.


.

  24 Horas
  Papo de Mídia
  Academia Esportiva
  Papo Especial
  Especiais PB
  O Jogo da Minha Vida
  Rádio PB
  PB Interativo
  Sites Parceiros
 

OFERECIMENTO

.

ATENÇÃO: página melhor visualizada em 1024 x 768 - Seja bem vindo ao PAPO DE BOLA - O SITE!

.

24 HORAS
Futebol, esportes, sintonias e belas

.

Domingo, 4 de outubro de 2015 - ANO 13, EDIÇÃO 19
Vitória e América são os vencedores da rodada

A Série B teve rubro-negros baianos e americanos mineiros como os grandes ganhadores deste fim de semana pois fizeram suas partes e tiveram outros objetivos alcançados: uns o de manter a invencibilidade na rivalidade regional e outros o de retornar ao grupo do acesso para a elite em 2016. Lá embaixo, bovetas mineiros e alvinegros potiguares continuam horrorosamente desastrosos e rumo à terceirona. Repassemos o sábado.

Bahia 1 x 3 Vitória - Com apenas 18 segundos, Kieza abriu o placar para os tricolores numa Fonte Nova com mais de 37 mil fãs. Porém, ele foi amarelado por mostrar uma camisa para uma torcida organizada do clube. Ainda na etapa inicial, veio o empate. O lance que mudou os rumos do clássico se deu logo antes do intervalo, quando Kieza fez outro gol, mas irregular desta vez, e acabou expulso pelo Leandro Vuaden de maneira completamente boboca, liquidando com seu time. Era tudo que os rubro-negros queriam para pisar no acelerador na etapa segunda, virarem e ampliarem para agora estarem há 6 clássicos invictos desde o ano passado. O Leão não perde há 6 partidas gerais (4 vitoriosas) e 4 visitas (metade vencida), além de quebrar a invencibilidade do Esquadrão de Aço como mandante, que perdurava 19 duelos desde a final do Nordeste contra o Ceará, em 3 de maio. O Tricolor não vence há 4 jogos, mas tinha empatado os 3 anteriores e não perdia havia 5 enfrentamentos.

Mogi Mirim 1 x 2 América Mineiro - Um "embalo de sábado à noite" vitorioso de virada para o Coelho, que não é vencido há 3 jornadas e perdeu só uma das últimas 4 visitas (ganhou metade), enquanto o Sapão emenda 5 derrotas, venceu um dos últimos 15 cotejos (8 perdidos) e não triunfa há 8 mandos (perdeu metade).

Atlético Goianiense 2 x 1 Paysandu - Os goianos abriram o placar na etapa inicial, sofreram o empate em pênalti existente e obtiveram o desempate a 4 minutos do encerramento. O Dragão não cai há 7 compromissos (dois vitoriosos), perdeu um dos últimos 16 (ganhou 7), não é superado há 9 mandos (4 exitosos) e foi batido em um dos últimos 12 (triunfou em 5). O Papão emenda 3 derrotas pela primeira vez em 2015, não se dá bem há um dos 5 últimos jogos (3 perdidos), não vence há 3 visitas e faturou uma das últimas 5.

Oeste 2 x 0 Náutico - O Rubrão voltou a vencer após 3 empates, não perde há 7 partidas (duas ganhas), caiu em uma das últimas 10 (dois êxitos), não é batido há 4 mandos (ganhou metade) e perdeu um dos últimos 12 (venceu 7). O Timbu não perdia havia 3 pelejas e faturou uma das últimas 15 visitas (10 derrotadas).

Boa Esporte 1 x 3 CRB - Os mineiros saíram na frente em pênalti inexistente apontado pelo Jean Pierre de Lima, no qual Maxwell me lembrou Gabriel Jesus na "queda com delay" após um contato mínimo que não suficiente para levá-lo ao solo. A virada alagoana estabeleceu a lógica num embate onde qualquer que fosse o vitorioso teríamos lógica recente contrariada, por mais que isso pareça incoerente - ainda que a vida seja uma grande incoerência no dia-a-dia. Da parte dos Bovetas, são 9 derrotas seguidas, 10 fracassos consecutivos, 6 mandos sem vitória e os 5 últimos perdidos, tendo um ganho nos últimos 8. Já o Galo da Pajuçara não sorria fora de casa havia 9 comparecimentos desde o Mogi Mirim em 27 de junho e não cai há 6 jogos (ganhou metade).

