.


.

  24 Horas
  Papo de Mídia
  Academia Esportiva
  Papo Especial
  Especiais PB
  O Jogo da Minha Vida
  Rádio PB
  PB Interativo
  Sites Parceiros
 

OFERECIMENTO

.

ATENÇÃO: página melhor visualizada em 1024 x 768 - Seja bem vindo ao PAPO DE BOLA - O SITE!

.

24 HORAS
Futebol, esportes, sintonias e belas

.

Segunda, 19 de novembro de 2012 - ANO 10, EDIÇÃO 96
Forza, Palestra!



Estava na cara que isso aconteceria. Assim estava escrito, assim não poderia deixar de ser. Assim fizeram ser.

Lamento muito pelos torcedores do Palmeiras, lamento mesmo. Um dos clubes mais vencedores do Brasil, de uma torcida que sempre faz grandes festas, faz em 2012 um Campeonato Brasileiro absolutamente indigno, que envergonha sua linda história de conquistas. Os culpados são bem claros: dirigentes incompetentes, técnicos que não fizeram direito seu papel e jogadores fracos para um clube deste tamanho. Por eles eu não lamento.

O máximo que o Verdão conseguiu na competição foi ficar três jogos seguidos sem perder, sendo dois empates. Apenas em duas vezes obteve duas vitórias seguidas. Ridículo. Ó a sequência: empate, três derrotas, empate, derrota, vitória, derrota, dois empates, vitória, três derrotas, vitória, derrota, vitória, três derrotas, empate, vitória, três derrotas, duas vitórias, três derrotas, duas vitórias, derrota, empate, derrota e empate. Preciso falar mais?

A partida que marcou o rebaixamento teve duas coincidências com a ocasião de 2002: a primeira foi de data, por acontecer 10 anos e um dia depois da outra vez; e a segunda foi a partida ser contra um rubro-negro, há 10 anos o Vitória e ontem o Flamengo. Jogo fraco tecnicamente, que só rendeu interesse mesmo pelo drama palestrino. Etapa inicial resumida a um chute perigoso do Tiago Real e uma grande chance perdida pelo Vagner Love.

A etapa final começou com Barcos pedindo um pênalti que eu e muitos achamos que não foi, mas outros tantos acharam que foi. Vinícius deu uma esperança aos verdes no glugluzaço do Paulo Victor, mas a adrenalina não baixava. Enquanto Bruno aparecia em duas ótimas defesas, Maikon Leite irritava tanto ao perder um gol que acabaria com o jogo que faria até careca arrancar fora os cabelos (?). O castigo veio a cavalo, já diria o jóquei.

Mesmo com um homem a menos, o Mengão empatou com Vagner Love, que vinha de 8 rodadas sem faturar - e me ocorreu outra coincidência: na derrota pro Fluminense, Fred bateu e Maurício Ramos fez contra; e neste arremate do Love, Roman tentou tirar e colaborou para Bruno ser vazado e o ânimo praticamente acabar. Não foi mais do que mais do mesmo: falta de qualidade + incompetência de enlouquecer = fracasso previsível.

Até haveria uma possibilidade de continuar respirando por aparelhos: o Grêmio ganhar da Portuguesa. Ou isso ou nada feito. Quando a bola rolou no Canindé, o alviverde paulistano começava seu deslocamento do Sul do Rio até São Paulo via ônibus. Reportagem do GloboEsporte.com contou: ao último trilar de apitante na igualdade em 2 gols, a delegação estava na altura de Itatiaia, no km 322 da Via Dutra, a 15 km da divisa com SP.

Em 2013, o Palmeiras será o quarto clube a jogar a Série B no mesmo ano da Copa Libertadores. Os outros foram Criciúma em 1992, Santo André em 2005 e Paulista em 2006. Diferença básica: Tigre, Ramalhão e Galo do Japi já estavam na Bêzona, enquanto o Verdão cai no ano em que levou a Copa do Brasil. Assim também seria em 2000 com o Juventude, não fosse aquele ano ser marcado pela Copa Procon (a.k.a. João Havelange).

