.


.

  24 Horas
  Papo de Mídia
  Academia Esportiva
  Papo Especial
  Especiais PB
  O Jogo da Minha Vida
  Rádio PB
  PB Interativo
  Sites Parceiros
 

OFERECIMENTO

.

ATENÇÃO: página melhor visualizada em 1024 x 768 - Seja bem vindo ao PAPO DE BOLA - O SITE!

.

24 HORAS
Futebol, esportes, sintonias e belas

.

Domingo, 18 de agosto de 2013 - ANO 11, EDIÇÃO 8
Emoção de primeira no sábado da Segundona

A Série B teve um sábado muito destacado em termos de emoções em vários de seus jogos. As vitórias de Palmeiras e ABC, além do empate em Chapecó, tornaram a tarde muito interessante e divertida - claro que "divertida" para quem está do lado de fora, pois quem ficou no prejuízo não colocará tal adjetivo.

O Paysandu conseguiu dois gols de vantagem contra nenhum, notadamente bonito o segundo deles com Yago Pikachu encobrindo Fernando Prass. Porém, ficou mais tempo lá atrás, segurando a presença do Palmeiras em sua área. O kissuco ferveu bonitaço entre jogadores dos dois times, ficar em uma expulsão de cada lado talvez tenha sido uma solução cômoda e fácil para o apitante. Isso aconteceu quando os paulistas já tinham diminuído. O empate veio a pouco mais de cinco minutos do fim regulamentar, grande chute de primeira do Mendieta lá no cantinho direito. E porque as vitórias sofridas são mais especiais, o gol do Leandro tinha que sair apenas aos 49 da etapa final. O Verdão tem mostrado problemas defensivos nas últimas partidas, mas compensa com muita disposição lá na frente para cumprir o esperado em seus jogos. O Papão foi mal, desse jeito vai cair mesmo.

Emocionante também foi o encontro de sulistas no oeste catarinense. Em vantagem desde a metade inicial, o Paraná a aumentou a 15 minutos do fim. Só que nada estava resolvido. Bruno Rangel não está na liderança da artilharia a troco de nada. Duas ótimas bolas para ele, na cara do alvo, foram devidamente metidas no barbante para a Chapecoense empatar também na finaleira, jogando um balde de água gelada no time visitante (admito: me deu tremelique só de imaginar essa tal água gelada atirada em mim). Dava para ter sido melhor pro Verdão do Oeste, mas não perder em casa foi importante para a campanha muito boa não ter um revés desses.

Outra virada improvável foi a do ABC sobre o Figueirense, que começou vencendo, tomou o empate (no gol mais bonito dos cinco, marcado por Tony ao girar sobre o marcador e acertar o canto direito), ficou de novo numa boa e, em poucos minutos, colocou tudo a perder. Essa vitória do alvinegro potiguar foi para derrubar muito chutador de bolão - os chutadores deste site que o digam. Enquanto isso, nenhum dos Américas venceu. O de Natal foi às redes num golaço de Laércio, disparo beleza pura da marginal canhota no ângulo esquerdo. O de Minas Gerais contou com um autogol para igualar. Homenageado pela centésima atuação no Coelho, Rodriguinho desta vez ficou no quase em duas grandes chances: numa delas, bateu de fora e o desvio em Edvânio fez a bola encontrar o travessão; e na outra, nos estertores da peleja, chutou muito por cima uma oportunidade na boca do alvo.

Outro golaço do sábado da Série B foi no chutaço de fora da área de Jorginho, mas o ASA não tinha mais tempo para igualar os dois tentos do Guaratinguetá, que ficou com os três pontos. Por fim, o Bragantino saiu na frente, mas o Icasa não só empatou e virou, como ainda chegou ao quatrilho, fechando um sábado longe de ter 0 x 0 e onde a Série B rendeu entretenimentos que passaram longe do tédio para quem gosta ao menos de gols.

E a classificação da Bêzona?

Passadas 16 rodadas, esta é a classificação (*um jogo a menos; **dois jogos a menos): 1) Palmeiras, 40; 2) Chapecoense**, 33; 3) Sport, 30; 4) Paraná, 27; 5) América Mineiro* e Boa Esporte, 26; 7) Joinville, 24; 8) Figueirense e Avaí, 23; 10) Icasa e Bragantino, 22; 12) Oeste, 19; 13) Guaratinguetá e Ceará, 18; 15) Atlético Goianiense, ASA e São Caetano, 16; 18) Paysandu e América de Natal*, 15; e 20) ABC, 11.

