.


.

  24 Horas
  Papo de Mídia
  Academia Esportiva
  Papo Especial
  Especiais PB
  O Jogo da Minha Vida
  Rádio PB
  PB Interativo
  Sites Parceiros
 

OFERECIMENTO

.

ATENÇÃO: página melhor visualizada em 1024 x 768 - Seja bem vindo ao PAPO DE BOLA - O SITE!

.

24 HORAS
Futebol, esportes, sintonias e belas

.

19 de julho de 2012 - ANO 9, EDIÇÃO 310
Não há mal que dure para sempre

E as duas últimas partidas no Independência comprovaram isso. Se no último domingo o Grêmio venceu o Cruzeiro pela vez primeira em Minas Gerais após 9 derrotas e 2 empates em 14 anos, nesta quarta-feira o Atlético bateu o Internacional pela vez primeira na era dos pontos corridos, depois de 9 quedas e 7 igualdades.

Outra coincidência: as duas pelejas tiveram Marcelo Aparecido de Souza como apitante. Mais uma coincidência: o assoprador do apito expulsou um jogador do time gaúcho. Domingo passado, foi o gremista Werley (injustamente). Ontem, foi o colorado D'Alessandro - que mereceu o amarelo pela falta desnecessária, mas só se disse xingamentos fortíssimos para justificar o vermelho. Quer outra coincidência? Outra vez o Galo ganhou de um gaúcho com este tendo um expulso. No triunfo sobre o Grêmio aqui em "Frio Alegre", foi Anderson Pico quem parou no olho da rua.

Mas quer saber? Sendo coerente com o que sempre digo, repriso para Galo 3 x 1 Inter o que falei em Grêmio 0 x 1 Galo: não passa pelo apito o resultado. Time bom passa por cima de tudo, até de erros dos apitantes. E com desfalques e outros problemas, o Colorado não teve bola para fazer frente ao Atlético, nem com um homem a mais e nem com um a menos. Os alvinegros contaram também com a sorte. Ela foi decisiva para Muriel dar uma de Carlos em 1986 no belo arremate do Guilherme. Sim, saiu o gol, mas deveria ser sem a trave atrapalhando. Seria um golaço.

Golaço veio depois do intervalo, no arremate bonitaço demais de Leonardo Silva após dominar no peito. O jovem Fred, de "boa noite", ainda deu esperanças aos alvirrubros ao diminuir a desvantagem. Jajá quase empatou numa cobrança perigosa de falta. Mas se Bernard parou em Muriel, o goleiro nada pôde fazer quando, nos acréscimos, Escudero decretou a quinta vitória seguida do Galo.

Ainda parece cedo para apontá-lo como provável campeão ou coisa do gênero, mas o início é empolgante. Há investimentos neste sentido e, se as quedas que inevitavelmente chegarão (por ser praticamente impossível ganhar o Brasileirão invicto nesta fórmula) forem poucas e não abalarem o time, por que não sonhar com algo muito bom? Afinal, não há mal que dure para sempre.

Douglas, Danilo, Danados

O nome Corinthians não tem a letra D, mas esta foi a letra decisiva do massacre com "MA" de "Maranhão", como diria a dinâmica Renata. O grande duelo do tempo primeiro foi entre Romarinho e Paulo Victor. O goleiro do Flamengo ganhou todos os quatro "assaltos". Mas não dá para ser salvador da pátria se ninguém mais faz o seu direito. Aí entra o "D" corintiano. D de Douglas. Na primeira, ele roubou de Bottinelli. Na segunda, recebeu um presentaço de grego que Renato Abreu não seria capaz de dar nem em Atenas. Duas buchas no alvo e uma vantagem expressiva.

Ela aumentou no tempo segundo. Já que não deu para fazer gol, que tal originar um gol? Romarinho pensou nisso ao mandar na esquerda da área para outro "D" alvinegro paulistano aparecer. Sempre importante esse Danilo. Grande tiro, grande tento. Só não veio o quatrilho pois Paulo Victor mereceu ser o único rubro-negro carioca a escapar das vaias ao defender o tiro livre a 11 passos da marca fatal batido por Emerson. Desta vez o "Milk-Sheik" foi indigesto. Mas quem liga? Indigesta está a vida do Mengão, do Joel Santana e da Patrícia Amorim, isso sim. O Coringão é só alegria.

