.


.

  24 Horas
  Papo de Mídia
  Academia Esportiva
  Papo Especial
  Especiais PB
  O Jogo da Minha Vida
  Rádio PB
  PB Interativo
  Sites Parceiros
 

OFERECIMENTO

.

ATENÇÃO: página melhor visualizada em 1024 x 768 - Seja bem vindo ao PAPO DE BOLA - O SITE!

.

24 HORAS
Futebol, esportes, sintonias e belas

.

Segunda, 6 de julho de 2015 - ANO 12, EDIÇÃO 188
Luto: morreu o dublador do Girafales

Triste fiquei ao saber por fã-clubes como o Fórum Chaves e o FC Chespirito Brasil, além do jornalista Paulo Pacheco, que morreu na noite deste domingo aos 82 anos, de parada cardíaca, Osmiro Campos, o dublador do Professor Girafales no "Chaves" e dos personagens de Rubén Aguirre em "Chapolin" e demais produções lideradas pelo Roberto Gomez Bolaños. Não foi o primeiro dublador dele pois este fora Potiguara Lopes, mas é o principal deles, uma das mais famosas vozes de uma das melhores dublagens brasileiras de todos os tempos.

Osmiro era meu conterrâneo aqui da aldeia pampeana, nascido em Pelotas, mas não chegou a conhecer sua cidade, conforme contou 2011 numa entrevista ao blog Universo AIC. Foi funcionário público dos Correios aqui em Porto Alegre até os 16 anos, quando enveredou para o rádio como contra-regra na Difusora (atual Bandeirantes), depois sendo locutor na Rádio Cachoeira do Sul e rádio ator em emissoras como São Paulo, Mundial, Mayrink Veiga, Tupi do Rio e Gaúcha, sendo galã das radionovelas da Colgate-Palmolive com elenco escolhido por Gloria Madagan. Também foi locutor da Rádio Bandeirantes de São Paulo de 1964 a 1966.

A dublagem entrou na vida dele a partir do seriado "Rota 66", onde seu parceiro de voz na dupla central era o também pelotense Amilton Fernandes. Outros trabalhos dele foram nas séries "Viagem ao Fundo do Mar" e "A Feiticeira", nesta produção dando voz ao Dick Sargent, ator que fez James Stephens nas 3 últimas temporadas em substituição a Dick York. Além de dublar Girafales e Rubén Aguirre por 30 anos, Osmiro também atuou por uma década na famosa e muito assistida peça de teatro "Trair e Coçar é Só Começar".

É isso. Velório hoje no Cemitério da Paz, em São Paulo. Como fã não apenas das séries CH, mas também dos seus excelentes dubladores, triste estou ao saber disso. Osmiro Campos agora vai dublar lá no céu, onde reencontrará Marcelo Gastaldi, Mário Vilela, Helena Samara, Silton Cardoso e o próprio Potiguara Lopes. Deixo por fim dois registros: de 1988, a dublagem definitiva de "Tocando Violão", episódio do "Chaves" que tem o Professor cantando "quero ver... outra vez... seus olhinhos de noite serena..."; e de 2012, imagens de Osmiro dublando para os episódios inéditos que estrearam pelo SBT no ano passado, gravação do Paulo Pacheco.

Sem grandes plateias neste fim de semana

Quase 21 mil pessoas. Ficamos nisso como melhor em termos de público de sexta a domingo no futebol brasileiro. Não é que não houvesse jogos interessantes pois havia, sim. Interessados é que pareceram não estar muito os torcedores, talvez por ser fim do mês e a grana de julho ainda não ter caído nas suas carteiras. O clássico baiano lidera o levantamento, seguido dos triunfos alvinegros nos Rios de Janeiro e Grande do Sul. Enquanto isso, as matinês dominicais parece que não caíram no gosto de Florianópolis, visto os públicos não muito entusiasmantes ao rolar de pelota nesta metrópole: pouco mais de 11 mil viventes naquele Figueirense 0 x 0 Vasco e apenas pouco mais de 8 mil no empate do Avaí com o Sport, que rendeu um bafafá com "BA" de "bah!!!" no final.

A lista a seguir não tem os dados destes jogos, não sabidos até a publicação desta coluna: Cuiabá 0 x 1 Salgueiro na Arena Pantanal, Botafogo da Paraíba 2 x 0 Icasa no Almeidão, Juventude 3 x 2 Portuguesa no Alfredo Jaconi, Caxias 0 x 1 Tupi no Centenário e Campinense 2 x 0 Treze no Amigão. Também está ausente da lista Londrina 0 x 0 Guaratinguetá no Do Café, justificado por ter sido um jogo com portões fechados.