Macaé 3 x 1 ABC - Retrospecto ruim por retrospecto ruim, o dos litorâneos fluminenses era menos pior e, assim, começar perdendo não resultou em novo fracasso pois a virada aconteceu na segunda etapa sem traumas - claro, só depois que o 2 x 0 potiguar não aconteceu pela cobrança de falta parar no poste. O Alvianil Praiano não vencia havia 6 jogos em um mês e não triunfava em seu reduto havia 7 atuações desde o Paysandu em 10 de julho. Por sua vez, o Alvinegro é uma pouca vergonha lamentavelmente calamitosa: 19 contendas sem sucesso - 19 e não 18, pois é preciso contar o amistoso do centenário com o Corinthians nessa somatória geral (12 destes 19 jogos com derrota). Só uma vitória nos últimos 24 (perdeu 10) e 10 visitas sem ganhar (7 quedas).

Passadas 29 de 38 rodadas, estamos assim na segunda divisão, damas e cavalheiros: em 1°, Botafogo com 56; em 2°, Vitória com 52; em 3°, Santa Cruz e América Mineiro com 48; em 5°, Paysandu e Bahia com 47; em 7°, Sampaio Corrêa com 46; em 8°, Náutico com 43; em 9°, Bragantino e Luverdense com 42; em 11°, CRB com 40; em 12°, Atlético Goianiense com 38; em 13°, Paraná e Oeste com 37; em 15°, Criciúma com 36; em 16°, Macaé com 34; em 17°, Ceará com 26; em 18°, Boa Esporte e ABC com 23; e em 20°, Mogi Mirim com 22. Como notamos, o Fogão está tranquilo, o Leão deu uma distanciada razoável e o equilíbrio na luta pelo G4 não é mais tanto assim por serem cinco times separados por 2 pontos, quando poderiam ser seis se o Náutico não caísse na Grande Sampa City. Lá embaixo, Sapão, Alvinegro e Bovetas rumam "gloriosamente" para a Série C e o Vozão tá mais caído que o tiozinho de barriga flácida que não faz exercício e adora tomar um chopp todas as noites, o que é lamentável demais pois é um que eu queria ver na Série A e não lutando pra não cair.

A próxima rodada será quase toda depois de amanhã e terá: às 19h, Bragantino x Criciúma; às 20h30, CRB x Santa Cruz, América Mineiro x Macaé, Náutico x Mogi Mirim, Paraná x Oeste e ABC x Atlético Goianiense; e às 21h30, Paysandu x Bahia (jogo mais atrativo da noite) e Luverdense x Sampaio Corrêa. Ficou para as 16h30 de sábado Vitória x Boa Esporte, que atenderá à grade da RedeTV!. Por fim, Botafogo x Ceará foi adiado para dia 20, daqui a duas terças-feiras, para o Glorioso poder contar com o selecionável Jefferson.

Peleia de primeira na Terceira

Confiança x Londrina é a segunda quarta-de-final da Série C a ter início e promete fortes emoções por serem equipes muito fortes nas condições que o duelo apresenta esta noite. Os sergipanos não perdem há 6 partidas e ganharam 5 delas. A campanha da primeira fase apontou 9 vitórias, 4 empates e 5 derrotas, com o retrospecto como mandante apontando 5 vitórias, 3 empates e 1 derrota. Por outro lado, os paranaenses não são batidos há 3 compromissos e caíram uma vez nos últimos 13 (vencendo 6). Teve na classificatória 9 vitórias, 7 empates e 2 derrotas, enquanto visitante obtendo 5 vitórias, 1 empate e 2 derrotas. Que seja o jogão esperado.

A definição das quartas da Quarta

A Série D fechará hoje as quartas-de-final com cinco voltas: Campinense x Operário de Ponta Grossa (1 x 0 paranaense na ida), São Caetano x Coruripe (3 x 0 paulista na ida), Ríver x Estanciano (2 x 1 sergipano na ida), Ypiranga x Rio Branco do Acre (1 x 0 gaúcho na ida) e Central x Lajeadense (4 x 0 gaúcho na ida).

As domingueiras pós-manhã

Depois da hora do almoço, o fim de semana do Brasileirão será concluído com cinco enfrentamentos. O líder Corinthians visitará a Ponte Preta, à qual derrotou nas duas partidas deste ano, mas pra quem perdeu nas duas últimas realizadas em Campinas. Querendo se recuperar da eliminação na Copa do Brasil, o Grêmio encara o Cruzeiro e tenta batê-lo pela vez primeira no Mineirão após 9 jogos desde 1998 (teve uma derrota cruzeirense para os gaúchos enquanto mandante em 2012, mas no Independência).

Algoz gremista, o Fluminense faz um duelo contra o Santos que pode, sim, ser finalíssima da Copa do Brasil por estarem em pernas distintas na semifinal. Os tricolores derrotaram os santistas nas últimas 3 realizações, uma delas na Vila Belmiro no ano passado. O Goiás pega o Figueirense, que se deu bem no turno e quebrou a série de 5 fracassos neste duelo, mas que triunfou só uma vez no Serra Dourada diante dos alviverdes, vitoriosos em 6 de 8 vezes. No início da noite, isolada está a treta entre Chapecoense e Palmeiras. Em 5 contendas, cada um ganhou duas vezes - nos dois casos, ambas as vitórias enquanto mandantes.