Em tempo, algo curioso: o Corinthians vencer o Flamengo no Rio de Janeiro marcando 3 gols já tinha acontecido algumas vezes (a última delas no Luso Brasileiro, pelo Nacional de 2005), mas especificamente por 3 x 0 foi apenas a segunda vez. A até ontem única tinha sido em 1955, pelo Torneio Charles Miller.

O "J" bom e o "J" ruim

Primeiro, o "J" bom. Juninho Pernambucano está aquém do que já mostrou, verdade. Mas continua perigoso nas cobranças de falta e nos chutes de longe. Ele completou 350 partidas pelo clube, mas passou em branco. Uma pena, pois seria bom para marcar a ocasião. E não faltou oportunidade. Em pelo menos seis oportunidades ele tocou o terror em Denis, que se virou para defender todas. Bom, quase todas. Uma passou batido, aí o travessão e um cabeceio errado de William Barbio no rebote salvaram a pele do goleiro. Mas foi o meio-campista que sorriu no fim das contas.

A contagem mínima bastou para o Vasco vencer na cancha inimiga, foi só Fagner não deslizar. Mas 2 ou mesmo 3 x 0 seriam mais verdadeiros. Denis se virou nos 30 ao deter arremates de Alecsandro e Carlos Alberto. E o São Paulo? Muito pouco. Luís Fabiano tentou três vezes, mas apenas uma andorinha não faz verão, ainda mais no inverno. Cícero não fez "tchan" ao ser vencido por Fernando Prass e Jadson não fez "tchun" ao mandar o empate à esquerda do gol. De quebra, Rodrigo Caio expulso. Aí entra o "J" ruim: Juvenal Juvêncio. Os são-paulinos espatifaram verbalmente o homem.

Zzzzzz...

A etapa inicial na Caldeira do Urbano não foi excelente, mas também não foi uma imundície. Santos e Botafogo até buscaram o gol, cada time teve duas boas oportunidades. As santistas foram detidas por Jefferson, uma delas de maneira magnífica em cabeceio de Bruno Rodrigo. Uma botafoguense parou no travessão e outra em Aranha. A etapa final, bom... Vamos ao próximo assunto, pode ser?

Um Paulista comandou em SP

No centésimo jogo de Montillo, Wellington Paulista foi "o" cara do Cruzeiro em Sampa City. De quatro tentativas com bola rolando, Dida pegou uma e as outras foram para fora. Mas ele não passou em branco. A mesma situação e uma diferente sensação: se domingo passado seu gol de pênalti foi inútil, nesta quarta o gol de pênalti foi muito útil. Começou a confirmar o fim de três derrotas seguidas. Foi só Diego Renan avançar a velozes galopes área adentro, fuzilar e tudo acabar. Aliás, alguém viu a rubro-verde ontem à noite? E o Borges perdendo outro gol feito no Canindé? Elaiá, seu!

De virada é mais gostoso

O primeiro tempo no Monumental foi nivelado. O Grêmio começou melhor, Magrão trabalhou duas vezes e foi salvo pelo travessão em falta cobrada por Elano - que, a partir de hoje, chamarei de "o ídolo de Fabíola Reipert" (hahaha). Aí o Sport fez Marcelo Grohe praticar duas defesas antes de Felipe Azevedo abrir os trabalhos. Magrão defendeu mais uma e veio o intervalo.

Depois dele, o Leão sumiu. Com exceção de um cabeceio de Edcarlos defendido por Grohe, só deu Tricolor. Bastava acertar a pontaria e a virada aconteceria. Dito e feito. Depois que Marcelo Moreno empatou, veio mais um daqueles sinais do apocalipse em 2012: Leandro, acredite, terminou seu jejum de 11 meses e meio sem faturar. Os dois primeiros gols aconteceram em rebote e o terceiro foi muito bonito, na linha de passe composta por Léo Gago, Zé Roberto, Leandro, Kléber, Elano e novamente Leandro. Segundo triunfo consecutivo dos gaúchos e subida na classificação.

