.


.

  24 Horas
  Papo de Mídia
  Academia Esportiva
  Papo Especial
  Especiais PB
  O Jogo da Minha Vida
  Rádio PB
  PB Interativo
  Sites Parceiros
 

OFERECIMENTO

.

ATENÇÃO: página melhor visualizada em 1024 x 768 - Seja bem vindo ao PAPO DE BOLA - O SITE!

.

24 HORAS
Futebol, esportes, sintonias e belas

.

11 de junho de 2012 - ANO 9, EDIÇÃO 275
Ah, as loiras irlandesas!



Bem que eu queria, moça, mas não será possível. Teus compatriotas não ajudaram. Mas antes da Eurocopa, vamos abrir falando do Campeonato Brasileiro.

As boas e as más da rodada

Agora são 22 partidas das primeiras quatro rodadas do Brasileirão que envolveram clubes de São Paulo. Depois deste domingo, são 3 vitórias - o que não melhora muito a situação, considerando-se que são 3 em 22 e que uma destas três foi em confronto regional. A primeira a quebrar a corrente foi a Portuguesa, superior ao Atlético Goianiense e merecedora da vitória - porém, contudo, todavia, entretanto, com erro decisivo de arbitragem no primeiro gol, marcado contra pelo goleiro Roberto após cabeceio de um impedido Ricardo de Jesus. Só que o mesmo Roberto aprontou no segundo tento ao frangar o chute de Moisés num dois lances dentro da área. Gledson até fez algumas boas intervenções, mas em linhas gerais a rubro-verde paulistana foi melhor que o rubro-negro goiano.

O outro triunfo paulista foi em um péssimo clássico num esvaziado Morumbi, com pouco mais de 6 mil fãs - o que resultaria em estádio lotado, se de quase 7 mil lugares fosse sua capacidade. Antes ainda dos 10 minutos, o São Paulo estava na frente com Paulo Miranda. Repleto de desfalques, o Santos teve a rigor duas grandes chegadas em toda a partida, a primeira quando Dênis teve que defender uma batida de Dimba (que evidentemente não é aquele) e a segunda quando Everton Páscoa cabeceou pertinho do alvo após cobrança de escanteio. Por sua vez, o Tricolor perdeu uma oportunidade ótima com Lucas - sim, retornado do jogo da Seleção nos States no dia anterior. Segunda vitória são-paulina na competição em um clássico bom, muito bom, excelente... para dormir.

Apesar de ter acabado sem abertura de contagem, Figueirense x Ponte Preta foi muito melhor e mais agitado que o San-São. A Macaca foi mais presente no primeiro tempo e o Furacão do Estreito fazia Edson Bastos trabalhar bastante no segundo. Mas quando Sandro foi expulso, tudo mudou e os paulistas procuraram tirar proveito disso. Porém, João Paulo salvou em cima da linha um chute de André Luís com Ricardo já batido e, perto do fim, Ygor quase cabeceou dentro das próprias redes. Os catarinenses ficaram satisfeitos com o "oxo" final, dadas as circunstâncias. Mas era em casa, ô!

Agora, se é para falar em começo desastroso de clube paulista no Campeonato Brasileiro, temos que falar dos paulistanos mesmo. Um deles é o Corinthians, que optou por um reservão do reservão para resguardar os titulares para a Libertadores. Consequência disso: apesar de não ter sido brilhante e espetacular, o Grêmio construiu ainda no primeiro tempo uma vantagem sólida de dois gols, o primeiro deles com a mão mole do goleiro Danilo Fernandes no foguetaço disparado por Marco Antônio. No segundo tempo, Victor fez duas boas defesas, teve a ajuda da trave em escanteio batido por Douglas e não foi marcado um pênalti de Antônio Carlos sobre Kléber, que perdeu um gol feito da marca do pênalti. O Imortal de Vanderlei Luxemburgo vai com muita moral pra semi da Copa do Brasil.

Por outro lado, quem vem com muitas dores de cabeça para Porto Alegre é o Palmeiras, de força máxima no sábado à noite. Com exceção de um chute de Luan defendido por Giovanni, o alviverde sobreviveu da pontaria perigosa de Marcos Assunção, detido duas vezes pelo goleiro e outras duas pelo travessão. Amplamente superior sobretudo na etapa complementar, o Atlético Mineiro mereceu triunfar - só que 1 x 0 foi pouco, dava para ter sido mais. Porém, como resolver quando a arbitragem prejudica duas vezes em gols válidos não confirmados? Resistir. Assim foi na estreia de Ronaldinho Gaúcho, que teve alguns lançamentos e passes precisos nos 45 minutos finais, mas não foi mais destacado que Jô, com o segundo gol em sua segunda partida. Eu quero Jô, eu quero já...

É uma segunda-feira sem corneta em Minas Gerais pois os dois grandes venceram. Cumprindo em Varginha a segunda perda de mando de campo, o Cruzeiro tinha em Wellington Paulista um persistente. Dois arremates errados e uma defesa de Magrão depois, ele cobrou o pênalti decisivo diante de um inoperante Sport, cuja grande chance teve Marquinhos Gabriel arrematando sem goleiro devido a uma saída péssima de Fábio, que teve a pele salva por Diego Renan. Além disso, era para Magrão ter sido expulso por segurar a bola com as mãos fora da área ao travar uma saída de Fabinho na cara do gol. Enquanto o Leão pernambucano tem um início irregular, a Raposa mineira permanece invicta e Celso Roth a conduziu à segunda vitória em quatro partidas.

Dos quatro cariocas, o único a perder foi o Botafogo, que começou mal por Herrera querer fazer golaço por cobertura e facilitar a vida de Felipe. O castigo veio a cavalo com Araújo e Lúcio faturando. O segundo gol do Timbu teve os jogadores literalmente derrubando Alexandre Gallo. O Fogão veio com nova disposição para o tempo segundo. Entre a diminuída de Márcio Azevedo e o empate de Fábio Ferreira, a expulsão de Márcio Rozário. Mas a noite não era alvinegra. Maicosuel ficou "no focinho" do alvo e deu um chutinho sem vergonha defendido por Felipe, Márcio Azevedo foi pro olho da rua e Vitor Júnior, na recuada pateta, e Milton Raphael, na saída pateta que deixou o arco livre, facilitaram para Derley não ter delay e garantir a alegria pernambucana nos Aflitos.

Falei mais acima que São Paulo x Santos foi um jogo terrível. Lá pelo menos ainda teve um gol. Nem isso os pouco menos de 6 mil presentes ao "Enchenão" tiveram do Fluminense ou do Internacional. Partidinha mequetrefe onde o Colorado estava muito desfalcado tanto pela Seleção Brasileira quanto por questões médicas. Os dois momentos mais legais foram do Tricolor, um em cada tempo, mas Muriel voltou a tempo de impedir uma falta cobrada por Deco da ponta esquerda de estufar as redes e Lanzini não dominou e nem bateu estando na cara do gol, facilitando para o arqueiro. Para um lixo de partida, uma cereja indigesta de um bolo estragado: um erraço da bandeirinha Janeth Arcanjo, que viu impedimento inexistente quando muitos tricolores estavam na mesma ou atrás da linha.