20.945 / R$ 494.742,00 (R$ 23,62) - Vitória 4 x 1 Bahia (Brasileiro Série B) - Barradão, Salvador (BA)
17.986 (20.769) / R$ 589.932,00 (R$ 32,79) - Flamengo 1 x 2 Figueirense (Brasileiro) - Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
16.612 (20.236) / R$ 438.900,00 (R$ 26,42) - Internacional 1 x 3 Atlético Mineiro (Brasileiro) - Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
11.074 / R$ 800.370,00 (R$ 72,27) - Ponte Preta 0 x 2 Palmeiras (Brasileiro) - Arena Pantanal, Cuiabá (MT)
10.539 / R$ 344.620,00 (R$ 32,69) - São Paulo 0 x 0 Fluminense (Brasileiro) - Morumbi, São Paulo (SP)
10.168 (10.663) / R$ 172.416,00 (R$ 16,95) - Fortaleza 1 x 0 América de Natal (Brasileiro Série C) - Castelão, Fortaleza (CE)
9.531 (11.103) / R$ 150.435,00 (R$ 15,78) - Coritiba 0 x 0 Joinville (Brasileiro) - Couto Pereira, Curitiba (PR)
9.438 / R$ 388.500,00 (R$ 41,16) - Goiás 0 x 0 Corinthians (Brasileiro) - Serra Dourada, Goiânia (GO)
8.116 / R$ 81.450,00 (R$ 10,03) - Avaí 2 x 2 Sport (Brasileiro) - Ressacada, Florianópolis (SC)
7.594 / R$ 118.530,00 (R$ 15,60) - Náutico 2 x 1 Oeste (Brasileiro Série B) - Arena Pernambuco, São Lourenço da Mata (PE)
7.427 (8.188) / R$ 232.378,65 (R$ 31,28) - Cruzeiro 2 x 0 Atlético Paranaense (Brasileiro) - Mineirão, Belo Horizonte (MG)
6.058 (6.794) / R$ 113.310,00 (R$ 18,70) - Botafogo 5 x 0 Sampaio Corrêa (Brasileiro Série B) - Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
4.942 / R$ 136.690,00 (R$ 27,65) - Santos 1 x 3 Grêmio (Brasileiro) - Vila Belmiro, Santos (SP)
4.349 / R$ 57.810,00 (R$ 13,29) - Chapecoense 1 x 0 Vasco (Brasileiro) - Arena Condá, Chapecó (SC)
3.088 / R$ 25.439,00 (R$ 8,23) - Guarani 0 x 0 Madureira (Brasileiro Série C) - Brinco de Ouro, Campinas (SP)
2.912 (3.569) / R$ 49.235,00 (R$ 16,90) - Paraná 0 x 0 Criciúma (Brasileiro Série B) - Vila Capanema, Curitiba (PR)
2.676 / R$ 19.547,00 (R$ 7,30) - CRB 1 x 1 Boa Esporte (Brasileiro Série B) - Rei Pelé, Maceió (AL)
2.191 (2.670) / R$ 26.105,00 (R$ 11,91) - ABC 1 x 1 Macaé (Brasileiro Série B) - Frasqueirão, Natal (RN)
1.599 (1.832) / R$ 22.450,00 (R$ 14,04) - Operário 1 x 0 Juventus (Amistoso) - Germano Kruger, Ponta Grossa (PR)
1.101 / R$ 18.650,00 (R$ 16,93) - América Mineiro 3 x 1 Mogi Mirim (Brasileiro Série B) - Independência, Belo Horizonte (MG)
838 / R$ 12.240,00 (R$ 14,60) - Bragantino 1 x 2 Santa Cruz (Brasileiro Série B) - Nabi Abi Chedid, Bragança Paulista (SP)
477 (647) / R$ 9.334,00 (R$ 19,56) - Águia 1 x 2 ASA (Brasileiro Série C) - Zinho Oliveira, Marabá (PA)
439 / R$ 5.310,00 (R$ 12,09) - Tombense 0 x 0 Brasil (Brasileiro Série C) - Almeidão, Tombos (MG)

Os destaques do Campeonato Brasileiro

Coritiba 0 x 0 Joinville - Realizado no diferente horário das 15h de sábado por causa do Brasil na final da Copa América (era o que a CBF previa quando realizou a troca, não imaginando que um certo Paraguai surgiria pela frente...), marcou a estreia do Wilson no gol alviverde. Mas nada de redes balançadas, unf... O Coxa não vence há 2 partidas e ganhou apenas uma das últimas 8. O JEC não se dá bem há 3 compromissos, faturou somente um dos últimos 14 e não triunfa fora de casa há 8 atuações desde a Chapecoense em abril.

Chapecoense 1 x 0 Vasco - O primeiro encontro da história destes clubes está marcado pelo golaço de bicicleta do Neto, que de maneira alguma seria impedido pelo Charles, que continua na meta carioca devido ao machucado do Martín Silva no tornozelo direito. A Chape voltou a vencer após 2 pelejas e está difícil de ser superada na Arena Condá este ano, tendo 12 vitórias, 3 empates e 3 derrotas. O Cruzmaltino, que teve dois jogadores expulsos, não chegou às 3 vitórias consecutivas e não vence como visitante há 6 jogos contando o Maracanã (desde o Botafogo há 2 meses) e há 7 porfias sem contar Maracanã e Engenhão (desde o Rio Branco há 3 meses).

Cruzeiro 2 x 0 Atlético Paranaense - Com direito à estreia do Marinho "que m..." fazendo um tento, a Raposa emendou 3 vitórias no Mineirão e 4 gerais desde 2012 sobre o Furacão. Os mineiros não venciam e nem faziam gol havia 3 cotejos e estão irregulares nesta temporada no palco maior das alterosas: 6 vitórias, 5 empates e 4 derrotas. Os paranaenses perderam as 3 últimas visitas e ganharam apenas uma das últimas 6, perdendo as demais, além de somente um êxito nos últimos 5 jogos gerais (somando 4 pontos destes 15).

Avaí 2 x 2 Sport - Os rubro-negros saíram na frente, os azurras viraram e sofreram a igualdade em pênalti que não é daqueles indiscutíveis, mas que eu marcaria e que foi convertido pelo André, que chegou aos 4 gols em 5 jogos. O Leão catarinense não ganha há 5 partidas e só venceu uma das últimas 7, indo mal também como mandante ao ter 4 comparecimentos de seca e apenas um êxito nos últimos 6 mandos. Permanecido último invicto do torneio, o Leão pernambucano chegou às 13 jornadas sem derrota (5 delas empatadas) e só caiu em um dos últimos 17 duelos gerais. Contudo, fora de casa são 6 enfrentamentos sem sucesso desde o Central no fim de abril, ainda pelo terceiro lugar estadual, e os últimos 5 destes 6 acabaram empatados.

