.


.

  24 Horas
  Papo de Mídia
  Academia Esportiva
  Papo Especial
  Especiais PB
  O Jogo da Minha Vida
  Rádio PB
  PB Interativo
  Sites Parceiros
 

OFERECIMENTO

.

ATENÇÃO: página melhor visualizada em 1024 x 768 - Seja bem vindo ao PAPO DE BOLA - O SITE!

.

24 HORAS
Futebol, esportes, sintonias e belas

.

Segunda, 29 de julho de 2013 - ANO 10, EDIÇÃO 307
A situação voltou a ficar muito difícil

(Atualizado na segunda-feira, às 21h40)

Amigas e amigos do Brasil, lamento muito ter que abrir as colunas "24 Horas" e "Papo de Mídia" desta segunda desta maneira, mas não posso tapar o sol com a peneira ou fingir uma alegria que não tenho desde sexta-feira. Direto ao ponto: os graves problemas particulares da minha família com uma dificuldade financeira próxima do insustentável (que relatei na coluna de 28 de junho ao voltar a publicar o PB após três dias no ar) voltaram com muita força, infelizmente. O processo judicial de ordem familiar relativo ao falecimento do pai da minha mãe no fim do ano passado voltou a ficar parado, diferentemente do que acreditávamos há um mês, já que pessoas diretamente ligadas ao caso novamente prejudicaram o andamento da situação, o que nos prejudica demais pois o mês de julho foi muito difícil, com várias despesas além do que imaginávamos e tínhamos previsto.

A consequência é novamente a mesma que desabafei que vivíamos minha mãe, minha avó e eu em postagem que publiquei no Facebook no fim de junho - e que só publiquei ali pois não pude fazê-lo aqui no site por ele estar fora do ar. Não só estamos com as contas do mês por vencer e sem verba para quitá-las, como mesmo o básico do básico (alimentação e higiene) ficou prejudicadíssimo, tanto que morro muito de vergonha em contar - e só o faço pois não tenho outro lugar para tanto e acho bom ser transparente assim nessas situações para que não se pense que tenho uma vida feliz - que não editei as colunas para este domingo e nem fui neste fim de semana no Twitter e no Facebook pois a dispensa ficou praticamente a zero e não tivemos grana para abastecê-la. Isso me deixou muito entristecido. Graças a Deus, ajudas providenciais resolveram esta questão pontual e fiquei aliviado.

Desta maneira, como voltamos a não saber quando o processo familiar terá um desfecho, me vi sem outra saída a não ser fazer algo que não era da minha vontade e que só adoto por não ver outra solução neste momento, já que não tenho nenhum patrocínio para este site e nem nenhuma outra atividade remunerada: recorrer ao que se chama "crowdfunding" (financiamento coletivo), onde doações espontâneas de leitores ajudam a manter no ar um trabalho que não tem como ser sustentado de outras maneiras. Só que desta vez não é o PB que me leva a isso e sim minha vida e as vidas da mãe e da vó. Não sobra atenção para nada e fico sem condição de ser bem-humorado. Novos riscos de cortes de luz, telefone + Internet, assistência médica e, especialmente, de novo de alimentação e higiene me deixam desta maneira. Este próprio site não significa nada diante de tudo isso.

Lamento não ter como prometer algo em troca para aqueles que eventualmente tiverem vontade de ajudar e não sei por quanto tempo terei que adotar o procedimento do "crowdfunding", mas há muitos anos aguento no osso situações difíceis que deixam nem tanto a mim, mas à mãe e à vó muito abaladas. E estou cansado disso. Só por isso que parto para esta ideia, que incontáveis vezes ao longo de 10 anos eu já poderia ter adotado, mas que nunca usei por sentir principalmente vergonha da coisa chegar a esse ponto, pois quero ser remunerado é pelo que faço, seja com patrocinadores para este site ou seja com alguma atividade remunerada, igual a algumas que tive nos últimos anos na Internet mesmo. Como não tenho nada disso, me sujeito a esta exposição.

