.


.

  24 Horas
  Papo de Mídia
  Academia Esportiva
  Papo Especial
  Especiais PB
  O Jogo da Minha Vida
  Rádio PB
  PB Interativo
  Sites Parceiros
 

OFERECIMENTO

.

ATENÇÃO: página melhor visualizada em 1024 x 768 - Seja bem vindo ao PAPO DE BOLA - O SITE!

.

24 HORAS
Futebol, esportes, sintonias e belas

.

12 de julho de 2012 - ANO 9, EDIÇÃO 304
Um alviverde novamente imponente

A sociedade estava na espera há muitos anos. Perder a esportiva não é legal e só perder é pior ainda. Por isso, palmas para o Palmeiras. Um time com suas limitações, com suas carências, mas que cumpriu seu papel com exatidão, soube tirar proveito das situações nos confrontos disputados, teve alguns jogadores com competência máxima e um treinador de retrospecto revivendo seus melhores dias. Tudo isso tornou o Verdão campeão da Copa do Brasil de 2012. Um alviverde novamente imponente. Bi de bicampeão. Bi de bigode, tanto o do Felipão quanto o do ontem suspenso Valdivia. Bi de "bileza" (tá, forcei a barra agora).

Para um time que precisava marcar dois gols e não sofrer nenhum para forçar a disputa nos pênaltis, o Coritiba mostrou pouco. Em comum com o tempo primeiro de Barueri, apenas não marcar gol. No desempenho, diferença enorme. Fora, o Coxa atacou mais e ameaçou mais. Diante de sua gente, foi o chutaço do Rafinha que passou a centímetros do gol do Bruno e mais nada. O Palmeiras não foi tão melhor assim, mas esteve mais perto de abrir o placar, fosse no chute bonitaço de Juninho detido por Vanderlei, no gol incrível perdido por Betinho e em falta muito perigosa do Marcos Assunção.

Depois do intervalo, dois lances em 4 minutos resolveram a questão. O primeiro foi o gol do Coxa, em falta perfeitamente cobrada por Ayrton no canto direito. O segundo foi o gol do Verdão, originado de falta que não me convenceu por completo - ainda que um ângulo de frente da filmagem da Band e da ESPN mostrasse Roberto agarrando a camisa de Mazinho. Quantas vezes falei na "24 Horas": o que seria do Palmeiras sem Marcos Assunção? Dito e feito: erguida com precisão, a bola foi desviada por Betinho e a festa começou pois o título estava garantido. 4 x 1 do Coritiba? Mas sem chance.

O jogo "acabou" de tal maneira aos 20 minutos da etapa final que o que veio depois nem fez diferença. Assunção quase virando ao acertar a trave? Nhé! Anderson Aquino disparando um chutaço defendido por Bruno? Nhé! Batida pra fora de Rafinha em jogada individual? Nhé! Pereira expulso com segundo amarelo em carrinho forte? Nhé! Nada disso importou pois a ordem dos fatores não alterou o produto (cuméquié, Edu Cesar?). O gol de empate resolveu tudo em termos de ânimo, total do lado paulista e inexistente do lado paranaense. Aí, foi só esperar o último trilar de apitante.

A Sociedade Esportiva Palmeiras está de volta ao topo além-fronteiras, 12 anos depois. Parabéns, palestrinos!

O maior campeão verde e amarelo

Pra começo de conversa, não vamos considerar a Série B de 2003 na história pois, para certos clubes que atingem um determinado status de grandeza, ganhar esta competição não é algo para se orgulhar e sim nada mais do que cumprir com sua obrigação - o que foi muito bem feito, lembremos. Feita esta observação, vale o destaque histórico: o Palmeiras é agora o clube mais vencedor de torneios do Brasil em todos os tempos. Além das duas Copas do Brasil, se somam oito Campeonatos Brasileiros: quatro no formato atual (vigente desde 1971), duas Taças Brasil e dois Torneios Roberto Gomes Pedrosa. O 11° é a Copa dos Campeões, até ontem à noite a última festa nacional do Verdão.

