652 / R$ 166.160,00 (R$ 17,21) - Botafogo de Ribeirão Preto 3 x 2 Ríver (Brasileiro Série D) - Santa Cruz, Ribeirão Preto (SP)
8.818 / R$ 146.360,00 (R$ 16,59) - Náutico 2 x 0 Paraná (Brasileiro Série B) - Arena Pernambuco, São Lourenço da Mata (PE)
6.709 / R$ 91.415,00 (R$ 13,62) - América Mineiro 3 x 1 Paysandu (Brasileiro Série B) - Independência, Belo Horizonte (MG)
5.127 / R$ 91.520,00 (R$ 17,85) - Criciúma 1 x 0 Botafogo (Brasileiro) - Heriberto Hulse, Criciúma (SC)
4.153 (4.749) / R$ 132.025,00 (R$ 31,79) - Fluminense 2 x 3 Chapecoense (Brasileiro) - Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
2.153 / R$ 23.060,00 (R$ 10,71) - União Barbarense 0 x 1 Ituano (Copa Paulista) - Antônio Guimarães, Santa Bárbara D'Oeste
1.864 (2.709) / R$ 17.780,00 (R$ 9,53) - CRB 4 x 1 Atlético Goianiense (Brasileiro Série B) - Rei Pelé, Maceió (AL)
1.719 / R$ 2.595,00 (R$ 1,50) - Atlético Taguatinga 3 x 0 Planaltina (Brasiliense Série B) - Abadião, Ceilândia
616 (916) / R$ 7.325,00 (R$ 11,89) - Luverdense 2 x 0 Boa Esporte (Brasileiro Série B) - Passo das Emas, Lucas do Rio Verde (MT)

Brasileirão: e não teve "campeão no sofá"

Ainda bem que o Atlético ganhou com gol no finalzinho em Floripa, ainda bem! Não, não tô falando que ele vai tirar o título do Corinthians porque a taça é dos paulistas, até porque a diferença ainda é muito considerável para ser superada num espaço tão curto. Mas deixamos de ter pela primeira vez o "campeão no sofá", que é o que quase aconteceu neste fim de semana. Agora, sim, com os dois simultâneos nas próximas duas rodadas, o que é certo é certo e assim acontecerá como deve sempre ser: o título comemorado estando em campo. Enquanto isso, boa está a briga pela quarta vaga na Libertadores - e só pela quarta pois, mesmo que o Grêmio perdesse, não houve maior prejuízo pois São Paulo e Santos não fizeram suas partes. Ao resumo das pugnas, sempre lembrando que as estatísticas dizem respeito ao geral do ano e não especificamente à Série A:

Corinthians 2 x 1 Coritiba - Dois minutos após Jadson acertar a trave, ele abriu o marcador de pênalti que na imagem ao vivo me pareceu acontecer e que na câmera lenta achei ter tido uma forçada de barra na queda do Edílson - que, no fim do primeiro tempo, teve a bola em sua mão num lance que, pela recomendação da CBF, mereceria a marcação de penalidade máxima. Após empatar, Negueba acertou a trave num cruzamento incrível. Depois, Henrique teve um erro salvando outro erro: o primeiro foi do bandeirinha ao dar impedimento inexistente, mas o outro foi do próprio coxa-branca ao fingir ter sofrido pênalti do Cássio. Nos minutos finais, veio o 2 x 1 do Lucca. São 8 duelos desde 2003 sem derrota dos paulistas para os paranaenses, que venceram uma vez nos últimos 16. O Coringão não perde há 8 partidas e venceu 7 delas, caindo uma vez nas últimas 14 e faturando 10. Só em Itaquera são 5 vitórias seguidas, 7 mandos sem derrota com 6 exitosos e uma baixa nos últimos 16, com 14 triunfos. Já o Coxa não se dá bem há 7 pelejas e perdeu 6 delas, emendando 4 derrotas fora de casa e nem mesmo empatando há 7 visitas, das quais só duas positivas. Assim tá difícil...