Deixo disponível a minha conta na Caixa Econômica Federal, que tem como facilitador qualquer depósito poder ser feito em qualquer casa lotérica e não necessariamente em alguma agência bancária, o que faz tudo cair na hora. Meus dados são estes: Eduardo de Oliveira Cesar, Agência 0428, Conta Corrente 00001059-1, Operação 001. Se alguém não puder ou mesmo não quiser ajudar, nenhum problema da minha parte, em absoluto. Boas energias e pensamentos positivos também são bem-vindos. Até solicito que os amigos que me ajudaram há um mês não o façam de novo agora, porque não quero prejudicar ninguém por saber que todos também têm suas vidas com compromissos e problemas, e eu me sentiria pior do que estou até por também ter várias dívidas que vêm desde alguns anos e cujos compromissos até hoje não consegui honrar. Conto com esta compreensão.

Qualquer coisa a mais, podem me achar no e-mail deste PB (é o único que uso para tudo mesmo) ou nas redes sociais, enfim. Como não repetirei este manifesto de desabafo todo santo dia porque também não é este o fim nem da "24 Horas" e nem do "Papo de Mídia", deixarei a explicação em uma página à parte que será acessível aí à sua direita pelo banner "Ajude o PB a Se Manter no Ar" - que na verdade não diz respeito ao Papo de Bola e sim à nossa sobrevivência mesmo, minha e da minha família. Não posso deixar tudo nas costas dela, também tenho que tomar alguma atitude. É o que faço aqui ao abrir o jogo da minha situação com vocês. Espero muito, muito mesmo, que não demore muitos meses até que tenhamos boas novidades que me façam desistir deste recurso do "crowdfunding". Enquanto isso, não tenho outra saída. Só resta torcer pra que Deus nos abençoe.

Dito isto, vamos à coluna do dia pra valer, até porque preciso disso para esquecer de tudo por alguns minutos.

Os públicos do fim de semana

Desta vez, as plateias até foram razoáveis. Três acima dos 30 mil pagantes, uma com mais de 30 mil presentes. Eis os públicos que consegui encontrar nas Séries A, B, C e D do Campeonato Brasileiro de sexta a domingo.

38.853 (52.361) - Flamengo 1 x 1 Botafogo (Série A) - Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
35.689 (36.012) - Cruzeiro 4 x 1 Atlético Mineiro (Série A) - Mineirão, Belo Horizonte (MG)
33.336 (35.330) - Corinthians 0 x 0 São Paulo (Série A) - Pacaembu, São Paulo (SP)
28.793 (31.098) - Grêmio 2 x 0 Fluminense (Série A) - Arena, Porto Alegre (RS)
21.213 - Santa Cruz 0 x 2 Baraúnas (Série A) - Arruda, Recife (PE)
19.571 - Sport 2 x 0 Oeste (Série B) - Ilha do Retiro, Recife (PE)
19.488 - Náutico 3 x 0 Internacional (Série A) - Arena Pernambuco, São Lourenço da Mata (PE)
18.109 - Vila Nova x Betim (Série C) - Serra Dourada, Goiânia (GO)
16.400 (18.058) - Coritiba 1 x 1 Vitória (Série A) - Couto Pereira, Curitiba (PR)
14.712 (18.304) - Vasco 3 x 2 Criciúma (Série A) - São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
13.491 (15.132) - Bahia 2 x 1 Goiás (Série A) - Fonte Nova, Salvador (BA)
10.315 - Guaratinguetá 1 x 1 Palmeiras (Série B) - Dário Rodrigues Leite, Guaratinguetá (SP)
8.170 (8.844) - Fortaleza 3 x 2 Treze (Série C) - Presidente Vargas, Fortaleza (CE)
7.345 - Chapecoense 3 x 1 Avaí (Série B) - Arena Condá, Chapecó (SC)
5.908 (6.578) - Paraná 3 x 0 Ceará (Série B) - Vila Capanema, Curitiba (PR)
4.407 - Ponte Preta 1 x 0 Santos (Série A) - Moisés Lucarelli, Campinas (SP)
3.586 - Guarani 1 x 0 Duque de Caxias (Série C) - Brinco de Ouro, Campinas (SP)
3.014 (3.242) - Figueirense 3 x 1 São Caetano (Série B) - Orlando Scarpelli, Florianópolis (SC)
3.118 - ABC 3 x 0 Paysandu (Série B) - Frasqueirão, Natal (RN)
2.208 - Atlético Goianiense 0 x 1 América de Natal (Série B) - Serra Dourada, Goiânia (GO)
1.802 - Botafogo 1 x 1 J. Malucelli (Série D) - Santa Cruz, Ribeirão Preto (SP)
1.458 - Portuguesa 2 x 3 Atlético Paranaense (Série A) - Canindé, São Paulo (SP)
1.267 - Marcílio Dias 0 x 0 Villa Nova (Série D) - Hercílio Luz, Itajaí (SC)
1.080 - Icasa 2 x 1 Joinville (Série B) - Romeirão, Juazeiro do Norte (CE)