Quem tirou o pé da lama foi o Flamengo. O começo foi de sonho: dois gols nos primeiros minutos, um do impedido Vagner Love e outro do livre com "LI" maiúsculo Luís Antônio. Mas Emerson recolocou o Coritiba no jogo, ainda que Vanderlei fizesse duas intervenções importantes antes do intervalo. Depois dele, o Coxa partiu com tudo pra cima, mas errou demais os arremates (Roberto que o diga, não é, alviverdes estressados com ele?). Dentro da série "quem não faz leva", o Mengão castigou a falta de pontaria dos paranaenses ao abrir frente na finaleira com o estreante Hernane, que foi vice-artilheiro do Campeonato Paulista com 16 gols pelo Mogi Mirim. Mesmo ganhando, o rubro-negro parece dirigido por Alfred Hitchcock: é um filme de suspense permanente.

O último jogo comentado é o do primeiro colocado. Mesmo sendo visitante, o Vasco não deu bola pra isso e deu bola para as redes estufarem, duas vezes, uma em golaço de falta do Juninho Pernambucano e outra em golaço de bola rolando do Diego Souza. Era para o Cruzmaltino ter goleado já no primeiro tempo, já que Alecsandro acertou a trave e Marcelo Lomba fez três ótimas defesas. Porém, entre os dois gols cariocas aconteceu um pênalti de Rodolfo em Lulinha que o "Magoo do apito" sonegou. No tempo segundo, a coisa se inverteu e o Bahia é que foi pro tudo ou nada. Fernando Prass passou muito aperto, foram no mínimo quatro defesas importantes. Quando Júnior o venceu, nada mais adiantava pois o último trilar de apitante veio a seguir. Mas ficou adequado o marcador.

Passadas quatro rodadas, o Vasco é o único 100% e também começam bem mineiros (10 pontos do Atlético e 8 do Cruzeiro) e gaúchos (9 do Grêmio e 8 do Inter). Já os paulistas são as decepções, sendo o São Paulo o melhorzinho deles com 50% de aproveitamento. Porém, o Santos só fez 3 pontos em empates e Palmeiras e Corinthians perderam 11 de 12 pontos disputados.

E uma observação final sobre as plateias ridículas deste domingo no Engenhão e no Morumbi: somadas, empatam com os mais de 12 mil fãs em Náutico x Botafogo, perdem de longe dos quase 18 mil pagantes de Bahia x Vasco e, só para humilhar, empataram com os 12 mil pagantes e perderam para os 16 mil presentes ao Mangueirão para o amistoso Paysandu 3 x 0 Remo. Sem mais.

Rescaldo dos palpites

Fui bem neste fim de semana: 7 acertos (2 x 1 Vasco, 2 x 0 Grêmio, Atlético Mineiro, Náutico, São Paulo, Cruzeiro e empate dominical no Rio).

A contabilidade dos convivas é esta:

7 acertos
Natanael Felipe Rhoden (2 exatos: 2 x 0 Grêmio, 1 x 0 São Paulo, Flamengo, Portuguesa, Vasco, Cruzeiro e empate no Rio)

6 acertos
Fernando Henrique Franca Gemignani (2 exatos: 2 x 0 Grêmio, 1 x 0 Cruzeiro, Flamengo, Atlético Mineiro, São Paulo e empate no Rio)
Gabriel Aguiar (2 exatos: 2 x 1 Vasco, 1 x 0 São Paulo, Flamengo, Grêmio, Cruzeiro e empate no Rio)
João Arruda (2 exatos: 2 x 1 Vasco, 1 x 0 Cruzeiro, Flamengo, Portuguesa, Grêmio e São Paulo)
Celso Luís Gallo (1 exato: 1 x 0 Atlético Mineiro, Flamengo, Portuguesa, Grêmio, São Paulo e Cruzeiro)
Douglas Ernesto Fernandes Gonçalves (Flamengo, Portuguesa, Vasco, Grêmio, Cruzeiro e empate no Rio)
Wanderson Ferreira (Flamengo, Atlético Mineiro, Vasco, São Paulo, Cruzeiro e empate no Rio)

5 acertos
Anderson Costa (1 exato: 2 x 1 Vasco, Atlético Mineiro, Grêmio, Cruzeiro e empate no Rio)
Nelson Jorge (1 exato: 2 x 1 Vasco, Flamengo, Portuguesa, Grêmio e Cruzeiro)
Paulo Henrique de Oliveira Santana (1 exato: 2 x 1 Vasco, Portuguesa, Grêmio, Cruzeiro e empate no Rio)
Charles Tavares (Portuguesa, Grêmio, Náutico, São Paulo e Cruzeiro)
Eduardo Pfals (Vasco, Grêmio, Náutico, São Paulo e Cruzeiro)

4 acertos
Alexandre Rodrigues Alves (1 exato: 2 x 0 Grêmio, Flamengo, São Paulo e empate no Rio)
Clayton Moreira (1 exato: 2 x 0 Grêmio, Flamengo, Náutico e Cruzeiro)
Fernando Clemente (Flamengo, Náutico, São Paulo e Cruzeiro)

2 acertos
Danilo Otoni (Flamengo e Náutico)

1 acerto
Hugo Leonardo Souza Pinto (1 exato: 2 x 0 Grêmio)

O que vem por aí

Com o meio de semana reservado para as semifinais de Copa do Brasil e Libertadores, a próxima rodada é esta: no sábado, Internacional x Botafogo, Cruzeiro x Figueirense e Fluminense x Portuguesa; e no domingo, Palmeiras x Vasco, Flamengo x Santos, Bahia x Sport, São Paulo x Atlético Mineiro, Ponte Preta x Corinthians, Náutico x Grêmio e Coritiba x Atlético Goianiense.

Destaques da Série B

O Ceará finalmente venceu pela vez primeira nesta Bêzona, mas não com facilidades. Saiu na frente, tomou o empate do ABC, marcou duas vezes, recebeu a encostada e vazou os potiguares pela última vez. Mas triunfo sofrido com "SO" maiúsculo foi o do Paraná na Capanema. Começou perdendo para o Guaratinguetá, virou, levou o empate e desempatou aos 49 minutos do segundo tempo. Sofrimento foi o do Goiás: sofreu três gols do Criciúma, mais especificamente três do Zé Carlos, o primeiro deles copiado no dia seguinte pela Croácia ao anotar pela terceira vez diante da Irlanda (em ambos, a bola bateu na trave e ricocheteou no goleiro para entrar). O CRB dobrou ante um zerado Atlético Paranaense e o Guarani, após perder por 2 x 0, buscou a igualdade diante do Barueri.