Figueirense 0 x 1 Atlético Mineiro - Corrigir besteiras em tempo é bom, claro que sim. Mas como a regra diz que ela não é permitida, mais uma vez ficou a suspeita de interferência externa na "desexpulsão" do Leonardo Silva, que amorteceu com a barriga, mas o malucamente doidaço Marcelo Aparecido de Souza inventou um pênalti que, sinceramente... Se fosse cobrado, haveria a obrigação moral dos catarinenses de perdê-lo de tão indecentemente ridículo que foi. Bom, o gol do Dátolo só não foi o lance definitivo mesmo saído aos 45 do segundo pois Victor teve que praticar a seguir uma defesa importantíssima para garantir o resultado que leva os mineiros pela quarta vez consecutiva para a Libertadores, sendo o sexto brasileiro em tal condição - os outros foram Santos de 1962 a 1965, Flamengo de 1981 a 1984, Corinthians de 2010 a 2013, Grêmio de 1995 a 1998, Cruzeiro de 2008 a 2011 e o recordista São Paulo de 2004 a 2010. O Furacão do Estreito não se dá bem há 4 porfias e ganhou duas das 15 últimas com 9 derrotas, ganhando um dos últimos 8 mandos e perdendo 5. Já o Galo não empata há 6 desafios e venceu 4 deles, triunfando em duas das últimas 3 visitas e perdendo uma das últimas 4.

Sport 1 x 0 Grêmio - Danilo Fernandes segurava lá atrás e André garantia na frente com ajuda de desligamento total da defensiva visitante, ficando melhor a coisa quando da justa expulsão do Pedro Rocha. Quebrada a escrita de 6 tentativas pernambucanas desde 2009 de superar os gaúchos. O Leão venceu 4 das últimas 5 pelejas e perdeu a outra, antes necessitando de 24 atuações para obter 4 êxitos. São 4 vitórias consecutivas na Ilha do Retiro, onde permanece invicto neste ano com 18 vitórias em 25 comparecimentos e sem derrota desde o 1 x 0 do Goiás em 22 de outubro de 2014. Já o Tricolor ganhou uma das últimas 4 contendas e positivou em só 4 das 13 últimas, 5 delas perdidas. São 5 visitas sem sucesso, das quais 3 empatadas e 4 sem gol seu, com uma vitória nas últimas 7, das quais 4 empatadas. Irregularidade que chega em péssima hora.

Joinville 0 x 0 Santos - Difícil ter jogo num campo tão encharcado pela chuvarada como o da Arena, mas aqui você sabe como é: jogo marcado é jogo jogado, ainda que não tenhamos tido o referido. O lance mais destacado acabou sendo o do visitante Chiquinho, que afastou pra onde o nariz apontou e colocou tanta força na bola que, claro que sem querer, acabou levando a nocaute mais implacável que o do Mike Tyson no auge uma coitada de uma gandula que foi acertada em cheio no rosto e precisou de atendimento imediato, mas que felizmente ficou bem. São 6 atuações desde 1981 sem derrota paulista para os catarinenses e, em 10 encontros entre eles, foi o quarto sem abertura de contagem. O JEC não ganha há 3 partidas e venceu duas das últimas 15, perdendo 7, ainda que esteja sem perder há 8 mandos, só que triunfando em apenas 3, com uma derrota nos 12 últimos e somente 5 positivos - e a derrota não foi no Brasileirão. Já o Peixe não cai há 6 jornadas e triunfou em 4, perdendo uma das 11 últimas e vencendo 8. Fora de casa são 3 comparecimentos sem baixa, mas só um exitoso, com uma das 5 últimas visitas perdidas e apenas duas delas ganhas. Problema maior do alvinegro.

Cruzeiro 2 x 1 São Paulo - Quando ainda estava 0 x 0, o embate teve em Dênis seu nome mais elogiável ao praticar duas defesas seguidas no mesmo lance, a segunda espetacular em arremate forte. Luís Fabiano fez o "gol parabéns pra você", mas nem pôde celebrar muito por não demorar o empate do Willian num disparo forte. A virada aconteceu com Leandro Damião muito bem posicionado, claro, mas ajudado pela lerdeza dos marcadores. Os mineiros não são batidos pelos paulistas há 3 contendas e quebraram uma escrita específica da Série A: primeira vitória como mandantes depois de 10 tentativas desde 2004, sendo 7 em Belo Horizonte. A Raposa não perde há 10 partidas e ganhou metade, caindo uma vez nas últimas 13 e faturando 7. Este é o número de mandos sem ser apunhalado, 4 deles triunfantes e dois seguidos pela vez primeira desde julho (Atlético Paranaense e Goiás). Mano Menezes arrumou bem demais o ambiente na Toca. Já o Tricolor não empata há 5 compromissos e perdeu 3 deles, saindo vencedor longe de casa uma vez nas últimas 6 paradas, 4 delas perdidas.