Rescaldo dos palpites

Foi uma rodada com resultados traiçoeiros para todos os palpiteiros, tanto que os mais positivos não fizeram mais que o suficiente para passar de ano. Eu, por exemplo, repetiria pois fiquei só nos quatro acertos, sendo um exato (1 x 0 Boa Esporte, Sport, Palmeiras e Guaratinguetá). Vejamos quais seus índices:

6 acertos
Hugo Leonardo Souza Pinto (1 exato: 2 x 2 em Chapecó, Boa Esporte, Sport, Joinville, Palmeiras e Icasa)

5 acertos
Carlos Eduardo Sampaio Queiroz (Sport, Joinville, Palmeiras, Icasa e Guaratinguetá)
Danilo Otoni (Sport, Joinville, ABC, Icasa e empate em Belo Horizonte)

4 acertos
Fernando Clemente (1 exato: 1 x 1 em Florianópolis, Sport, Palmeiras e Guaratinguetá)
Sandro Francischini (1 exato: 2 x 0 Joinville, Sport, Palmeiras e Guaratinguetá)
Vagner Luiz (1 exato: 2 x 1 Guaratinguetá, Sport, Joinville e Palmeiras)
Eldio Venancio (Sport, Joinville, Palmeiras e Guaratinguetá)
Fernando Melotti Constancio (Palmeiras, Icasa, Guaratinguetá e empate em Chapecó)
Matheus Martins e Natanael Felipe Rhoden (ambos Sport, Palmeiras, Icasa e Guaratinguetá)
Vagner Luiz (Sport, Joinville, Palmeiras e Guaratinguetá)

3 acertos
Ezequias M. dos Santos (1 exato: 2 x 1 Guaratinguetá, Sport e Palmeiras)
Amauri Piauilino da Silva, Leandro Augusto Silveira, Rodrigo dos Reis Evaldt e Rogerio Costa (todos Sport, Palmeiras e Guaratinguetá)
Douglas Ernesto Fernandes Gonçalves e João Arruda (ambos Sport, Joinville e Palmeiras)

2 acertos
Charles Tavares (Sport e Guaratinguetá)

O que vem por aí

A rodada da Série B na semana que chega é espichada por toda ela e terá 11 partidas para fins dos chutes que os amigos do Brasil devem enviar. São 11 partidas pois acontecerá uma das pendentes da Chapecoense, que foi aquela ainda contra o América Mineiro, da falta de vontade do Coelho de ir de ônibus até Chapecó muito em cima da hora. Este jogo atrasado vai acontecer já depois de amanhã, então, não se esqueçam dele. Quem remeter só os dez jogos regulares da rodada em si, mas esquecer deste pendente, não será contabilizado na brincadeira.

Portanto, como falei, serão 11 pelejas durante a semana. Atenção: a rodada começa às 7 e meia da noite desta terça-feira (7 e meia por causa da TV, rodada dupla com a Copa do Brasil). Marque aí e mande seus palpites desde já: na terça-feira, Ceará x Guaratinguetá, ASA x ABC e Chapecoense x América Mineiro; na sexta-feira, Joinville x São Caetano e América de Natal x Avaí; e no sábado, Boa Esporte x Palmeiras, Paraná x Sport, Bragantino x Chapecoense, Figueirense x Oeste, Atlético Goianiense x América Mineiro e Paysandu x Icasa.

O recordista das Copas

Até hoje, sua marca de 13 gols em 1958 não foi superada - e só será se surgir algum fenômeno sobrenatural ou algo assim. Maior artilheiro de uma só Copa do Mundo, Just Fontaine completa 80 anos neste domingo como um mito do futebol francês. Em seu país, ele ganhou cinco títulos: três nacionais (1958, 1960 e 1962) e uma Copa da França (1958), todos pelo Reims, e mais uma Copa da França pelo Nice (1954). No Marrocos, defendeu o Casablanca e foi campeão nacional e da Copa dos Campeões do Norte da África, ambos em 1952.

Vitória das gurias do vôlei

Acabou a etapa de Almaty do Grand Prix e o terceiro jogo do Brasil foi contra o anfitrião Cazaquistão. 3 sets a 0 (25/17, 25/16 e 25/10) para as comandadas do José Roberto Guimarães e classificação para a fase final. Nela, as brasileiras terão pela frente China, Sérvia, Itália, Estados Unidos e o anfitrião Japão.