Título invicto

O Palmeiras chegou à conquista sem sofrer uma derrota sequer. Em 11 partidas (não jogou o máximo de 12 pois resolveu a segunda fase, contra o Horizonte, direto na ida), venceu 8 e empatou 3, marcando 23 gols e sofrendo 6. É o sexto clube a vencer a Copa do Brasil de maneira invicta. Os outros foram o Flamengo em 1990, o Criciúma do próprio Felipão em 1991, o Corinthians em 1995, o Cruzeiro em 2000 e 2003 e o Grêmio em 1989, 1994 e 1997. Como em 94 o treinador gremista era justamente Scolari, temos mais essa: o homem venceu a terceira CB sem derrotas. Sabe muito!

Primeira conquista visitante

Do assessor de imprensa Fábio Finelli: a festa de ontem foi a primeira do Palmeiras como literal visitante, já que realizada em Curitiba a decisiva da Copa do Brasil. Dos outros 10 títulos, dois foram em campo neutro (Náutico, no Maracanã, no jogo-desempate da Taça Brasil de 1967 após cada time ter vencido fora de seu reduto; e Sport, no Rei Pelé, na final da Copa dos Campeões de 2000). Os outros foram todos em São Paulo.

As duas grandes figuras

Que Betinho me desculpe, autor que foi do gol do título, mas dois caras merecem as maiores saudações neste feito palmeirense. Um está dentro de campo: Marcos Assunção. Adquirido junto ao então Grêmio Prudente em 2010, se mostrou um veterano fundamental. Prestes a completar 36 anos daqui a duas semanas, tem um calibre nas cobranças de falta que está em falta (com o perdão da redundância) nem digo no futebol brasileiro, mas mundial mesmo. Quase todas as suas cobranças resultam em perigo e muitas delas estufam as redes, ou diretamente ou escoradas por alguém.

O outro cara que merece saudação está na casamata: Luiz Felipe Scolari. Com todo o respeito ao Uzbequistão, mas o futebol de lá ainda não tem a menor representatividade em termos mundiais. Logo, o último grande título dele foi a Copa do Mundo de 2002 pelo Brasil. 10 anos de jejum era muita coisa para uma "múmia" como ele. Questionado, venceu a descrença de muitos - eu mesmo já estava atirando a toalha com relação a ele. Mas é aquilo: quem aprende a andar de bicicleta não esquece jamais. E quem conhece o caminho dos títulos não o esquece jamais. Assim é Scolari.

O lado vice-campeão

O Coritiba foi prejudicado naquele pênalti não marcado no Tcheco em Barueri? Foi. O Coritiba pode reclamar da falta que originou o título do Palmeiras? Um pouco. O Coritiba perdeu a Copa do Brasil por causa destes dois lances? Absolutamente não. Vai ter gente me xingando por repetir o mesmo discurso, mas o farei uma vez mais: time bom passa por cima de tudo, até de erros da arbitragem (e neste momento sou altamente "elogiado"). Onde estava a pontaria dos atacantes em SP? Onde estava a força do fator campo ontem? A torcida mandou bem, mas o time nem tanto. E depois, num regulamento onde o saldo qualificado define, não dá pra ser feliz com apenas 1 gol longe de sua cancha. O trabalho é inegavelmente bom, mas falta um algo mais. Por enquanto, só veio o bi-vice.

E teve Campeonato Brasileiro!

Foi a rodada de dois fins de semana atrás que terminou somente nesta quarta-feira. Ainda de ressaca pelo título da Libertadores, o Corinthians foi vencido com autoridade pelo Botafogo, cuja diferença de dois gols não espelha o que foi o jogo - pelo que vi do compacto. Muito superior sobretudo no primeiro tempo, mas marcando dois dos três gols já no segundo (os dois do "Elkeson Maravilha"), merecia uma vitória de uns 4 x 1 para melhor traduzir seu comando das ações. O Timão tem que abrir o olho. Campeão sul-americano, sim, mas por isso mesmo pega mal demais estar na zona de rebaixamento com quase um quarto de disputa vencido. Já o Fogão ganha mais moral ainda por vir de duas vitórias consecutivas. Agora, é clássico pela frente contra o Fluminense.

