.


.

  24 Horas
  Papo de Mídia
  Academia Esportiva
  Papo Especial
  Especiais PB
  O Jogo da Minha Vida
  Rádio PB
  PB Interativo
  Sites Parceiros
 

OFERECIMENTO

.

ATENÇÃO: página melhor visualizada em 1024 x 768 - Seja bem vindo ao PAPO DE BOLA - O SITE!

.

24 HORAS
Futebol, esportes, sintonias e belas

.

Domingo, 16 de setembro de 2012 - ANO 10, EDIÇÃO 36
Amor monumental

Algumas imagens no futebol ainda conseguem arrepiar pela beleza que transmitem, pelo simples e mais do que suficiente sentimento de amor puro que as motivam. O abraço simbólico feito por mais de 10 mil torcedores do Grêmio neste sábado de aniversário do clube, no Estádio Olímpico, representa isso. A entrada do Monumental estava tomada de gente, a imagem filmada do helicóptero da RBS TV é extraordinária. Como sabem, o palco que por 57 anos atende ao Tricolor está em seu último ano de uso pois vem aí a Arena a partir de 2013. Então, há toda uma carga especial de emoção nestas partidas derradeiras ali realizadas, reforçada também pela campanha muito boa deste time no atual Campeonato Brasileiro. Imagina o que não sairá no Gre-Nal da última rodada, camarada?

Em tempo: espero ainda aproveitar algumas destas últimas oportunidades do Olímpico, no qual ainda não pude assistir nenhuma partida, e tanto ver pelo menos uns três ou quatro jogos nele feitos quanto que um deles seja o Gre-Nal para eu poder incluir um no Monumental ao meu currículo junto a um na futura Arena e um no Beira-Rio (sou inédito nos Gre-Nais in loco, seja qual for o estádio), e quem sabe um dia poder passear pelo campo de jogo do Olímpico igual passeei pelo do Gigante em 2009, quando acompanhei a turma da ESPN Brasil na semana de aniversário do Internacional e de Brasil x Peru pelas Eliminatórias da Copa. Só falta a carteira me ajudar nessa.

Ah! Não custa fazer uma menção extra: tem muito jogo do Brasileirão que não dá metade disso de público.

O Brasileirão hoje

Grêmio, que faz uma das principais partidas deste domingo ao enfrentar um Flamengo que é crise pura desde o fim de semana retrasado. Nos palpites da coluna de ontem, coloquei vitória dos gaúchos pois acho eles favoritos, mesmo sendo em território carioca o cotejo (há horas eu não usava esta expressão, lembrei dela vendo na sexta um noticiário da Globo News sobre o Julgamento do Mensalão) e mesmo sendo este um classicaço nacional.

Classicaço local será o entre Palmeiras e Corinthians, o Verdão nos dias pós-saída de Luiz Felipe Scolari e tendo na casamata o técnico dos juniores, o ex-jogador Narciso. Por sua vez, o Coringão não terá mesmo Emerson, cuja suspensão de 6 jogos foi reduzida para 2, insuficiente para colocá-lo na relva logo mais à tarde. Se for pelo futebol recente dos dois times, acho que dá Timão. Mas vai que o Alviverde se dá melhor pós-queda do Felipão?

Olho vivo também nos Aflitos, onde o Atlético Mineiro - até o fim deste mês com uma partida a menos - ganhou fôlego extra para duelar contra o Náutico após a inesperada derrota do Fluminense para o Atlético Goianiense (será que ganharei a camisa do Tricolor autografada pela Ana Paula Araújo, da qual falei na coluna de ontem por achá-la mais fácil do que os cariocas perderem em casa?). Se ganhar, o Galo voltará à primeira posição. Mas o Grêmio quer tropeço dele também para, ganhando no "Vazião", deixar a parada em 53 a 52 ou 51 a 50.