Ninguém detém ele

19s66 bastaram para Usain Bolt ganhar os 200 metros rasos no Mundial de Atletismo, cuja edição de Moscou tem seu epílogo neste domingo. O homem é impossível de ser detido. Enquanto estiver em alto rendimento (e todos esperamos que isso continue por um tempão, tão ótimo esportista que ele tem sido, preferencialmente sem qualquer senão que manche sua imagem), o jamaicano seguirá na dianteira sem desafiantes à altura.

Ninguém detém elas

Kseniya Ryzhova e Tatyana Firova são russas e, junto com Yulia Gushchina e Antonina Krivoshapka, levaram o ouro no revezamento 4 x 400 feminino. No pódio, as duas resolveram dar um selinho de celebração, repetindo o que tinham feito na pista mesmo. Um tabefe muito bem dado da parte de Kseniya e Tatyana no preconceito em uma semana onde Yelena Isinbayeva perdeu todo o crédito que tinha ao longo de tantos anos ao se posicionar favorável à lei antihossexual do seu país - e não adiantou querer remendar depois pois o estrago já estava feito.

É preciso deter gente assim

Só na última semana repercutiu uma história acontecida no dia 3, em São Paulo, quando uma skatista chamada Ana Paula Araújo conversava com amigos e, neste grupo de pessoas, estava André Ribeiro, atleta e árbitro da Confederação Brasileira de Skate. Ela olhou para a namorada dele e a elogiou enquanto mulher bonita. André se enfureceu com isso, chamou Ana de "macho" e a agrediu com um tapa e um golpe de skate no rosto. Disse ele que bebeu naquele dia e que não é homofóbico, mas por mais que tente justificar, agora não dá para consertar o erro. É incrível que, em pleno século 21, continuemos tendo manifestações assim, ainda mais com atos violentos por não se aceitar algo que é uma opção, como a homossexualidade, e que deve ser respeitada. Não acho que gostar de alguém do mesmo sexo seja grave. Se a pessoa for boa de caráter, a opção sexual é o de menos.

Lembram dele?

Luiz Mattar, tenista brasileiro que venceu o Torneio de São Paulo em 1992 e tricampeão entre 1987 e 1989 no Torneio do Guarujá, além de duas vezes batido por Andre Agassi em finais, uma delas no Torneio de Itaparica em 1987 e outra no Aberto de Las Vegas em 1994. Atualmente empresário, Mattar completa 50 anos hoje.

Bonitona vingativa

Victoria Grayson de aniversário, mais propriamente sua intérprete. A belíssima Madeleine Stowe completa 55 anos neste domingo, tendo feito um caminhão de filmes da metade dos anos 80 até o início da década de 2000, entre eles "Tocaia", "Obsessão Fatal", "O Último dos Moicanos", "Num Piscar de Olhos", "Quatro Mulheres e um Destino", "Os Doze Macacos", "A Filha do General", "Impostor" e "Fomos Heróis". Depois, ela se dedicou à TV. Desde 2011, é uma das atrizes principais de "Revenge", seriado que é um dos campeões de audiência do canal fechado e que tem passado na Globo nas noites de domingo. Curiosidade interessantíssima: Madeleine já fez "Revenge" no cinema, mas não essa atual e sim um filme coincidentemente chamado "Revenge" (aqui no Brasil "Vingança", como também deveria ser a série), com Kevin Costner e Anthony Quinn, em 1990.

Uma vida de polêmicas

É a do diretor francês Roman Polanski - francês de nascimento, já que polonesa sua família, nascimento este que hoje completa 80 anos. Diretor desde a década de 60, era casado com a atriz Sharon Tate, que em 1969 foi massacrada pelos assassinos da família Manson quando estava grávida de 8 meses do primeiro filho que eles teriam. Desde 1978, Polanski não pode entrar nos Estados Unidos pois deles saiu antes de ser condenado por estuprar uma menor de 13 anos, por isso até hoje sendo considerado fugitivo da justiça de lá. No cinema, Roman estrelou e dirigiu a comédia de terror "A Dança dos Vampiros", que tinha Sharon no elenco. Marcou época ainda com "O Bebê de Rosemary", com Mia Farrow, e foi indicado ao Oscar por "Chinatown", com Jack Nicholson e Faye Dunaway, e "Tess", vencendo a estatueta apenas em 2003 por "O Pianista" - e, lógico, sem recebê-la no palco. Há duas décadas e meia, Polanski é casado com Emmanuelle Seigner, a qual dirigiu em "Lua de Fel".