Cem e sem

Cem jogos de Gilson Kleina, mas sem motivo para a Ponte Preta lembrar numa boa desta ocasião. Nikão teve três boas oportunidades e Roger também desperdiçou uma, mas os Aflitos não tiveram aflitos. Não aflitos alvirrubros pernambucanos, ao menos. Vitória sólida do Náutico por 3 x 0. Kieza "voltou voltando", dobra decisiva para a farra. Edson Bastos, que teve três bons momentos - um deles em tapinha determinante para impedir o que seria um gol espetacular de Rhayner -, achei ter falhado no arremate de Souza. O que é o futebol: um dia, ganha de 4; outro dia, perde de 3.

Próximas atrações

Mesmo que seja o visitante, o Figueirense tem uma chance de ouro de ganhar 3 pontos pois duelará contra o lanternaço Atlético Goianiense. Já duas partidas são importantes para a zona de risco. Numa delas, o Bahia tem uma missão cascuda: sai para desafiar o Fluminense, que está nas primeiras posições. E no que li alguns palestrinos no Twitter chamarem de "missa de sétimo dia", a final da Copa do Brasil será revivida entre Coritiba e Palmeiras. O Verdão, que precisa ganhar para sair dos quatro últimos, novamente não terá Valdivia em território paranaense, suspenso que está.

Curtinhas

*Com uma rodada de antecipação, o quadrangular decisivo da Série B do Campeonato Gaúcho confirmou o primeiro acesso: do Esportivo, ao ganhar por 2 x 0 do Guarany em Camaquã. O segundo acesso está entre União Frederiquense, com 7 pontos, e Passo Fundo e Guarany, ambos com 5. Domingo tem União x Guarany e Esportivo x Passo Fundo.

*Então, o congresso do Gauchão de 2013 se dará em um cruzeiro no Caribe? Eu mereço...

*Tcheco aposentado aos 36 anos. Ele seguirá no Coritiba em um cargo diretivo no departamento de futebol. Ao longo da carreira, Tcheco venceu sete Estaduais, sendo cinco Paranaenses (dois pelo Paraná e três pelo Coritiba) e dois Gaúchos (pelo Grêmio), o Módulo Verde e Branco da Copa João Havelange de 2000 (pelo Malutrom) e a Série B de 2010 (pelo Coxa).

*Não importou o Grupo Sonda cair fora. O Atlético Mineiro bancou recursos próprios para comprar o atacante André do Dínamo de Kiev. Investimentos fortes resultarão em algo bom no fim do ano?

*Que fase do Jael! Depois de não emplacar no Flamengo, foi para o Sport e também se deu mal. Dispensado no mês passado, recomeçará no futebol da Coreia do Sul.

*Piadas inteligentes devem ser curtidas. Essa aqui mostra o avião onde o Ipatinga voltou para casa após levar 6 gols do Joinville. Como diria o Patrão: bem bolado!

*Foi divulgada a tabela do Campeonato Argentino de 2012/2013, que têm duas mudanças importantes: os Torneios Apertura e Clausura são renomeados para Inicial e Final; haverá um campeão único entre os vencedores deles e não mais dois campeões por temporada; e não haverá mais a Promoção, sendo direto o rebaixamento dos três times com pior média das últimas três temporadas.

*A primeira rodada do Torneio Inicial, entre 3 e 6 de agosto, apresenta Arsenal x Unión, Colón x Lanús, Godoy Cruz x All Boys, Newell's Old Boys x Independiente, Quilmes x Boca Juniors, Racing x Atlético Rafaela, River Plate x Belgrano, San Lorenzo x San Martín, Tigre x Estudiantes e Vélez Sarsfield x Argentinos Juniors. River x Boca será em 28 de outubro, no Monumental de Nuñez.

*O Chelsea começou sua pré-temporada ao visitar o Seattle Sounders e vencê-lo por 4 x 2. Roberto Di Matteo poupou alguns experientes e preferiu usar gente nova, incluindo o brazuca Lucas Piazon.