E um registro da aldeia pampeana: aquela ideia do Internacional de levar bastante gente pro Beira-Rio na porfia contra o Sport, infelizmente, acredito que não vingará. Chove muito neste fim de semana aqui em "Inverno Alegre", quando levo ao ar as colunas do dia é perto das 13h e a água não para. Neste cenário, inevitável imaginar que o público será diminuto, embora devesse ser o máximo possível pois os 3 pontos se fazem fundamentais.

Vamos encher os estádios!

Reportagem de Francisco de Laurentiis no IG Esporte, publicada na última semana, informa algo que dá vergonha: que a média de público do Campeonato Brasileiro é inferior a de países menos expressivos e com menos história mundial que o nosso. Até a 23ª rodada, o Brasileirão tinha 12.031 fãs por peleja em média, contra médias fechadas de 14.976 em 2011, 14.839 em 2010, 17.807 em 2009, 16.992 em 2008 e 17.461 em 2007.

Para terem ideia, saquem só quanto leva em média outros torneios (tanto 2011 quanto 2011/2012): Alemão com 45.116, Inglês com 34.600, Espanhol com 28.796, Clausura do Mexicano com 25.288, Italiano com 22.466, Holandês com 19.466, Francês com 18.870, Clausura do Argentino com 18.112, Major League Soccer dos EUA com 17.869, Inglês Série B com 17.729, Chinês com 17.651, Alemão Série B com 17.233, Japonês com 15.797, Escocês com 13.865, Russo com 12.903, Suíço com 12.253, Belga com 11.726, Ucraniano com 11.309 e Sul-Coreano com 11.634. Ou seja: EUA, China, Suíça e duas Segundonas tem mais gente no estádio do que nós.

Por isso, lanço aqui na "24 Horas" uma espécie de pesquisa para os leitores do PB responderem, que baseio em uma lançada há alguns dias nas transmissões de futebol da Rádio CBN do Rio de Janeiro, que acho muito boa e, se feita por alguém com uma parcela considerável (exemplo: o Ibope com uns 10 milhões de torcedores), talvez respondesse muita coisa e clareasse melhor qual a real da parada para nem sempre os estádios encherem.

A pergunta é bem clara: o que faz você deixar de ir ao estádio nos jogos do seu time? Há oito opções de resposta: preço dos ingressos, violência das torcidas organizadas, poucas opções de transporte, horário dos jogos, o time não jogar bem, faltar conforto nos estádios, faltar craques no seu time ou erros de arbitragem. Ou então alguma outra alternativa que não uma destas oito. Respondam essa questão não apenas hoje, mas ao longo de toda a semana no e-mail do site (pois repetida será em chamada especial todos os dias), que guardarei as respostas para a coluna do próximo domingo, numa tentativa humilde deste site de também ajudar.

Nas mãos dos "milk-sheiks"

Durante o evento que sorteou os grupos da Copa do Nordeste de 2013, José Maria Marin admitiu em entrevista à Folha de S.Paulo que não compete à CBF escolher os adversários da Seleção. O presidente da entidade afirmou ser o maior interessado em querer o Brasil contra países grandes, mas que não depende só dele pois a questão é efetivamente decidida pela ISE (International Sports Events), empresa árabe que detém o controle das partidas do escrete canarinho até 2022. A ISE está fechando para outubro um amistoso Brasil x Iraque, o que é um chute nos fundilhos mais dolorido do que pegar sua esposa aos amassos com seu melhor amigo da infância na cama dela e sua no dia do aniversário de casamento (eh, eh, eh). Mas Marin disse que, assim como acontecerá um "lá e cá" contra a Inglaterra em 2013, outro semelhante será realizado contra Portugal. Já não é tão desprezível.

Memórias de domingo

Uma póstuma: se não tivesse morrido em junho do ano passado, completaria 85 anos neste domingo Peter Falk, eternamente Columbo em nossos corações, intérprete que foi do famoso detetive na década de 70 e em "revival" na passagem dos anos 80 para 90. Ele foi indicado ao Oscar de ator coadjuvante por "Murder Inc." e "Dama Por Um Dia", e também atuou em filmes como "Deu a Louca no Mundo", "A Corrida do Século" e "Asas do Desejo".