Internacional 1 x 0 Ponte Preta - O único gol da vitória colorada surgiu de um lance onde os ponte-pretanos reclamaram de falta de "fair play" com a bola posta para fora no atendimento ao Biro-Biro e que deveria mesmo ter sido devolvida para eles. No entanto, muita coisa aconteceu do reinício do jogo até a finalização do Vitinho no alvo, daí não acho que a falta de devolução tenha sido decisiva pois os paulistas tiveram muito tempo para desarmar os gaúchos e não o fizeram. São 4 desafios desde 2012 no geral e 5 como mandante desde 2004 sem derrota dos vermelhos para os alvinegros, com 100% nos quatro últimos no Gigante. O Colorado não empata há 8 encaradas e venceu metade, não perdendo há 14 mandos e triunfando em 11. Já a Macaca perdeu dois dos últimos 3 cotejos e não empata há 5, dos quais 3 positivos. São 5 visitas sem empate e 2 derrotas seguidas.

Palmeiras 0 x 2 Vasco - Um espaço de 5 minutos ainda na etapa inicial, com direito a uma bela cobertura do Nenê na aumentada, bastou para os cariocas marcarem esta diferença sobre os paulistas, que tiveram como sua melhor tentativa o travessão acertado pelo Thiago Santos na metade complementar. Primeira derrota alviverde para os cruzmaltinos depois de 8 enfrentamentos desde 2001 no geral e 11 só em Sampa City desde 1999. O Verdão venceu uma das últimas porfias e perdeu as demais, não empatando há 9 e nelas perdedor em 6. São duas baixas nos últimos 3 mandos no Allianz Parque, o outro vitorioso. Já o Machão da Gama voltou a se dar bem após 6 insucessos, 5 deles empatados, e só perdeu duas das últimas 13 presenças, embora na frente apenas em 5. Somente uma derrota nas últimas 7 visitas, 3 delas vitoriosas - e a queda não foi na Série A.

Flamengo 4 x 1 Goiás - Dobra do Alan Patrick e dobra do Kayke tornando sem valor o tento do Erik no duelo acontecido no dia seguinte aos 25 anos da conquista rubro-negra da Copa do Brasil sobre os alviverdes. Ainda no primeiro tempo, teve um lance feio demais onde Pará enfiou o pé na cara do Erik, mas nada mais do que uma mera advertência foi dada pelo Luiz Flávio de Oliveira, que foi ridículo ao não expulsar diretamente o lateral, que por tal agressividade merecia sair algemado no camburão e ser trancafiado na solitária sem direito a visita íntima (credo, baixou apresentador de programa policial em mim? rs). Observação do sempre atento "dono da van" João Renato Alves: enquanto os flamenguistas perderam 5 das últimas 7 pelejas com Guerrero, venceram 6 das últimas 7 sem o peruano. Que não "deu liga" a união destas partes é ponto certo, mas me espanta tal índice. Bom, o Mengão voltou a vencer depois de 4 derrotas e não empata há 15 jornadas, das quais 8 ganhas, embora exitoso só 3 vezes nas últimas 7. Já o Esmeraldino só tem um sucesso nos últimos 7 embates e perdeu todos os outros, não empatando há 16 e caindo em 11. São 7 derrotas consecutivas fora de casa e 8 visitas sem triunfo, obtendo um único nas últimas 16 e sendo superado em 12 delas. "Pedindo" demais pra cair, tá louco.

Atlético Paranaense 2 x 1 Avaí - No tempo primeiro, Walter e Sidcley abriram frente para o Furacão, não importando que Anderson Lopes diminuísse no segundo pois, mesmo tendo meia hora para atingir a igualdade, o Leão da Ilha não a obteve. Os paranaenses emendaram 4 vitórias sobre os catarinenses, que ganharam apenas um dos últimos 8 encontros. O Furacão perdeu um dos últimos 5 desafios e venceu 3 - e a derrota não foi no Nacional. Contando ele e a Sul-Americana, não obtidas eram 2 vitórias seguidas em seus domínios desde agosto (Joinville e Goiás). Já o Leão da Ilha colocou por terra aquela sequência de 3 vitórias em setembro pois não triunfa há 7 jogos, dos quais 4 perdidos, e só faturou 5 dos 21 últimos, 12 deles derrotados. São 4 presenças fora de casa sem sucesso e 3 delas perdidas, uma única ganha nas 14 últimas e 10 delas perdidas.

Fluminense 2 x 3 Chapecoense - Depois de sair na frente com Jean num pênalti existente sobre Marcos Junio, o Tricolor tomou o vira com Túlio de Melo e Thiego em menos de cinco minutos. Até teve o empate do Gustavo Scarpa, mas Camilo decretou a vitória da Chape, que tem uma marca incrível: desde o ano passado, ganhou todos os quatro jogos contra o Flu. Os cariocas não empatam há 8 encaradas e perderam 5 delas, sorrindo em 3 dos 9 últimos mandos, dos quais 5 perdidos. Já os catarinenses deram uma compensada naquela sequência de 10 partidas sem êxito pois, depois disso, caíram uma única vez nas últimas 8 e ganharam metade, tendo somente duas derrotas nas últimas 8 visitas e duas vitórias nas últimas 3. Guto Ferreira muito bem.