*"Breaking News" do fim da manhã, quando eu estava fechando as colunas de hoje: Rafael Nadal anunciou que está fora da Olimpíada. Tendinite no joelho causa sua retirada. Mais próximo fica Roger Federer da medalha de ouro?

E atenção, pessoas!

Chegou aquele momento em que você faz isso ou aquilo, mas não as duas coisas juntas: "Sintonia PB", antenado no que ocorre fora dos esportes. Às novidades:

*Leio no Portal Imprensa que a RedeTV! de Porto Velho demitiu o jornalista Francisco Costa por se recusar a fazer uma reportagem publicitária. No último sábado, ele deveria cobrir um "sorteio de prêmios" de uma rede de lojas da Região Norte, o que considerou um "material com finalidade comercial". Francisco se dirigiu ao editor-chefe Adão Gomes, afirmou que trabalhava para o jornalismo e não para o departamento comercial, mas ouviu como resposta que a falta da matéria resultaria na perda do cliente. Adão confirmou que a recusa à matéria comercial resultou na demissão de Francisco por haver regras e normas da empresa a ser obedecidas, mas que pior do que isso foi não fazer e não avisar isso. Convenhamos, gente: essa mistura de estações não é legal.

*Veem aqui (postada por tuliohd3d) uma reportagem do "Goiás Record" sobre brinquedos de um parque de Goiânia que estão parando do nada e deixando seus usuários aflitos até a normalização deles, ainda mais aqueles que te deixam lá em cima. Assim aconteceu com a repórter Fabiane Fagundes e seu cinegrafista. Eles ficaram presos 20 minutos na roda gigante ao gravar sobre o assunto.

*Mais um G1 regional começa nesta sexta-feira: o da TV Vanguarda, afiliada da Rede Globo no Vale do Paraíba. Consequentemente, vão para o Globo TV os vídeos de toda a programação local da emissora do Boni, que faz uso de todos os horários regionais disponibilizados pela matriz - e até mesmo alguns extras da madrugada, como os do "Corujão".

*Olhem aqui (postado por tuliohd3d) um vídeo curioso: é uma geração de comerciais e chamadas que a Globo faz no SAT Rede para todas as suas emissoras diariamente, por volta das 2h. Inclui material gerado do Rio de Janeiro e material gerado de São Paulo. No fim do vídeo, entra uma chamada regionalizada do "Encontro com Fátima Bernardes" para a RBS TV de SC e daqui do RS.

*Falando em RBS: por 40 minutos, tive a sensação de assistir à "TV Globo de Porto Alegre". Explico: ontem, passou Atlético Mineiro x Internacional aqui no Rio Grande do Sul. Apesar de ser exibição regionalizada da RBS TV, foi usado todo o padrão da Globo, incluindo slogan pra pagar comerciais, logo marca d'água e selo colorido "ao vivo". Ocorre que, no "Bom Dia Rio Grande" desta manhã, o logo marca d'água da Globo foi preservado na tela. Isso já tinha acontecido outra vez no ano passado em contexto igual, mas naquela oportunidade a marca d'água da RBS voltou no início do segundo bloco. Desta vez, o logo da Globo ficou por dois blocos inteiros e parte do terceiro - e apenas a marca d'água, com o selo colorido ao vivo sendo o da RBS. Um ilustrativo da troca está aqui.

*José Luiz Datena continua com a língua afiada. Saca só aqui (postado por thericksouza) alguns trechos do "Brasil Urgente" de ontem, onde ele novamente detona o Ibope e até mesmo pede uma investigação no dinheiro da Rede Record - à qual não menciona nominalmente - por não fazer intervalos comerciais. Em tempo, antes que alguém se confunda: os letreiros debochados inseridos no vídeo, embora nos mesmos moldes dos adotados pelo jornal policial, foram inseridos no vídeo pelo postador e não exibidos no ar pela Bandeirantes.