Depois de cinco rodadas, os Américas Mineiro e de Natal lideram com 13 pontos, seguidos dos 12 do Criciúma e dos 10 de Vitória e Joinville. Os piores são Bragantino, Ceará e Ipatinga, todos com 4 pontos (mas os mineiros com um jogo a menos, que será recuperado em julho contra o Atlético Paranaense), e os dois últimos são os itinerantes Guaratinguetá, com 3, e Barueri, com 2.

Rescaldo dos palpites

Considerando-se que na semana passada foram 12 partidas - as 10 da rodada normal e mais duas atrasadas -, fui fraco: 4 acertos (2 x 1 Vitória contra o Boa Esporte, Joinville, América de Natal e Paraná).

O aproveitamento dos leitores foi este:

8 acertos
Nelson Jorge (2 exatos: 2 x 0 Goiás, 1 x 1 em São Caetano, Joinville, Avaí, América de Natal, Criciúma, Ceará e empate em Barueri)

7 acertos
Anderson Costa (1 exato: 2 x 1 Vitória, Goiás, Joinville, América de Natal, Criciúma, Paraná e empate em Salvador)
Charles Tavares (1 exato: 2 x 1 Avaí, Goiás, Joinville, Criciúma, Paraná, Ceará e empate em São Caetano)
Danilo Otoni (1 exato: 2 x 0 Goiás, Joinville, América de Natal, Criciúma, Paraná, CRB e Ceará)
Mateus Machado (1 exato: 2 x 1 Vitória, Goiás, Joinville, América de Natal, Criciúma, Paraná e Ceará)
Natanael Felipe Rhoden (1 exato: 2 x 1 América de Natal, Goiás, Joinville, Avaí, Criciúma, Paraná e Ceará)

6 acertos
Alexandre Rodrigues Alves (2 exatos: 1 x 1 em São Caetano, 2 x 2 em Salvador, Goiás, Joinville, Paraná e Ceará)

5 acertos
Eduardo Pfals (1 exato: 2 x 1 Vitória, Joinville, Criciúma, Paraná e Ceará)

4 acertos
Carlos Rodrigues (1 exato: 2 x 1 Vitória, Goiás, América de Natal e Paraná)

O que vem por aí

Aligeirem-se pois a rodada desta semana começa em seguida: amanhã, Vitória x Guarani, Barueri x Paraná e Ipatinga x Boa Esporte; na sexta-feira, Avaí x América Mineiro e São Caetano x América de Natal; e no sábado, Bragantino x Guaratinguetá, Joinville x Ceará, Atlético Paranaense x Goiás, ABC x CRB e ASA x Criciúma.

Mais dois campeões estaduais

Um é de Rondônia: o Ji-Paraná, que aplicou 4 x 2 no Espigão e chega ao título com 8 vitórias, 6 empates e 4 derrotas, marcando 36 gols e sofrendo 26.

Outro é de Roraima: o São Raimundo, com 2 x 0 diante do Náutico. A campanha teve 9 vitórias, 1 empate e 1 derrota, com 31 gols anotados e 6 tomados.

Copa Feminina do Brasil

Infelizmente escondida, com pouco mais de 2 mil torcedores no Pacaembu, a final teve o São José campeão com 4 x 2 sobre o Centro Olímpico, a quem já tinha vencido no Vale do Paraíba por 1 x 0.

A campanha iniciou com 4 x 0 sobre o Comercial (ES), dispensando a volta. Depois, empate e vitória contra o Kindermann (SC). Nas quartas, uma derrota e uma vitória contra o Foz/Cataratas (PR). Na semifinal, dois triunfos contra o São Francisco (BA). Por fim, dois sucessos contra as paulistanas. A campanha teve 7 vitórias, 1 empate e 1 derrota, com 20 gols marcados e 7 sofridos.

O fim de semana da Eurocopa

Além do único gol da peleja, a Dinamarca não fez quase mais nada em termos ofensivos. Mas a Holanda me irritou tanto, mas tanto com sua pontaria falha e suas "783" oportunidades desperdiçadas que mereceu demais perder. Time bom, mas abusou do direito de errar nesta estreia. Já a Alemanha deu sorte do bonito arremate de Pepe pegar no travessão e tocar em cima da linha, foi às redes com o "Super Mario" Gomez e foi ajudada de novo pelo travessão pouco depois. Começo decepcionante dos chucruteiros, mas vitorioso. De cabelo lambido (coisa feia) na etapa inicial, Cristiano Ronaldo teve de bom apenas um chute forte defendido por Neuer - que quase teve a perna direita quebrada pelo sanguinário Postiga. Portugal pressionou no fim, mas não merecia melhor sorte.

O terceiro grupo foi aberto pelas duas últimas campeãs mundiais em uma partida muito bem disputada e emocionante. A Espanha ameaçou Buffon um pouco mais, mas a Itália não deixou Casillas ter vida tranquila. Pena cada seleção ter marcado somente um gol (gols separados por 3 minutos), dois de cada lado deixaria o cenário melhor explicado. Também neste jogo tive causadores de irritação: da Squadra Azzurra, Balotelli ao roubar de Sergio Ramos, invadir a área e demorar tanto para chutar que o próprio Sergio o desarmou; e da Fúria, Fernando Torres ao invadir a área e inventar de tentar driblar Buffon ao invés de bater pro gol. Faltou agilidade de raciocínio de um lado e simplicidade do outro. Mas a hora do almoço esteve muito bem servida por duas seleções sempre candidatas.

Quem tirou proveito disso para tomar à frente sozinha na chave foi a Croácia, que abriu os trabalhos antes de 5 minutos num cabeceio fraquinho, mas acertadinho de Mandzukic. A Irlanda empatou antes da metade do tempo primeiro, mas só fez isso. Os croatas jogaram melhor o tempo todo e com merecimento ficaram na frente antes do intervalo. Cheguei a pensar ter sido irregular o gol por Jelavic estar adiantado, mas como ele recebeu do adversário, isso tirou a condição de impedimento e validou o lance. Mal a etapa final iniciou e o terceiro da Croácia copiou o primeiro do Criciúma contra o Goiás na batida da bola na trave e ricocheteio no goleiro para entrar. Prejudicada foi a Irlanda quando Keane foi derrubado na área e nada marcado, mas o marcador diz bem como foi o jogo.

Falta abrir um grupo. Isso acontecerá hoje, primeiramente com França x Inglaterra e segundamente com Ucrânia x Suécia.