Rápida passada pelo Brasileirão

O sábado abriu com o Vasco livrando dois gols de vantagem sobre o Criciúma, tomando o empate e, no fim das contas, desempatando. Juninho Pernambucano deixou o seu mais uma vez, cobrança de falta dele é um perigo daqueles para qualquer goleiro. Outro 3 x 2 foi ainda mais emocionante. O Atlético Paranaense saiu na frente, a Portuguesa virou e o Furacão empatou e virou no último minuto. Consequência disso: Edson Pimenta não treina mais a Lusa, que já contratou Guto Ferreira, cujo último trabalho tipo sido na Ponte Preta. Por falar na Macaca, ela ganhou o duelo de paulistas nos embalos de sábado à noite por contagem mínima diante do Santos.

Na tarde de domingo, a gangorra porto-alegrense pendeu para o lado azul. O Internacional surpreendeu e tomou trinca do Náutico, pela primeira vez perdendo fora de casa neste Brasileirão. A última equipe que havia marcado três de diferença no Colorado tinha sido o próprio Timbu, em novembro de 2012. Na contra-partida, o Grêmio fez dois e não tomou nenhum de um Fluminense cada vez mais em queda e com diz-que-me-diz em torno de uma queda de Abel Braga devido às cinco derrotas consecutivas. O lado negativo do encontro tricolor foi a treta entre torcedores da Geral e homens da Brigada Militar, com excessos dos dois lados e imagens tristes, que não combinam com um estádio de futebol. Assunto que vai render muito pano pra manga hoje por aqui.

Enquanto isso, clássicos com mais e clássicos de menos. Menos gols no Pacaembu, onde na verdade não teve nenhum, nem do Corinthians e nem do São Paulo. Foi quebrada a sequência de 8 derrotas seguidas do Tricolor, mas a de jogos sem vencer aumentou para 12. Agora é partir para o estrangeiro, com Copa Audi, amistoso com o Benfica e Copa Suruga pela frente. Jogos onde o time são-paulino não terá Lúcio, que a diretoria afastou. Já mais gols tivemos no Mineirão, um do Atlético e quatro do Cruzeiro, que venceu o rival pela terceira vez neste estádio. Os azuis ganharam todos as 11 partidas ali disputadas este ano e, antes da bola rolar, apresentaram seu novo reforço: Júlio Baptista, adquirido junto ao Málaga. O Galo jogou com reservas após o título da Libertadores.

O outro clássico da rodada terminou empatado em um gol, o do Botafogo no primeiro tempo e o do Flamengo aos 49 minutos do segundo tempo, após outros dois não serem validados pela arbitragem. Já a dupla Ba-Vi sai deste fim de semana sem derrotas. O Bahia tomou um do Goiás, mas ganhou pois antes tinha marcado dois. Já o Vitória saiu na frente e tomou o empate do Coritiba em mais um grande gol de Alex, que tá comendo a bola.