34 rodadas já "se passaram-se": em 1° e na Libertadores, Corinthians com 76; em 2° e na Libertadores, Atlético Mineiro com 65; em 3°, Grêmio com 59; em 4°, Santos com 54; em 5°, São Paulo e Internacional com 53; em 7°, Sport com 52; em 8°, Ponte Preta com 50; em 9°, Palmeiras e Cruzeiro com 48; em 11°, Flamengo com 47; em 12°, Atlético Paranaense com 46; em 13°, Fluminense e Chapecoense com 43; em 15°, Figueirense com 36; em 16°, Avaí com 35; em 17°, Goiás e Coritiba com 34; em 19°, Vasco com 33; e em 20°, Joinville com 31.

Com a parada para a próxima sessão dupla das Eliminatórias, a rodada seguinte acontecerá apenas no meio da semana que vem, embora iniciada já no próximo fim de semana. Às contendas: domingo, Cruzeiro x Sport às 17h (antecipado da quarta devido a um evento no Mineirão); quarta, Goiás x Coritiba às 19h30 e Atlético Paranaense x Palmeiras, Ponte x Figueirense e Avaí x Joinville às 21h; e quinta, Grêmio x Fluminense e Chapecoense x Inter às 19h30 e Vasco x Corinthians, Santos x Flamengo e São Paulo x Atlético Mineiro às 22h.

Os destaques da Série B

Atenção: tópico reprisado da atualização publicada ontem na edição conjunta de fim de semana.

O acesso alvinegro carioca ficou para amanhã pois a necessidade tricolor catarinense de evitar encrencas no tocante ao rebaixamento falou mais alto, enquanto a chapa na luta pelo último acesso esquentou pra valer e tem um enfrentamento pernambucano bonitaço e separado apenas nos critérios. Eis o resumo:

Criciúma 1 x 0 Botafogo - Não era o dia do Ronaldo: acertou a trave, depois mandou de novo na mesma com ricocheteio na outra e, quando mirou certinho no alvo, o gol não aconteceu pois Luiz impediu. Maurinho é que pôs nas redes após falha do Jefferson na tentativa do Roger Guedes. Primeiro sucesso criciumense no embate com os botafoguenses desde o 1 x 0 na primeira divisão em 2004. O Tigre não empata há 5 jogos com dois deles vencidos e não perde há 3 mandos, caindo uma vez nos últimos 5 e faturando os 2 últimos. O Fogão não empata há 5 duelos com duas quedas e não era superado havia 5 visitas, das quais 4 exitosas.

Bahia 1 x 2 Santa Cruz - Logo após Kieza botar no alvo na jogada seguinte ao pênalti que perdeu, Danny Morais e Bruno Moraes obtiveram uma virada sensacional. Tricolores por tricolores, os pernambucanos têm estado melhores que os baianos ao derrubá-los 3 vezes consecutivas. O Esquadrão de Aço venceu dois dos últimos 9 cotejos com 3 deles perdidos, incluindo os dois últimos. Esta foi apenas sua terceira derrota em 34 mandos nesta temporada (26 ganhos), as outras para Vitória em outubro e Ceará em abril, embora vencesse apenas um dos últimos 4. Já o Santinha não cai há 3 desafios e perdeu só dois dos últimos 10, triunfando em 6. Longe de casa, eram 3 atuações sem sucesso e agora são 4 vitórias nas últimas 21 visitas, das quais 9 perdidas.

Macaé 0 x 2 Vitória - Jogando por eles e pelo Ceará, os baianos deram de ombros para os fluminenses com Vander e Rhayner, este em condição legal por partir da própria cancha. O Alvianil Praiano ganhou uma das últimas 5 presenças, perdendo 3 delas, e não era superado havia 4 mandos. Josué Teixeira não é mais seu treinador, demitido que foi após apenas 3 vitórias, 5 empates e 10 derrotas. O Leão voltou a se dar bem depois de 3 insucessos, mas vai bem distante de sua gente ao emendar 6 visitas sem derrota, metade ganha.