Mas eu, se sou dirigente do Palmeiras, abro mão da Libertadores. Um dia se recupera outra chance de ganhá-la. A prioridade completa, absoluta, irrestrita, total e única tem que ser o retorno para a Série A em 2014, lugar que é o devido deste clube. "Ficha 1", "ficha 2", "ficha 3" e todas as fichas que quiserem devem ser jogadas nisso. Em 2003 deu certo, mas era outra fórmula. Vem aí outras 38 rodadas. É preciso facilitá-las com seu mérito.

A segunda é triste. A segunda é a realidade. Segunda consideração merece tudo desde já. Nada vale mais para 2014 do que recolocar o Verdão nos 20 principais do Brasil. Torço muito por isso. Torço por sua torcida, que será fundamental neste reerguimento. E torço por gente melhor no comando as ações, dentro e fora do campo.

Forza, Palestra!

Em tempo: a foto-montagem que abre a coluna de hoje, com os verdes que te quero verdes Mauro Beting e São Marcos, menciona trechos de coluna do jornalista no Lance! e de postagem do eterno ídolo no Facebook.

Falta cair um

Mas quem será? Na letra fria dos números, são cinco contra um: Náutico e Coritiba com 45 pontos, Bahia com 43, Portuguesa com 41 e Sport com 40. Mas não acho que Timbu e Coxa sofram efetivo risco, então, coloco entre Tricolor, Lusa e Leão para fechado ser o quarteto com Atlético Goianiense, Figueirense e Palmeiras.

Começo pelo empate no Canindé, com primeiro tempo restrito a um gol legal do Grêmio mal anulado pelo Magoo da bandeira e a uma senhora defesa de Marcelo Grohe. Depois do intervalo, pênalti inexistente abriu os trabalhos e a Portuguesa livrou dois gols de frente, mas os gaúchos reagiram e chegaram à igualdade, coroada em grande tento de Zé Roberto, veterano que está jogando muito. Grohe fez outra defesaça e assim ficou o enfrentamento que rebaixou os verdes, manteve sob risco os rubro-verdes e preocupa os gaúchos pro vice-campeonato.

Pimenta foi colocada na Ilha do Retiro em partida de praticamente um time só. Quando a pontaria não falhava - que o diga Hugo naquele arremate horroroso na pequena área -, Jefferson aparecia e praticava ótimas defesas. Gilberto abriu a justíssima vantagem pro Sport, mas o futebol é traiçoeiro e o Botafogo teve dois instantes de perigo, num deles levando Saulo a uma defesaça e no outro tendo sonegado um pênalti claríssimo em Elkeson. Henrique aumentou e o rubro-negro pernambucano voltou ao páreo. Conseguirá Sérgio Guedes um milagre?

Mais cedo, Salvador viu um duelo de dois tempos distintos, o primeiro dominado pela Ponte Preta e o segundo pelo Bahia. Diferença básica: os paulistas não foram bons de pontaria e os baianos sim. Edson Bastos resistiu o quanto pôde, chegou a defender duas vezes seguidas no mesmo lance, mas Neto venceu a barreira, fez Pituaçu vir abaixo e permite aos tricolores respirarem um pouco e dependerem somente das suas forças para escapar.

Temos, então, os dois de 45 pontos que até podem cair, mas só se acontecer a mais inacreditavelmente patética das palhaçadas da parte sulista ou da parte nordestina. O Coritiba saiu na frente naquele lindo gol do Lincoln, mas fez todos fugirem para as colinas históricas pois o Vasco virou e encerrou o jejum de sete rodadas.

E o outro é o Náutico, que até começou ganhando, mas apenas cumpriu sua sina de visitante desastroso e deu ao São Paulo a oportunidade de fazer mais uma tarde divertidíssima, com virada no placar, estreia do Ganso por mais de 35 minutos e ainda o público recorde desta edição: 62.207 torcedores. Luís Fabiano foi o nome do jogo ao anotar a proeza de igualdade e sofrer a penalidade máxima convertida por Rogério Ceni.