Passadas nove rodadas, a classificação aponta isto (observações: *um jogo a menos; **um jogo a mais; ***dois jogos a mais): 1) Cruzeiro e Internacional**, 10; 3) Botafogo e Coritiba, 17; 5) Bahia**, 16; 6) Vitória e Grêmio, 15; 8) Vasco, 13; 9) Santos e Goiás, 12; 11) Corinthians, 11; 12) Ponte Preta*, Atlético Mineiro*, Criciúma, Flamengo e Atlético Paranaense, 10; 17) Fluminense e São Paulo***, 9; 19) Náutico e Portuguesa, 7.

Rescaldo dos palpites

Acertei apenas três de dez (Vasco, Grêmio e empate no Maracanã). Vejamos os chutes dos leitores:

6 acertos
Matheus Martins (1 exato: 2 x 0 Grêmio, Vasco, Atlético Paranaense, Cruzeiro, Bahia e empate no Pacaembu)

5 exatos
Pablo Martins (2 exatos: 2 x 0 Grêmio, 1 x 1 no Maracanã, Vasco, Cruzeiro e Bahia)
Lucas Fernandes de Albuquerque Lira (1 exato: 1 x 1 no Maracanã, Vasco, Grêmio, Cruzeiro e empate no Pacaembu)
Natanael Felipe Rhoden (1 exato: 1 x 1 no Maracanã, Vasco, Grêmio, Cruzeiro e Bahia)
Vagner Luiz (1 exato: 1 x 1 no Maracanã, Vasco, Grêmio, Cruzeiro e Bahia)
Victor Faria (1 exato: 2 x 1 Bahia, Vasco, Grêmio, Cruzeiro e empate no Maracanã)
Amauri Piauilino da Silva (Vasco, Atlético Paranaense, Grêmio, Cruzeiro e Bahia)
Charles Tavares (Vasco, Ponte Preta, Grêmio, Bahia e empate no Pacaembu)
Eldio Venancio (Vasco, Atlético Paranaense, Grêmio, Cruzeiro e Bahia)
Fernando Clemente (Atlético Paranaense, Grêmio, Cruzeiro, Bahia e empate em Curitiba)
Rogerio Costa (Vasco, Ponte Preta, Grêmio, Cruzeiro e Bahia)

4 acertos
Edemir Vilagran de Oliveira (1 exato: 2 x 0 Grêmio, Vasco, Atlético Paranaense e Bahia)
Rodrigo Strieski da Silva (1 exato: 2 x 1 Bahia, Grêmio, Cruzeiro e empate no Maracanã)
Danilo Otoni (Grêmio, Náutico, Bahia e empate no Pacaembu)
Ezequias dos Santos (Vasco, Cruzeiro, Bahia e empate no Maracanã)
Rodrigo dos Reis Evaldt (Vasco, Grêmio, Náutico e Cruzeiro)

3 acertos
Anderson Costa (Vasco, Grêmio e empate no Maracanã)
Alexandre Buarque (Vasco, Grêmio e empate em Curitiba)
Carlos Eduardo Sampaio Queiroz (Vasco, Cruzeiro e Bahia)
Clayton Moreira (Vasco, Grêmio e Cruzeiro)
Hugo Leonardo Souza Pinto (Vasco, Bahia e empate no Maracanã)

2 acertos
Fernando Melotti Constancio (1 exato: 2 x 1 Bahia e Vasco)

O que vem por aí

Com Náutico x São Paulo adiado por causa da ida do Tricolor ao estrangeiro e Internacional x Santos adiado por causa da viagem do Peixe à Espanha para enfrentar o Barcelona, são oito as partidas neste meio de semana, sendo seis na quarta-feira (três às 19h30, uma às 21h e duas às 21h50) e duas na quinta (ambas às 21h). Eis as oito: na quarta, Fluminense x Cruzeiro, Portuguesa x Criciúma, Atlético Mineiro x Atlético Paranaense, Coritiba x Ponte Preta, Bahia x Flamengo e Corinthians; e na quinta, Botafogo x Vitória e Goiás x Vasco.

Os destaques da Série B

O Palmeiras só empatou por um gol com o Guaratinguetá e abriu espaço para a Chapecoense retomar o primeiro lugar ao marcar 3 contra só um do Avaí, um placar igual ao do Figueirense sobre o São Caetano. Trinca o Paraná anotou diante do zerado Ceará, mesmo escore do ABC contra o Paysandu (primeira vitória do alvinegro potiguar na Série B). O sábado foi completado pela igualdade em uma proeza entre os mineiros Boa Esporte e América.