Rescaldo dos palpites

Prometi e trago hoje a contabilidade ainda do último fim de semana, encerrado ontem para fins de chutes pois contou 11 partidas. Neste sentido, fui razoável: 6 acertos (Botafogo, Náutico, Fluminense, São Paulo, Ponte Preta e Atlético Mineiro).

Eis o desempenho de vocês:

8 acertos
Alexandre Rodrigues Alves (4 exatos: 2 x 1 Internacional, 1 x 0 Ponte Preta, 1 x 1 em Florianópolis, 1 x 1 no Recife, Fluminense, Santos, São Paulo e Atlético Mineiro)

7 acertos
Wanderson Ferreira (4 exatos: 1 x 0 Náutico, 3 x 1 São Paulo, 1 x 0 Ponte Preta, 1 x 1 em Florianópolis, Internacional, Santos e Atlético Mineiro)
Natanael Felipe Rhoden (2 exatos: 1 x 0 Ponte Preta, 2 x 0 Atlético Mineiro, Internacional, Botafogo, Fluminense, Santos e São Paulo)
Carlos Eduardo Sampaio Queiroz (1 exato: 2 x 0 Atlético Mineiro, Botafogo, Fluminense, Santos, Ponte Preta, Botafogo e empate em Florianópolis)
Charles Tavares (1 exato: 2 x 1 Internacional, Botafogo, Náutico, Santos, São Paulo, Ponte Preta e empate em Florianópolis)
Nelson Jorge (1 exato: 1 x 1 em Florianópolis, Internacional, Botafogo, Santos, São Paulo, Ponte Preta e Atlético Mineiro)

6 acertos
Anderson Costa (2 exatos: 2 x 0 Atlético Mineiro, 1 x 1 em Florianópolis, Botafogo, Fluminense, São Paulo e Ponte Preta)
Celso Luís Gallo (1 exato: 2 x 1 Internacional, Botafogo, Santos, São Paulo, Ponte Preta e Atlético Mineiro)
Douglas Ernesto Fernandes Gonçalves (1 exato: 2 x 0 Atlético Mineiro, Internacional, Botafogo, Fluminense, Santos e São Paulo)
João Arruda (1 exato: 2 x 1 Internacional, Botafogo, Santos, São Paulo, Ponte Preta e Atlético Mineiro)

5 acertos
Carlos Rodrigues (Fluminense, Santos, São Paulo, Ponte Preta e Atlético Mineiro)
Paulo Henrique de Oliveira Santana (Botafogo, Fluminense, São Paulo, Ponte Preta e Atlético Mineiro)

4 acertos
Fernando Melotti Constâncio (2 exatos: 2 x 0 Atlético Mineiro, 1 x 1 em Florianópolis, Internacional e Fluminense)
Clayton Moreira (1 exato: 2 x 1 Internacional, São Paulo, Atlético Mineiro e Botafogo)

3 acertos
Danilo Otoni (Internacional, Náutico e Santos)
Fernando Clemente (Botafogo, São Paulo e Atlético Mineiro)

O que vem por aí

Já podem mandar chutes para o fim de semana que chega depois de amanhã. Eis as 10 partidas: no sábado, Figueirense x Atlético Mineiro, Corinthians x Náutico e Ponte Preta x Coritiba; e no domingo, Bahia x Flamengo, Internacional x Santos, Cruzeiro x Grêmio, Botafogo x Fluminense, Vasco x Atlético Goianiense, Palmeiras x São Paulo e Sport x Portuguesa.

Ainda os Estaduais

Começou a final do Piauí, com o Parnahyba vencendo o Flamengo pela contagem mínima. A volta é neste domingo. O Parnahyba será campeão mesmo perdendo por um gol de diferença, já que de melhor campanha e, por isso mesmo, mandante do segundo jogo. O Flamengo precisa de dois ou mais gols para ser campeão piauiense.

