.


.

  24 Horas
  Papo de Mídia
  Academia Esportiva
  Papo Especial
  Especiais PB
  O Jogo da Minha Vida
  Rádio PB
  PB Interativo
  Sites Parceiros
 

OFERECIMENTO

.

ATENÇÃO: página melhor visualizada em 1024 x 768 - Seja bem vindo ao PAPO DE BOLA - O SITE!

.

24 HORAS
Futebol, esportes, sintonias e belas

.

Sábado, 6 de julho de 2013 - ANO 10, EDIÇÃO 291
De volta ao Campeonato Brasileiro

Após "cinco" meses sem jogos (que exagero meu...), voltemos à primeira divisão do futebol do nosso Brasil varonil. Tanto tempo se passou que nem lembro mais como estava a treta nas cinco jornadas iniciais. Eis:

1) Coritiba, 11 pontos (3 vitórias, 2 empates, 6 gols pró e 3 gols contra)
2) Vitória, 10 pontos (3 vitórias, 1 empate, 1 derrota, 10 gols pró e 5 gols contra)
3) Botafogo, 10 pontos (3 vitórias, 1 empate, 1 derrota, 8 gols pró e 5 gols contra)
4) Fluminense, 9 pontos (3 vitórias, 2 derrotas, 9 gols pró e 6 gols contra)
5) Cruzeiro, 8 pontos (2 vitórias, 2 empates, 1 derrota, 11 gols pró e 6 gols contra)
6) São Paulo, 8 pontos (2 vitórias, 2 empates, 1 derrota, 8 gols pró e 3 gols contra)
7) Grêmio, 8 pontos (2 vitórias, 2 empates, 1 derrota, 5 gols pró e 4 gols contra)
8) Bahia, 8 pontos (2 vitórias, 2 empates, 1 derrota, 6 gols pró e 6 gols contra)
9) Vasco, 7 pontos (2 vitórias, 1 empate, 2 derrotas, 5 gols pró e 8 gols contra)
10) Criciúma, 6 pontos (2 vitórias, 3 empates, 6 gols pró e 10 gols contra)
11) Internacional, 6 pontos (1 vitória, 3 empates, 1 derrota, 8 gols pró e 7 gols contra)
12) Portuguesa, 6 pontos (1 vitória, 3 empates, 1 derrota, 5 gols pró e 5 gols contra)
13) Corinthians, 6 pontos (1 vitória, 3 empates, 1 derrota, 3 gols pró e 3 gols contra)
14) Flamengo, 5 pontos (1 vitória, 2 empates, 2 derrotas, 5 gols pró e 5 gols contra)
15) Atlético Paranaense, 5 pontos (1 vitória, 2 empates, 2 derrotas, 11 gols pró e 12 gols contra)
16) Santos, 5 pontos (1 vitória, 2 empates, 2 derrotas, 4 gols pró e 6 gols contra)
17) Goiás, 5 pontos (1 vitória, 2 empates, 2 derrotas, 4 gols pró e 9 gols contra)
18) Atlético Mineiro, 4 pontos (1 vitória, 1 empate, 3 derrotas, 3 gols pró e 5 gols contra)
19) Náutico, 4 pontos (1 vitória, 1 empate, 3 derrotas, 3 gols pró e 8 gols contra)
20) Ponte Preta, 3 pontos (1 vitória, 4 derrotas, 5 gols pró e 9 gols contra)

Aí, passamos aos 10 jogos que marcam esta retomada da competição. Quatro são neste sábado, três deles às 6 e meia da noite. Um deles traz o Flamengo, no primeiro jogo oficial de Mano Menezes após a estreia amistosa de sábado passado, enfrentando o líder Coritiba no Mané Garrincha, em Brasília. O outro tem um Atlético Paranaense que há 8 jogos não vence o Grêmio pelo Campeonato Brasileiro e tentará em Curitiba quebrar esta escrita contra um adversário que tem a volta do Renato Portaluppi e teve poucos dias para por a mão na massa.

Também às 6 e meia, o Náutico recebe a Ponte Preta no encontro de penúltimo e último colocados. Eu poderia dizer que aí está a promessa de um daqueles joguinhos sem vergonha duros de aguentar por levar em conta as posições deles, mas depois que falei isso para Paysandu x Guaratinguetá e tivemos aquela maravilha divertida de sete gols que tão feliz me deixou, não serei mais atrevido e cara-de-pau de dizer algo assim. Às 9 da noite, temos Fábio completando 500 jogos pelo Cruzeiro, que visitará a Portuguesa. Da série "responda rápido": qual o elo do goleiro cruzeirense com a proprietária da Rede Record de Televisão? Lá no fim da coluna, responderei.