Querem me enlouquecer

Sou fã de dublagens, muito fã mesmo de dublagens. Tem muita gente que não gosta, sei disso, e respeito muito tal contrariedade. Mas sou do Dublagem Esporte Clube. Acho o trabalho feito aqui no Brasil bom demais, com mestres que ajudaram a melhorar ainda mais vários filmes, seriados e desenhos graças à excelência do seu trabalho, colocando uma graça a mais que no original inexiste. É por isso mesmo que a dublagem conseguiu me chatear um monte neste sábado com duas decepções tremendas que tive na televisão aberta, que a popularizou. Coincidentemente, as duas bolas fora tem relação com um desses mestres que citei, que é Mário Jorge Andrade, um dos melhores dubladores do país e atuante no Rio de Janeiro. Isto é: relação com ausências dele.

A primeira foi ao acordar no fim da tarde, após adormecer forçosamente por estar podrérrimo de sono, e olhar um pedaço da ótima comédia "Os Picaretas" no "Cine Aventura", da Record. Nunca que eu ia imaginar que este filme teria duas dublagens, ainda por cima com Eddie Murphy sem uma de suas duas vozes características - pois se não for Mário Jorge a dublá-lo, tem que ser Waldyr Sant'Anna, outro que encaixa como uma luva nele. Márcio Simões foi sua voz nesta versão que passou na Record. O mais incrível é que, pesquisando e achando no fórum do Dublanet, atestei que todos os outros personagens centrais tiveram as mesmas vozes brasileiras tanto na versão que passou na Globo (que confesso não saber se é a mesma que passa na TV paga por não lembrar de assistir nela este filme) quanto nessa de ontem. Só a do Eddie trocou. "Só" a dele! Como é que pode?

A outra patacoada me deixou muito irritado, chateado e aborrecido. Todo animado eu para rever "Nos Tempos da Brilhantina" no "Corujão" da Globo, às 3 e tanto da madrugada, por jurar que curtiria novamente - e na TV aberta, por aquilo que falei ontem de vibrar ao acompanhar nela coisas antigas nestes tempos de alta definição e som dolby surrond e afins - a dublagem original da Herbert Richers. Mas... nada. Nem Mário Jorge dublando John Travolta, nem a saudosa Vera Miranda dublando Olivia Newton-John, nem Orlando Drummond fazendo a voz do locutor que anuncia "Grease", com Frankie Valli, nos créditos iniciais - que nesta madrugada, diferentemente da vez em que gravei este filme em VHS, a Globo mostrou completinhos, completinhos. Meteram uma dublagem qualquer, que nem quis curtir pois não tinha graça. Então, só mesmo o TCM ainda passa o trabalho original.

Momento Raridade Rara

Se não tivesse morrido na véspera do Natal de 2010, Orestes Quércia completaria hoje 75 anos. Político conhecido (eu disse conhecido e não bom, especifico), ele também teve atuações empresariais no ramo da comunicação. Era ele, por exemplo, o dono das emissoras TVB, que por muito tempo foram afiliadas do SBT e que, há poucos anos, trocaram para as redes Band em Santos e Record em Campinas. Mas principalmente, Quércia protagonizou a maior treta da história do "Roda Viva", uma das maiores da história da televisão brasileira. Foi em 1994, quando concorria à presidência da república e, por pouco, não saiu no soco com Rui Xavier, jornalista de O Estado de S.Paulo. Mais de dois minutos de "safado" pra lá, "caluniador" pra cá etc. Que Deus me perdoe e não me queira mal, mas não dá pra não rir ao assistir aqui este vídeo do programa da Cultura, ainda que tudo triste, na realidade.

Bela do Dia: Bruna Michels

Bruna Michels, eleita ontem Miss São Paulo 2013 representando Diadema. Que acham?

Ajude o PB

É o banner que está à esquerda desta página. Forçado fui a adotar por tempo indeterminado o sistema chamado de "crowdfunding" (financiamento coletivo). Clicando aqui, entenderão o que me levou a algo que relutei em fazer.

Convivas

As mensagens aqui publicadas são remetidas pelos leitores deste PB ao e-mail papodebola@gmail.com.

"Eu estava vendo 'Os Embalos de Sábado à Noite' no Megapix e um pouco de 'Superman: o Filme' no Cinemax. As dublagens do John Travolta no 'Embalos' e do Christopher Reeve e do Marlon Brando no 'Superman' não eram as originais." (André Luiz Matias Miranda)
São redublagens, André, é isso. Só que você se enganou. O saudoso Newton da Matta não dublou nem Travolta e nem Christopher. Travolta foi dublado, como sempre, pelo Mário Jorge Andrade no trabalho original da Herbert Richers ainda hoje exibido nas madrugadas pela Globo - se bem que, depois da traição que ela me aplicou em "Grease", temo por algo semelhante no futuro com "Embalos" (risos). Christopher foi dublado pelo saudoso André Filho na versão original e pelo meu conterrâneo gaúcho caxiense Luiz Feier Mota na redublagem.