De Lionel para Luiz Antônio

Aniversariado pela 50ª vez nesta segunda-feira (e lembrei disso com um "Momento Raridade Rara" na coluna "Papo de Mídia" deste domingo), Mano Menezes ganhou um presente de grego da Argentina - ou deu para si mesmo este presente de grego? Embora tenha marcado três gols, a Seleção Brasileira que estará na Olimpíada de Londres sentiu falta de um centroavante em melhores dias, o que Leandro Damião não soube ser, e também de defensores mais antenados na zaga e no começo da meia-cancha, para alegria da Argentina, que atuou com o time principal e marcou quatro vezes.

Preciso falar do Messi? Preciso. Preciso dizer que os três gols sobre o Brasil fecham com chave de ouro, prata e bronze uma temporada extraordinária principalmente pelo Barcelona e, agora, também pela esquadra tangueira. Seu precioso terceiro tento só não sairia se parado fosse a sucessivos disparos de muitos canhões. Desde Paolo Rossi no fatídico 3 x 2 para a Itália, há quase 30 anos, a Seleção não era vazada três vezes pelo mesmo jogador. É apenas mais um feitaço do Lionel. E descontada a frustação dos nacionalistas brasileiros, a preocupação com o time olímpico e a alegria dos marrentaços argentinos, este Argentina 4 x 3 Brasil foi o entretenimento mais divertido e legal das duas eternas rivais desde o 2 x 2 da decisão da Copa América de 2004, que ganhamos nos pênaltis.

Eliminatórias Sul-Americanas

A liderança da corrida rumo à Copa do Mundo de 2014 é do Chile, que foi aos 12 pontos ao bater a Venezuela por 2 x 0. Mas o único invicto é o Uruguai, que teve Forlan desperdiçando um pênalti, mas marcou 4 x 2 no Peru e soma 11 pontos. De folga nesta rodada, a Argentina está com 10. O Equador chegou aos 9 pontos com triunfo pela contagem mínima diante da Colômbia, que parou nos 7, um a menos que os venezuelanos. Um ponto acima dos peruanos estão Bolívia e Paraguai, respectivamente ganhadora e perdedor do duelo direto, ambos com 4 degraus subidos na escada para o Brasil.

Campeonato Argentino

Disputada neste fim de semana a antepenúltima rodada da Série B, o River Plate ganhou do Boca Unidos e pode garantir seu retorno matemático à Série A para 2012/2013 já na penúltima rodada. Eba!

Curtinhas

*Entrevistado pela TVN do Chile após o sequestro-relâmpago do fim da semana passada, Valdivia disse que, embora tenha contrato com o Palmeiras até 2015, acha que não pode resistir sem sua família presente. A esposa do "El Mago" disse que o sequestrador tentou - e não conseguiu - estuprá-la. Cuidemos os próximos capítulos.

*Começa amanhã a finalíssima da NBA entre Oklahoma City Thunder e Miami Heat, campeão da Conferência Leste ao marcar 101 x 88 sobre o Boston Celtics. A série final terá os dois primeiros jogos em Oklahoma, os três seguintes em Miami e os dois finais em Oklahoma.

*Com 4,77 metros (melhor marca do ano em pista descoberta), Fabiana Murer venceu a prova do salto com vara na etapa de Nova York da Liga Diamante, um centímetro acima de Alana Boyd.

*Duas vitórias do vôlei do Brasil sobre a Polônia neste domingo: 3 sets a 1 pela Liga Mundial e sufocantes 3 sets a 2 (venceu dois, perdeu dois e ganhou o último) pelo Grand Prix.

*Vôlei, que não terá Cuba em Londres nem nas mulheres e nem nos homens, que terminaram no segundo lugar o Pré-Olímpico Mundial realizado em Berlim. A única vaga em jogo ficou pra Alemanha.

*Apenas nesta manhã acabou a final masculina de Roland Garros, interrompida pela chuva quando Rafael Nadal tinha 2 sets a 1 (6/4, 6/3 e 2/6) contra Novak Djokovic. Uma dupla falta cometida pelo sérvio deu o sétimo título do Grand Slam francês ao espanhol, seu maior ganhador isolado, superando as seis conquistas de Bjorn Borg. Em todo o torneio, Nadal perdeu apenas um set. Agora ele tem 11 conquistas em torneios Grand Slam contra 16 de Roger Federer. Sensacional! O suíço que fique com as barbas de molho pois periga ser alcançado. Rafael ainda tem muito mais para oferecer.

*Vencido por Justin Wilson, o Grande Prêmio do Texas não foi corrido por Rubens Barrichello, que abandonou antes ainda da largada. Mas nem na Fórmula Indy, Rubinho??? Pombas!!!

*Fernando Alonso vencia o Grande Prêmio de Montreal, mas a sete voltas do fim acabou tudo pois, como a Ferrari não o levou a uma segunda passagem pelos boxes, os pneus desgastaram, Lewis Hamilton tomou a liderança e o espanhol caiu para quinto lugar. Com a vitória de Hamilton, a Fórmula 1 de 2012 tem sete pilotos diferentes ganhando as sete provas já disputadas. Histórico! E a classificação está apertada: Hamilton com 88 pontos, Alonso com 86, Sebastian Vettel com 85 e Mark Webber com 79. Próximo GP é o da Europa, em Valencia, no dia 24.

E atenção, pessoas!

Chegou aquele momento aberto de luto pois alguém muito importante nos deixou no último fim de semana: "Sintonia PB", antenado no que ocorre fora dos esportes. Às novidades:

*Morreu na última sexta-feira, aos 77 anos, de causa não divulgada, Ivan Lessa. Escritor, jornalista e cronista, criou em 1969 o fundamental O Pasquim, opositor maior da ditadura militar. Além do Pasquim e de muitos livros, Ivan trabalhou na TV Globo, nas revistas Senhor, Veja e Playboy, além dos jornais Folha de S.Paulo, O Estado de S.Paulo, Jornal do Brasil e Gazeta Mercantil. Uma grande perda!

*Uma equipe do SBT de Brasília foi atropelada por uma motorista no fim da tarde deste domingo. O carro invadiu a calçada da 206 Sul e atingiu a repórter Ana Carla Mourão, o cinegrafista Pablo Franco e o assistente Danilo Teixeira. Levados ao Hospital de Base, felizmente não correm maiores riscos. Quem também estava no local e viu os colegas serem atingidos foi Elisa Chagas, jornalista da Globo.

*Dia de estreias jornalísticas regionais: às 12h, o "TEM Notícias" da TV TEM de Itapetininga ganha a apresentação de Maria Paula Limah, ex-Bandeirantes de Presidente Prudente e ex-RedeTV! e SBT de São Paulo; e às 17h, a Record Bahia estreia a versão local do "Cidade Alerta", com Adelson Carvalho à frente, que fará concorrência ao "Brasil Urgente" de Uziel Bueno na Band, exibido no mesmo horário - Bahia, que ainda tem no fim da tarde o "Na Mira", da TV Aratu (SBT), às 18h30.