Para este domingo, quatro jogos estão marcados pras 4 da tarde. Um deles é um clássico de baixas entre São Paulo e Santos. A baixa são-paulina está na casamata, já que foi demitido Ney Franco e o time será comandado interinamente por Milton Cruz. Vem aí mais uma rodada de "especulation, tion, especulation" de tirar o sossego de quem detesta ouvir boatos e rumores. Já a baixa santista é o arqueiro Rafael, que não atuará mais pelo Peixe pois está negociado com o Napoli. Tirando Neymar, ele era o melhor do time. Tá soviética a parada na Baixada.

Já no Nordeste, o Bahia receberá o Corinthians numa Fonte Nova onde, depois de reinaugurada, jogou sete vezes e ganhou apenas duas. Fonte Nova que também terá 5 mil lugares a menos pois a arquibancada móvel usada na Copa das Confederações vale apenas para ela e pra Copa do Mundo, mas não para os campeonatos de clubes. Uma curiosidade: o retrospecto em Salvador é muito parelho. São 8 vitórias corintianas, 7 tricolores e 7 empates. O outro baiano é visitante nesta rodada. O Vitória vai ao Centro-Oeste ter pela frente o Goiás.

Aqui na aldeia pampeana, o Internacional vai a Caxias do Sul para ali receber um Vasco que não vence os times do Rio Grande do Sul há 9 jogos em 6 anos (6 perdidos e 3 empatados). Colorado, que neste domingo atuará no Centenário, mas que já providencia a transferência de alguns jogos para o Estádio do Vale, em Novo Hamburgo - ontem, de relance, li alguns cronistas do Vale dos Sinos falarem que assim será já na próxima quarta, diante do América Mineiro, pela Copa do Brasil. E o Cruzmaltino não terá Carlos Alberto, que nesta semana foi absolvido em definitivo no caso da dopagem durante o Campeonato Carioca, mas que fará um recondicionamento físico.

Na sessão das 6 e meia, dois jogos com algo em comum: realizações fora dos locais habituais. Um deles assim será amanhã, que é o clássico Botafogo x Fluminense na pernambucana São Lourenço da Mata. Será a sétima vez que eles se enfrentarão fora do estado do RJ. Algo muito curioso: fora do Brasil, a vantagem é botafoguense (vitórias por 2 x 1 em Montevidéu, em 1953, e 2 x 0 em Berna, em 1989); em outros estados, o tricolor foi mais bem sucedido (empatou por 1 x 1 em Cariacica, em 1995, e venceu três vezes: 3 x 1 em Ribeirão Preto, em 1965; 3 x 0 em Belém, em 1966; e 2 x 1 em Juiz de Fora, em 2001). Por esta lógica, devo dizer que amanhã dá Flu?

O outro jogo é entre um Atlético Mineiro com possível time misto por estar mais preocupado com a necessidade de reabilitação na Libertadores e o Criciúma. A última vez que eles se enfrentaram não foi nem em Minas Gerais e nem em Santa Catarina, mas sim em São Paulo, mais especificamente numa noite de sábado em um Morumbi mais deserto que rua sem saída numa madrugada de feriado de fim de ano. O Galo havia perdido o mando de campo e a CBF colocava jogos dos times punidos em campos neutros. Foi 2 x 2 aquele jogo incrível de 2004.

Atenção, palpiteiros! Atenção!

Conforme expliquei na coluna de ontem, a brincadeira dos palpites feita aqui no site não quer deixar de fora nenhuma das 380 partidas do Campeonato Brasileiro, tanto que algumas que fiquem soltas por remanejos de datas são reunidas às rodadas mais próximas para não serem excluídas desta saudável diversão que temos. Dito isto, lembro que são 11 os chutes que devem mandar até as 18h30 de hoje e não 10, pois o décimo primeiro jogo é São Paulo x Bahia, que foi adiantado já para a próxima quarta-feira por ser um dos remarcados devido à ida do tricolor paulista ao Japão para a disputa da Copa Suruga Bank, no começo do mês que vem. Combinado?

Isto posto, meu nobre (Momento Abrilino Fernandes), eis os 11 prognósticos furados desta volta de Brasileirão: Flamengo 1 x 1 Coritiba, Atlético Paranaense 1 x 2 Grêmio, Náutico 1 x 0 Ponte Preta, Portuguesa 0 x 1 Cruzeiro, Internacional 2 x 1 Vasco, Bahia 2 x 2 Corinthians, Goiás 1 x 0 Vitória, São Paulo 0 x 0 Santos, Atlético Mineiro 0 x 1 Criciúma, Botafogo 1 x 2 Fluminense e São Paulo 0 x 1 Bahia. Vamos ver quantos dez erros terei, o que será conferido na checagem dos chutes na coluna apenas da próxima quinta-feira. E vamos em frente, povo.