"Sensacional: entrou no ar o acervo de O Globo. A má notícia é que o acesso gratuito será por tempo limitado. Resta saber quanto cobrarão pelo acesso para concluir se vale a pena. *** É para se saudar e não para lamentar uma profissional bela e competente como Adriana Reid, que não demora nada e conseguirá novo emprego, deixar uma emissora como a Record, para a qual já bastam tipos como Paulo Henrique Amorim, que para mim inexiste há muito tempo. *** Considerando-se os convidados nada promissores e mesmo mixurucas da última semana, a efeméride dos 25 anos do 'Onze e Meia' não deve ter muita importância pro Jô Soares. Ao longo dos anos se revelou acertado o recado do Chico Anysio, de que não há tanta gente interessante por aí que justifique um programa com 15 entrevistas por semana. *** Acho que você não soube da morte da cantora americana Eydie Gormé para não mencioná-la nas colunas desta semana." (Clayton Moreira)
Primeiro: nas rápidas espiadelas que dou no "Programa do Jô", ouvi algumas vezes ele falar dos 25 anos como entrevistador, sim. Só se ele resolveu comemorar a data em outra ocasião ou nem comemorá-la, mas aí ele é que sabe o que faz (ou não). Não acho que isso torne inválido o registro que fiz. Quanto ao monte de entrevistas, dou como exemplo o "Late Show" do David Letterman, que sempre tem apenas um convidado e uma atração musical por noite, preenchendo cerca de metade dele com quadros com o público no auditório e esquetes humorísticos - se bem que a duração é de apenas uma hora, contra hora e meia do Jô. E segundo: não só eu não soube da morte de Eydie Gormé, como admito não conhecer sua obra. Mas acompanharei e incluirei no "Clipe do Dia" sons do meu agrado.

"Tudo bem que o Botafogo lidera o Campeonato Brasileiro, mas podia ter sete pontos de vantagem se tivesse segurado todos os placares que cedeu nos acréscimos." (Leonardo Dantas)
Hoje vai acabar 1 x 1 nos acréscimos, só não sei se gol do Botafogo ou da Portuguesa...

"Quando coloco meu nome completo no Google Imagens, aparecem as fotos de algumas moças bem afeiçoadas. Não que eu seja fruto de uma cirurgia mal sucedida a la Roberta Close às avessas, mas sim porque sou um dos convivas do PB e a '24 Horas' sempre me brinda com uma bela imagem. O duro foi explicar isso para a namorada, ha, ha, ha..." (Lucas Fernandes de Albuquerque Lira)
Aí, namorada do Lucas, foi mal. (rs)

"É com extremo pesar que li sobre a saída da Adriana Reid do vídeo. Excelente apresentadora e a jornalista mais sexy e gostosa do Brasil, seguida de perto pela Flávia Freire. Tomara que volte logo - de preferência na InterTV Alto Litoral, aqui em Macaé (risos). Sonhar não custa nada, como diria Paulinho Mocidade." (Rodrigo Pereira)
Assanhado. (rs)

Clipe do Dia

Vem aí o time de futebol americano da banda Kiss: o Los Angeles Kiss, que jogará a partir de 2014 a AFL (Arena Football League), que é disputada apenas em lugares cobertos e menores que os palcos da tradicional NFL. O torneio AFL existe desde 1987 e LA estava sem um time nele desde o fim dos Avengers em 2009. Pretexto bom para curtir Gene Simmons, Paul Stanley e cia. neste vídeo aqui: "Lick It Up", de 1983.

Arremate

Deu na web: "site de traição quer Messi como garoto-propaganda". Mais próprio para isso João Kléber, não?

"24 Horas" volta antes que o "Teste de Fidelidade" ganhe todos os países do mundo!

O COLUNISTA: Edu Cesar é criador e editor do Papo de Bola (autor também da coluna "Papo de Mídia").

TWITTER: @papodebola
E-MAIL: papodebola@gmail.com


LEIA
COLUNAS ANTERIORES
VEJA
"BELAS DO DIA" ANTERIORES

.


 
Seja mais um seguidor do Papo de Bola e leia as manchetes do site e comentários diversos.

PAPO DE BOLA - O SITE Desde 2/6/2003 Jogue junto com este time!
Criação, produção e edição Edu Cesar E-mail papodebola@gmail.com

.