Ronaldo x Zidane em Porto Alegre

Anunciado no Twitter pelo presidente Eduardo Sirotsky Melzer (mas tá beleza se chamá-lo de Duda Melzer): o Grupo RBS e a ONU fecharam acordo para o Projeto Copa 2014, feito pelos afiliados à Rede Globo, incluir o amistoso entre amigos do Nazário e amigos do Zinedine aqui na capital gaúcha, em dezembro. (Atualização das 13:00: completa o site da RBS que o jogo será no dia 19, na Arena do Grêmio.) O Projeto Copa 2014 foi lançado hoje em São Paulo, na semana que vem o será aqui em Porto Alegre e, depois, em Florianópolis.

Então tá, né? Ronaldo na aldeia pampeana não é nenhuma novidade. A novidade mesmo é "só" Zidane por aqui. Como diria Rafael Serra: baita!

Curtinhas

*Ronaldinho Gaúcho será agraciado com o título de Cidadão de Belo Horizonte no dia 30 deste mês. Autor do requerimento: vereador Daniel Nepomuceno (PSB). Detalhe: ele é vice-presidente do Atlético. Pelo amor de Deus, né? Clubismo falou mais alto e a reverência da politicagem também. O que é que R49 fez pela capital de Minas Gerais para ser digno de tal honraria neste momento?

*Então, o Tribunal de Justiça da Suíça tornou públicos os documentos que incriminam João Havelange e Ricardo Teixeira. Eles vão se dar muito mal. Bem feito. Aprontaram, tem mais que se lascar.

*Comissão de Turismo e Desporto da Câmara dos Deputados aprovou um projeto que limita as reeleições de federações esportivas e clubes para apenas uma. Mas não é garantido ainda que a lei entre em vigor. É preciso aprovação na Comissão de Constituição e Justiça, depois aprovação em três comissões no Senado e, finalmente, a sanção presidencial.

*Eusébio recebeu alta do hospital em que estava internado em Portugal. O eterno craque português tinha sofrido um AVC durante a Eurocopa. Quarta internação dele em seis meses. Força, Pantera!

Sintonia PB

Enquanto a bola rolava no Couto Pereira, li no Twitter vários comentários referentes à estreia de "O Maior Brasileiro de Todos os Tempos", no SBT. O programa será exibido até 26 de setembro.

Leio no Daniel Castro que a efetiva escolha do vencedor começará na terceira edição (daqui a duas quartas-feiras, portanto) e será como se fosse em uma disputa esportiva, com chaves, disputas diretas e tudo mais. A cada edição, dois dos 12 finalistas serão submetidos ao voto popular para continuar na disputa. Eles serão representados no palco por "embaixadores", tanto especialistas quanto pessoas que tenham alguma afinidade com eles, que participarão de debates e responderão a perguntas dos telespectadores. Três finalistas chegarão na última edição. Cada personalidade terá expostas cinco grandezas: caráter, compaixão, legado, liderança e coragem. No formato original lançado pela BBC em 2002, Winston Churchill foi eleito o maior inglês de todos os tempos.

Ontem mesmo, o programa já repercutiu demais pois apresentou quem ficou entre 41ª e 100ª posições na votação feita pelo site do SBT. Teve de tudo! Leia e tire suas conclusões:

De 41° a 50° lugar: Machado de Assis, Luan Santana, Ivete Sangalo, Elis Regina, Visconde de Mauá, Raul Seixas, Leonel Brizola, Tiririca, Gugu Liberato e Rogério Ceni.

De 51° a 60°: José de Paiva Netto, Carlos Drummond de Andrade, Zumbi dos Palmares, R. R. Soares, Paulo Freire, Hebe Camargo, Monteiro Lobato, Roberto Marinho, (São) Marcos e Padre Marcelo Rossi.

De 61° a 70°: Zico, (Amácio) Mazzaropi, Dedé (do Vasco), Ulysses Guimarães, Reynaldo Gianecchini, Carlos Chagas, Monsenhor Jonas Abib, Duque de Caxias, Antônio Ermírio de Moraes e Marechal Rondon.

De 71° a 80°: Lua Blanco, Michel Teló, Garrincha, Lampião, Cláudia Leitte, Luiz Carlos Prestes, Marcos Pontes, Fernando Collor de Mello, personalidade não informada (pois concorrerá nas eleições municipais e estamos sob lei eleitoral) e Sócrates.