*Curiosidade: a reprise do "Fala Brasil" na Record News, entre 10h e 11h15, é na íntegra, mas com edições pontuais. Não entra a menção à hora certa feita no começo de cada bloco, evidentemente, além do final não ser o original da Rede Record, com Carla Cecato ou Roberta Piza passando para Celso Zucatelli comandar o "Hoje em Dia", e sim um próprio, com direito a uma delas dizendo o slogan "Record News, jornalismo 24 horas de plantão".

*Você já leu nesta "24 Horas" que vem aí novidades no "Band Cidade" do Rio Grande do Sul. Esta chamada aqui, com os apresentadores Sérgio Stock e Lúcia Mattos, além dos demais participantes (Cláudio Andrade no tempo, Affonso Ritter na economia, Oziris Marins na política, João Garcia no geral, Lizemara Prates no rural e Chico Garcia no esporte), mostra um pouco do que será colocado no ar, incluindo o novo cenário.

*Leio no Flávio Ricco que a Bandeirantes planejaria lançar um programa de auditório com José Luiz Datena no fim da tarde, que substituiria o "Brasil Urgente" e teria variedades em geral, mas também notícias ou a abordagem dos fatos mais importantes do dia. Teriam esta ideia por conta dos índices interessantes do "Quem Fica em Pé?" somado ao interesse do Datenão em sair do jornal policial?

*Iniciado por volta das 21h10, o "Pânico na Band" foi até 0h10. Resultado: como antes tinha ainda "Perdidos na Tribo", o "Canal Livre" começou somente à 0h40. Depois, vieram a série "Força Secreta" à 1h45 e o "Show Business" às 2h25. Com tudo isso, o VT de Croácia x Irlanda foi exibido somente às 3h10 e acabou às 5h15, quando entrou a Igreja Mundial. Olho nos horários, olho na Band. Unf...

*O Patrão poderia uniformizar as exibições das suas atrações. No "Vamos Brincar de Forca", estava de cabelo novamente acaju. Já na TeleSena e no "Programa Silvio Santos", de cabelo branco.

*A saideira: completa 60 anos nesta segunda-feira o poeta, compositor e autor teatral Geraldo Carneiro, que foi co-autor da refilmagem de "O Astro" e escreve os episódios de "As Brasileiras".

E fique antenado! "Sintonia PB" continua de olho no que ocorre fora dos esportes e retorna na próxima coluna. E a data de amanhã não me pertence. Melhor nem falar muito deste assunto.

Momento Raridade Rara I

Na data de hoje, se não tivesse morrido em 2003, Carlos Eduardo Dolabella completaria 75 anos. Marido de Pepita Rodriguez e pai de Dado Dolabella, trabalhou em quase 40 produções a partir da década de 60, quase todas na Globo à exceção de algumas poucas, como "Kananga do Japão" na Manchete e "O Campeão" na Bandeirantes. A última novela que fez foi "Porto dos Milagres", em 2001. Aqui está (postada por 8desetembro) uma relíquia: Dolabella, no "Globo de Ouro" em 1974, interpretando "We Can Make It Happen Again", dos Stylistics, seu tema na novela "O Espigão".

Momento Raridade Rara II

Duas datas especiais nesta segunda-feira: ator e diretor, irmão de Roberto Farias e pai de Marcelo Faria, atuante em filmes como "Assalto ao Trem Pagador" e "Pra Frente Brasil", presente em novelas desde o final da década de 70 e no ar em "Amor, Eterno Amor", Reginaldo Faria completa 75 anos; e estreante na TV em um "Caso Especial" com apenas 4 anos, participante de diversos espetáculos no teatro, irmã de Rosana "Narizinho" Garcia e atriz apenas e tão somente da Rede Globo a vida inteira, além de apresentadora do "Globo de Ouro", Isabela Garcia comemora 45 anos.

Com uma só tacada farei dois buracos, diria Tigre Madeiras: eis aqui (postado por guerra1983) um trecho da novela "Água Viva", de 1980, que teve no elenco tanto Reginaldo quanto Isabela.

Momento Raridade Rara III

Duas musas do "Bom Dia Brasil" aniversariando em sequência. Você leu na "24 Horas" anterior que este domingo marcou os 40 anos da deusa Renata Vasconcellos. Nesta segunda, quem chega aos 45 anos é a maravilhosa Carla Vilhena, também apresentadora do "Bom Dia São Paulo". Seu início foi com um estágio na TV Globo do Rio de Janeiro em 1984. No ano seguinte, foi para o vídeo em um programa da TVE. Após dois anos na Europa, foi repórter da TV Manchete no Rio. No final de 1992, foi pra TV Bandeirantes de São Paulo e despontou ao apresentar o "Jornal da Noite" e o "Jornal Bandeirantes". A volta à Globo se deu em 1997, no "SPTV" das 19h15. Depois, entre outros, fez "Fantástico", "Jornal Hoje" e "SPTV" das 12h, do qual saiu em 2010 para os "Bom Dia".

Diferentemente da Renata, que ganhou um "Raridade Rara" curto pois não há muito material antigo dela na web, com a Carla é possível um tópico bem espichado por mais abrangente a publicação de conteúdos seus no YouTube. A carona permite ver diversos jornalistas em outros momentos profissionais. E a última memória é um dos maiores achados já registrados nos 9 anos deste Papo de Bola - o Site.

*De 1993, aqui está (postado por danilorodrigues) a apresentação do baile do Scala Rio no "Carnaval Band Brasil".

*De 1994, veem aqui (postado por danilorodrigues) um "Jornal da Noite" na Bandeirantes. Repórteres desta edição: Daniella Poli, creditada equivocadamente como "Ploi" e hoje editora de texto na RBS TV de Porto Alegre; Walter Hagemann, que não sei por onde anda; Ulisses Rocha, recentemente saído do SBT; Fátima Souza, hoje na Record; Patrícia Marins, que há anos não vejo na TV; Gilson Ribeiro, que cobria a Seleção Brasileira na Copa do Mundo e está fora da TV há um bom tempo; e Alexandra Araújo, da qual eu não recordava. Os comentaristas: Fernando Mitre, longevo na Bandeirantes; Luiz Gutemberg, outro que nunca mais vi; e Newton Carlos, que não sei onde está depois que deixou a Band. Nos créditos finais, o diretor de jornalismo é Antônio Teles, hoje vice-presidente da Band e entrevistador do "Canal Livre".

*De 1997, confiram aqui (postado por danilorodrigues) um "SPTV" noturno na Globo, cujo editor-chefe era Carlos Nascimento. Os repórteres: Emerson Ramos, hoje na Record; Cássia Miguel, conheço por este vídeo; Eleonora Paschoal, hoje na Band; Cléber Machado, em Interlagos por ocasião do GP do Brasil; e Denise Chahestian, hoje apresentadora do "Educação Financeira" na Cultura - e cuja matéria nos boxes da Fórmula 1 tem como entrevistado o então secretário paulistano de esportes Oscar Schmidt, hoje comentarista da Record. Além disso, outro tesouro no primeiro intervalo comercial: um reclame do American Express estrelado por Cynthia Benini, hoje apresentadora do "Jornal do SBT".

