.


.

  24 Horas
  Papo de Mídia
  Academia Esportiva
  Papo Especial
  Especiais PB
  O Jogo da Minha Vida
  Rádio PB
  PB Interativo
  Sites Parceiros
 

OFERECIMENTO

.

ATENÇÃO: página melhor visualizada em 1024 x 768 - Seja bem vindo ao PAPO DE BOLA - O SITE!

.

24 HORAS
Futebol, esportes, sintonias e belas

.

Quinta, 18 de outubro de 2012 - ANO 10, EDIÇÃO 67
10 minutos angustiantes



Como não tenho pay-per-view e como não recebi esta partida em TV aberta, fiquei por conta apenas dos relatos no rádio e dos inúmeros comentários no Twitter. Então, não "vivi" intensamente este clima de angústia que tomou conta de todos que acompanharam Santos x Atlético Mineiro. Logo após o segundo gol atleticano, a preocupação substituiu a alegria com o choque no lance imediatamente anterior que deixou Rafael Marques desacordado. O que pegou muito mal foi o fato da ambulância que estava do lado de fora do Estádio Urbano Caldeira (pois não há espaço físico suficiente para ela permanecer no campo) não poder acessá-lo pois degraus impediam isso. Pois é, não há uma rampa que permita isso. Tiveram que levar a maca até o outro lado do campo para retirar o jogador.

Graças a Deus, o zagueiro está bem e teve somente - e digo "somente" diante de algo pior que poderia ter acontecido - um trauma craniano e um corte na face, mas nenhum problema efetivamente grafe. Ele passou a noite internado na Santa Casa de Misericórdia, próxima à Vila Belmiro, para exames de rotina. O Santos emitiu nota oficial confirmando a falta desta rampa compatível para o acesso e dizendo que seu estádio é vistoriado todos os anos por vários órgãos diferentes, que nunca constataram anteriormente a necessidade desta rampa. Porém, o clube - que registrou ter sempre três ambulâncias em cada jogo - prometeu providenciar obras no local.

Isso é que me espantou: o Santos dizer que vistorias de vários órgãos diferentes nunca constataram necessidade de uma rampa para acesso da ambulância em uma situação dessas. Incompetência do próprio clube, que não consertou esta situação mais cedo para evitar um constrangimento enorme como o da noite passada, mas mais espantoso ainda é estes "vários órgãos diferentes" terem liberado a Caldeira do Urbano mesmo com este defeito. Ainda bem que nada de grave aconteceu com Rafael Marques, pois, se acontecesse, todo mundo mereceria ser responsabilizado, tanto o Santos enquanto dono do estádio quanto quem permitiu seu uso assim (CBF também).

Algumas vezes, parece que apenas situações extremas abrem os olhos para gravidades serem evitadas. Neste sentido, infelizmente precisou ter a fatalidade do Serginho naquele São Paulo x São Caetano de 2004 para abrir a cabeça de todos para cuidados preventivos necessários, como o desde então tão falado e famoso desfibrilador. Agora, temos a acessibilidade de ambulâncias para atendimentos emergenciais no gramado. Tomara que não tenhamos mais sustos que rendam 10 minutos angustiantes como estes, seja na Vila ou em qualquer estádio.

Ah, crédito a quem merece: a foto do portão por onde a ambulância deveria passar, que antecedeu este tópico, é de Marcelo Hazan no GloboEsporte.com. E importante: no intervalo da partida, inquirido por diversos repórteres sobre este incidente, o médico santista Rodrigo Zogaib disse que quem deveria se pronunciar era o delegado da partida. Porém, ainda durante o atendimento a Rafael Marques, por duas vezes Nivaldo Moraes foi perguntado pelo repórter Josino Ribeiro na transmissão da TV Globo Minas e não emitiu uma só palavra que fosse.