São Paulo 0 x 0 Fluminense - Duas pisadas na bola do Leandro Vuaden: não expulsar Edson Silva por quase arrebentar em pedacinhos as pernas do Wellington Silva numa "tentativa de homicídio" digna de solitária sem direito a visitas íntimas e não marcar pênalti no Gérson. No mais, um jogo chatinho que teve como momento de maior emoção o cabeceio no travessão do Rodrigo "a volta dos que não foram" Caio. Primeiro "oxo" destes tricolores desde novembro de 1990. Os são-paulinos não batem os tricolores cariocas há 4 partidas gerais desde agosto de 2013 e pela primeira vez neste 2015 estão há 4 partidas sem ganharem, embora não sejam vencidos no Morumbi há 14 desafios desde a queda pro Corinthians em março. O Fluzão não perde há 4 pelejas, somando 10 destes 12 pontos, e só foi derrotado uma vez nas últimas 9, triunfando em 5 delas.

Goiás 0 x 0 Corinthians - Com direito a um torcedor invadindo o campo para receber do Cássio sua camisa, os goianos aumentaram para 10 partidas desde setembro de 2001 (exatamente no mesmo dia 16 em que fiz 20 anos, mas isso não vem ao caso) a sequência invicta sobre os paulistas no Serra Dourada, ainda que não os derrote no palco maior do cerrado desde abril de 2008. Com Falcão próximo de ser anunciado novo técnico da equipe, assim dizem, diiizem (#AvalloneFeelings), o Esmeraldino chegou às 8 atuações sem sucesso e somou somente 3 destes 24 pontos, além de não triunfar diante de sua gente há 4 compromissos. O Coringão não é superado há 3 enfrentamentos, mas chegou às 2 visitas sem êxito e ganhou somente uma das últimas 5.

Santos 1 x 3 Grêmio - Expulsão incompreensível do Geuvânio à parte (se não era para ele voltar ao campo, o que era aquele sinal do Felipe Gomes da Silva, então?), uma grande vitória dos comandados do Roger Machado, que está com um aproveitamento espetacular. Os paulistas não perdiam para os gaúchos havia 4 jogos tanto gerais desde agosto de 2013 quanto só na Caldeira do Urbano desde outubro de 2011. O Peixe soma 3 derrotas e só uma vitória nas últimas 10 partidas. Em sua casa, faturou apenas um dos últimos 4 compromissos e perdeu pela vez primeira neste ano depois de 13 jornadas (9 vitoriosas). O Tricolor chegou às 5 vitórias seguidas e tem 6 êxitos em 7 desafios com o atual técnico. Segunda vez que os gremistas obtém 5 sucessos consecutivos, a outra se dando em março e terminando em 7 triunfos. Chapecoense e Vasco deixarão isso se repetir?

Internacional 1 x 3 Atlético Mineiro - O mesmo marcador do encontro no Gigante pela volta das quartas-de-final da Libertadores, mas com ganhador diferente. A expulsão do Anderson aconteceu entre os dois gols do Maicosuel. Quando Thiago Ribeiro aumentou, tivemos um #1980Feelings por naquele ano duas vezes os mineiros terem feito 3 gols nos gaúchos na casa deles. Com a diminuída do Lisandro López, a data repetida com exatidão foi não 25 de maio, mas sim 23 de abril. Depois de 20 jogos após os 2 x 1 em dezembro de 1986, o Galo voltou a derrotar no Beira-Rio ao Colorado, para quem tinha perdido os últimos 7 antes de ontem. O Inter não vence há 2 partidas e faturou somente uma das 5 últimas, somando 4 destes 15 pontos. Primeira derrota ante sua gente desde o Shakhtar Donetsk em janeiro, ruindo uma invencibilidade de 19 pelejas (15 vencidas). Dor de cabeça para "Rodízio" Aguirre. O Atlético chegou às 4 vitórias consecutivas e se deu bem nas últimas 3 visitas.

Flamengo 1 x 2 Figueirense - Depois de 3 jogos mandados pelos cariocas em outros estádios, novamente no Maracanã aconteceu este encontro agora de vantagem para os catarinenses, ali ganhadores em 3 oportunidades e derrotados em outras 2. Com a virada conquistada aos 47 do segundo pelo Fabinho, o Mengão perdeu pela vez primeira para o Furacão do Estreito depois de 9 jogos gerais desde junho de 2007 e como mandante após 5 atuações desde novembro de 2006. O Fla ganhou somente um dos últimos 4 compromissos, perdendo os demais, e emenda 2 mandos derrotados e apenas um exitoso dos últimos 7. O rubro-negro não é mais senhor das ações no Maracanã, seja mandante ou visitante: nos primeiros 9 jogos ali feitos neste 2015, ganhou 8; já nos 8 seguintes, apenas um sucesso. O Figueira emendou 2 vitórias e terminou outra escrita incômoda: se dar bem longe dos seus domínios. Eram 8 tentativas infrutíferas desde o Criciúma em abril até os sorrisos de ontem.

Ponte Preta 0 x 2 Palmeiras - "Verdão supera a Macaca". Gente, o Dudu está lendo! E repetiu! Apenas uma falha e péssima figura de linguagem referente aos dois gols dele, que fazem os campineiros mandantes por opção financeira na Arena Pantanal emendarem 2 derrotas e terem apenas um sucesso nas últimas 4 partidas gerais e um nas últimas 6 só pelo Brasileirão, somando 5 destes 18 pontos (abateu neste período o Fort Lauderdale em amistoso). Os paulistanos chegaram às 3 vitórias consecutivas e às 4 nas últimas 5 jornadas, além de voltarem a ganhar como visitante depois de 2 presenças. Se por um lado os alvinegros do Guto Ferreira parecem ter perdido o encanto que fez seu início ser bem legal, os alviverdes estão em ascensão com Marcelo Oliveira.