*De 1998, eis aqui (postado por lukkasoli) uma loira Carla em um dos últimos "Jornal da Globo" antes do novo formato ancorado por Lillian Witte Fibe. Participam os colunistas Franklin Martins e Cléber Machado. Os repórteres: Herivelto Oliveira, apresentador do "Paraná TV" das 12h na RPC de Curitiba; Marcos Losekann, atual correspondente em Londres; Cláudia Bomtempo, ainda hoje na Globo de Brasília; e a já destacada Denise Chahestian.

*De 2000, trago aqui (postado por naopedofilia) um "Jornal Hoje" com Carlos Nascimento e algo pouco visto nestes últimos anos: Carla como repórter de rua em matéria sobre o combate à pedofilia na Internet.

*De 2002, assistem aqui (postado por leonardo26pe) um "Jornal Hoje" com Carla e Nascimento juntos na apresentação, além de Rosana Jatobá na previsão do tempo - Rosana, que agora é colunista de sustentabilidade da Rádio Globo.

*De 2009, curtam aqui (postado por hubiep) um "SPTV" das 12h e um momento sensacional: Cléber Machado anuncia uma surpresa para Carla, que é uma reportagem de Rodrigo Mansil sobre o agradecimento dos jogadores do Mirassol à apresentadora pelo apoio demonstrado ao time durante o Campeonato Paulista. De lambuja, ela ganhou deles uma camisa autografada e tudo. Completamente pega de surpresa, Carla disse que viu no roteiro do jornal um "VT surpresa" e não conseguiu saber o que era, sabendo só naquela hora mesmo. Muito bom!!!

*De 2010, vejam aqui (postado por surfador01) um "Bom Dia Brasil" com Renato Machado e Ana Luiza Guimarães, onde a pauta era a tolerância zero da síndica de um prédio por conta de barulhos à noite que Carla definiu como "uma sinfonia de ruídos apaixonados". Ela se empolgou nos comentários acerca do assunto, eh, eh, eh!!!

*De 2011, acompanhem aqui (postado por w1tenminutes) um "Bom Dia São Paulo" onde Carla se mostrou soltinha outra vez. Após reportagem de Renata Golombieski sobre um bêbado atacado pelos macacos do Zoológico de Sorocaba, volta para ela tirar onda do cidadão com um: "ma que cachaça é essa, meu sinhô???" (risos)

*Para fechar, uma relíquia fantástica que eu jamais imaginei que encontraria quando pesquisei no YouTube: de 1985, aqui destaco (postado por tomeciencia) a íntegra do piloto do programa "Espaço Comunitário", da TVE, que teria ao final a avaliação de diversos representantes de comunidades do Rio de Janeiro. Uma das reportagens é de um barbudíssimo futuro comentarista político e ministro Franklin Martins. Na apresentação, dois estudantes das Faculdades Integradas Hélio Afonso: Jan Curvo, que não tenho a mínima ideia do que faça agora, mas que teria sucesso como locutor com sua bela voz... e Carla Vilhena, jovenzinha, jovenzinha, nem tinha 20 anos, mas já fazia bonito no vídeo. Sabem quando abro um sorrisaço por encontrar algo que tenha a essência do "Momento Raridade Rara"? Assim fiz ao achar este programa.

Bela do Dia: Elisângela Carreira

Elisângela Carreira, apresentadora do "Band Cidade" de Presidente Prudente. Que seja longa e vitoriosa sua carreira, linda.

Rádio PB

Para quem não acompanhou o Papo de Bola neste domingo, além de inéditas da "24 Horas" e do "Papo de Mídia", foi publicado aqui um podcast com o "Momento Raridade Rara" em versão áudio. Nesta nova fase, estou publicando a "Rádio PB" às quartas, às sextas e aos domingos, tentando ser factual às quartas e sextas e mais generalizado aos domingos.

Convivas

"Jogo fraquíssimo. O São Paulo fez gol com Paulo Miranda, veja só que ironia, e depois cedeu muito campo ao Santos, que não empatou por incompetência dos seus atacantes. A semifinal da Copa do Brasil pode ser usada como desculpa para o mau futebol? A partida de quinta nos responderá. *** Bom jogo entre Espanha e Itália. O empate ficou de bom tamanho pelo bom trabalho tático da Itália e pela falta de poder de conclusão por parte da Espanha. Quando parecia que ia voltar a ter uma boa fase, Fernando Torres entra e consegue errar tudo o que tenta. Por outro lado, Di Natale se mostra mais uma vez bem mais confiável do que Ballotelli, que sabe jogar, mas é completamente imprevisível, muitas vezes para o mal. *** A Rússia confirmou ser o melhor time do Grupo A e a segunda vaga está em aberto. A Grécia, mesmo tendo menos técnica, mostra ser um time entrosado e experiente. No B, a Alemanha têm mais recursos técnicos no meio, mesmo não tendo centroavantes muito talentosos. Como a Holanda já faz a próxima partida contra os alemães, pode se complicar. Incompreensível Van der Vaart e Kuyt ficarem no banco por tanto tempo com o time precisando ganhar. *** O Brasil jogou bem, de forma ofensiva e com vontade, mas permitiu muito espaço no meio-campo, mais do que a Argentina proporcionou. Como as duas defesas de anteontem eram fracas, ficou a cargo do melhor jogador em campo aproveitar as chances e concluí-las. Fica claro que o tempo que Mano Menezes perdeu com Ronaldinho Gaúcho como 'condutor' da Seleção fará falta para a Olimpíada, pois com esse time mais jovem o Brasil ainda precisa corrigir o meio-campo e a zaga, além de não depender tanto da inspiração do Neymar. *** Inacreditável a Nova Zelândia ficar fora da Copa das Confederações perdendo para a Nova Caledônia, sendo que, dentro de suas limitações, até mostrou um futebol razoável na Copa de 2010. Outro absurdo é a Austrália ser filiada à Ásia para disputar Eliminatórias gerais. Mas realmente vai ser interessante ver o Taiti por aqui. *** Gina Gershon é sensacional. Ela também está no filme 'A Outra Face', com John Travolta e Nicholas Cage, e no fraquinho 'Alta Velocidade', com Sylvester Stallone. E essa cena dela com Jennifer Tilly em 'Ligadas Pelo Desejo' é histórica. *** Você também gostaria de ver a deslumbrante Renata Vasconcellos no 'Jornal Nacional' ou prefere o bom dia gracioso proferido por ela? Eu não acharia ruim ela aparecer em todos os períodos do dia." (Alexandre Rodrigues Alves)
Primeiro: Taiti, que abriu a "24 Horas" deste domingo. Segundo: não vi "Alta Velocidade", mas a julgar pelo teu diagnóstico, devo continuar sem ver. E terceiro: quanto mais da Renata, melhor. Mas se puder apenas um horário, que seja o da manhã! "Bom Dia Brasil" sem Renata Vasconcellos é igual ao "Jornal da Globo" sem Christiane Pelajo: perde totalmente a graça. Bom... não perde, não, pois na ausência da Renata entra a não menos apaixonante Ana Luiza Guimarães. Problema é quando a Chris fica ausente.