Náutico 2 x 0 Paraná - Os tentos do Rafael Pereira e do Daniel Morais na metade inicial bastaram para garantir aos pernambucanos a vitória sobre os paranaenses. O Timbu deixou para trás aquele período difícil de um êxito em 7 tentativas, das quais 4 perdidas, e agora não empata há 8 confrontos, ganhando 6 deles, tendo uma derrota nos últimos 10 mandos e 6 triunfos. Curiosidade: os alvirrubros só perderam este ano para rivais locais e equipes do Rio de Janeiro em 27 mandos neste 2015 (dos quais 15 positivos), sendo Botafogo, Flamengo, Sport e Santa aqueles a derrubá-lo na mundialista arena. O Tricolor não perdia havia 5 porfias, mas empatando 4 delas, e agora tem só uma vitória nas últimas 7 jornadas. Nas últimas 18 visitas, ganhou só 3 e perdeu 11.

Sampaio Corrêa 1 x 1 Oeste - Plínio deixou os maranhenses na frente, mas Rafael Martins empatou ao tirar proveito de uma saída errada do Rodrigo Viana, que se redimiu com um leve desvio em incrível oportunidade de virada não obtida pelo Wagninho aos 44 do segundo. O Bolívia Querida não é vencido há 4 partidas, mas ganhou apenas duas das últimas 9, ainda que perdendo só uma. Como mandante, a invencibilidade é de 5 contendas, mas 3 delas empatadas. O Rubrão venceu um dos últimos 5 jogos e empatou dois deles, ganhou só 3 dos últimos 18 e empatou 10 deles, tendo também 13 visitas sem êxito com 7 delas empatadas.

CRB 4 x 1 Atlético Goianiense - Zé Carlos, Gerson Magrão e Danilo Bueno deixaram os alagoanos muito na frente, Júnior Viçosa diminuiu e Maxwell fechou a conta e passou a régua. O Galo da Pajuçara voltou a vencer após 3 pelejas e não cai há 5 mandos, dos quais 4 exitosos, tendo perdido só um dos últimos 13 e ganhando 9. O Dragão não ganha há 3 desafios e faturou um dos últimos 5, voltando a perder após 5 visitas, mas agora tendo somente duas positivas nas últimas 9. Do que adiantou perder pouco, mas ganhar pouco?

Ceará 3 x 0 ABC - Charles e o dobrador Siloé levaram o Vozão a emendar 4 vitórias, algo que não acontecia desde ainda janeiro deste ano (Guarani, Maranguape, Itapipoca e Guarany), e ter um mando perdido nos últimos 8, com metade vencida. Outra marca: não vencia dois mandos seguidos desde maio (Atlético Goianiense e América Mineiro). É um exemplo de crescimento na hora mais que necessária e certeira. Já o Alvinegro ganhou dois dos 29 últimos pegas, 16 deles perdidos, e não vence há 12 visitas, das quais 8 perdidas.

Luverdense 2 x 0 Boa Esporte - Tozin e Diego Rosa oficializaram o rebaixamento dos mineiros do sul do estado, que tão bem foram em 2014 ao ficarem a apenas três pontos do acesso e que neste 2015 foram, sem querer ser desrespeitoso e apenas sendo verdadeiro diante do retrospecto geral, um autêntico lixo inútil que humilhou sem a menor necessidade a cidade de Varginha. O Verdão do Norte não empata há 6 jornadas e faturou 4 delas. São 3 sucessos consecutivos em casa e 8 mandos sem queda com 5 triunfos, além de um mando perdido nos 13 últimos com 8 êxitos - e a baixa não foi em Lucas do Rio Verde, onde não é apunhalado desde o Criciúma na metade de junho. Os Bovetas não se dão bem há 15 atuações, 13 delas perdidas, e emendaram 7 visitas derrotadas com apenas duas positivas de 24 em toda a temporada, das quais 14 fracassadas. Pediu, né?

34 rodadas já eram: em 1°, Botafogo com 65; em 2°, América e Vitória com 60; em 4°, Santa e Náutico com 55 (tricolores na frente por 10 gols de saldo contra 4 dos alvirrubros); em 6°, Bragantino, Sampaio e Bahia com 54; em 9°, Paysandu com 52; em 10°, Luverdense com 51; em 11°, CRB com 47; em 12°, Paraná e Atlético com 43; em 14°, Oeste e Criciúma com 42; em 16°, Ceará e Macaé com 38 (cearenses na frente por 10 vitórias a 9 dos fluminenses); em 18°, ABC com 28; em 19°, Boa rebaixado com 24; e em 20°, Mogi rebaixado com 22.