Outros destaques

Você lembra de algum cotejo onde um dos duelistas acertasse não uma, não duas, mas nada mais e nada menos do que cinco - eu disse C-I-N-C-O - vezes a trave? Eu não. Por isso tão impactante foi o suadíssimo empate do Mineiro no encontro de Atléticos, que começou com dois gols do Goianiense e teve o primeiro dos donos da casa ainda na etapa final. Jô acertou uma na trave, Bernard outra e Ronaldinho as três restantes em cobranças de falta. Não poderia ser de outro que não ele o gol que confirmou o Galo na próxima Libertadores.

Foi um domingo sem derrotas mineiras pois o Cruzeiro ganhou do Fluminense, carimbando suas faixas de campeão brasileiro. Registre-se o belo gol do Elber, no contra-ataque no começo do tempo segundo. Mesmo com a derrota, o Tricolor celebrou a conquista com sua gente, embora ficasse a preocupação em termos de Seleção Brasileira. Dores na panturrilha podem tirar Fred de Argentina x Brasil, hoje deveremos saber disso.

Por fim, duas dobras de paulistas ante zerados sulistas, a do Santos sobre o Figueirense com direito à sensacional letra do Patito Rodriguez e a do Corinthians sobre um Internacional em um temporal depois que Fernandão abriu às claras que Bolívar exigiu ser titular e, como não levou, se recusou a ser reserva. Bah...

Rescaldo dos palpites

Fui mal, confederado: 3 acertos (2 x 0 Santos, São Paulo e empate no Canindé). E vocês, como se saíram?

6 acertos
Fernando Henrique França Gemignani (2 exatos: 2 x 1 São Paulo, 1 x 0 Bahia, Santos, Sport, Corinthians e empate no Canindé)
Hugo Leonardo Souza Pinto (1 exato: 2 x 0 Santos, São Paulo, Corinthians, Bahia, Sport e empate no Canindé)
Alexandre Rodrigues Alves (Santos, Bahia, São Paulo, Sport e empates no Cidadania e no Canindé)
Carlos Eduardo Sampaio Queiroz (Santos, Bahia, Corinthians, Sport e empates no Cidadania e no Canindé)
Paulo Henrique de Oliveira Santana (Santos, São Paulo, Bahia, Corinthians, Sport e empate no Canindé)

5 acertos
Michel Santos (1 exato: 1 x 0 Bahia, Santos, São Paulo, Corinthians e Sport)
Carlos Rodrigues (Santos, São Paulo, Corinthians, Sport e empate no Canindé)

4 acertos
João Arruda (2 exatos: 2 x 0 Santos, 1 x 0 Bahia, São Paulo e empate no Canindé)
Lucas Fernandes de Albuquerque Lira (2 exatos: 2 x 1 Vasco, 2 x 2 no Independência, Cruzeiro e Sport)
Natanael Felipe Rhoden (1 exato: 1 x 0 Bahia, Santos, São Paulo e Corinthians)

3 acertos
Gabriel Aguiar (1 exato: 2 x 0 Santos, São Paulo e Corinthians)
Clayton Moreira (Santos, São Paulo e Bahia)
Danilo Otoni (Bahia, Sport e empate no Independência)
Fernando Clemente (Santos, Sport e Corinthians)

2 acertos
Anderson Costa (1 exato: 2 x 0 Santos e São Paulo)
Fernando Melotti Constancio (Santos e São Paulo)

O que vem por aí

A próxima rodada será aberta por dois jogos no sábado e continuada por outros oito no domingo. Quem quiser se adiantar por precaução está liberado desde agora: no sábado, Corinthians x Santos e Vasco x Flamengo; e no domingo, Botafogo x Atlético Mineiro, Palmeiras x Atlético Goianiense, Internacional x Portuguesa, Cruzeiro x Coritiba, Ponte Preta x São Paulo, Figueirense x Grêmio, Sport x Fluminense e Bahia x Náutico.

"E as Séries B e C, Edu?"

Devidamente comentadas na coluna deste domingo, com análises das partidas, projeções matemáticas e, no caso da Bêzona, rescaldo dos palpites da penúltima rodada. Quem não leu é só chegar por ali também.