"Assisti 'O Mágico de Oz' no TCM. Não sabia que por lá também se utiliza dublagem, menos mal que foi usada uma versão com cara de anos 70. Uma de almanaque: Judy Garland, à época com 17 anos, teve que usar uma cinta para segurar os seios e parecer mais jovem! Quanto tarado por esses anos afora deve ter assistido incontáveis vezes ao filme só pra fantasiar com aquele pitéu às portas da maioridade bancando a garotinha, ainda mais com o eterno fetiche da donzela em apuros na meia hora final? E será absurdo pensar que Meany Ranheta foi inspirada na Senhorita Gulch? Eu jamais vira antes o filme, mas foi bater o olho na mulher e me lembrar do desenho! E coincidência das coincidências: lá pelas tantas, um personagem do filme profere palavra parecida com 'cataclísmica', que foi usada pelo Romário Henderson. Somente esta o 'Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa' registra. *** Prestigiei 'O Menino da Porteira' junto com meus pais. Por mais que eu tenha má vontade com Daniel, um cantor romântico que vez por outra se disfarça de sertanejo para fazer média com o pai e posar de tradicional, o filme me surpreendeu positivamente. Se a função é entreter, o objetivo foi plenamente satisfeito. Daniel não cometeu o erro que Renato Aragão comete ao longo dos anos e chamou atores de verdade para coadjuvá-lo, como José de Abreu e Rosi Campos, fora uma rapaziada pouco conhecida, mas talentosa e que não saiu de 'Malhação'. Sabiamente não tentaram adocicar a história para terminar de modo diferente do clássico sertanejo homônimo no qual se baseia o argumento. Se no fundo somos uns matutos e estava todo mundo em casa no feriado, ficam plenamente justificados os 21 pontos da 'Sessão da Tarde' em São Paulo. A Globo foi particularmente feliz na semana passada ao programar seus filmes. No sábado à noite, em vez da porradaria gratuita que geralmente infesta o 'Supercine', exibiram 'A Casa da Mãe Joana', uma ação entre amigos do Hugo Carvana, como são todos os seus filmes. É uma comédia rasgada. Agildo Ribeiro no papel de uma velha é simplesmente impagável! *** À medida que acompanho a Eurocopa, vou entendendo porque Romário me parece melhor a cada ano, mesmo já tendo parado de jogar. É tanto atacante caneleiro que aparece dentro da área que não me estranha, por exemplo, que a Holanda tenha perdido um carreta de gols e que a Espanha tenha feito apenas um. O time de Vicente Del Bosque não me seduz. Toca pra lá, toca pra cá e quem é que chuta? Sempre dá a impressão de que querem dar um toquinho a mais antes do arremate, pecando pelo preciosismo. Só assim pra serem campeões do mundo ganhando de 1 a 0. A gente quer ver gol e, com Fernando Torres, dificilmente seremos atendidos. As pessoas querem enxergar a magia do Barcelona no selecionado espanhol, que padece justamente pela falta daquele que dá o toque de Midas a todo o conjunto: Lionel Messi, desses raros meias talentosos com vocação de artilheiro, assim como Pelé, Zico e Platini. E se o Brasil resolveu contra a Dinamarca no primeiro tempo e se os nórdicos terminaram por derrotar a Holanda, podemos dizer que o Brasil hoje teria condições de bater Sneijder, Robben e cia.? *** Quem no nosso time pode ombrear com Messi? Por isso a vitória argentina. E Galvão Bueno fica enchendo a bola do Brasil, dizendo que jogou de igual pra igual e tal. Ora, jogar de igual pra igual com a Argentina é obrigação! E se tomar duas viradas assim no mesmo jogo em Londres, adeus, medalha de ouro! Pode, Arnaldo? Não nos esqueçamos de que lá estará também a Espanha. *** Flamengo não é Bambala! 3 x 1, né, malandro? Pô, uma hora tinha que ganhar uma." (Clayton Moreira)
Eu jamais disse nesta coluna que o Flamengo é "Bambala" e, sim, apostei que o Coritiba venceria por 3 x 1. Sim, uma hora ele haveria de ganhar, mas não achei que seria no último sábado.

"Sensacional Taiti 1 x 0 Nova Caledônia. O jogo em si, como é possível deduzir, não foi um primor técnico e tático, mas o clima era espetacular! Estádio acanhado, gramado ruim, sem arquibancada, mas com um barranco onde as pessoas se aglomeravam. Eu estava torcendo pela Nova Caledônia, não me pergunte o motivo - talvez seja por ter eliminado a favorita Nova Zelândia -, mas qualquer um dos dois seria uma grata surpresa. Ao final, a emoção de jogadores e comissão técnica taitianos foi algo impagável. Choro, alegria, danças... E um jogador da Nova Caledônia foi receber sua premiação descalço, num ato de desprendimento fantástico. Demonstração do futebol em seu estado mais puro, longe de holofotes, grandes craques e cheques polpudos de sheiks árabes, tudo isso no extremamente carismático Estádio do Barranco - que, aliás, já está pronto para a Copa do Mundo de 2014, caso precisem mudar a sede às pressas, ha, ha. *** Espanha e Itália protagonizaram um jogaço de encher os olhos. Muitos colocavam a Fúria como favorita, se esquecendo que do outro lado estava uma seleção de força histórica como a Itália, que tem como base a campeã invicta Juventus. Jogo muito movimentado, com a Espanha mais cautelosa do que o costume e a Itália mais audaciosa do que o normal. E como joga bola o Pirlo, que o Milan achou que já tinha dado tudo, mas que se tornou o líder da supracitada Juventus e disputa mais uma Eurocopa em alto nível. *** Muito bacana o vídeo da inauguração da Globo News. Em 01:12, tem a apresentação da trepidante Christiane Pelajo. Imagino que o editor deste site tenha gostado desse momento." (Eduardo Pfals)
E tem como não gostar de qualquer momento da Christiane?