Passadas 11 de 38 rodadas, estamos assim: Atlético Mineiro, Grêmio e Sport com 23 (vitórias e saldo pondo os alvinegros na primeira posição); Fluminense com 21; Corinthians com 20; Atlético Paranaense com 19; Palmeiras e São Paulo com 18; Chapecoense e Ponte Preta com 16; Figueirense com 15; Cruzeiro, Avaí e Internacional com 13; Flamengo, Goiás e Santos com 10; Vasco com 9; Coritiba com 8; e Joinville com 5.

A próxima rodada terá quase tudo depois de amanhã: às 19h30, Goiás x Santos, Chapecoense x Grêmio e Coritiba x Ponte Preta; às 21h, Palmeiras x Avaí e Figueirense x Joinville; e às 22h, Internacional x Flamengo, Vasco x São Paulo (esse em Brasília por punição do STJD, mas os vascaínos já lá estariam por opção) e Atlético Mineiro x Sport (no mesmo Mineirão que, exato 1 ano antes, teve os 7 x 1 da Alemanha no Brasil). Na quinta-feira, tem Corinthians x Atlético Paranaense às 19h30 e Fluminense x Cruzeiro às 21h.

Os destaques da Série B

Vitória 4 x 1 Bahia - Estava 2 x 0 até 37 do segundo e o último tento saiu aos 49, em belíssimo tiro de longe do estreante Robert. O rubro-negro não perde para os tricolores no Barradão desde maio de 2011, mas neste período enfrentados estiveram neste estádio apenas 5 vezes, com os donos da casa voltando a triunfar após 3 empates. Recuperado de queda na rodada anterior, o Leão emenda 5 sucessos em seus domínios e 6 compromissos de invencibilidade desde a derrota pro Sampaio Corrêa em maio. O Esquadrão de Aço não perdia havia 3 porfias e não é vitorioso fora de casa há 4 visitas, ganhando somente uma das últimas 10.

ABC 1 x 1 Macaé - Empatar de pênalti aos 47 do segundo não diminui a fiasqueira vergonhosa e inacreditável aprontada pelo Alvinegro: nada mais e nada menos que 8 jogos sem ganhar no Frasqueirão. Como é que pode um time não se impor no seu estádio por tanto tempo??? Nunca vi isso em 25 anos acompanhando futebol - e, se vi, juro que esqueci por tão "raridade rara" algo assim. São também 4 rodadas sem êxito. Por sua vez, o Alvianil Praiano tem 2 visitas fracassadas e um triunfo nos últimos 4 cotejos, somando 4 destes 12 pontos.

Bragantino 1 x 2 Santa Cruz - Destaque absoluto pro golaço do Renatinho, segundo dos visitantes, colocando por cima do goleiro Douglas. O Massa Bruta perdeu a segunda consecutiva e o Tricolor chegou às 5 partidas sem derrota, vencendo 2 delas, além de voltar a triunfar como visitante após 6 jornadas desde o Central em abril.

Náutico 2 x 1 Oeste - Sábado de duas vitórias pernambucanas sobre paulistas, nesta em São Lourenço da Mata também com um golaço do visitante encobrindo o goleiro, aqui Júnior Negão superando Júlio César. Só que desta vez não bastou tal golão. O Timbu não é derrotado há 3 compromissos gerais e 7 mandos de campo, 6 deles bem sucedidos. O Rubrão perdeu 3 das últimas 4 atuações e somou 3 destes 12 pontos.

América Mineiro 3 x 1 Mogi Mirim - Estava empatado o jogo até 35 do segundo, logo, bem na hora do "não dá mais" os paulistas resolveram cumprir o esperado: mais um fracasso rumo a um rebaixamento "glorioso". Sabe a máxima "caiu no Horto, tá morto"? Cabe à perfeição para o Coelho neste 2015, tendo no Independência 9 vitórias, 3 empates e 1 derrota, ali exitoso nas últimas 5 partidas e sem derrota há 8 desde o Cruzeiro em março. No geral, o América não perde há 4 jogos. O Sapão chegou às 12 pugnas renhidas sem sucesso e especificamente às 10 visitas mal sucedidas, 8 delas com derrota, incluindo as 3 últimas. Ô, Rivaldo!!!

CRB 1 x 1 Boa Esporte - Outro jogo Nordeste x Sudeste igualado em 1 proeza nos acréscimos da metade complementar, mas neste caso os mineiros evitando a derrota para os alagoanos. O Galo da Pajuçara não perde há 2 jogos, mas venceu apenas um dos últimos 5. Os bovetas não são derrotados tanto há 4 partidas gerais quanto há 5 especificamente fora de casa, mas nos dois casos ganhou somente uma vez.

10 rodadas já "se foram-se" e a classificação mostra este cenário: Botafogo com 23; Paysandu com 22; Náutico com 21; América Mineiro com 20; Vitória com 19; Bahia com 18; Macaé com 17; Sampaio Corrêa com 15; CRB com 14; Bragantino e ABC com 13; Santa Cruz e Paraná com 12; Luverdense e Criciúma com 11; Oeste e Boa Esporte com 10; Atlético Goianiense com 8; Ceará com 5; e Mogi Mirim com 3.

Toda a próxima rodada será amanhã, quase toda às 19h30: Bahia x Paysandu, Macaé x América, Mogi x Náutico, Oeste x Paraná, Boa x Vitória, Criciúma x Bragantino, Atlético x ABC e Sampaio x Luverdense. Somente duas contendas ficaram para as 21h50: Ceará x Botafogo (estreia do Geninho no Vozão) e Santa x CRB.