Panorama europeu

Espanha (12 de 38 rodadas) - O Barcelona foi aos 34 pontos ao ganhar do Zaragoza e tem 3 a mais que o Atlético de Madrid, que venceu o Granada. Com 26 pontos vem o Real Madrid, que goleou o Athletic Bilbao. E no clássico da rodada, o Sevilla tocou 1, 2, 3, 4, 5 a apenas 1 no Betis.

Itália (13 de 38 rodadas) - A Juventus "oxou" com a Lazio e foi aos 32 pontos, 4 a mais que a Internazionale, que também igualou com o Cagliari, a exemplo do Milan com o Napoli. No clássico da rodada, a Sampdoria meteu 3 x 1 no Genoa.

Inglaterra (12 de 38 rodadas) - O Manchester City fez a quina no Aston Villa e soma 28 pontos, assumindo a dianteira pois o Manchester United estacionou nos 27 ao perder pro Norwich. O Chelsea perdeu a chance de se aproximar deles ao parar nos 24 pontos com a derrota pro West Bromwich.

Alemanha (12 de 34 rodadas) - O Bayern de Munique lidera com 31 pontos após empatar com o Nuremberg. A seguir, temos 23 pontos para Schalke 04, que perdeu pro Bayer Leverkusen, e Eintracht Frankfurt, que quatrilhou o Augsburg.

França (12 de 38 rodadas) - Lyon sobre Reims e Bordeaux diante do Olympique se deram bem e estão respectivamente com 25 e 24 pontos.

Curtinhas

*Ao longo das Séries A e B, tivemos que aguentar um catatau de partidas com públicos mais baixos que Danny de Vito agachado (aliás, sacanagem a Record reprisar "Irmãos Gêmeos" logo num sábado em que a Série B era minha prioridade). Pois neste domingo, em São Paulo, o Ajax da Vila Rica conquistou a Copa Kaiser de Futebol Amador ao marcar 2 x 1 na Turma do Baffô. Local: Pacaembu. Público: 20.260 pessoas. Considerações?

*Uma vez campeão capixaba (Linhares em 1995), três vezes campeão carioca (Vasco em 1998, Flamengo em 2004 e Fluminense em 2005), duas vezes campeão brasileiro (Vasco em 1997 e 2000), uma vez campeão do Torneio RJ/SP (Vasco em 1999), uma vez campeão da Copa Mercosul (Vasco em 2000), três vezes campeão da Libertadores (Vasco em 1998 e Internacional em 2006 e 2010) e uma vez campeão mundial (Internacional em 2006), o zagueiro Fabiano Eller - que notaram possuir um currículo "fraquinho" - completa hoje 35 anos.

*Atualmente, Eller defende o Brasil de Pelotas, que ontem bateu o 14 de Julho e decidirá a Copa Hélio Dourado (torneio de segundo semestre da Federação Gaúcha) contra Inter ou Juventude, que resolvem hoje sua parada.

*Sobrevivente do trágico acidente aéreo com a delegação do Manchester United em 1958, quando o voo que retornava do jogo diante do Estrela Vermelha em Belgrado caiu em Munique e matou oito jogadores, o atacante Kenny Morgans morreu ontem aos 73 anos, de causa não informada. Ele jogou nos Red Devils por 3 anos.

*Quatro jogadores de clubes brasileiros foram chamados por Alejandro Sabella para a Argentina que pegará o Brasil nesta quarta: o colorado Guiñazu, o palmeirense Barcos, o cruzeirense Montillo e o corintiano Martínez.

Ficou tudo para Interlagos

Não foi no centésimo GP da carreira que Sebastian Vettel atingiu o tricampeonato da Fórmula 1. Por voltas e mais voltas com Lewis Hamilton na cola, ele acabou ultrapassado e, embora pertinho, não ganhou a prova dos Estados Unidos. Fernando Alonso chega vivo ao GP de domingo que vem, em São Paulo, terceiro colocado que foi. Felipe Massa foi o quarto e Bruno Senna o décimo. A Red Bull conquistou o Mundial de Construtores.