Enfrentamento empatado no Engenhão

Começo pelo encontro mais esperado da noite, com 35 mil pessoas nas arquibancadas. O Grêmio começou com muita força nos 11 minutos iniciais, quando perdeu quatro oportunidades de gol, fosse a trave cortando seu barato ou Diego Cavalieri uma vez mais fundamental. Aos poucos o Fluminense começou a aparecer no jogo e levou Marcelo Grohe a praticar algumas defesas. Mas as redes estufadas ficaram apenas para o tempo segundo.

O primeiro gol foi dos gaúchos, não na incrível chance perdida por Werley na pequena área, mas na falta rasteira cobrada pelo Elano. Aliás, parece que somente agora, uma centena de anos após a invenção do futebol, acharam este bom recurso, incrível! Como não se está preparado para ele, inteligente foi o meio-campista na cobrança para ser feliz. Mas não deu muito tempo e Digão primeiro empatou e, depois, Rafael Sobis virou em um chinelaço que Marcelo Grohe poderia ter tentado defender melhor, mas foi fortíssimo. Logo a seguir, Marcelo Moreno conseguiu ir pro olho da rua com apenas 43 segundos no jogo pois deu uma cotovelada no Sobis. Mas que semaninha mais chumbrega do boliviano: foi muito mal na goleada da sua seleção e, no dia seguinte, aprontou o que aprontou.

Toda esta ação, do primeiro gol do prélio até a expulsão, aconteceu em somente 10 minutos. Aí o ritmo deu uma baixada e somente mais três grandes ocorrências tivemos: um disparo perdido por Fred que poderia ter resolvido a questão, um chinelaço de Anderson Pico à esquerda do alvo e, a 5 minutos do último trilar de apitante, uma falta chutada com muita violência por Léo Gago que Diego Cavalieri espalmou e que rendeu no bololô seguinte a primeira fatura de Zé Roberto pelo Grêmio. Nada que torne o Fluminense menos candidato ao título, pois ainda parece apenas questão de tempo para esta confirmação. Mas disse bem a verdade de um belo enfrentamento.

Teve futebol - e golaço! - também

19 segundos. Foi o que precisou o Santos para sair na frente com um gol relâmpago de Miralles, que de repente desandou a faturar mais e mais nestas recentes jornadas. 11 minutos. Foi quando Neymar aprontou mais uma pintura de joia rara, dominando no meio, driblando lindamente dois marcadores e avançando área adentro para acertar o cantinho direito. Sei não se não temos um candidato ao bicampeonato do Prêmio Puskas, hein? 17 minutos. Serginho deu um drible da vaca, cruzou e Bernard diminuiu para o Atlético Mineiro. Que jogo! Aí veio o empate aos 27 minutos, na trapalhada de Rafael que Jô castigou, gol que nem foi celebrado direito por vir logo na sequência da angústia com Rafael Marques. Isso reduziu bastante o ânimo da partidaça, infelizmente.

O segundo tempo até teve boas chances de gol dos dois lados, resultando em um empate justo e tendo como ponto alto no final uma carretilha muito legal aplicada por Neymar na ponta esquerda para se livrar de três marcadores, sendo parado apenas na falta por Carlos César. Mas inegavelmente, não foi a partida que poderia ter sido se não fossem os 10 minutos angustiantes na etapa inicial - que ainda ganharam um indesejado "plus" na retirada do Bernard, que chegou a ter convulsões, mas felizmente também está bem. Ficou o golaço do Neymar em seu jogo 200 (isso sem ter folga no retorno da Europa e mostrando um futebol de alta qualidade) e ficou uma igualdade nada favorável pro Galo no Campeonato Brasileiro e que não alterou muito a situação do Peixe.

A grande festa foi no intervalo

Antes dele, o Coritiba abriu dois gols de vantagem por causa do Deivid, um quando Felipe defendeu seu chute e Alemão anotou um autogol e outro dele mesmo, em arremate bonitaço após cruzamento da direita. Depois dele, Kieza conseguiu perder um gol feito após driblar Vanderlei e, depois, diminuiu para o Náutico, que mesmo assim perdeu o jogo. Como falei, a grande festa do Coxa foi no intervalo, quando anunciado o retorno de Alex após 15 anos. A festa de apresentação será esta tarde, no Couto Pereira, com portões abertos. Vai dar um belo público.