Bela do Dia: Cecília Malan

Cecília Malan, correspondente da TV Globo em Londres. Ela é filha de Pedro Malan, ministro da Fazenda nos dois mandatos de Fernando Henrique Cardoso. Sua carreira no jornalismo começou em 2005, na equipe de retaguarda da Globo no Rio de Janeiro, migrando para a Inglaterra no ano passado e ingressando no vídeo. Hoje, ela ingressa nesta seção do PB. A propósito, algo muito importante: algumas páginas colocam de maneira incorreta, junto do perfil profissional da Cecília, uma foto que não é dela e sim da atriz e locutora Jacqueline Dalabona (voz-padrão da BandNews FM), não sei por qual motivo. Pesquisei e não achei imagens de La Malan, então, salvo enorme engano meu, acredito ser este print de uma das entradas ao vivo dela a primeira melhor imagem global sua publicada na Internet.

A outra é bem viva: hoje, completa 60 anos o ex-boxeador Mickey Rourke. Sim, ex-boxeador. É isso que ele era antes de ingressar na carreira e ganhar fama no cinema dos anos 80, com filmes como "Quando os Jovens Se Tornam Adultos", "O Selvagem da Motocicleta", "Coração Satânico" e "Condenados Pelo Vício", mas mais do que qualquer um destes sendo marcado por "Nove e Meia Semanas de Amor". Ah, o cubo de gelo! Ah, Kim Basinger... Bom, recuperemos a compostura. No começo da década de 90, quando artisticamente entrou em declínio, Mickey tentou de novo o boxe e chegou a ter um bom cartel de 6 vitórias e 2 empates, mas muitas lesões desfiguraram seu rosto e ele pendurou de vez as luvas. Em 2005, ele reapareceu com força na telona em "A Cidade do Pecado", e três anos depois foi indicado ao Oscar de melhor ator por "O Lutador".

Aviso aos navegantes

Participe pelo papodebola@gmail.com. Sua opinião será registrada nas próximas colunas.

Clipe do Dia I

O primeiro é para Falcão, a figuraça surgida do Ceará com um visual extravagante e aparições hilárias, que hoje completa 55 anos. Sua primeira grande presença na televisão foi em 1991, ao ser entrevistado pelo "Jô Soares Onze e Meia", do SBT. Veja aqui Falcão cantando "I'm Not Dog No", uma sensacional versão "traduzida para o inglês" de "Eu Não Sou Cachorro, Não", de Waldick Soriano.

Clipe do Dia II

O segundo muda completamente de gênero e mostra bem quão eclético é este que vos tecla: neste domingo, completados são 35 anos da morte de Maria Callas, filha de gregos e nascida nos Estados Unidos, considerada a maior soprano de todos os tempos, com um alcance vocal inigualável. De 1962, aqui está ela com "Carmen".

Arremate

Finalmente, Brasil! Na próxima coluna, destacarei melhor o retorno à elite da Copa Davis após 9 anos.

"24 Horas" volta antes do primeiro jogo dos brasileiros pelo Grupo Mundial!

O COLUNISTA: Edu Cesar é criador e editor do Papo de Bola (autor também da coluna "Papo de Mídia").

TWITTER: @papodebola
E-MAIL: papodebola@gmail.com


LEIA
COLUNAS ANTERIORES
VEJA
"BELAS DO DIA" ANTERIORES

.

.

.


Confira as manchetes do Papo de Bola - o Site, o acompanhamento das rodadas de futebol e comentários diversos. Para ser mais um seguidor, clique aqui.
 
PAPO DE BOLA - O SITE Desde 2/6/2003 Jogue junto com este time!
Criação, produção e edição Edu Cesar E-mail papodebola@gmail.com

.