A possibilidade matemática é bem clara e cristalina feito a água que bebemos (mineral, "sivupplê"): Vettel será campeão pelas próprias forças chegando até em 4° lugar; já Alonso precisa ganhar e o alemão ser no máximo o 5°, ser o segundão com o chucruteiro em no máximo 8° ou chegar em terceirão e o rival no máximo em 9°. No frigir dos ovos, como diria a galinha que os chocou, o espanhol apenas prorrogou o que é nítido: tri do Vettel.

"E o Brasil campeão no futsal, Edu?"

Também comentei já na coluna deste domingo, quem perdeu é só recuperá-la para ler meu comentário.

E atenção, pessoas!

Chegou aquele momento de ser mais prestigiado deste do que daquele lado: "Sintonia PB", antenado no que ocorre fora dos esportes. Às novidades:

*Leio na Patrícia Kogut que, no período de 29 de outubro a 4 de novembro, o "Domingo Espetacular" foi o programa mais assistido da Record em São Paulo, com 10 pontos, enquanto foi a quarta atração mais vista no Rio de Janeiro, perdendo para "Rei Davi", "Fazenda de Verão" e para o líder "Balanço Geral".

*Começa hoje, em Contagem, o julgamento do Caso Eliza Samúdio. Assunto que inevitavelmente ganhará muito espaço nos noticiários nos próximos dias, sobretudo nos jornais policiais do fim de tarde. Quer cuidar?

*Aproveitando que não tem mais jogo noturno neste Brasileirão (leia-se iniciado às 21h), tirei o sábado para ver a sessão dupla do SBT. Assisti "Tudo Por Dinheiro", com Chris Tucker e Charlie Sheen, e achei legal, gostei. E depois eu via "Licença Para Casar", com Robin Williams e Mandy Moore, mas o sono me venceu no primeiro intervalo. Mas não é este o ponto da questão e sim algo que acho muito indelicado e é explicado pela "neurose do Ipobre": mal pintaram cinco letrinhas de créditos de "Tudo Por Dinheiro", já meteram a vinheta do "Cine Belas Artes" e começaram "Licença Para Casar". Dois filmes praticamente emendados. Não curto isso.

*Corujão que sou, tenho duas boas pedidas nesta semana no "Cinema na Madrugada", da Bandeirantes, ambas lá pelas 3 horas: de terça para quarta, depois do "Claquete", tem "A Dama de Vermelho", que bem sabem que é um dos meus filmes prediletos e que faz um tempo que não acompanho - e melhor ainda com a dublagem nota 10 da Herbert Richers, com Mário Monjardim, Sumara Louise e grande elenco; e de sábado para domingo, após o repeteco do "CQC", enfim assistirei "Os Homens Preferem as Loiras", estrelado por Marilyn Monroe.

*A saideira: há 45 anos completados nesta segunda-feira, a literatura brasileira perdia aos 59 anos um de seus maiores craques. Guimarães Rosa é autor de, entre outras obras, "Grande Sertão: Veredas", que rendeu um filme em 1965 e uma minissérie da TV Globo em 1985. Há alguns meses, foi reaberto na sua Cordisburgo (MG) o Museu Casa Guimarães Rosa, localizado na antiga residência do autor e que reúne sua obra completa.

E fique antenado! "Sintonia PB" continua de olho no que ocorre fora dos esportes e retorna na próxima coluna.

Momento Raridade Rara

Responda rápido: o que tem a ver o terceiro personagem mais importante de "Jornada nas Estrelas", o desenho "Corrida Maluca" e o começo da sucessora da Rede Manchete? Resposta: Neville George. Hoje completa 10 anos a morte deste locutor e dublador, que foi a voz de James West no seriado original dos anos 60 e também a voz do Coronel Hogan de "Guerra, Sombra e Água Fresca". Mas destaquei três trabalhos e são eles que trago.

Começo aqui (postado por roogarcia) com um trecho de episódio de "Jornada nas Estrelas" na dublagem original da AIC de São Paulo, que hoje é artigo de colecionador pois há duas décadas e meia foi substituída por uma redublagem da VTI do Rio de Janeiro. Neville deu voz ao Dr. McCoy, feito por DeForest Kelley.