Destaques da Série B

A Chapecoense cumpriu o esperado e faturou mais 3 pontos, mesmo atuando longe dos seus domínios. Dobra a nada diante do ASA e o Verdão do Oeste retomou a Bêzona do mesmo jeito que tinha parado: impossível de ser detido. Já o Independência recebeu um empate animado entre América Mineiro e Paraná. Andrei foi o destaque do Coelho, com um golaço maravilhoso em batida no ângulo esquerdo para abrir o marcador e, depois que seu time tomou a virada, um cabeceio providencial para não perder em casa. No Tricolor, Ricardo Conceição também fez outro grande gol, mas Lúcio Flávio passou de herói a vilão em 45 minutos. Se aos 30 minutos do primeiro tempo ele foi excelente na batida rasteirinha de falta do empate, aos 33 do segundo ele foi desastroso ao mandar na Vila Capanema uma cobrança de pênalti que, se convertida, possivelmente garantisse o sucesso paranista em BH.

O sábado, tem seis jogos, sendo quatro à tarde: ABC x Atlético Goianiense, São Caetano x Avaí, Joinville x Sport e, realizado em Presidente Prudente devido ao público abaixo do esperado em Itu nos três mandos de campo anteriores (e esta é a última perda a ser cumprida), Palmeiras x Oeste. Outros dois serão à noite: Figueirense x Boa Esporte e, num encontro cearense para deixar divertida a noite, Icasa versus Ceará.

Curtinhas

*Mais uma novidade no Palmeiras: Eguren, volante que era do Libertad. A ala palmeirense da audiência curtiu?

*Lembram do ex-lateral esquerdo Silvinho (posterior Sylvinho)? Voltou pro Corinthians. Agora é auxiliar técnico.

*Emperrada a chegada de Clemente Rodríguez ao São Paulo. Há uma dívida dele com um antigo empresário, que o acionou na AFA. Se o lateral não pagar o equivalente a 70 mil "dilmas", não pode jogar fora da Argentina.

*Mais uma novidade: Marcelo Palau, uruguaio que trocou o Guaraní do Paraguai pelo Atlético Paranaense.

*Fim de semana de definição da semifinal da Copa do Mundo Sub-20. Uma delas terá França ou Uzbequistão contra Gana ou Chile. A outra apresentará Uruguai ou Espanha versus Iraque ou Coreia do Sul. Competição que, devido à papagaiada do Brasil no Sul-Americano, passou praticamente despercebida em nosso território.

*Sábado do segundo Brasil x Bulgária em Brasília, pela Liga Mundial, depois dos brasileiros ganharem por 3 x 1 (24/26, 25/17, 25/20 e 25/23), de novo não ganhando ou perdendo em três sets rapidinhos como eu queria.

*Ainda não foi desta vez que vi como a Globo preencheria os cerca de 15 ou 20 minutos do fim do jogo de vôlei até o início dos jornais locais do meio-dia em um dia sem "Encontro com Fátima Bernardes". Coloquem Brasil versus alguma babaça às 10h de sexta-feira, por favor, eu imploro de joelhos!!! (risos)

*Domingo de Fórmula Indy em Pocono, prova realizada no início da tarde.

*Domingo também de Fórmula 1 na Alemanha. Olhos tanto para a disputa dos pilotos, com Sebastian Vettel não querendo dar chance para uma aproximação maior de Fernando Alonso, quanto para os pneus Pirelli. O grid de largada tem Lewis Hamilton na pole position, seguido de Vettel. Segunda fila tem Mark Webber e Kimi Raikkonen, a terceira com Romain Grosjean e Daniel Ricciardo, apenas na quarta vindo Felipe Massa e Alonso.

*Sábado de Wimbledon conhecer uma campeã inédita: Sabine Lisicki ou Marion Bartoli. Se Sabine ganhar, esta "24 Horas" terá sido pé quente por colocá-la de "Bela do Dia" após eliminar Serena Williams. Senão, será pé frio. (Atualização das 11:35: esta coluna foi pé frio. Brincadeiras à parte: Lisicki inexistiu no primeiro set, onde Bartoli a triturou por 6/1. Parecia que isso se repetiria no segundo, mas a francesa deu mole e permitiu uma reação para a alemã. Mas reação tardia demais. Um game bem encaixado, um ace, 6/4 e Bartoli conquistou Wimbledon.)