Os destaques da Série C

O Grupo A terá sua sexta rodada completada hoje por Confiança (7° com 5) x Vila Nova (4° com 9). Ainda líder e invicto está o Fortaleza (16) ao ganhar do América de Natal (6° com 8). Nesta partida, um momento tenso: caiu uma peça de um refletor de luz ao estouro de um capacitor e uma torcedora foi atingida, sofrendo ferimentos leves. Segunda posição pro ASA (12) ao ganhar fora de casa do penúltimo Águia (4). Terceirão para o Salgueiro (11), que superou o antepenúltimo Cuiabá (4) aos 41 minutos do segundo tempo. Já o Icasa permanece lanterna sem um só pontinho que "seje", como diria o analfa, ao perder na Paraíba para o Botafogo (5° com 9). A próxima rodada será no sábado: Confiança x Fortaleza, Salgueiro x ASA, Icasa x Águia, América x Cuiabá e Vila x Botafogo.

O Grupo B teve uma sexta rodada frustrante: "oxos" em Tombense x Brasil (7° com 5 x 2° com 12), Guarani x Madureira (6° com 7 x 8° com 4) e Londrina x Guaratinguetá (3° com 11 x 10° com 3). Apenas os desafios dos gaúchos da Serra tiveram bola na rede, ambos realizados na aldeia pampeana e que deixam melhor a segunda dos adeptos do Juventude (4° com 10), tanto por fazer sua parte sobre a Portuguesa (5° com 7) quanto pela derrota do Caxias (9° com 3) para o agora líder isolado da chave Tupi (14). No próximo domingo tem Tupi x Ju, Guaratinguetá x Tombense, Brasil x Madureira e Lusa x Guarani, na segunda acontecendo Caxias x LEC.

Vem aí a Série D, pessoas

Só mais alguns dias e 40 equipes disputarão a quarta divisão a partir de domingo (menos o CEOV matogrossense e o Camaleão goiano, estes só na segunda-feira). 8 pentagonais, sempre alguém de folga em cada uma das 10 rodadas, e dois clubes de cada chave irão para o mata-mata e ficarão a 360 minutos da Série C em 2016. Alguns amistosos preparatórios aconteceram ontem, mais especificamente dois clássicos do interior nordestino. Tanto teve quatrilho do Central no Porto em Caruaru quanto dobra do Campinense no Treze em Campina Grande. Falando em escritas, a Paraíba também tem a sua: 8 Clássicos dos Maiorais sem derrota da Raposa para o Galo.

Resgatemos todos os grupos, suas primeiras rodadas e seus primeiros folguistas:

G1 - Náutico de Roraima x Nacional de Manaus e Vilhena x Remo (folga o Rio Branco do Acre)
G2 - Guarani de Juazeiro x Santos do Amapá e River x Palmas (folga o Imperatriz)
G3 - Serra Talhada x Colo Colo e Campinense x Globo (folga o Coruripe)
G4 - Serrano x Central e Estanciano x Treze (folga o Goianésia)
G5 - Caldense x Rio Branco do ES e Operário de Várzea Grande x Aparecidense (folga o Comercial do MS)
G6 - Gama x Botafogo de Ribeirão Preto e CRAC x Villa Nova (folga o Duque de Caxias)
G7 - Ypiranga x Inter de Lages e Resende x Operário de Ponta Grossa (folga o Red Bull Brasil)
G8 - Foz do Iguaçu x Volta Redonda e São Caetano x Lajeadense (folga o Metropolitano)

O penúltimo campeão estadual de 2015 é...



...o Genus, pela primeira vez vencedor em Rondônia após uma duríssima decisão contra o Vilhena, na qual sofreu dois gols, buscou o empate, tomou o desempate e chegou à virada. Esta conquista mostra bem como é este regulamento de final com ganhadores de dois turnos distintos: a campanha total do Aurigrená da Capital aponta 6 vitórias, 4 empates e 2 derrotas, com 19 gols marcados e 10 sofridos. A decisão chegou pois ele impediu seu oponente de ser campeão direto ao vencê-lo no segundo turno, sendo que no primeiro ficou na quarta posição entre 5 times e não ganhou uma só vez. Uma subida substancial de uma parte do torneio para a outra.

Agora, a lista dos 27 campeões estaduais será fechada somente no fim de setembro quando acabar o apenas anteontem iniciado Amapaense (aqui nestes escritos chamado de "Copa Flávia Freire"). O Santos fez a sena no Oratório. No Sul e Sudeste, vagas na elite estão em jogo. Aqui no Rio Grande do Sul, era apenas uma e deu Glória campeão da Divisão de Acesso com 2 x 1 no Guarani de Venâncio Aires. O Gauchão de 2016 será o primeiro do Leão de Vacaria em 9 anos e contará com 14 equipes, já que subido apenas ele para os lugares dos neste ano descidos Caxias, União Frederiquense e Avenida. Enquanto isso, o Rio de Janeiro começou o triangular final que subirá duas equipes para a próxima primeira divisão. A Portuguesa da Ilha do Governador venceu pelo marcador mínimo o Americano, que depois de amanhã jogará em casa contra o America.

A primeira vez do Chile campeão

No pênalti otimamente batido pelo Sánchez, o momento que os torcedores chilenos tanto esperaram e que, por levar tanto tempo para acontecer, milhões não chegaram a assistir por não mais entre nós estarem: um título da seleção nacional. Discuta-se questões fora de campo, como a tabela desta Copa América ser bem favorável ao Chile e ocorrências da arbitragem também marcarem alguns dos seus jogos, mas não se discuta a qualidade do futebol da maior seleção da história desta nação, que não necessariamente possui os melhores jogadores de sua história, mas que conseguiu algo que Figueroa, Zamorano e Salas não alcançaram.