Prossigo aqui (postado por emyjotace) com um episódio de "Corrida Maluca", a obra-prima de Hanna-Barbera. Neville fazia o narrador das corridas, que principalmente relatava as peripécias de Dick Vigarista e Muttley nas trapaças que pretendiam levá-los à nunca obtida vitória.

E termino aqui (postado por agconline) com um chamadão de estreia da RedeTV!, em novembro de 1999. Neville George foi a primeira voz-padrão da emissora, assim permanecendo por quase 3 anos - ou seja, até falecer.

Bela do Dia: Federica Masolin

Federica Masolin, apresentadora de futebol da Sky da Itália. Ah, Itália! Sempre com belas garotonas.

Convivas

"O São Paulo não fez uma grande partida, muito pela retranca bem feita pelo Náutico, mas obteve o resultado em duas falhas da defesa adversária. O objetivo primordial do campeonato é sempre o título, mas a vaga na Libertadores premia o bom segundo turno do time. Para o ano que vem, é preciso outro jogador diferenciado no ataque para ajudar o bom Osvaldo e Luís Fabiano - ou mesmo para substituí-lo para quando não puder jogar -, e pelo menos mais um grande zagueiro para dar segurança à defesa. Se Fabrício e Cañete finalmente voltarem a jogar, o meio-campo ganhará neles e em Ganso três reforços interessantes." (Alexandre Rodrigues Alves)

"Uma dúvida sempre me inquieta de quando em quando: será que gosto mesmo de esporte? Questiono minha absoluta frieza na final da Copa do Mundo de Futsal. Comecei a vê-la, mas logo senti um enfado imenso com o teimoso 0 x 0 e simplesmente troquei a TV por um programa de chorinho na Rádio MEC. Findo o programa uma hora depois, liguei novamente a TV e lá estava a Espanha com 2 x 1 no placar. Isso não alterou em nada minha emoção, mas fiquei pra ver que bicho ia dar. O Brasil empatou o jogo e virou na prorrogação. E daí? Se nem uma emoção tal fato conseguiu me provocar, o que alteraria na minha vida se viesse uma derrota? A bem da verdade, creio que antes de tudo eu sou Flamengo, só poderia ser Flamengo e fui Flamengo desde as primeiras horas, pois tenho uma foto tirada quando tinha menos de um mês de vida e lá estou vestido com uma camisa rubro-negra no colo do meu pai. Ainda guardo essa camisa e o filho que eu um dia vou ter irá vesti-la. Então, acho que foi o Flamengo que me levou a gostar de futebol, que é um esporte. Mas nem por isso me deixei seduzir por esse papo do 'mens sana in corpore sano', 'esporte é vida' e outros babados. Mário Sérgio Cortella disse outro dia no SporTV que 'a beleza do esporte está na sua desimportância'. Afinal, serve pra quê, se por conta dele não se decidem guerras e não se extingue a fome? Sempre vi muito mais graça na competição do que no esporte em si, por isso sempre escolho alguém para torcer em qualquer prélio que assisto. Mas um jogo em que um time pode derrotar outro por 16 x 0 simplesmente deixa de ter graça para mim. É preciso que haja disputa. Se não, qual o sentido?" (Clayton Moreira)
Até parece que no futebol não é possível ter vitória por 7 ou 8 x 0. Dá no mesmo no fim das contas, não?

"Após a morte de Michael Hutchence, não acompanhei mais o INXS, banda que era uma de minhas preferidas. Por falar nele: quinta-feira completa 15 anos de sua morte. Vai rolar algum clipe em homenagem a ele?" (Fernando Henrique França Gemignani)
Lógico que sim!