*É claro que eu brinquei no que falei acima, não vá alguém pensar que falei isso a sério... ou será que falei, sim?

*Amanhã, às 10 da manhã, tem a finalíssima masculina entre Novak Djokovic, que precisou de quase 5 horas para ganhar um jogaço contra Juan Martin Del Potro por 3 x 2 (7/5, 4/6, 7/6, 6/7 e 6/3), e Andy Murray, que derrubou Jerzy Janowicz por 3 x 1 (6/7, 6/4, 6/4 e 6/3). Murray pode ser o primeiro britânico campeão do Grand Slam da Inglaterra desde Fred Perry, em 1936. Djoko que me perdoe, mas tá na hora do Murray encerrar esta zica.

*Wimbledon, quem diria, tem duas vezes o tênis brasileiro presentes em finais com um competidor nacional junto com um de outro país nas competições de duplas. Se à 1 da tarde de hoje tem Marcelo Melo junto com o croata Ivan Dodig diante dos gêmeos americanos Bob e Mike Bryan, amanhã é Bruno Soares que jogará a decisão das duplas mistas com a americana Lisa Raymond (campeã em 1999 e 2012) contra o holandês Jean-Julien Rojer e a russa Vera Dushevina. É a primeira vez que o Brasil está em duas finais deste torneio desde os vices de Maria Esther Bueno nas duplas femininas e mistas em 1967. Quem sabe ao menos um deles triunfa? Cuidemos.

Sintonia PB

Começa o tópico desta "24 Horas" que está antenado no que ocorre fora dos esportes. Às novidades:

*Leio no Comunique-se que será na próxima quarta-feira a estreia de Cesar Sacheto na Rádio Estadão de São Paulo, dividindo com Roxane Ré a apresentação do "Estadão no Ar" das 5 da tarde (até 7 da noite no AM/FM e até 8 horas pela Internet). Ele permanecerá no SBT como chefe de reportagem no setor da madrugada.

*Desta vez, eu não queria que Flávio Ricco estivesse certo. Mas estava. O "guru" cravou direitinho a demissão da Renata Maranhão da RedeTV!. Acontece que, quando a contatei na mesma manhã e ela me respondeu que nada sabia e tinha ido gravar normalmente o "Good News" que vai ao ar hoje, ninguém havia lhe avisado nada. Ou seja: os outros souberam primeiro de sua saída antes dela mesma. A própria Renata contou isso ao falar pra Janaína Nunes, do Yahoo!. Uma completa falta de respeito, uma indelicadeza sem tamanho e um absurdo de tratamento com alguém que tão bem conduziu seus espaços ao longo de uma década. Lamentável com "LA" maiúsculo.

*Outra do "guru" Ricco: a RedeTV! buscará dentro do seu próprio elenco de jornalistas a reposição pro lugar da Renata no "Good News". Singela ideia minha: que tal Cláudia Barthel, que não é fixa de nenhum noticiário?

*Outra da Janaína Nunes: a RedeTV! está chamando seus apresentadores para reduzir os salários. O do Nelson Rubens, por exemplo, diminuirá em 20%. Agora, é aquilo: vão reduzir também os de Luciana Gimenez e Daniela Albuquerque? Claro que não. Os donos da emissora e suas mulheres estão acima do bem e do mal. É brabo.

*Mudando de assunto, leio na Patrícia Kogut quem é o novo presidente da TV Record no Rio de Janeiro: Reinaldo Gilli, que comandava a Record Litoral (Santos), está no Grupo Record há 20 anos e teve grande participação na modernização da rede para o sinal em alta definição. Semaninha "pouco" movimentada esta na Record, não?

*Curiosidade: o "Jornal do SBT" todo dia começa em um horário diferente, dependendo do que vem depois dele, mas nunca entra no ar antes da 1 da madrugada. Nesta que passou, por exemplo, começou à 1 e meia, depois da "Tela de Sucessos" exibir "Matrix". Independentemente disso, o tempo é ajustado de forma que a programação da sequência ("Dois Homens e Meio", "Big Bang: a Teoria" e "Tele Seriados") acabe às 4 em ponto, quando inicia a primeira das três exibições do "SBT Manhã". Dá para perceber o aperto horário quando termina a última matéria e Carlos Nascimento e Karyn Bravo dizem apenas e tão somente "boa noite" e mais nada. Nesta madrugada, por exemplo, deu para acabar tranquilamente com uma saudação mais completa e os créditos finais por inteiro.

*Isso dos apresentadores encerrarem o noticiário dizendo apenas e tão somente "boa noite" me lembra o "Jornal Nacional" na época de Cid Moreira e Sérgio Chapelin, pois era bem isso que eles faziam, diferentemente de hoje.