No Brasileirão, o Coritiba ganhou o quarto jogo seguido e Deivid está bem demais, com 6 tentos em 7 atuações. Já o Timbu não surpreendeu. Fora de casa ele é nota 0, contrastando demais com a nota 10 nos Aflitos.

O pulso ainda pulsa?

Barcos voltou do Chile, onde participou do finalzinho da vitória da Argentina, e chegou em cima do laço a Salvador - mas em cima do laço mesmo, a meia hora da bola rolar. Santo laço! Foi seu cruzamento que Betinho converteu para o Palmeiras ganhar de um Bahia em descendente, numa partida bem fracote em Pituaçu. O pulso ainda pulsa? Sei não. Continuo desconfiado com o Verdão e achando muito difícil sua situação. Mas enquanto há vida, há esperança, digo eu em ditado nunca antes dito por seja lá quem for em qualquer lugar por aí (risos).

Outro fiasco colorado

E não parecia que assim seria. O Internacional começou ganhando em um golaço de Dagoberto, roubando na ponta esquerda, avançando pra área e metendo por cima de Wilson. Só que, em rara tentativa no tempo inicial, Aloísio empatou após enfiada de Ronny na área. Na metade final, o Colorado desempatou com Rafael Moura. Tudo perfeito, certo? Errado. Depois de Cassiano perder grande chance por Sandro salvar em cima da linha e de Fred acertar a trave, os minutos finais foram trágicos para os gaúchos e espetaculares pro Furacão do Estreito, que empatou com Ronny e virou com Aloísio, isso aos 45 minutos.

Os catarinenses continuam rumando pra Série B, mas também pra eles vale o "enquanto há vida, há esperança". Já os gaúchos, bom... Conseguiram perder pros dois últimos colocados do Brasileirão. Fiasco define. Bah!!!

Sobre traves e goleiros

Estes elementos determinaram o "oxo" da Portuguesa com o Flamengo, em joguinho bem sem vergonha no transcorrer. Dos goleiros, tanto Dida quanto Felipe fizeram uma defesa maravilhosa cada no tempo segundo. Das traves, Léo Silva acertou a do Mengão nos primeiros minutos e, como que não dando para acreditar por mais que vistos duas, três ou mais vezes, Vagner Love acertou duas vezes seguidas as da Lusa, a primeira delas de maneira inacreditável ao sair na cara do alvo, com Dida batido. Nem forçando a barra o vivente conseguiu sorrir.

O chinês roubou a cena

Martinuccio participou dos dois gols, cruzando para Anselmo Ramon conferir o primeiro e ele mesmo anotando o segundo. 3 pontos para o Cruzeiro e triunfo na despedida de Varginha contra o Corinthians, que finalmente teve a estreia de Zizao nos quase 15 minutos finais. O chinês não fez nada de relevante, mas acabou roubando a cena. Voltando à Raposa, fica o registro da perda importante: Montillo, contundido, não pega o Palmeiras no sábado.

O que vem por aí

Três partidas concluem esta noite a rodada. Esperando que o pulso ainda pulse para ele igual ao Palmeiras e ao Figueirense, o Sport recebe a Ponte Preta. Na briga pelo G4, o São Paulo tem uma excelente oportunidade nem digo apenas de ganhar, mas de fazer saldo, recebendo um Atlético Goianiense vindo da surpreendente vitória diante do Inter. Por fim, o Vasco precisa tomar vergonha na cara em clássico ante um Botafogo mal das pernas.

Copa do Brasil Sub-20

Quatro jogos nesta quarta-feira, um deles de ida: Guaratinguetá 0 x 1 Barueri. Tem volta, portanto. Volta tiveram três confrontamentos, nos quais o Sport se classificou ao empatar por 1 x 1 com o Botafogo, o Vitória avançou ao tocar 4 x 1 no América Mineiro e, na primeira das três alegrias da quarta-feira (as outras sendo o anúncio da volta do Alex e o triunfo contra o Náutico pelo Brasileirão), o Coritiba se deu bem com 3 x 1 diante do São Paulo.