Depois de dez rodadas, temos isto (*um jogo a menos): 1) Chapecoense*, 23; 2) Palmeiras, 22; 3) Sport, 21; 4) Figueirense, 19; 5) Paraná, 18; 6) Joinville, 17; 7) América Mineiro*, 15; 8) Bragantino, 14; 9) Icasa, Atlético Goianiense e Boa Esporte, 13; 12) Oeste, 12; 13) Guaratinguetá, 11; 14) ASA, São Caetano e Ceará, 10; 17) Paysandu, Avaí e América de Natal, 9; e 20) ABC, 6.

Rescaldo dos palpites

Acertei somente quatro (Sport, Paraná, Chapecoense e Figueirense). Eis o balanção dos seus prognósticos:

7 acertos
Vagner Luiz (2 exatos: 2 x 0 Sport, 3 x 1 Chapecoense, ASA, Paraná, Figueirense, ABC e empate em Varginha)

6 acertos
Amauri Piauilino da Silva (1 exato: 1 x 1 em Varginha, Sport, Paraná, Chapecoense, Figueirense e ABC)

5 acertos
Natanael Felipe Rhoden (3 exatos: 2 x 0 Sport, 3 x 1 Figueirense, 1 x 1 em Varginha, Paraná e Chapecoense)
Anderson Costa (2 exatos: 2 x 0 Sport, 1 x 1 em Varginha, Paraná, Chapecoense e Figueirense)
Danilo Otoni (1 exato: 2 x 0 Sport, ASA, América de Natal, Figueirense e empate em Guaratinguetá)
Rodrigo dos Reis Evaldt (1 exato: 1 x 1 em Varginha, Sport, Paraná, Figueirense e ABC)
Sandro Francischini (ASA, Sport, Paraná, Figueirense e ABC)
Tiago Ribeiro (Sport, Paraná, Chapecoense, Figueirense e empate em Varginha)

4 acertos
Eldio Venancio (1 exato: 3 x 1 Figueirense, Sport, Paraná e Chapecoense)
Ezequias dos Santos (1 exato: 2 x 0 Sport, Paraná, Chapecoense e Figueirense)
Fernando Melotti Constancio (1 exato: 2 x 0 Sport, Paraná, Chapecoense e Figueirense)
Pablo Martins (1 exato: 3 x 1 Figueirense, Sport, Paraná e Chapecoense)
João Arruda (1 exato: 2 x 0 Sport, Chapecoense, Figueirense e ABC)
Carlos Eduardo Sampaio Queiroz (Sport, Paraná, Chapecoense e Figueirense)

3 acertos
Charles Tavares (Paraná, Chapecoense e empate em Varginha)
Hugo Leonardo Souza Pinto (Sport, Paraná e Figueirense)

2 acertos
Fernando Clemente (1 exato: 2 x 0 Sport e empate em Varginha)

1 acerto
Rogerio Costa (Chapecoense)

O que vem por aí

Toda a próxima rodada é amanhã, metade às 19h30 e metade às 21h50. Marquem: Ceará x Chapecoense, Avaí x Atlético Goianiense, Joinville x Boa Esporte, América de Natal x ASA, Oeste x Guaratinguetá, América Mineiro x Sport, Palmeiras x Icasa, São Caetano x ABC, Bragantino x Paraná e Paysandu x Figueirense.

Rápidas das Séries C e D

Na terceira divisão, o Fortaleza esteve duas vezes atrás no placar, mas conseguiu virar para ganhar por 3 x 2 do Treze, em agitada disputa no Presidente Vargas na tarde de sábado. Já na manhã de domingo, o Guarani bateu o Duque de Caxias pelo marcador mínimo no Brinco de Ouro e completou seis jogos sem sofrer gols, igualando a marca do Bugre vice-campeão paulista de 1988. O goleiro Juliano completou 600 minutos sem ser vazado. Ele terá que fechar a meta nos próximos dois jogos para superar os 777 minutos de Neneca no Brasileirão de 1978.