Jorge Sampaoli consolida-se como um dos maiores treinadores do momento por, depois de levar a Universidad à conquista da Copa Sul-Americana de 2011 (que representou o primeiro título continental de clubes chilenos desde a Libertadores de 1991 ganha pelo Colo-Colo), comandar a seleção neste feito inesquecivelmente único, que ainda conduz o Chile à sua primeira Copa das Confederações em 2017. Ao passo contrário, a Argentina obteve o sexto vice-campeonato seguido (terceiro nas últimas quatro Copas América) e Gerardo Martino alcançou um incômodo "bi-vice-campeonato", treinador que era do Paraguai superado pelo Uruguai em 2011.

Esta Copa América também será lembrada pelo Guerrero. Com 4 gols ao lado do chileno Vargas, o peruano - que deve estrear no Flamengo depois de amanhã aqui em "Gelo Alegre" - obteve a segunda artilharia seguida nesta competição (5 tentos em 2011), reprisando o celeste Pedro Petrone com 3 gols em 1923 e 4 em 1924. Copa América de novo só em 2019, aqui no Brasil. Sim, teremos Copa América Centenário em 2016, mas será uma edição comemorativa e à parte, sediada nos EUA e mesclando países de Conmebol e Concacaf.

O troco das americanas nas japonesas

Revanche, termo tão exageradamente banalizado no futebol (sobretudo aqui no Brasil), é isso: se em 2011 deu Japão nos pênaltis na Alemanha, em 2015 os Estados Unidos é que triunfaram direto nos 90 minutos no Canadá. O escore de 5 x 2 dá a impressão de superioridade, mas não do massacre que parecia que pintaria quando se sabe que já estava 4 x 0 com apenas 16 minutos de confronto. Das 5 proezas, 3 foram da Carli Lloyd, uma delas do meio do campo. Foi a terceira conquista norte-americana depois de 1991 e 1999. Terceiro lugar da Inglaterra sobre a Alemanha pelo escore mínimo. Agora, é esperar até 2019 pela edição marcada para a França.

Curtinhas

*Jobson detido na sua Conceição do Araguaia por dirigir bêbado e resistir à prisão. Infelizmente, como estranhar? Este moço é um caso perdido, só um tratamento fortíssimo talvez conseguisse recolocá-lo num bom caminho.

*A comissão técnica da Seleção foi quem pediu para a CBF não entrar com recurso para tentar diminuir a pena do Neymar na Copa América, afirmou o secretário geral Walter Feldman ao "Esporte Espetacular" da Globo.

*Você já leu que, depois de amanhã, fará 1 ano dos 7 x 1 da Alemanha no Brasil. Pois ontem quem fez 7 x 0 foi o Guangzhou Evergrande treinado pelo Luiz Felipe Scolari, vitimado sendo o Chongging Ligan.

*Campeão pelo Benfica, "Mestre" Jonas (by Marco Antônio Pereira) foi eleito pela Liga de Clubes o melhor atleta da temporada 2014/2015 do Campeonato Português. Ele fez 20 gols, um abaixo do artilheiro Jackson Martínez.

*Roberto Carlos treinará o Delhi Dynamos na Superliga da Índia. Na última temporada, a equipe ficou em quinto.

*Pirlo não é mais jogador da Juventus. Ele atuará nos EUA, migrado que está para o New York City.

*Outra saída é do Nani no Manchester United, mas continuando na Europa por ir para o Fenerbahce.

*Mesmo sendo campeão africano em 2013, Stephen Keshi não é mais técnico da Nigéria, demitido que foi após 4 anos devido a problemas de relacionamento entre ele e a Federação Nigeriana.

*Basquete: completa 35 anos hoje Pau Gasol, ala/pivô do Chicago Bulls. Pela seleção da Espanha, ele foi bi-vice campeão olímpico em 2008 e 2012, campeão mundial em 2006 e bicampeão europeu em 2009 e 2011.

*Hóquei na grama: o Brasil ganhou a Lions Cup no Canadá ao fazer 5 x 4 em Trinidad e Tobago nos shoot-outs depois de 1 x 1 no tempo normal. A equipe masculina ruma agora até Toronto para o Pan-Americano e precisará no mínimo ficar na sexta posição para disputar os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro.

*Atletismo: o COI oficializou a retirada da prata dos EUA no revezamento 4 x 100 da Olimpíada de 2012 devido ao doping de Tyson Gay. Trinidad e Tobago herdou a prata e seu bronze passou a ser da França. Nada modificado somente no ouro da Jamaica, que estabeleceu recorde mundial com 36s84.

*A etapa da França da Liga de Diamante teve duas medalhas brasileiras no salto com vara: prata para Thiago Braz da Silva com 5,86 metros, atrás dos 5,91 do grego Konstandinos Felippides; e bronze para Fabiana Murer, cujos 4,63 perderam para os 4,73 da cubana Yarisley Silva e os 4,83 da grega Nikoleta Kiriakopoulou.

*Pentatlo: Yane Marques ficou com o bronze no Mundial Sênior, na Alemanha, e estará nos Jogos do Rio.

*Universíade: até a publicação desta coluna, duas medalhas tinham sido conquistadas pelo Brasil na Coreia do Sul. O judô garantiu um bronze com Gustavo Assis na categoria até 90 kg ao derrotar o tcheco David Klamert. Já a natação rendeu ouro com Henrique Martins nos 50 metros borboleta com 23s22. Foi a segunda medalha dele em Universíades, a outra sendo a prata obtida na China em 2011 no revezamento 4 x 100.