Curtinhas

*Dois treinadores caíram na Série B: no Joinville, ganhar apenas um ponto contra os dois piores times do torneio custou o emprego de Leandro Campos, ainda sem substituto definido; e no ABC, que precisa abrir o olho quanto a um risco de descenso, Ademir Fonseca foi pro olho da rua e Givanildo Oliveira é quem tentará reerguer o time.

*Rodrigo não é mais zagueiro do Vitória, rescindido foi seu compromisso por não aceitar ser reserva. Entendo...

E atenção, pessoas!

Chegou aquele momento de quem ainda tem votação ficar atento: "Sintonia PB", antenado no que ocorre fora dos esportes. Às novidades:

*Logo mais, às 22h30, a Bandeirantes promoverá debates de segundo turno em São Paulo (este com mediação de Boris Casoy), Campinas, Taubaté, Ribeirão Preto, Vitória, Uberaba, Curitiba, Londrina, Natal, Manaus, Belém e Macapá. Claro, o debate entre José Haddad e Fernando Serra (ou seria o contrário?) é o carro-chefe.

*Haddad e Serra, que realmente não vão debater na Record pois a emissora confirmou o cancelamento do seu debate na segunda-feira da semana que vem. Os partidos exigiram o encontro às 22h, mas a emissora queria às 23h15 por não aceitar tirar a novela "Balacobaco" das 22h15 e por alegar uma mudança incompatível com "o hábito do nosso telespectador". Mas qual hábito, sendo esta a emissora que mais troca horários na atualidade?

*Por falar na Record, olha aí! Viram quem é que vai voltar? Ela: Carla Cecato. Mas não, Adriana Reid não vai sair do "Fala Brasil" - e nem Roberta Piza também. Flávio Ricco informou ontem à noite: La Cecato, que está fora do ar desde ainda a Olimpíada de Londres por problemas de saúde, fará o jornalismo do "Programa da Tarde". Será que apenas a ótima presença da morenaça de lindíssimo sorriso bastará para levantar o "Ipobre" desta atração?

*Enquanto isso, leio no NaTelinha que o jornalismo continua respondendo pelas melhores audiências da Record em Sampa City. Na terça-feira, o "Cidade Alerta" marcou 7 pontos e o "SP no Ar" fechou com 6. O melhor dos artísticos, o "Ídolos", só somou 5. Ou seja: o jornalismo tá fazendo sua parte, o artístico é que vai de mal a pior. Em tempo: conste dos autos que neste dia o "Fala Brasil" foi mal pois concorreu com Brasil x Japão na Globo.

*Globo, que leio no NaTelinha que tá tentando com sucessivas chamadas, mas não consegue salvar a reprise nitidamente falha de "Da Cor do Pecado", que tem girado na casa dos 9 pontos em São Paulo. Consequência: nesta quarta-feira, um único capítulo reuniu trechos de quatro originais. Quatro capítulos em um. Fracasso define.

*Preciso mencionar esta nota da "fofoqueira-mor" Fabíola Reipert pelo que explicarei no final: ex-dançarina do Latino, capa da Sexy e candidata de Santa Catarina no Miss Bumbum, a subcelebridade Andressa Urach tem anunciado em jornais de Goiânia um show no Real Privê, com direito a strip-tease completo (wow!!!). O que é que eu digo? Apenas isto: e pensar que descobri esta madame por causa da edição gaúcha do "Globo Esporte", em uma reportagem da Karine Alves com duas gostosas pilotando carros da dupla Gre-Nal em Nova Santa Rita...

*Vamos falar de pessoas muito mais relevantes para a história das artes, como George C. Scott. Vencedor do Oscar de ator por "Patton: Rebelde ou Herói?", ele completaria hoje 85 anos se não tivesse morrido em 1999.

*A saideira: nesta quarta-feira, completa 60 anos o roteirista Chuck Lorre, criador de diversas comédias televisivas legais, a mais notável delas "Dois Homens e Meio", além de "Big Bang: a Teoria", "Dharma & Greg" e "Cybill".