Já na quarta divisão, lembram do árbitro que foi escalado para duas partidas quase simultâneas? Flávio Henrique Coutinho Teixeira dirigiu o empate entre Botafogo de Ribeirão Preto e J. Malucelli, não sendo o quarto árbitro da derrota do Araxá para o Resende, função que coube a Renato Cardoso da Conceição. Essa que a CBF aprontou é inacreditável. Em outro jogo deste torneio, o Lajeadense venceu o Londrina por 1 x 0. A bola ficou parada por 10 minutos no primeiro tempo pois a única ambulância no estádio foi atender um chamado na cidade de Lajeado.

Uma notinha estadual

Acabou a Série B do Campeonato Baiano e o Galícia foi o campeão ao vencer novamente a Catuense. Após 2 x 1 na ida, em Alagoinhas, o clube de Salvador fez 2 x 0 na volta. Os dois sobem para a Série A no ano que vem.

Registros mundialistas

Bayern de Munique vice-campeão da Copa da Alemanha ao tomar 4 x 2 do Borussia Dortmund, primeiro gol do Messi em 2013/2014 ao guardar uma nas redes do Valerenga nos 7 x 0 do Barcelona sobre os noruegueses, 1 do Real Madrid contra nenhum do Paris Saint Germain, volta de Verón ao futebol no 1 x 0 do seu Estudiantes sobre o Atlético de Madrid pela amistosa Copa Euroamericana e estamos conversados.

O jogo seguinte à glória sul-americana

O Atlético disputou ontem sua primeira partida após conquistar a Copa Libertadores. Levou 4 x 1 do Cruzeiro. Como foi com os outros clubes brasileiros que venceram o torneio da Conmebol? Aí estão os jogos seguintes:

Santos 3 x 3 São Paulo, Campeonato Paulista, 2 de setembro de 1962
Santos 2 x 2 Prudentina, Campeonato Paulista, 18 de setembro de 1963
Saint-Etienne 1 x 1 Cruzeiro, Amistoso, 3 de agosto de 1976
Volta Redonda 1 x 5 Flamengo, Campeonato Carioca, 25 de novembro de 1981
Grêmio 0 x 1 Internacional, Campeonato Gaúcho, 30 de julho de 1983
São Paulo 2 x 2 Vasco, Campeonato Brasileiro, 21 de junho de 1992
São Paulo 3 x 1 Novorizontino, Campeonato Paulista, 28 de maio de 1993
Grêmio 1 x 1 Paysandu, Campeonato Brasileiro, 3 de setembro de 1995
Palmeiras 4 x 0 Cruzeiro, Campeonato Brasileiro, 17 de agosto de 1997
Vasco 1 x 1 Flamengo, Campeonato Brasileiro, 30 de agosto de 1998
Palmeiras 2 x 2 Corinthians, Campeonato Paulista, 20 de junho de 1999
Santos 2 x 1 São Paulo, Campeonato Brasileiro, 17 de julho de 2005
Internacional 1 x 1 Palmeiras, Campeonato Brasileiro, 20 de agosto de 2006
Internacional 1 x 1 Atlético Goianiense, Campeonato Brasileiro, 22 de agosto de 2010
Figueirense 2 x 1 Santos, Campeonato Brasileiro, 29 de junho de 2011
Sport 1 x 1 Corinthians, Campeonato Brasileiro, 8 de julho de 2012

30 anos da primeira grande festa

O Grêmio festejou neste domingo o aniversário da Copa Libertadores vencida em 1983, naquela decisão realizada no Olímpico Monumental em 28 de julho. A campanha de 12 jogos (8 vitórias, 3 empates, 1 derrota, 23 gols pró e 12 gols contra) teve na fase de grupos o empate por 1 x 1 com o Flamengo e cinco vitórias emendadas: 2 x 0 no Blooming, 2 x 1 no Bolívar, 2 x 0 no Blooming, 3 x 1 no Bolívar e 3 x 1 no Flamengo. No triangular semifinal, as dificuldades aumentaram: 2 x 1 no Estudiantes em casa, 0 x 1 pro América em Cáli, 2 x 1 no América em casa e 3 x 3 com o Estudiantes na "Batalha de La Plata". O empate sem gols entre os times colombiano e argentino é que levou o Imortal para a decisão contra o Peñarol, com 1 x 1 em Montevidéu e 2 x 1 aqui em Porto Alegre.