*Entrevistada pelo Ricardo Feltrin no UOL, Ana Paula Padrão afirmou que os maiores críticos da Record não acompanham sua programação. Ela disse sentir isso quando vai a Brasília e é perguntada por muita gente de classes média e média-alta sobre em qual canal está e o que tem feito, mas que em matérias nas periferias é chamada pelo nome, pega pela mão e levada até um buraco enorme na rua ou em um terreno com lixo, mostrando que sabem quem ela é e onde trabalha. Ana disse ainda não achar que o fato de Edir Macedo ser um líder religioso seja relevante para o trabalho jornalístico da Rede Record e garantiu se sentir plena e realizada profissionalmente, igual era na Globo e no SBT, e também como pessoa, como não era nestas duas. Considerações, viventes?

*Leio no Alan de Faria que, ao enviar para sites e jornais o resumo dos capítulos da última semana de "Maria do Bairro", o SBT não incluiu o do último, na sexta-feira da semana que vem. Nada de mais, não fosse o fato desta ser a quinta exibição da novela mexicana. Só se providenciaram um final diferente junto à Televisa e mandaram dublá-lo para uniformizar tudo (hahahahaha).

*Na coluna da quinta-feira passada, você leu quem ficou de 41° a 100° na votação do "Maior Brasileiro de Todos os Tempos". Quase todos os demais foram anunciados ontem pelo SBT. Os demais que não são finalistas são estes: de 40° a 31°, Xuxa Meneghel, Rodrigo Faro, Renato Aragão, Dom Hélder Câmara, Valdemiro Santiago, Luciano Huck, Tancredo Neves, Dilma Rousseff, Padre Cícero e Herbert de Souza (Betinho); de 30° a 21°, Renato Russo, Luiz Gonzaga, Chico Mendes, Dom Pedro II, Silas Malafaia, Oswaldo Cruz, Manoel Jacinto Coelho, São Frei Galvão, Rui Barbosa e Eike Batista; e de 20° a 13°, Neymar, José Alencar, Roberto Carlos, Zilda Arns, Dercy Gonçalves, Ronaldo Nazário, Chico Anysio e Edir Macedo.

*Agora é esperar pelas próximas edições e saber quem entre Ayrton Senna, Chico Xavier, Fernando Henrique Cardoso, Getúlio Vargas, Irmã Dulce, Juscelino Kubitschek, Luiz Inácio Lula da Silva, Oscar Niemeyer, Pelé, Princesa Isabel, Santos Dumont e Tiradentes será anunciado o vencedor no dia 26 de setembro.

*Com os jogos da "Sessão das (quase) Dez" na finaleira, ao último trilar de apitante fiquei só no programa do SBT. Não me arrependi. Somando a ele os comentários do povo no Twitter, estupefato com determinadas personalidades em certas posições, não pude deixar de rir e rir o tempo todo. Não é o canal pago TBS, mas é muito divertido! De lambuja, eis que Carlos Nascimento foi ouvir uma senhora na plateia e ela disse que queria votar no Silvio Santos. Nascimento lembrou que não pode e ela mudou o voto para... Emerson Sheik. "Salve o Corinthians... o campeão dos campeões..."

*Alguém observou no Twitter e é verdade: quem clicar no endereço avenidabrasil.com.br vai parar na página do "Maior Brasileiro de Todos os Tempos". Quem explica?

*Completa 60 anos hoje Ricardo Corte Real. Filho de Renato Corte Real, ele atuou na clássica "Família Trapo", da Rede Record. Recentemente, foi visto no elenco do humorístico "Uma Escolinha Muito Louca", na Bandeirantes. Também nesta TV ele apresentou o programa que recordo aqui (postado por brasiltelevision2010): o "Supermarket", bom passatempo das tardes dos anos 90.

*A saideira: quem chega aos 50 anos nesta quinta-feira é Anthony Edwards, o Dr. Mark Greene de "Plantão Médico", seriado que fez entre 1994 e 2002. No cinema, ele se destacou em filmes dos anos 80, como "A Vingança dos Nerds", "Os Nerds Contra-Atacam", "Gotcha! Uma Arma do Barulho" e "Ases Indomáveis".

E fique antenado! "Sintonia PB" continua de olho no que ocorre fora dos esportes e retorna na próxima coluna, se eu não armar um contra-ataque barulhento, vingativo e indomável contra alguém.