E fique antenado! "Sintonia PB" continua de olho no que ocorre fora dos esportes e retorna na próxima coluna.

Bela do Dia: Alessandra Bernardi

Alessandra Bernardi, Miss Paraná de 2012. Ah, a irresistível boniteza das paranaenses... Ai, ai...

Convivas

"Mais uma bizarrice envolvendo a Copa do Mundo no Brasil: Thiago Lacerda - que não é o ator e sim o filho do atual prefeito, Márcio Lacerda - virou chefe das ações da Copa em Belo Horizonte. Para a mídia mineira isso é normal e quase ninguém repercutiu isso com espanto. Preferiram exaltar os elogios do 'honestíssimo' Jerome Valcke ao andamento das obras no Mineirão. O filho do prefeito pode ser a pessoa mais honesta do mundo, mas o conflito de interesses e o nepotismo são fatores que deixariam, em qualquer país sério, a pessoa no mínimo constrangida para assumir um cargo nessas circunstâncias. *** Ainda dizem que Messi não joga bem na seleção argentina, mas ele já tem 31 gols marcados, dois a menos que Maradona. Falta para ele um time mais organizado, coisa que Alejandro Sabella parece fazer, além de uma defesa menos limitada, tradição na seleção portenha nos últimos anos. *** A fase do Bragantino é tão ruim que pouca gente lembrou que Saucedo, que fez três no Uruguai, foi jogador dele. O time uruguaio tem uma boa base titular, mas os reservas ainda não deram conta do recado, o que preocupa para uma renovação pós-Copa de 2014, que ainda acho que terá a presença uruguaia. *** A Alemanha deu um cochilo monstro, que assusta os apreciadores do bom futebol que pratica pois novamente falha em momento de maior dificuldade, e a Espanha deixou a França empatar pois foi muito pragmática. Apesar desses tropeços, as duas melhores seleções da atualidade deverão estar na Copa. Chama a atenção a subida de rendimento da Bélgica, que tem um time com bom potencial e jovens de talento. *** Em termos de técnicos bizarros, lembro do Israel de Jesus, do esquema 'roleta russa' na Portuguesa Santista no começo dos anos 2000, além das passagens de Washington Rodrigues pelo Flamengo nos anos 90. *** Coincidência triste o fim do Jornal da Tarde ser previsto para o Dia de Finados. Espero que isso não se confirme. *** Jogar a responsabilidade para os candidatos para justificar a não realização do debate prova que a Record não liga tanto assim para jornalismo, além do que dizer que os candidatos não queriam perguntas do mediador ser algo, no mínimo, mal contado." (Alexandre Rodrigues Alves)

"Adilson Roberto Vilas Boas: não há complô na arbitragem para favorecer time A ou B. Acontece que a televisão, com 200 câmeras, vê o que a limitação humana não permite e acaba jogando a torcida contra o árbitro. Depois, os jogadores querem cavar pênaltis e faltas e complicam a vida dos árbitros, que já entram em campo despreparados. Resultado: toda rodada, erros e mais erros de arbitragem, lances iguais e com marcações diferentes. O pior é ver os chefes de arbitragem afastarem os juízes sem tomar uma medida para diminuir os erros. Perseguição contra o Galo foi a suspensão ridícula do STJD ao Ronaldinho sem que levasse nem cartão amarelo após fazer uma exibição de gala contra o Figueirense. *** Não seria mais fácil gravar o primeiro bloco do 'Jornal Nacional' que é transmitido para SP e depois passar para onde não tem segundo turno, e só às 20h50 entrar ao vivo para todo mundo? E Por que Renata Vasconcellos está apresentando essa semana?" (Hugo Leonardo Souza Pinto)

"Adilson Roberto Vilas Boas, não é do meu feitio responder a quem não conheço, mais como o senhor citou meu nome, acho que tenho o direito de lhe dirigir a palavra. Dê uma olhada no site Placar Real, que atualiza os números do Campeonato Brasileiro sem os erros de arbitragem. O senhor poderá observar que o time mais prejudicado até agora é o Atletico Mineiro e que o mais beneficiado é o outro de Belo Horizonte." (Lúcio Netto)