*Quem não estará no Pan de Toronto é César Cielo, que está voltado para o Mundial em Kazan a partir do dia 2 do mês que vem. Ele tirou dois segundos lugares no Aberto da França: 50 metros livre, com seus 22s15 perdendo para os 21s61 de Florent Manaudou, e 50 borboleta, com seus 23s45 atrás dos 23s37 de Andrey Govorov.

*Tênis: segunda e decisiva semana de Wimbledon começando sem a atual campeã no torneio delas, eliminada que foi Petra Kvitova na terceira rodada por Jelena Jankovic por 2 sets a 1 de virada (3/6, 7/5 e 6/4). Nesta segunda, as irmãs Williams se enfrentaram pelas oitavas e deu Serena sobre Venus por 2 x 0 (6/4 e 6/3).

*Fórmula 1: na melhor corrida de 2015, Lewis Hamilton ganhou em casa e superou Jackie Stewart ao completar 18 corridas seguidas como líder de no mínimo uma volta, passando a marca do compatriota entre 1968 e 1970. Nico Rosberg ficou em segundo na Grã-Bretanha e Sebastian Vettel completou o pódio, com Felipe Massa em quarto após liderar boa parte do começo e um erro de estratégia da Williams colocar a perder sua prova. Felipe Nasr nem sequer largou devido a problemas de câmbio e Fernando Alonso foi o décimo colocado, voltando a pontuar depois de 7 corridas desde a etapa de Abu Dhabi no ano passado. Foi a pior seca do espanhol.

*Apesar dos tempos finais apontarem Rosberg a 10 segundos de Hamilton, Vettel a 25 segundos e Massa a 36, a prova teve disputas muito boas e só teve rumos definidos a cerca de 10 voltas do encerramento por influência da chuva em Silverstone. O inglês foi aos 194 pontos e abriu distância novamente para o alemão, que tem 177. Nos construtores, a Mercedes massacra a concorrência ao ter 371 pontos contra apenas 211 da segundona Ferrari. A próxima etapa será apenas e tão somente no dia 26 deste mês, marcada para a Hungria.

*Vôlei: mesmo sendo a última campeã olímpica, a Rússia está rebaixada na Liga Mundial ao ter uma única vitória em 12 partidas. Para jogar a fase final em 2016, terá que ganhar dos países de segundo escalão.

*Depois de levar 3 x 2 em Natal no sábado, a seleção B do Brasil volta a jogar hoje contra a Argentina, mas em Fortaleza. Este segundo selecionado estará no Pan de Toronto devido ao choque de datas com a Liga Mundial.

*Após fechar com 100% a primeira rodada tripla do Grand Prix com 3 x 0 na Tailândia (25/23, 25/18 e 25/13), o Brasil voltará a jogar no próximo fim de semana contra Bélgica, Alemanha e Tailândia em Sampa City.

*Não, não sinta falta de menção a algo muito legal do fim de semana. Espere pela principal seção deste PB.

Sintonia PB

Começa o tópico desta "24 Horas" que está antenado no que ocorre fora dos esportes. Às novidades:

*Desde a semana passada, o espaço deixado na Rádio Itapema FM de Porto Alegre com a saída do Beto Xavier passou a ser ocupado por Márcio Paz, agora comandante do "Som Brasil Bonito" às 6h, do "Wake Up" às 7h e do "A Boa Dica" às 10h. Ele deixou a Rádio Gaúcha, na qual apresentou o "Sem Fronteiras" aos sábados (que herdou ao falecimento de Glênio Reis) e o diário "Madrugada Gaúcha", este agora feito por Marcelo Drago.

*Também desde a última semana, mas no Paraná, as programações regionais da Rádio Jovem Pan FM e da RIC TV (Record) ganharam a participação diária do comentarista Denian Couto, que neste ano assumiu a direção de jornalismo da E-Paraná e que trabalhou na Rede Massa (SBT) em Curitiba e na RBS TV (Globo) e na Rádio e TV Bandeirantes aqui em Porto Alegre. Na RIC, Denian participa do "Paraná no Ar" e do "RIC Notícias".

*Por falar em Rede Massa: leio no NaTelinha que a afiliada do SBT renovou em 3 anos o contrato do Paulo Roberto Costa, o "Galo" que apresenta a "Tribuna da Massa" ao meio-dia de segunda a sábado.

*Leio no Auvaro Maia que estreia hoje uma nova versão regional do "Cidade Alerta": a de Goiás, apresentada pela super-sexy Silvye Alves das 18h45 às 19h45. Serão 60 minutos a menos de Marcelo Rezende para os goianos. Silvye será substituída no subsequente "Goiás Record" por Fernanda Arcanjo, agora a dupla do Carlos Magno.

*Agora, Record rede: não sei se foi efeito da ida da Carla Cecato pros Jogos Pan-Americanos, mas no sábado o "Fala Brasil" teve Daysa Belini apresentando ao lado da Salcy Lima, que é praticamente titular deste dia da semana. Tinha bastante tempo que eu não via a Daysa na bancada em plantão de sábado. Já de segunda a sexta, Manuela Queiroz é que foi para a bancada compor dupla com Roberta Piza por todo este mês de julho.

*Repórteres da Globo News no exterior participando da TV Globo é algo que ficou constante nos últimos tempos. Um deles, Pedro Vedova, passou a ser correspondente na Alemanha. Outros são vistos volta e meia, como Bianca Rothier. Nas últimas semanas, algumas vezes Cecília Malan é substituída por Ana Carolina Abar no "Hora 1". Por fim, desde a quinta-feira passada o "Jornal Nacional" ganhou participações da repórter Sandra Coutinho, não por acaso no dia seguinte à pergunta dela sobre o Brasil ser visto como uma potência regional pelos EUA, pergunta feita para Dilma Rousseff e respondida pelo Barack Obama. Leio no Daniel Castro que a promoção da Sandra a repórter do "JN" foi decidida pelo William Bonner, não só seu editor-chefe, mas nome influente na Plim-Plim.