Curtinhas

*Completou 75 anos neste domingo Luis Aragonés, um personagem especial do Atlético de Madrid. Jogando de atacante, venceu três Espanhóis (1966, 1970 e 1973) e duas Copas do Rei (1965 e 1972). Treinando, venceu uma Intercontinental (1974), um Espanhol (1977), três Copas do Rei (1976, 1985 e 1992), uma Supercopa da Espanha (1985) e uma Série B (2002). Pelo Barcelona, ganhou uma Copa do Rei (1988). Além disso, foi Aragonés quem comandou da casamata o primeiro grande título da atual seleção da Espanha: a Eurocopa de 2008.

*98 pontos do Brasil contra 94 da Alemanha e 65 do Estados Unidos resultaram em título verde e amarelo na maratona aquática neste Mundial de Esportes Aquáticos em Barcelona. Aquela dobradinha com a vitória da Poliana Okimoto e o vice-campeonato da Ana Marcela Cunha colaboraram decisivamente para isso.

*Lewis Hamilton venceu o GP da Hungria de Fórmula 1, com larga vantagem para Kimi Raikkonen, que ficou na frente de Sebastian Vettel, que completou o pódio. Fernando Alonso foi o quinto, logo atrás de Mark Webber, e Felipe Massa acabou na oitava posição. No Mundial de Pilotos, Vettel soma 172 pontos, contra 134 do Kimi, 133 do Alonso e 124 do Hamilton. A próxima etapa é só daqui a um mês: 25 de agosto, na Bélgica.

Sintonia PB

Começa o tópico desta "24 Horas" que está antenado no que ocorre fora dos esportes. Às novidades:

*Curiosidade boba, mas que me deu vontade de registrar pois só neste fim de semana me toquei disso: o "Jornal da Semana", exibido pelo SBT aos domingos e apresentado pela Carolina Castelo Branco, tem dois horários de início. Começa às 5h15 para São Paulo e quem está em rede (caso daqui do RS), e às 6h para todo o Brasil.

*O grande destaque do fim de semana no jornalismo ficou para a entrevista exclusiva feita por Gérson Camarotti com o Papa Francisco, exibida tanto em versão editada no "Fantástico" da Globo quanto completa em especial na Globo News. Causou enorme repercussão e pautará muitos veículos ao longo desta segunda-feira.

*Mais uma alteração que o Papa causou na programação da Globo: não teve "Santa Missa com Padre Marcelo Rossi" na manhã deste domingo e sim um segundo "Corujão", com o filme "Gasparzinho: Como Tudo Começou". O grande efeito foi causado na RBS TV aqui no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, já que a faixa da missa é usada para exibição do programa biestadual "Campo e Lavoura", que por causa disso não foi exibido.

*Leio na Patrícia Kogut que o "Quem Fica em Pé?", jogo de perguntas e respostas do José Luiz Datena na Rede Bandeirantes, voltará ao ar em setembro e não diariamente e sim apenas aos domingos, às 8 da noite.

*Três registros póstumos do cinema na saideira: 15 anos sem Jerome Robbins, nascido em 1918 e diretor e coreógrafo vencedor do Oscar por "Amor, Sublime Amor"; 30 anos sem Luis Buñuel, nascido em 1990 e marcado por filmes surrealistas, destacando-se em sua obra "A Bela da Tarde" e "O Discreto Charme da Burguesia"; e 30 anos sem David Niven, nascido em 1910 e ator de filmes como "A Volta ao Mundo em 80 Dias", "A Pantera Cor-de-Rosa", "Cassino Royale" (a paródia original dos anos 60) e "Ladrão Por Excelência".