*Leio no NaTelinha mais uma boa passagem do "Conexão Repórter" no "Ipobre" paulistano: segundão nesta quinta para sexta-feira, com 6 pontos de média e 8 de pico, contra 4 da Record. Roberto Cabrini está em fase bem boa.

*O "Domingo Legal" das 11h de amanhã ressuscitará mais um dos clássicos do SBT: o "Passa ou Repassa", agora quadro dele. A estreia deste programa foi em 1987, apresentado pelo próprio Silvio Santos e com o nome "Passe ou Repasse". O nome definitivo veio no ano seguinte, quando Gugu Liberato passou a conduzi-lo. Depois, ao longo de quase 15 anos, também passaram por ali Angélica e o próprio Celso Portiolli que a partir de amanhã volta a apresentá-lo. E sabem quem foi assistente de palco do "Passa ou Repassa" no fim dos anos 90? Dica: Mateus Solano acha que ela é adotada. Sim. Paola Oliveira, a protagonista de "Amor à Vida". O tempo passa...

*E essa que Keila Jimenez publicou, de que a Globo contratou Felipe Barbosa para trabalhar no "Caldeirão do Huck"? Ele, que é filho do Joaquim Barbosa, presidente do STF, que no domingo passado foi acompanhar Brasil x Espanha em um camarote junto com Luciano Huck e Angélica no Maracanã, para isso usando recursos públicos. A ligação de um fato com outro a partir desta notícia da Keila - que a Globo não confirmou de imediato e só o fez depois - tá gerando muito falatório, ainda mais pelas ligações do presidente do STF com o apresentador.

*A saideira: Sheldon Cooper em ação a favor do Houston Rockets. Seu intérprete em "Big Bang: a Teoria", na verdade. Jim Parsons gravou um vídeo para a campanha feita pela franquia para convencer Dwight Howard a defendê-la na próxima temporada da NBA. Howard virou um objeto do desejo de tal forma que o Los Angeles Lakers espalhou cartazes pedindo que ele ficasse. Mas o fim da história é que Dwight teve confirmada pelo gerente geral Mitch Kupchak sua saída dos Lakers. Tudo leva a crer que ele vai mesmo para os Rockets. E nem foi preciso recorrer ao irresistivelmente delicioso charme loiro da Kaley Cuoco para tanto, veja você...

E fique antenado! "Sintonia PB" continua de olho no que ocorre fora dos esportes e retorna na próxima coluna.

Bela do Dia: Amaya Valdemoro

Amaya Valdemoro, campeã europeia de basquete pela seleção da Espanha, em ensaio nu para a revista DT Lux. Tá com tudo em ordem aos 36 fotos e a foto se mostra de bom gosto.

Convivas

As mensagens aqui publicadas são remetidas pelos leitores deste PB ao e-mail papodebola@gmail.com.

Atenção: alguns e-mails dos leitores enviados ontem serão atendidos na coluna deste domingo. Outros que não perderão a atualidade responderei na coluna da segunda-feira, nesta também atendendo as mensagens enviadas durante o sábado e o domingo.

Clipe do Dia

Uma sacolejante de 1979 para embalar um bom fim de semana: curta aqui "I Want Your Love", com Chic.

Antes do Arremate...

...prometi e cumpro: o elo de Fábio com a proprietária da Rede Record de Televisão está no seu jogo de estreia pelo Cruzeiro. Foi um amistoso realizado em 4 de março de 2000, no Mineirão, vitória por 2 x 0. O adversário foi o Universal, time de futebol que a Igreja Universal teve no Rio de Janeiro e que já não existe mais. Arrematemos.

Arremate

Curiosa que vi no site da ESPN: em 20 anos de Rogério Ceni no time, o São Paulo teve 21 trocas de treinador.

"24 Horas" volta antes que saibamos quem dirigirá o tricolor paulista! Ou será que depois?

O COLUNISTA: Edu Cesar é criador e editor do Papo de Bola (autor também da coluna "Papo de Mídia").

TWITTER: @papodebola
E-MAIL: papodebola@gmail.com


LEIA
COLUNAS ANTERIORES
VEJA
"BELAS DO DIA" ANTERIORES

.

.

.


Confira as manchetes do Papo de Bola - o Site, o acompanhamento das rodadas de futebol e comentários diversos. Para ser mais um seguidor, clique aqui.
 
PAPO DE BOLA - O SITE Desde 2/6/2003 Jogue junto com este time!
Criação, produção e edição Edu Cesar E-mail papodebola@gmail.com

.