Bela do Dia: Denise Rocha

Denise Rocha, assessora parlamentar que é o grande assunto no meio político pois caiu na web um vídeo que é dela no ato... carnal, por assim dizer. Some a isso esta loira ser gostosa até não poder mais e os efeitos práticos estão para ser dois: sua demissão da assessoria do senador Ciro Nogueira e um convite para mostrar tudo (falta mostrar algo mais?) na Playboy.

Convivas

"Partida ridícula do São Paulo. Um time perdido contra outro bem montado, organizado e muito mais incisivo no ataque. Nem tem muito o que falar, a não ser que, de forma emergencial, Ney Franco deve iniciar os jogos com um sistema mais precavido, caso do 3-5-2. Quando a coisa está ruim, o jeito é simplificar." (Alexandre Rodrigues Alves)
Desesperançou, heinhô?

"Digamos que Joel Santana não resista a mais esse vexame. O Flamengo vai botar quem no lugar? Nem Pep Guardiola daria jeito com Renato Abreu dando de calcanhar na frente da própria área! O problema é de gestão. *** Quem tem menos culpa nessa troca de farpas é Fabíola Reipert. Não consta que ela tenha inventado, pois Elano teria desmentido. Se ele disse o que disse para Neymar e Ganso, foi tolo. Se Nívea Stelmann achou de fustigá-lo no Twitter, foi tola e meio pois têm 38 anos e bancou a adolescente. Sendo figuras públicas, isso vira notícia porque não são 'modeletes' e 'ex-BBBs'. Você não faria diferente se militasse no jornalismo de celebridades, sob pena de perder o boné até pela lógica do mercado. *** João Domingos Custódio, se você leu bem o que escrevi, percebeu que a expressão 'coisa do demônio' é de Paulinho da Viola, numa entrevista ao 'Roda Viva' há alguns anos, penso que mais em tom de blague. Refiz meu pensamento, talvez meio tosco e bitolado no início, e passei a considerar com mais atenção algumas manifestações do rock, como Beatles e Raul Seixas. Mas de algumas coisas não abro mão e, para mim, o rock nunca funcionou como porta-voz de coisa alguma. Cada um goste daquilo que bem entender pois a vontade é soberana, e a graça do debate está nas opiniões discordantes, que precisam ser admitidas a bem da democracia. Falei em 'vida atribulada' lembrando das trajetórias de Jimi Hendrix, Janis Joplin, Kurt Cobain e tantos que lançaram ao fundo do mar uma caveira de burro amarrada aos seus talentos. Mas em nenhum momento fui louco de afirmar que o rock foi criado para disseminar as drogas. Não nego as tragédias pessoais de Orlando Silva, cuja voz acabou com as drogas, e Nelson Gonçalves, mas este venceu o vício e cantou lindamente por mais 30 anos, morrendo de velhice. A história de 'música pra velho' estou acostumado a ouvir, chorão de alma que sou. Em vez de tentar convencer o outro de que está errado, faço melhor escutando meus disquinhos. Não acho que meu gosto seja necessariamente melhor. É apenas meu gosto. Se ousei falar mal do rock, 'menina dos olhos' de toda essa gente que quer tomar o elixir da eterna juventude, foi porque remo contra a corrente." (Clayton Moreira)

"Que surra o meu Corinthians deu nesse catadão do Flamengo. 3 x 0 ficou muito, mas muito barato. O Flamengo tem que agradecer por ter perdido de tão pouco. Faz tempo que eu não via um duelo entre times brasileiros do mesmo tamanho ser tão desigual. Quase Joel Santana acerta o resultado pois, na volta do intervalo, disse que Adryan no lugar do Bottinelli era para empatar o jogo ou tomar de 4. Se não fosse Emerson errar o pênalti, a alteração teria surtido efeito. Agora dá para o Corinthians embalar pois têm dois jogos em casa e o time está se encaixando novamente após a conquista da Libertadores. *** O presidente do Palmeiras deve ter surtado. Time imbatível com mais dois ou três reforços? Para isso acontecer, ele terá que contratar 10 jogadores top. Tirando Marcos Assunção, nenhum jogador do Palmeiras é de ponta." (Fernando Henrique França Gemignani)

"Dica de 'Bela do Dia': Alexandra Richter. *** Obrigado por postar minha opinião sobre o rock, mas escrevi Bruno e 'Berrone' de propósito, para mostrar que eles berram em vez de cantar." (João Domingos Custódio)
Sim, mas tenho trocado estes apelidos que os convivas colocam pois, para um básico de pesquisas nos sites de buscas, é mais fácil chegar aqui nas colunas pelos nomes corretos e verdadeiros.