A 35ª rodada será toda nesta terça-feira com os primeiros quatro jogos às 19h e os outros seis às 21h30 (tudo nos horários de Brasília): América Mineiro x Vitória, Mogi Mirim x Paysandu, Macaé x Náutico, Criciúma x Boa Esporte, Luverdense x Botafogo, Santa Cruz x Oeste, Bahia x ABC, Sampaio Corrêa x Atlético Goianiense, Ceará x Bragantino e CRB x Paraná. Note que apenas a última porfia se mostra sem valor ao ter dois intermediários, até porque é mais fácil eu pedir em casamento a nova "dona da bancada" Michelle Barros ao vivo no estúdio do "SPTV" com o Márcio Canuto ao meu lado do que o CRB obter a incrível, fantástica e extraordinária combinação de vitória sua somada a derrotas de Santa e Náutico e, no máximo, empates de Braga, Sampaio e Bahia para, assim como o Luverdense neste momento, chegar na antepenúltima rodada a 4 pontos do G4.

Tempo de finais nas outras séries

Sábado na Série D, estava 0 x 0 até 12 do segundo, depois disso Francis marcando duas vezes para o Botafogo de Ribeirão Preto. Os 10 minutos finais foram uma loucura: Célio Codó diminuindo, Francis (suspenso para a volta pelo terceiro amarelo) fazendo o terceiro e Amorim recolocando o Ríver na parada aos 43 minutos. Em 2009, na primeira edição da quarta divisão, a ida da final teve o mandante Macaé vencendo por 3 x 2 o São Raimundo, que seria campeão com 2 x 1 na volta, o que faz com que os paulistas não queiram repetir os fluminenses litorâneos e que os piauienses busquem em Teresina no próximo sábado uma reviravolta igual à dos paraenses.

Ontem na Série C, o Londrina precisou do marcador mínimo para derrotar o Vila Nova e ir para Goiânia com a vantagem do empate - e vai demorar para acontecer o desfecho, marcado que está apenas para daqui a dois domingos (mas dá no mesmo dizer dia 22). É a terceira vez que a finalíssima da Terceirona começa com 1 x 0, só que nas outras não fora o mandante a tomar a dianteira, mas sim o visitante, tanto o Novorizontino pra cima da Ferroviária em 1994 quanto o ABC com o Ituiutaba em 2010 - e nestes dois casos, o vencedor do primeiro jogo ficou com o caneco. O LEC seguirá esta regra ou o Tigre tratará de contrariá-la?

Os destaques na Europa

Espanha (11 rodadas) - Na última rodada antes do superclássico, temos o Barcelona com 27 pontos e o Real Madrid com 24, um acima do rival Atlético, que derrotou o Gijón aos 48 do segundo. Mandantes do "pega" do dia 21, os merengues perderam fora de casa para o Sevilla de virada. Já a trinca do Barça no Villarreal foi marcada pelo mais lindíssimo gol da carreira do Neymar, um chapéu com giro de corpo e finalização de primeira no alvo. Um gol digno de virar vinheta de programa de televisão, coisa absurda de linda - mas, para quem gosta do futebol muito bem disputado, felizmente não a única desta rodada pois Iñaki Williams praticou maravilha semelhante com outro assombro de tentaço no sucesso do seu Athletic Bilbao diante do Espanyol.

Itália (12 rodadas) - Fiorentina e Internazionale lideram com 27 pontos e venceram nesta rodada ambos como visitantes, respectivamente derrubados Sampdoria e Torino. A Roma ganhou o clássico da Lazio e foi aos 26, enquanto o Napoli tem 25 depois do escore mínimo que garantiu a vitória sobre a Udinese.

Inglaterra (12 rodadas) - Assim como na "Série Atchim", também na Premier League os quatro primeiros são separados por apenas dois pontos. Manchester City e Arsenal têm 26, mas só empataram respectivamente com Aston Villa e Tottenham. O Leicester entrou de gaiato no lero ao superar o Watford e ir aos 25, um ponto acima do exitoso Manchester United diante do West Bromwich. Já a batata do José Mourinho está ardendo loucamente com a derrota pro Stoke City que deixou o Chelsea a apenas 3 pontos da zona do rebaixamento. Um fim de semana terrível para os Blues dentro e fora do campo, lamentada que foi a morte aos 78 anos de Bobby Campbell, o treinador que liderou o time no regresso à primeira divisão nacional em 1989.