Luto no futebol brasileiro

Morreu ontem aos 57 anos, de complicações decorrentes do diabetes e de um câncer, o ex-artilheiro Kita, que teve bons préstimos para vários clubes defendidos nos anos 80 e começo dos 90. Surgido com força no Juventude de 1983 com Luiz Felipe Scolari como técnico, foi campeão gaúcho pelo Internacional em 1984, ano no qual obteve a medalha de prata na Olimpíada de Los Angeles (11 dos 17 atletas e mais o técnico eram colorados).

O feito mais memorável veio em 1986: campeão paulista pela Inter de Limeira sobre o Palmeiras com direito a um gol na finalíssima. Depois, passou por Flamengo e Portuguesa, voltando a levantar taças pelo Grêmio: Gaúcho e Copa do Brasil, ambas em 1989. Ainda venceu o Paranaense de 1990 pelo Atlético. Em 2012, ele voltou a ser notícia ao ter um dos pés amputado. Que o conterrâneo João Leithardt Neto descanse em paz.

Mulheres no topo do pódio

Deu Brasil na final do Sul-Americano de Vôlei, na Colômbia. Vitória sem traumas por 3 x 0 (25/17, 25/21 e 25/13). 11° título seguido do torneio e 19° total, com os outros 12 ganhos pelo Peru justamente em finais todas contra as brasileiras, que triunfaram nas outras 10. Anfitriãs em terceirão ao aplicarem 3 x 2 na Argentina.

Momento Raridade Rara

Completa 5 anos hoje a morte de Seu Nenê, nascido em 1921 na mineira Santos Dumont. Alberto Alves da Silva fundou em 1949 a escola de samba paulistana Nenê de Vila Matilde, a qual presidiu até 1996, quando passou o comando ao filho Betinho por problemas de saúde - mesmo assim, nunca deixando de desfilar todos os anos.

Bela do Dia: Ana Paula Siebert

Ana Paula Siebert, modelo e esposa do Roberto Justus. O homem não é bobo, só casa com loira majestosa.

Destaco aqui o desfile de 2007, que rendeu o 7° lugar em ano de título da Mocidade Alegre, mas que foi especial midiaticamente falando: o enredo foi alusivo aos 70 anos do Grupo Bandeirantes e homenageou a história liderada por João Jorge Saad a partir da Rádio Bandeirantes. Seu Nenê aparece a 8:27 e outras figuras que estavam na Band ou nela permanecem até hoje podem ser observadas: a 18:01, o saudoso Muíbo César Cury; a 23:23, os apresentadores Leão Lobo, Raul Gil, Gilberto Barros e Daniel Bork; a 32:16, Sílvia Vinhas; e a 32:32, Nadja Haddad, Fernando Vieira de Mello, Nivaldo Prieto, Luize Altenhofen, Fernando Fernandes e Luciano do Valle.

No trio de apresentadores da Rede Globo, com Renata Ceribelli e Maurício Kubrusky estava Chico Pinheiro, que também fez parte dessa história ao ser apresentador da TV Bandeirantes de 1989 até 1995.

Clipe do Dia I

Cantora de voz e interpretação fortes, Verônica Sabino completa hoje 55 anos. Duas musicaças dela: aqui está "Demais", da novela "Selva de Pedra"; e aqui está "Todo Sentimento", da novela "Vale Tudo".

Clipe do Dia II

Apenas 27 anos. Só isso Janis Joplin viveu. Tempo suficiente para, nascida em 1943 e falecida há 45 anos neste domingo fechados, entrar para a história do rock folk. Três grandes momentos desta artista memorável: abro aqui com "Maybe", prossigo aqui com "Mercedes Benz" e concluo aqui com "Cry Baby".

Arremate

Recuperado de problemas médicos, Maurício Menezes volta amanhã ao "Alegria ao Meio-Dia" na Rádio Globo.

"24 Horas" volta provavelmente um pouco antes ou até quando o programa estiver no ar!

O COLUNISTA: Edu Cesar é criador e editor do Papo de Bola (autor também da coluna "Papo de Mídia") e editor do blog "Papo Final" no Final Sports.

TWITTER: @papodebola
FACEBOOK: SitePapoDeBola
E-MAIL: papodebola@gmail.com
BLOG NO FINAL: papofinal.final.com.br


LEIA
COLUNAS ANTERIORES
VEJA
"BELAS DO DIA" ANTERIORES

.


 
Seja mais um seguidor do Papo de Bola e leia as manchetes do site e comentários diversos.

PAPO DE BOLA - O SITE Desde 2/6/2003 Jogue junto com este time!
Criação, produção e edição Edu Cesar E-mail papodebola@gmail.com

.