"No 8° episódio de '(fdp)', a originalidade de escolher um nome fictício foi um pouco além. Um time se chamar Chichicaca é um pouco apelativo, não? Bom, se pensarmos que no seriado já tivemos juiz, bandeirinha e namorado da mãe do juiz nus, além de um jogo da Playboy, vemos que seriado futebolístico é só no nome." (Ricardo Haertel)

"Dorival Jr. errou ao escalar Amaral pela direita no meio-campo, tendo Ibson e Bottinelli como melhores opções. Renato Abreu não tem condição de ser titular pois não cobre Ramon, totalmente instável e inseguro na marcação, e não auxilia Cléber Santana na armação. Bola aérea na defesa do Flamengo é outra dor de cabeça. É incrível como, em mais de uma dezena de jogos, Dorival não conseguiu corrigir e o posicionamento para levantamentos em sua área. Vagner Love sofreu com o péssimo momento ao perder dois gols que normalmente não perderia e que fizeram muita falta. Não acredito no rebaixamento flamenguista, mas é totalmente viável não disputar a Sul-Americana. *** Surpreende e improvável vitória do Palmeiras. Barcos foi o melhor do time - e merece valorização financeira. Quanto ao Bahia, não entendi Kléberson titular, pois não jogou bulhufas e não tem nenhuma condição de agregar. Lulinha e Rafael eram opções qualificadas, mas Jorginho errou na montagem. Repentinamente o Tricolor de Aço caiu de produção, e a sequência contra Corinthians e Grêmio será essencial para se reabilitar ou, então, acender o sinal vermelho para as rodadas finais. *** Lastimável o que aconteceu na Vila Belmiro. Inaceitável e deprimente ver Rafael Marques no chão, necessitando o quão mais rápido ser levado para um hospital, e a ambulância não conseguir entrar no campo. Um time que se planejou para pagar R$ 3 milhões para um atleta não tem planejamento para viabilizar a entrada de uma ambulância no estádio? E se o problema do jogador fosse de coração? E se fosse necessário um desfibrilador imediatamente? Infelizmente, nada vai acontecer e nenhuma punição rolará pois, no Brasil, algo só ocorre quando acontece uma morte. No mínimo, a Vila Belmiro deveria ser interditada, o Santos pagar uma multa alta e os responsáveis pela inviabilidade da entrada da ambulância serem presos. Absurdo!" (Romário Henderson)

Participe pelo papodebola@gmail.com. Sua opinião será registrada nas próximas colunas.

Clipe do Dia

Curta aqui o novo som dos Rolling Stones, lançado na semana passada e sempre ótimo: "Doom and Gloom".

Antes do Arremate...

...um triste registro quando eu estava fechando a coluna: morreu nesta quinta-feira, de câncer, Sylvia Kristel, a eterna Emmanuelle dos filmes eróticos da década de 70. Bem lembrarão, quando recentemente registrei seus 60 anos, que comentei que as últimas notícias sobre ela davam conta dela estar bem doente. Muito triste!

Arremate

Leandrinho Barbosa jogará a NBA de 2012/2013 pelo Boston Celtics. Terá mais sorte que no Indiana Pacers?

"24 Horas" volta antes que comecemos a saber a resposta para esta pergunta!

O COLUNISTA: Edu Cesar é criador e editor do Papo de Bola (autor também da coluna "Papo de Mídia").

TWITTER: @papodebola
E-MAIL: papodebola@gmail.com


LEIA
COLUNAS ANTERIORES
VEJA
"BELAS DO DIA" ANTERIORES

.

.

.


Confira as manchetes do Papo de Bola - o Site, o acompanhamento das rodadas de futebol e comentários diversos. Para ser mais um seguidor, clique aqui.
 
PAPO DE BOLA - O SITE Desde 2/6/2003 Jogue junto com este time!
Criação, produção e edição Edu Cesar E-mail papodebola@gmail.com

.