Alemanha (12 rodadas) - Continua supremo na frente o Bayern de Munique com 34 pontos após dar de quatro no Stuttgart, tudo na etapa inicial e com um do Douglas Costa. Mas o Borussia Dortmund também tá muito bem ao ter 29 pontos depois de abater o Schalke 04 no clássico, o que tornou "mezzo a mezzo" o fim de semana do por mim pelo seu natalício de hoje cumprimentado "surtado olímpico" Regys Silva, que ao menos feliz ficou pelo Ceará fora dos quatro últimos na Série B. Mas o grande nome do fim de semana foi Kalou com três gols pro Hertha Berlim no triunfo diante do Hannover. Ele "kalou" os críticos. (essa doeu lá no fundo da alma... rs)

França (13 rodadas) - Chatice, chatice... 35 pontos do Paris Saint Germain, que dá de ombros pros demais e enfiou uma mão cheia de tentos no Toulouse, dois só do Ibrahimovic e ainda um do Lucas como toque tupiniquim. O mais próximo tem 25 e é o Lyon. Só deu Lacazette na trinca sobre o Saint Etienne.

Portugal (10 rodadas) - O Sporting só conseguiu derrotar o Arouca aos 45 minutos do segundo tempo, mas foi aos 26 pontos e continua em primeiro lugar. Os outros grandes têm um jogo a menos e também ganharam, tanto o Porto com 21 ao bater o Vitória de Setúbal quanto o Benfica com 18 ao abater o Boavista.

Curtinhas

*Semana muito importante para o Campeonato Paulista nesse lance envolvendo Água Santa e Mirassol, ainda mais depois desse desabamento de parte da arquibancada do estádio de Diadema, comprometendo a arquibancada central e felizmente não causando mortes, mas deixando alguns operários feridos. A situação do Água Santa já parecia delicada, mas agora ficou delicadaça com "DE" maiúsculo. Te apronta aí, Mirassol...

*Nigéria campeã mundial de juvenis ao derrotar Mali por dobro a nada. No século 21, os nigerianos detonam geral, campeões que foram em 2007, 2009 e 2013. A primeira conquista foi no longínquo 1985.

*Lembra do Mazembe, que eliminou o Internacional em 2010? Kidiaba e associados voltarão ao Mundial de Clubes este ano, campeões africanos que foram ao vencerem duas vezes o argelino Alger na decisão. O confronto deles nas quartas-de-final será contra Auckland City ou o campeão japonês.

*Na finalíssima asiática, "oxo" abriu o duelo do Al Ahly com o Guangzhou. A volta é apenas no dia 21.

*Seu gol nos 3 x 2 diante do Oleksandria foi o primeiro do Dentinho pelo Shakhtar Donetsk desde outubro de 2014. Mas nada que o deixasse triste. Ele é casado com a monumental Danielle Souza.

*Handebol: após perder por 29 x 20 pros anfitriões e 38 x 27 para a Eslovênia, os homens do Brasil fecharam em terceiro a Supercopa disputada na Alemanha ao ganharem da Sérvia por 32 x 29.

*Na Liga Nacional das mulheres, a Metodista está na final após vencer de novo o São José, agora por 26 x 23. No próximo sábado, o time de São Bernardo saberá se decidirá contra Concórdia ou Vasco.

*Futsal: deu Brasil no Grand Prix em Uberaba. Após passar pela semifinal com 5 x 0 na Colômbia, arrematou o troféu com 4 x 3 sobre o Irã. Nona conquista brasileira e um único vice em 2010. Ao menos um fim positivo para um ano tumultuado para a modalidade com problemas políticos na CBFS e tretas com os atletas.

*Tênis: Marcelo Melo campeão pela quarta vez seguida. O duplista n° 1 do mundo e o croata Ivan Dodig faturaram Paris sobre o canadense Vasek Pospisil e o americano Jack Sock por 2 x 1 (2/6, 6/3 e 10/5).

Sintonia PB

Começa o tópico desta "24 Horas" que está antenado no que ocorre fora dos esportes. Às novidades:

*Joice Hasselmann não está mais em Veja, da qual saiu após 1 ano e 3 meses. Ela fazia a webTV da revista.

*Ex-apresentadora e repórter da TV TEM (Globo) em São José do Rio Preto, com rápida passagem pela Record, a bonitona Patrícia Andrik agora manda ver na escrita cibernética ao publicar o blog "Meio Alice, Meio Amélia", com crônicas sobre duas mulheres, uma em busca dos seus sonhos e outra centrada que não é dominada pelas emoções e nem sentiu algumas. As postagens da Patrícia podem ser lidas aqui.

*Depois de sua João Pessoa, Rachel Sheherazade fará mais quatro noites de autógrafos do livro "O Brasil Tem Cura". A apresentadora do "SBT Brasil" lançará a obra em São Paulo, Belo Horizonte, Manaus e Curitiba.

*Duas vezes acontecido por ocasião do Dia Internacional da Mulher a partir do ano passado, o expediente de duas mulheres apresentando o "Jornal Nacional" aconteceu no sábado pela primeira vez em escala regular de plantão de fim de semana. Não posso negar que especialmente belo estava o noticiário nele estando Ana Paula Araújo e Giuliana Morrone. Agora, demorou muito para a Globo fazer isso. Muitos anos, diga-se.