"Fui muito fã do Zózimo Barrozo do Amaral. Nada igual no gênero, pois Ibrahim Sued era um ignorante que falava para o high society. Espero que o Rio de Janeiro se reerga de novo - aliás, parece que está, pois por enquanto vejo eles fazendo e acontecendo nas favelas. Virou 'beautiful' morar na favela. Só espero que não transformem tudo em favela. Há iniciativas boas, como as bibliotecas parque. Adoro o Rio de Janeiro e acho muito bom que o futebol carioca esteja ganhando de novo nos últimos anos. O Brasil fica mais bonito e melhor com o Rio por cima. Ano que vem, que seja campeão brasileiro Botafogo ou Vasco. Dá-lhe Rio, tambor do Brasil." (Isabel Pinheiro)

"Espero que quem gozar do Palmeiras seja mais criativo do que 'bi da Série B' ou 'Série C em 2014'. Quem ri hoje pode chorar amanhã. *** Não tem nada de mais no gol do Ibrahimovic em Suécia x Inglaterra. O goleiro estava fora do gol, assim, o gol sairia muito mais facilmente, apesar de ter gente que consegue perder. Gol bonito Ibra fez quando jogava no Ajax e se despedia para jogar na Juventus em 2004. Além do mais, o gol do Lincoln contra o Vasco é muito melhor que esse gol bajulado. *** Não gostei da atitude do juiz de George St. Pierre x Carlos Condit no UFC 154. Absurdo permitir que Condit continuasse lutando com o supercílio aberto e jorrando sangue no octógono. St. Pierre chegou a ter a perna e o pé sujo de sangue só de encostar nele. Condit poderia ter uma hemorragia ou até morrer devido ao corte, que não fechava nem com um curativo. Para um esporte profissional, faltou aí um cuidado maior. Em outra luta no ano passado, José Aldo surrou tanto Mark Hominick que um enorme galo se formou na cabeça dele. O machucado poderia abrir e causar um estrago enorme. Parece que dinheiro é mais importante que vidas. *** Grande coisa falar em Zózimo Barrozo do Amaral. Colunismo social é fofoca com grife." (Ricardo Haertel)

"Semana passada, vi Giuliana Morrone entrar ao vivo direto de Nova York no 'Jornal Hoje'. Ela voltou pra lá?" (Ronielson Carlos)
Não sei.

"Se for para o Fluminense jogar assim como fez ontem, melhor dar férias aos titulares e deixar os reservas mostrarem serviço. Ainda bem que a CBF o deixou comemorar a entrega da taça com sua torcida. Acho errado a cerimônia de premiação ser em São Paulo pois deveria ser no mínimo no estado do time campeão." (Victor Faria)
Mas e se chega na última rodada e não sabemos qual time será o campeão por dois ou mais estarem na briga? Impossível acertar toda a festa de um dia para outro.

Participe pelo papodebola@gmail.com. Sua opinião será registrada nas próximas colunas.

Clipe do Dia

"Taxi Driver", "Mentes Que Brilham", "Maverick", "Contato", "Anna e o Rei", "O Quarto do Pânico", "O Plano Perfeito" e "Deus da Carnificina", além dos Oscars por "Acusados" e "O Silêncio dos Inocentes". Esta é Jodie Foster, atriz que gosto demais de assistir nestes e em outros filmes, com uma presença forte e que atrai muito a atenção do vivente - ainda mais quando é dublada em português e tem a irresistível voz da Miriam Ficher. Pois Jodie completa 50 anos nesta segunda-feira. E por qual motivo ela veio ao "Clipe do Dia"? A resposta está aqui: "When I Looked At Your Face", por ela entoada, que foi trilha da novela "Te Contei?", da Globo, em 1978.

Arremate

Débora e Denise Tubino, gêmeas conterrâneas, serão capa da Playboy em dezembro. Alguém conhece elas?

"24 Horas" volta antes que eu saiba quem são estas gaúchas que, para mim, são pura novidade!

O COLUNISTA: Edu Cesar é criador e editor do Papo de Bola (autor também da coluna "Papo de Mídia").

TWITTER: @papodebola
E-MAIL: papodebola@gmail.com


LEIA
COLUNAS ANTERIORES
VEJA
"BELAS DO DIA" ANTERIORES

.

.

.


Confira as manchetes do Papo de Bola - o Site, o acompanhamento das rodadas de futebol e comentários diversos. Para ser mais um seguidor, clique aqui.
 
PAPO DE BOLA - O SITE Desde 2/6/2003 Jogue junto com este time!
Criação, produção e edição Edu Cesar E-mail papodebola@gmail.com

.