"O Flamengo ditava o ritmo de jogo, tinha a posse de bola por mais tempo, porém, um erro individual de Bottinelli culminou no primeiro gol. O Corinthians é isso: solidez defensiva que nega espaço ao adversário e eficácia no ataque. Não cria muitas situações, mas é letal quando encontra uma grande oportunidade. Jogo feito, muito tático e pouco técnico, mas altamente competitivo. Renato Abreu, ex-jogador em atividade, protagonizou um calcanhar patético. Para piorar, Joel Santana tirou Bottinelli, o melhor jogador do time até então, que em momento algum se escondeu. Ibson sumiu e Vagner Love teve que sair demasiadamente da área para buscar jogo. É possível a incompetente Patrícia Amorim ter paciência com um ultrapassado Joel Santana? O elenco do Flamengo é fraco e limitado, qualquer treinador encontraria dificuldades. Todavia, sequer o que tem de melhor vai a campo e sequer uma formação minimamente competitiva é montada. Não há tática e não existe nenhum jogador acobertando laterais totalmente desprotegidos. Não creio que o rubro-negro brigue para não cair, mas também nem sequer uma vaga na Libertadores será conquistada. *** Não me iludo com o início estonteante do Atlético Mineiro. Não digo que seja 'cavalo paraguaio', apenas é normal uma sequência assim de bons resultados em um campeonato tão longo como o nosso. Flamengo e Atlético polarizaram uma disputa em 2008 e, no fim das contas, ninguém ganhou. O Galo disparou na ponta em 2009 e, ao final, sequer a Libertadores alcançou. O time atual é forte, competitivo e às vezes vence e convence, mas haverá oscilação e aí é preciso estar preparado para não ter a confiança afetada por duas ou três partidas sem vencer." (Romário Henderson)

Participe pelo papodebola@gmail.com. Sua opinião será registrada nas próximas colunas.

Clipe do Dia

Registro do Flávio Ricco no UOL: morreu ontem Vera Brasil, aos 80 anos, de mal de Alzheimer. Cantora, compositora e instrumentista, ela era irmã do locutor Berto Filho, ex-TVs Globo e Manchete. Vera esteve em festivais na Globo e na extinta Excelsior, além de atuar no espetáculo "Fica Combinado Assim" com Agildo Ribeiro e Pedrinho Mattar. Eis aqui Vera cantando "Samba Bom", do álbum "Tema do Boneco de Palha".

Antes do Arremate...

...uma pergunta: dá para considerar na mística de "2012" eu ver Fátima Bernardes dançando charme, ainda que de maneira tímida? Ela nem sacolejou e remexeu como poderia e deveria. Nem atuante mais na Central Globo de Jornalismo a Sra. Billy Biscoito Bonner de Baunilha é (eh, eh, eh). Fechemos.

Arremate

Riquelme traiu o Boca Juniors ao deixá-lo a dois anos do fim do contrato ou Maradona está exagerando?

"24 Horas" volta antes que saibamos em qual clube Román atuará nos próximos tempos!

O COLUNISTA: Edu Cesar é criador e editor do Papo de Bola (autor também da coluna "Papo de Mídia").

E-MAIL: papodebola@gmail.com


LEIA
COLUNAS ANTERIORES
VEJA
"BELAS DO DIA" ANTERIORES

.

.

.


Confira as manchetes do Papo de Bola - o Site, o acompanhamento das rodadas de futebol e comentários diversos. Para ser mais um seguidor, clique aqui.
 
PAPO DE BOLA - O SITE Desde 2/6/2003 Jogue junto com este time!
Criação, produção e edição Edu Cesar E-mail papodebola@gmail.com

.