*Durante a "Dança dos Famosos" no seu "Domingão", Fausto Silva teve como uma das juradas Maria Júlia Coutinho e, ao querer elogiar sua bela forma física atual (não à toa é a "Maju Globeleza") e virtudes como a dicção, a voz e a respiração, disse que ela estava "gordinha" quando fazia o "Bom Dia Brasil" há quase uma década. Embora agradecida pelos demais elogios, Maria Júlia perguntou duas vezes: "gordinha?" Não sei, mas acho que o Faustão poderia ter elogiado a colega de uma forma mais delicada, sem tal "canelada".

*Depois de colocá-la para entrevistar Joelma na semana anterior, ainda bem que Cristina Serra recebeu ontem no "Fantástico" uma pauta bem mais à altura da sua qualidade jornalística por muito mais relevante para a sociedade: crimes de racismo na internet, carona pega no que sofreu dias atrás Taís Araújo.

Bela do Dia: Renata Biglia

Renata Biglia, gestora financeira da Biglia Advocacia em Caxias do Sul e a bela esposa do Fabiano Baldasso, gente fina que fala de futebol na Rádio e TV Bandeirantes. De parabéns ele por muito bem escolher esta madame bonitona para romancear e ter uma vida nova na Serra, a partir da qual passou a fazer duas vezes por semana e não mais diariamente "Os Donos da Bola", por isso sendo apelidado de "Turista" pela equipe. (rs)

*Lá vou eu deixar de acompanhar por alguns meses os jogos da faixa das 19h (isto é: deixar de acompanhar não, mas sim não com a mesma atenção de sempre) por causa da estreia de "Totalmente Demais". Coração resistirá com noites que emendem no "RBS Notícias" a extraordinária loira Carla Fachim, a "Sharon Stone de São Sepé", com a morena Juliana Paes, a deusa mais gostosa do Brasil? O meu eu não garanto.

*Segunda-feira dos 40 anos de Maria Ribeiro, vista por último em "Império", que marcou seu retorno à Globo após muitos anos de produções da Record, uma delas a atualmente repetida "Prova de Amor".

*Fernando Meirelles celebra hoje 60 anos. Indicado ao Oscar por "Cidade de Deus", também dirigiu "O Jardineiro Fiel" e "Ensaio Sobre a Cegueira". Na telinha, realizou "Felizes Para Sempre?" na Globo.

*Leatherface morreu. Isto é: seu intérprete morreu. Gunnar Hansen foi vitimado pelo câncer aos 68 anos no sábado e interpretou o famoso assassino do clássico do horror "O Massacre da Serra Elétrica" em 1974.

E fique antenado! "Sintonia PB" continua de olho no que ocorre fora dos esportes e retorna na próxima coluna.

Clipe do Dia

Um dos apelidos da Ferroviária de Araraquara é Locomotiva. Em homenagem ao seu ótimo 2015, uso isso como pretexto para trazer aqui "Maria Fumaça", com Banda Black Rio, da novela global "Locomotivas".

Antes do Arremate...

...um reforço sempre válido: este Papo de Bola - o Site precisa de patrocinadores para se manter no ar, por não ser apenas o custo da hospedagem o necessário para tanto e sim outros ainda maiores. Se você quiser anunciar nestes escritos, clique aqui e dê uma olhada nas maneiras de como fazê-lo que muito bem vindo serás e muito agradecido ficarei. Também continuo forçosamente adotando o "Ajude o PB", de colaborações avulsas.

Arremate

Flamengo ganhando e Botafogo perdendo. Brasileirão? Não. Torneio Touchdown. Mengão 35 x 14 Fogão.

"24 Horas" volta antes que o Reptiles tenha uma chance de revanche contra o FA!

O COLUNISTA: Edu Cesar é criador e editor do Papo de Bola (autor também da coluna "Papo de Mídia") e editor do blog "Papo Final" no Final Sports.

TWITTER: @papodebola
FACEBOOK: SitePapoDeBola
E-MAIL: papodebola@gmail.com
BLOG NO FINAL: papofinal.final.com.br


LEIA
COLUNAS ANTERIORES
VEJA
"BELAS DO DIA" ANTERIORES

.


 
Seja mais um seguidor do Papo de Bola e leia as manchetes do site e comentários diversos.

PAPO DE BOLA - O SITE Desde 2/6/2003 Jogue junto com este time!
Criação, produção e edição Edu Cesar E-mail papodebola@gmail.com

.