E fique antenado! "Sintonia PB" continua de olho no que ocorre fora dos esportes e retorna na próxima coluna.

Bela do Dia: Bianca Láua

Bianca Láua, jornalista da TV Aparecida. Ela ganhou muita repercussão devido ao reclame durante o programa "Bem-Vindo Romeiro", onde disse um palavrão após errar parte do texto. Só que ficou claro que o erro não foi dela e sim de quem colocou no ar uma gravação errada ao invés da correta. Ainda bem que não aconteceu nada de ruim para ela, que segue na TV Aparecida trabalhando normalmente.

Convivas

As mensagens aqui publicadas são remetidas pelos leitores deste PB ao e-mail papodebola@gmail.com.

"No geral, achei boa a cobertura das TVs na visita do Papa. *** O São Paulo não ganhou, mas aos poucos começa a esboçar uma pequena reação, conseguindo neutralizar os ataques do Corinthians, apesar de ineficiente na frente. *** Patético o Inter, sobretudo na etapa final. *** Tá certo que o Galo jogou com reservas, mas ter o título da Libertadores carimbado pelo maior rival e com goleada não é legal. *** Por que a Supercopa da Alemanha foi disputada em Dortmund e não em Munique, se o Bayern ganhou tanto Alemão quanto Copa da Alemanha e se o Borussia só a disputou por ter sido vice-campeão nacional?" (Charles Tavares)
Alguém saberia me socorrer?

"Lembrei de mais uma coisa da final da Libertadores que assisti no Mineirão: o melhor em campo foi Josué, que em determinado momento do jogo passou a ser o principal armador do Atlético. Ronaldinho ficou muito preso à esquerda no segundo tempo, parecendo até que estava fugindo do jogo." (Hugo Leonardo Souza Pinto)

Clipe do Dia I

Completou 60 anos neste domingo Guilherme Arantes, um de nossos grandes cantores e compositores, com várias obras ótimas. Um clássico dele está aqui: "Planeta Água", vencedor moral do Festival MPB Shell de 1981, já que para os jurados foi vice-campeã, em resultado que revoltou o público. Duas composições dele com outras vozes vem aí: esta aqui é "Brincar de Viver", com Maria Bethânia, cantada no especial "Pirlimpimpim" da Rede Globo; e esta aqui é "Amanhã", com Caetano Veloso, em versão que por anos e anos a fio encerrou o "Jornal de Amanhã" na Rádio Bandeirantes de São Paulo, mas que há cerca de um ano deixou de ser usada.

Clipe do Dia II

Há 70 anos completados neste domingo, nascia Richard Wright, que foi tecladista e um dos fundadores do Pink Floyd. Falecido em 2008, teve como grande momento um dos temas do obrigatório "The Dark Side of Moon", de 1974: aqui está "Us and Them", dele com Roger Waters na composição e com David Gilmour nos vocais.

Clipe do Dia III

Segunda-feira dos 60 anos de Geddy Lee, vocalista e tecladista de outra ótima banda de rock, o Rush. Separei aqui uma boa deles: "Subdivisions", de 1982, que lembro de escutar na Rádio Guaíba nos últimos anos pois era usada como vinheta e trilha do quadro "Espaço Jurídico", do jornalista Gerson Anzullin, veiculado nas manhãs.

Arremate

Quinto título dos Estados Unidos na Copa Ouro após 1 x 0 na decisão. Não foi desta vez que deu Panamá.

"24 Horas" esperando que minha semana que começa tão mal acabe de uma maneira digna!

O COLUNISTA: Edu Cesar é criador e editor do Papo de Bola (autor também da coluna "Papo de Mídia").

TWITTER: @papodebola
E-MAIL: papodebola@gmail.com


LEIA
COLUNAS ANTERIORES
VEJA
"BELAS DO DIA" ANTERIORES

.


 
Seja mais um seguidor do Papo de Bola e leia as manchetes do site e comentários diversos.

PAPO DE BOLA - O SITE Desde 2/6/2003 Jogue junto com este time!
Criação, produção e edição Edu Cesar E-mail papodebola@gmail.com

.