*Leio no Flávio Ricco que Ricardo Boechat começa hoje um período de 3 semanas de férias, estando Paloma Tocci acompanhada no "Jornal da Band" pelo Boris Casoy, que será substituído no "Jornal da Noite" pela Caroline Nogueira. Sexta passada, Boechat encerrou de maneira genial o noticiário após uma reportagem do Rodrigo Hidalgo sobre o fim da produção do plástico-bolha pela empresa Sealed Air (que vai trocá-lo pela iBubble Wrap, bolha de ar que não estoura e pode ser enviada vazia para o cliente, que o enche conforme e quando quiser). Assista aqui ele estourando um plástico-bolha. Fiquei muito chateado com o fim deste produto, sinceramente. Não é falácia o que dizem sobre o "efeito terapêutico" dele. É a mais pura, simples e genuína verdade.

*Também no "guru", leio uma má nova do SBT: esta é a última semana de "Jornal do SBT" ao vivo. A partir da próxima segunda para terça, também o exibido no começo da madrugada após o "The Noite com Danilo Gentili" será exibido gravado a exemplo das reprises das 4h, das 5h e das 6h. Somente o "SBT Brasil" será ao vivo. Acho um tiro no próprio pé algo assim e lamento bastante. E se der uma notícia urgente na hora da gravação?

*Nesta madrugada, o SBT terminou de exibir a nona temporada de "Sobrenatural", faltando agora a recém-acabada décima. Semana que vem, a faixa da 1h de domingo para segunda passará a ser ocupada por "Arrow", seriado baseado no Arqueiro Verde da DC Comics e que tem 3 temporadas completas e uma quarta confirmada. Também nesta madrugada, começou a passar às 3h "Garoto de Ouro" em substituição a "Crimes Graves". Série policial, está encerrada desde ainda 2013 com uma única temporada de 13 episódios.

Bela do Dia: Ágatha Bednarczuk

Ágatha Bednarczuk, jogadora de vôlei de praia e campeã mundial com Bárbara Seixas neste domingo, em final verde e amarela realizada na Holanda vencida por 2 x 0 (21/18 e 22/20) sobre Fernanda Berti e Tatiana. O pódio foi todo brasileiro pois Juliana e Maria Elisa superaram as alemãs Holtwick e Semmler para ficarem na terceira posição. Aliás, deu tanto Brasil no Mundial que nos homens o cenário foi quase igual: título de Bruno Schmidt e Alison por 2 x 1 de virada sobre os anfitriões Nummerdor e Varenhorst (12/21, 21/14 e 22/20) e terceiro lugar de Pedro Solberg e Evandro por 2 x 0 nos norte-americanos Lucena e Brunner. Mas voltemos à estrela da principal seção deste site nesta segunda-feira: a imagem é de um ensaio publicado no ano passado pela revista Moda Shoes Beauty. Vôlei de praia é um esporte que não usa "shoes", mas que ela é uma "beauty", isso é.

*Sony e AXN começaram a transmitir desde este mês de julho suas programações tanto dubladas em português quanto com som original e legendas, bastando o telespectador optar pelo que lhe for melhor, assim como já fazem canais como Universal, Fox e Warner. Só que algumas produções da Sony continuam passando somente com som original e legendas mesmo existindo dubladas, caso da série "Louco Por Você", que tem não lembro agora se 5 ou 6 das suas 7 temporadas dubladas pela Herbert Richers (a primeira estreada pela Globo em 1993 e as outras com dublagem transmitidas nos anos seguintes pela Bandeirantes, da qual gravei um monte de episódios).

*A saideira: 70 anos hoje de Burt Ward, o Robin do "Batman" da televisão de 1966 a 1968. Aqui em Porto Alegre, o Homem Morcego sessentista é reprisado de segunda a sexta pela TV Urbana às 18h30.

E fique antenado! "Sintonia PB" continua de olho no que ocorre fora dos esportes e retorna na próxima coluna.

Clipe do Dia

Falecido em 1981, Bill Haley nasceu há 90 anos completados nesta segunda-feira. Com Seus Cometas, ele fez o rock que ditou moda nos anos 50 com um trio de sucessos que está aqui: "Rock Around The Clock", "Shake, Rattle and Roll" e "See You Later, Alligator". As canções são vistas em apresentação ao vivo na TV Tupi em 26 de outubro de 1975. A reprise foi na década de 80, dentro do "Som Pop" do Kid Vinil na Cultura.

Arremate

Thiago Pereira será o porta-bandeira do Brasil em Toronto na próxima sexta. Ele tem 18 medalhas em Pans.

"24 Horas" volta antes que o grande evento pan-americano inicie em solo canadense!

O COLUNISTA: Edu Cesar é criador e editor do Papo de Bola (autor também da coluna "Papo de Mídia") e editor do blog "Papo Final" no Final Sports.

TWITTER: @papodebola
FACEBOOK: SitePapoDeBola
E-MAIL: papodebola@gmail.com
BLOG NO FINAL: papofinal.final.com.br


LEIA
COLUNAS ANTERIORES
VEJA
"BELAS DO DIA" ANTERIORES

.


 
Seja mais um seguidor do Papo de Bola e leia as manchetes do site e comentários diversos.

PAPO DE BOLA - O SITE Desde 2/6/2003 Jogue junto com este time!
Criação, produção e edição Edu Cesar E-mail papodebola@gmail.com

.