De 81° a 90°: José Luiz Datena, Ronaldinho Gaúcho, Joelma, Chico Buarque, Chacrinha, Amado Batista, William Bonner, Cazuza, Tom Jobim e Anderson Silva.

De 91° a 100°: Padre Landell de Moura, Romário, Jorge Amado, Ronald Golias, Itamar Franco, Roberto Justus, Ana Paula Valadão, Vital Brazil, Jô Soares e Maria da Penha.

Considerando-se que os 12 finalistas são aqueles informados na terça-feira pelo Flávio Ricco (lembro: Ayrton Senna, Chico Xavier, Fernando Henrique Cardoso, Getúlio Vargas, Irmã Dulce, Juscelino Kubitschek, Luiz Inácio Lula da Silva, Oscar Niemeyer, Pelé, Princesa Isabel, Santos Dumont e Tiradentes) e que Edir Macedo quase foi um dos 12, quais serão as outras 27 personalidades votadas?

Bela do Dia: Camilla Camargo

Camilla Camargo, atriz, filha de Zezé di Camargo e irmã de Wanessa Camargo. Uma filha é linda e a outra também é.

Rádio PB

Podcast inédito, que escutam aqui, traz um especial do Palmeiras campeão da Copa do Brasil, com a recuperação da campanha até o título e uma montagem especial com o gol do Betinho e o último apito, respectivamente, com os áudios de Dirceu Maravilha na BandNews FM e Fausto César na Rádio Capital (é uma montagem nos mesmos moldes da que fiz no podcast do Corinthians campeão da Libertadores com os dois gols do Emerson e o apito final nos relatos de José Silvério na Rádio Bandeirantes, Deva Pascovicci na CBN e Cledi Oliveira na Estadão/ESPN).

Aviso aos navegantes

Hoje, excepcionalmente, deixo de atendê-los. A quarta-feira necessitou de bastante sono da minha parte para que eu estivesse firme e forte na Copa do Brasil, tanto que não acompanhei Corinthians x Botafogo. Esta quinta-feira não tem futebol, o que facilita bastante as pautas de amanhã. Porém, preciso de tempo livre para algo bem importante que quero fazer amanhã de manhã. Então, sigam remetendo mensagens no dia de hoje que juntarei com as enviadas ontem para publicação nesta sexta-feira. Agradecido pela leitura sempre e vamos que vamos.

Participe pelo papodebola@gmail.com. Sua opinião será registrada nas próximas colunas.

Clipe do Dia

Tem outra música hoje? Acho que não, né? Palmeirenses, só para vocês e para mais ninguém, curtam aqui "O Amor é Verde", com Moacyr Franco.

Antes do Arremate...

...digo que há uma série de datas completadas nesta quinta-feira, que só não destaco hoje mesmo por falta de tempo pois tudo relativo à Copa do Brasil me consumiu quase todo o tempo. Então, falo amanhã dos 85 anos do tradicionalista gaúcho Paixão Côrtes, dos 75 anos do ator Bill Cosby, dos 50 anos do boxeador Julio Cesar Chavez, dos 50 anos da primeira apresentação dos Rolling Stones e dos 10 anos do último "Programa Haroldo de Andrade" na Rádio Globo do Rio de Janeiro. Assuntos muito bons que talvez hoje não tivessem o espaço e a atenção devidos. Dito isto, fechemos.

Arremate

Primeiro o Paraná, depois o Atlético e agora o Coritiba. O Palmeiras é campeão paranaense de 2012.

"24 Horas" volta antes, muito antes, da próxima Copa do Brasil iniciar!

O COLUNISTA: Edu Cesar é criador e editor do Papo de Bola (autor também da coluna "Papo de Mídia").

E-MAIL: papodebola@gmail.com


LEIA
COLUNAS ANTERIORES
VEJA
"BELAS DO DIA" ANTERIORES

.

.

.


Confira as manchetes do Papo de Bola - o Site, o acompanhamento das rodadas de futebol e comentários diversos. Para ser mais um seguidor, clique aqui.
 
PAPO DE BOLA - O SITE Desde 2/6/2003 Jogue junto com este time!
Criação, produção e edição Edu Cesar E-mail papodebola@gmail.com

.