"Fátima Bernardes deveria continuar apresentando o 'Jornal Nacional' e ganhar um programa na Globo News, igual a muitos outros da casa. *** Assim como você é apaixonado pela Flávia Freire, eu sou pela Nadja Haddad. Além de linda apresentando, é de uma simpatia incrível. Pena que o 'Vídeo News' seja só um tapa buraco da Band. *** A Record poderia voltar com o 'Cine Aventura' nas tardes de segunda a sexta, mas com bons filmes. *** Uma curiosidade minha: se você não tem lucros com este site, que lhe toma tanto tempo, seus rendimentos vem de onde?" (Eduardo Silva de Souza)
Primeiro: mas a Fátima quis fazer o programa novo nas manhãs, não vamos prendê-la no "JN" por egoísmo pessoal (risos). Segundo: Nadja deveria ser melhor aproveitada pela Bandeirantes. E terceiro: verba da família em si, é com ela que consigo manter o custo mensal de R$ 70,00 do Terra Empresas.

"Espanha x Itália foi um bom jogo. Di Natale mostrou seu faro de gol, David Silva teve visão de jogo e Torres jogou como no seu início no Chelsea. *** Brasil x Argentina foi muito movimentado e com muitas chances de gol. O Brasil até fez uma boa partida. Oscar e Hulk jogaram bem, mas Neymar e Leandro Damião ficaram um pouco abaixo. E deixar Messi livre é pedir para perder. *** Gostei da estreia do Ronaldinho no Atlético. Não foi o do Barcelona, que muitos insistem em esperar, mas foi melhor do que no Flamengo." (Paulo Henrique Gonçalves)

"Grande clássico entre Argentina e Brasil. Jogo aberto, times audaciosos e a todo o momento buscando o gol. Messi não perdoou em dois passes preciosos recebidos e numa conclusão soberba. Mesmo derrotado, o Brasil teve uma boa participação, sobretudo com a bola, criando muitas situações. Contudo, a dupla de zaga imatura e desentrosada, além da marcação pouco eficaz dos volantes, ocasionaram espaços demasiados para Di Maria e Gago, que aproveitaram as boas infiltrações de Messi e Higuain para deixá-los na cara do gol. O que menos importa num amistoso é o resultado e sim o desempenho. O Brasil me agradou, embora sejam necessários alguns ajustes defensivos. *** Szczesny estava ativo no Arsenal. Caso contrário, não seria convocado ou escalado como titular da Polônia. *** Pouco tempo depois da conquista da Liga dos Campeões pelo Chelsea, O Globo publicou sobre uma possível vinda de jogadores dos Blues ao Rio de Janeiro para visitar comunidades carentes. Os jogadores que estão na Eurocopa não viriam. Agora, falta hotéis na cidade maravilhosa? Patético! *** A Eurocopa inicia com jogos relativamente fracos. Fora os ingredentes de expulsão e pênalti perdido em Polônia x Grécia e a partida aberta e movimentada com gols entre Rússia e República Tcheca, decepcionado fiquei com os jogos de sábado, nos quais os jogadores pareciam robôs. Um torneio desta grandeza, que conta com grandes astros do futebol, deveria ter no mínimo muita emoção e equipes postadas de forma ofensiva, protagonizando um verdadeiro espetáculo. *** Finalmente Joel Santana optou pelo jovem Luiz Antônio em detrimento do veterano e limitado Kleberson. Luiz é mais dinâmico, técnico e faz o jogo fluir, além de aparecer como homem surpresa no ataque. Diego Maurício recebeu oportunidade e precisa aproveitá-la e se firmar, pois com Vanderlei Luxemburgo viveu de atrasos e multas e sequer era relacionado. Essa mudança de metodologia, abrindo espaço para jovens qualificados, é bastante louvável. Que Thomás e Adryan, além de Muralha, possam ser melhor aproveitados. *** A estreia de Ronaldinho foi apática. Seu futebol foi semelhante ao apresentado no Flamengo. Alguns lampejos como um chapéu pouco objetivo em Marcos Assunção, cruzamentos perigosos em escanteios e nada mais. Gaúcho continua sem ser participativo, sem chamar a responsabilidade e sem assumir o papel de protagonista. O pior é seu contentamento com o mediano futebol, que em nada acrescenta ao time. Cuca o escalou centralizado, com Bernard e Danilinho em cada flanco lhe auxiliando na criação. Todavia, Ronaldinho foi incapaz de dar um passe cirúrgico para um de seus companheiros, exceto num levantamento para cabeceada perigosa de Jô, que nada mais é do que esforçado. Depender de seus gols fará com que o Galo siga como time pequeno, pois título valorizado e relevante não conquistará." (Romário Henderson)
Eu, pelo menos, tenho gostado desta Eurocopa. Vejo tanto jogo ruim em tudo quanto é lugar que tô dando graças a Deus pelo nível da Euro me satisfazer. Dou uma nota 7,5 após este domingo.

Participe pelo papodebola@gmail.com. Sua opinião será registrada nas próximas colunas.

Clipe do Dia

Dias atrás ela apareceu no "Globo de Ouro", no Viva, com o tema-título de uma novela das 6 exibida em 1988: aqui está Solange com "Fera Radical". E por onde andaria Solange?

Antes do Arremate...

...um adicional que me fez ganhar a segunda-feira. O aniversário é dela, mas resolvi me conceder o presente. Liguei pra TV Globo para desejar parabéns à esplendorosa Carla Vilhena. Há cerca de um ano e meio papeio pelo Twitter com ela, que fica on-line enquanto apresenta "Bom Dia São Paulo" e "Bom Dia Brasil". Aquele recinto cibernético não tem a mesma graça quando ela se ausenta, faz falta ler seus comentários pertinentes sobre os assuntos do noticiário. Devo, não nego e reconheço: me senti a última bolacha do pacote podendo falar não apenas virtualmente, mas diretamente com a Carla, que acompanho há tantos anos. Ah, importante prestação de contas com os leitores: evoluí muito em termos falados. Até hoje lembro dos 10 minutos de "tremelique verbal" quando falei com a Débora Vilalba na época que fazia o "Globo Esporte" de SP e morro de vergonha (hahahaha). E La Vilhena é mais uma que, pra eu conhecer pessoalmente, só se for perto do Hospital Salgado Filho (risos).

Arremate

De Ronaldo Nazário no Twitter: "se Maria Sharapova não tiver chulé, ela é perfeita". Não, Fenômeno, não...

"24 Horas" volta antes que eu diga algo mais inacreditável do que isso daí!

O COLUNISTA: Edu Cesar é criador e editor do Papo de Bola (autor também da coluna "Papo de Mídia").

E-MAIL: papodebola@gmail.com


LEIA
COLUNAS ANTERIORES
VEJA
"BELAS DO DIA" ANTERIORES

.

.

.


Confira as manchetes do Papo de Bola - o Site, o acompanhamento das rodadas de futebol e comentários diversos. Para ser mais um seguidor, clique aqui.
 
PAPO DE BOLA - O SITE Desde 2/6/2003 Jogue junto com este time!
Criação, produção e edição Edu Cesar E-mail papodebola@gmail.com

.